Amazon Fire tem tecnologia que reconhece o rosto do usuário



  

A tecnologia móvel tem evoluído significativamente nos últimos anos. Atualmente, os smartphones são capazes de ir muito além das simples ligações e oferecem uma vasta quantidade de opções ao usuário, que vão desde o acesso livre à internet até o controle de contas bancárias ou realização de compras e pagamentos online. Além disso, os smartphones mais potentes contam com uma série de recursos, sensores e câmeras que transformaram completamente o modo como o usuário interage com o aparelho.

Uma das maiores novidades da atualidade, entretanto, não ficou por conta das grandes fabricantes como Apple e Samsung. Recentemente, foi anunciado o Fire, o mais novo smartphone da Amazon que promete revolucionar a interface de usuário em dispositivos móveis, com efeitos 3D gerados por sensores e pelas câmeras frontais disponíveis no aparelho.

Ao todo, o Amazon Fire conta com quatro câmeras frontais que trabalham em conjunto com o acelerômetro e o giroscópio para proporcionar uma experiência diferenciada na utilização do smartphone.

O aparelho possui uma tecnologia desenvolvida que permite a identificação do rosto do usuário pelas câmeras frontais do aparelho. Cada câmera possui um sensor infravermelho que é capaz de reconhecer o rosto até mesmo na ausência total de luz. Segundo a própria Amazon, o sistema foi desenvolvido de forma que seja tão preciso ao ponto reconhecer a diferença entre uma fotografia da cabeça do usuário e seu verdadeiro rosto.

Segundo a companhia, os efeitos 3D serão usados em conjunto com uma série de aplicativos específicos, além de incorporá-los ao próprio sistema, o que irá oferecer uma experiência bastante diferenciada ao usuário.





Outro detalhe que deve ser modificado pelos efeitos “especiais” é a navegação entre páginas da web, que poderá ser feita através de movimentos no próprio smartphone. Já existe um kit exclusivo para empresas que queiram desenvolver novas aplicações para o Fire. Agora resta apenas aguardar o lançamento, que deve ocorrer até o final deste ano ou início do ano que vem.

Por Ebenezer Carvalho

Amazon Fire

Foto: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *