Apple não poderá utilizar o nome iPhone no Brasil



  

Após ter feito a solicitação de patente para o nome iPhone em 2000, a Gradiente lançou recentemente o seu primeiro smartphone Gradiente iphone. Entretanto, isso consagrou o nome como utilidade da empresa.

O direito do nome já existia, porém expiraria se nenhum aparelho fosse lançado até janeiro deste ano e, por isso, em dezembro do ano passado apareceu o primeiro iphone da Gradiente. Assim, o INPI – responsável pelo registro do nome – garantiu o direito de uso do nome à empresa brasileira, fazendo com que a Apple seja proibida de usar o termo iPhone em seus smartphones no Brasil.

Ainda assim, a Apple permanece autorizada a utilizar o nome em quaisquer outros produtos, principalmente depois de ter solicitado registro do nome para outros segmentos nos anos de 2011, 2010, 2007 e 2006. Entretanto, os pedidos feitos sobre produtos relacionados a celulares ainda não tinham sido analisados pelo INPI e, conforme noticiado, o órgão vai negar todos os pedidos da Maçã com relação a celulares e smartphones, o que inclui também o aplicativo Find My iPhone.





Mesmo com o problema, a Gradiente já se mostrou aberta a negociações com a Apple, que já passou por problemas semelhantes nos EUA com a empresa Cisco.

Por Guilherme Marcon



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *