Computação Móvel – Apple e Microsoft



  

Até pouco tempo atrás parecia que o mundo girava em torno da Microsoft. Pelo menos em se tratando do universo da computação. Dia após dia acompanhamos a evolução do Windows. Aguardamos ansiosos por suas novas versões, cada vez mais pesadas e mais cheias de bugs. O que não impediu o seu domínio absoluto nos lares universo à fora.

Parecia que não havia vida além do Windows.

Enquanto isso, a Apple remava. Seu universo limitava-se ao ambiente, principalmente, das agências de publicidade e propaganda graças aos aplicativos de Desktop Publishing, como o Pagemaker e o Photoshop. Ter um de Apple Macintosh em casa era coisa de outro mundo.





E isso só mudou com o lançamento do iMac, que revolucionou a computação pessoal graças a seu design. (E nada mais, aliás). Mesmo assim, isso não foi possível para abalar o reinado da Microsoft no ambiente caseiro.

Então, a empresa comandada por Steve Jobs foi além e lançou o iPhone e mudou o modo como víamos a computação móvel.

Mas, e agora? Quem será capaz de nos mostrar que há vida além da Apple? Por enquanto, o Android, do Google é apenas uma promessa.

Por Maximiliano da Rosa



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *