Blackberry – Venda da Empresa



  

Na segunda quinzena deste mês a Blackberry informou publicamente que o Conselho Administrativo da empresa anda trabalhando na intenção de encontrar “estratégias alternativas” que contribuam para o aumento do valor da empresa bem como de suas vendas. Uma das alternativas comentadas foi a venda da empresa o que para alguns não é uma boa ideia, principalmente para quem comprar.

Um dos principais nomes que acreditam nesse mal negócio é Jean-Louis Gassée, que além de ser um ex-executivo da Apple também já foi presidente da PalmSource. Nas palavras de Gassée, em entrevista para o jornal americano The New York Times, comprar a Blackberry seria um ato de necrofilia.

Para alguns não pode chegar a tanto, mas uma coisa é certa: Nos últimos tempos a empresa vem passando por uma tempestade que parece não ter mais fim. Mesmo que se coloque a Blackberry à venda não existem no mercado muitos investidores interessados na empresa.

Vale lembrar que no passado algumas das grandes companhias da área de tecnologia como a Microsoft manifestaram interesse na compra da empresa. Outro ponto que devemos levar em consideração é que mesmo havendo companhias de tecnologia de porte menor interessadas no negócio – até porque neste caso seria interessante para elas explorar a marca e suas tecnologias – outra barreira é levantada. O motivo aqui é que o governo do Canadá onde a empresa é sediada, que não é muito a favor desse tipo de aquisição uma vez que para ele haveria algumas implicações de segurança nacional.

Por outro lado, alguns especialistas na área sugerem que o que o fechamento do capital da empresa seria uma boa alternativa para dar tempo para que a mesma focasse em sua marca e em sua evolução sem ter que se preocupar a quantas anda suas ações no mercado.





Para se entender melhor em que tornado a Blackberry se encontra basta dar uma olhada em suas ações. Apenas neste ano, o valor das mesmas despecaram 19%. Em uma visão ainda mais significativa basta observar que em 2008 a empresa tinha um valor de mercado de US$84 bilhões e que hoje não passa dos US$4,8.

O que resta é desejar sorte para que a companhia tenha êxito com a nova linha de aparelhos Blackberry 10 e que consiga encontrar uma saída para o tormento.

Para saber mais sobre a Blackberry clique aqui e acesse o site da empresa em português.

Denisson A. Soares



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *