Android agora pode abrir o app da câmera com voz



  

Os comandos de voz não são nenhuma novidade em aparelhos da nova geração. Com o avanço cada vez maior da tecnologia de reconhecimento, os smartphones de hoje em dia são capazes de realizar as mais diversas atividades.

Os chamados assistentes virtuais são capazes de agendar eventos, realizar ligações e abrir os mais diversos tipos de programas. O Siri da Apple, por exemplo, até apresenta alguns traços divertidos em sua “personalidade”, o que sem dúvida é um grande atrativo.

Apesar do avanço nessa área, um dos assistentes considerados mais atrasados é o Google Now, que era bastante limitado se comparado com o Siri. A Google sabe dessa limitação e têm investido pesado para garantir que o seu Sistema Operacional tenha um assistente tão bom quanto a concorrência.

Recentemente, a companhia anunciou o suporte total ao Português Brasileiro, que até então ainda não tinha voz exclusiva. Além disso, o Google Now agora ficou mais fluido e interativo, podendo realizar inclusive conversas curtas com o usuário.

Como parte das melhorias do assistente, a Google anunciou também a possibilidade de abrir o app de câmera no aparelho utilizando apenas comandos de voz. O único problema disso é que na maioria dos aparelhos ainda é necessário tocar no ícone da “Pesquisa por Voz” para habilitar os comandos.

Isso inviabiliza muitas vezes a sua utilização, já que basta um toque diretamente no app da câmera para que possa abrir de modo muito mais rápido. Alguns modelos Motorola são capazes de identificar a expressão “Ok Google” e então já se tornam sensíveis aos comandos de voz.





Se essa tendência surgir também em outros modelos, aí sim é provável que os comandos de voz abram uma possibilidade de utilização de smartphones jamais vista anteriormente. No Brasil, o Google Now já tem uma série de comandos específicos bastante interessantes como “Vai chover hoje?”, “Lembre-me de comprar suco”, “Ligar para Fulano” ou ainda “Qual a distância mais curta do ponto x até o ponto y”.

Resta saber agora se as mudanças foram suficientes para colocá-lo em pé de igualdade com as grandes concorrentes do setor.

Por Ebenezer Carvalho

Foto: divulgação



Compartilhar:

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *