Réplicas de smartphones podem vir com vírus pré-instalados



  

Mais uma razão para não comprar smartphones falsificados, as conhecidas réplicas. Segundo dados da G Data, fornecedora de soluções antivírus, que aqui no Brasil é representada pela FirstSecurity, informou que várias réplicas podem conter vírus pré-instalados na forma de firmware, sobretudo nos dispositivos com Android instalado. Eles vem de uma forma que o usuário não consegue identificar e com o tempo pode tornar a vida dele um caos.

O código do vírus fica em segundo plano, sem que o usuário tenha conhecimento e atua da pior forma possível: coleta e envia dados pessoais que estão no celular para um servidor na China. O firmware também instala secretamente aplicativos e assim pode coletar dados pessoais, bancários online, conteúdo de e-mail e demais informações vindas da câmera e do microfone do aparelho.

Exemplo: o modelo da N9500 da chinesa Star é muito semelhante a um aparelho Nokia e em algumas situações chega a ser vendido como o modelo famoso. Só que a réplica vem com spyware, que pode comprometer o funcionamento e roubar os dados do usuário.

A G Data afirma que não há possibilidade de remover o aplicativo, que vem camuflado como se fosse o ícone do Google Play Store. As coisas não estão boas, principalmente porque dificilmente o malware será retirado, dessa forma, os criminosos tem total acesso aos dados contidos no smartphone.

O problema só foi descoberto após os técnicos G Data receberem denúncias de vários clientes. Foram realizados testes com diferentes modelos e constatado a presença do malware de nome Android.Trojan.Uupay.D,  que pra completar, bloqueia a instalação de antivírus e demais  atualizações de segurança.





O ideal é não adquirir nenhum aparelho cuja procedência não seja especificada pelo vendedor. Se possível, prefira as grandes varejistas e fique longe dos modelos falsificados ou comprados em feiras livres.

Se já tiver comprado um, devolva-o e peça o dinheiro de volta. 

Por Robson Quirino de Moraes

Foto: divulgação



Compartilhar:

13 comentários em “Réplicas de smartphones podem vir com vírus pré-instalados

  • Certza q isso acontece direto. Uma x eu comprei um celular dessas marcas genéricas e assim q instalei o Psafe pra dar uma verificada já pegou um monte de coisa logo de cara.

  • Já fiz a besteira de comprar aparelho xing ling q veio cheio de porcaria… tentei fazer root e ñ rolou e só começou a rodar mais ou menos qdo instalei o Psafe Android q detectou uns apps meio suspeitos.

  • Vírus sem nem ter usado o celular é sinistro heim? O antivírus tem que ser o primeiro aplicativo baixado, só assim vai garantir a proteção quando for baixar os outros apps, eu fiz assim com o meu s5, baixei psafe, depois fui instalando o resto.

  • Vírus sem nem ter usado o celular é sinistro heim? O antivírus tem que ser o primeiro aplicativo baixado, só assim vai garantir a proteção quando for baixar os outros apps, eu fiz assim com o meu s5, baixei psafe, depois fui instalando o resto.

  • imuch e um virus tão desgraçado ,,, mas tãooooo fdp que fez eu reiniciar e dar hard reset umas 30 vezes ate descobrir uma solução

    instalar o app Play store pelo PC … via usb ok

    abrir e instalar pelo gerenciador de tarefas do celular dentro da memória do celular
    os aplicativos que vem nele pré instalados tipo( face , gmail , wtsapp , vc nem abre ou deixa separado numa pasta que vc deve renomar quando entra pelo PC)

    só instalando os mesmos (e novos ) apps pelo pc … você se livra do IMUCH e de todo tipo de praga pré instalada entende

    depois disso instala o Jarvis laucher e o laucher que tem na nova play store que voce instalou

    o laucher benko <> que vem instalado vai querer que voce reinicie todo processo
    Mas insista no jarvis

    tã tã tã taaaaa<> resolvido o problema
    o virus não pode entrar no jarvis laucher … é de esquema QNT diferente do benko >> aquele virus fdp vtc CCP

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *