Conheça os celulares montáveis do Google



  

Renovar é a palavra chave para se manter à frente de um mercado cada vez mais competitivo. Sabendo disso, a Google começou a desenvolver um projeto diferenciado que promete revolucionar a vida dos amantes de tecnologia.

Embora os aparelhos móveis atuais sejam bastante atraentes em termos de funcionalidade e design, eles possuem algumas limitações que ainda impedem que o usuário tenha total controle sobre aquilo que possuem. Os smartphones e tablets de hoje em dia não permitem a adição de outros componentes que possam incrementar a experiência do usuário.

Diferentemente dos computadores de mesa, onde é possível adicionar uma câmera de maior qualidade, modificar os sistemas de som e até mesmo torná-lo mais rápido através da adição de processadores, os smartphones atuais limitam-se apenas ao hardware já existente e, caso o usuário queira algo mais avançado, ele necessita trocar completamente de dispositivo. A Google pretende mudar isso com algo jamais explorado por nenhuma outra companhia do ramo.

O Projeto Ara pretende proporcionar ao usuário a capacidade de moldar seu aparelho conforme a sua necessidade, com a adição de módulos separados e personalizados. Com isso, será possível, por exemplo, adicionar mais um conjunto de baterias ao smartphone e aumentar o tempo de utilização durante o dia ou adicionar mais memória ao aparelho.

A troca desses componentes poderá ser feita pelo próprio usuário, através do simples encaixe dos módulos que podem ser comprados separadamente toda vez que o usuário julgar que precisa de um “upgrade”.





Sem dúvida, essa será uma das maiores renovações do setor desde o surgimento dos smartphones. Segundo a própria Google, diversas fabricantes poderão vender módulos separados para o aparelho e quem sai ganhando com isso é o consumidor, que não precisará adquirir um smartphone novo a cada lançamento, já que poderá montar seu smartphone de acordo com as suas necessidades.

O projeto Ara ainda está no início, mas a Google calcula que as primeiras edições estarão à venda já no início de 2015.

Por Ebenezer Carvalho

Foto: divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *