Apple SIM – Novo chip permitirá que mais de uma operadora funcione nele



  

A Apple lançou as novas versões do iPad Air e Mini, que já estão disponíveis para pré-compra no site da fabricante (por enquanto apenas para residentes nos EUA). Porém, uma das inovações mais interessantes da marca da maçã não teve muita propaganda: o novo Apple SIM.

O novo chip permite que mais de uma operadora esteja habilitada nele. Isso mesmo, a Apple está desenvolvendo um SIM card que permite que o celular seja “dual”, “trial” ou até mesmo “poli”, com apenas um chip. Por enquanto os testes estão rodando nos Estados Unidos (como de costume), com a participação de 3 das maiores operadoras do país: AT&T, T-Mobile e Sprint, até agora as únicas que se interessaram, mas a esperança da fabricante é que todas as operadoras participem, visto que ela já vê nos usuários vestígios de satisfação com a ideia de utilizar mais de uma operadora em seus “iGadgets”.

O chip funciona permitindo que você escolha um plano de serviço de uma das operadoras participantes sem a necessidade de ir a uma loja e fazer cadastro, bastando para isso que a localidade onde se encontra tenha cobertura da operadora. A novidade é tão empolgante, pois faz da escolha de operadora celular uma tarefa tão simples quanto pegar um café naquelas máquinas automáticas com uma moedinha de R$1,00. Sem ter que desligar o celular, tirar a bateria e trocar o chip.

A Apple fez questão de deixar claro para as operadoras daquele país que não há nenhum tipo de empecilho para que participem da novidade, e acredita que boa parte da resistência de algumas operadoras seja por receio de entregar nas mãos da fabricante um controle tão grande sobre a escolha dos usuários, num mercado onde estão cada vez mais no controle, visto a facilidade de compra e troca de planos que os pré-pagos disponibilizam.

O novo chip só está sendo enviado juntamente com os novos iPads que contam com a tecnologia 3G (ou 4G), mas já foi anunciado que estará disponível para venda em lojas físicas em breve, por US$5, o que significa que aqueles com aparelhos antigos da Apple também conseguirão usufruir da novidade – o que pode fazer com que todas as operadoras apressem o passo para fazerem parte da novidade.





O SIM card da “maçã” não parece oferecer ameaça ao modelo atual de vendas de smartphones, visto que os subsídios em contrato para “facilitar” a compra destes são muito atraentes quando se compara o valor dos aparelhos “desbloqueados”, mas ele é o pontapé inicial para os planos da Apple de substituir os chips físicos por aplicativos em seus aparelhos que fariam o papel de escolher, conectar e configurar o dispositivo para a rede da operadora selecionada, facilitando, mais uma vez, o poder de controle e escolha dos usuários, e disponibilizando aparelhos ainda mais finos, já que não seriam necessárias as bandejas para inserção do chip.

Por Felipe Foureaux Freitas

Apple SIM

Foto: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *