Panasonic deixou o mercado de smartphones




O mês de setembro de 2013 trouxe algumas mudanças para companhias de smartphones em todo o mundo. A Panasonic foi uma das que anunciou alterações em suas produções e decidiu abandonar o mercado. A empresa concluiu que seria melhor focar em produtos voltados para profissionais e terceirizar suas operações de smartphones em mercados emergentes como a Índia.

A conclusão foi tirada após a empresa japonesa de eletrônicos atingir um prejuízo de US$ 15 bilhões nos seus últimos dois anos fiscais. Sua divisão móvel deve perder mais de 1,1 bilhão de ienes – cerca de US$ 11,02 milhões – no ano fiscal que será encerrado em março de 2014. Em 2012, foi registrado um prejuízo de 8,1 bilhões de ienes para essa divisão, que se não cumprir a meta de 5% de margem operacional dentro de três anos, correrá o risco de ser eliminada.


Em 2001, a Panasonic era a segunda maior fabricante de celulares no Japão, atrás da NEC, com mais de 19% do mercado. Apesar de seus esforços, os fabricantes japoneses de eletrônica não conseguiram competir com a Apple e a sul-coreana Samsung. As duas companhias dominam o mercado japonês de telefones celulares. Em 2012, a empresa mal alcançou 7%, bem atrás dos 25% da líder Apple.

Por Jaime Pargan




Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *