Conheça o Looksery: app para chamadas de vídeo diferenciadas



  

O “crowdfunding”, ou financiamento coletivo, está cada vez mais lançando novidades. No início deste ano, uma empresa chamada Looksery apareceu no site mais famoso da categoria, o Kickstarter, com o objetivo de levantar fundos para elaborar um novo tipo de aplicativo de chat por vídeo para celulares.

Agora o leitor pensa: “Mas já há vários aplicativos de chat por vídeo disponíveis…”. E é aí que entra a novidade. A proposta do novo app é permitir que os usuários pareçam mais atraentes em vídeo, usando efeitos especiais que podem remover manchas, mudar a cor dos olhos, afinar o rosto e muito mais.

O aplicativo, disponível na App Store a partir de hoje, também permite mudanças mais drásticas, como se transformar num avatar, para uma conversa mais descontraída.

O programa dispõe de várias opções para quem quer apenas se divertir. O usuário pode escolher entre se parecer com um panda, uma lagartixa, um gato rabugento, um zumbi, monstros ou até mesmo o motoqueiro fantasma, com uma caveira em chamas cobrindo seu rosto.

Mas para uma conversa mais séria, digamos, com segundas intenções, a maior funcionalidade do Looksery é justamente ter disponível uma câmera em tempo real em que você aparece para a outra pessoa sem manchas no rosto, espinhas, olheiras, escurecendo ou clareando o tom da pele, removendo rugas, desinchando a cara de sono ou abrindo os olhos de preguiça, diferente de todos os outros programas de edição, que têm ferramentas para melhorar apenas suas fotos, não seus vídeos. Muito menos em tempo real.





O segredo está no trabalho que a empresa vem fazendo de elaborar um sistema que funciona sem atraso, utilizando um software que otimiza arquivos de vídeo através da sua compreensão de quais partes do rosto estão se mexendo, e quais não estão.

Isso permite que o app mantenha os tamanhos dos arquivos menores e a comunicação por vídeo mais rápida. Mesmo assim, a empresa tem ciência de que será difícil conquistar espaço num mercado tão saturado de aplicativos para conversa em tempo real, principalmente porque nem todo mundo quer que o outro saiba que a imagem recebida pode não ser fiel à realidade.

Por Felipe Foureaux Freitas

Foto: divulgação



Compartilhar:

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *