Samsung anuncia vendas do Galaxy Note 4 no Brasil



  

A Samsung anuncia a chegada do Galaxy Note 4 ao Brasil. O aparelho será vendido, inicialmente, por R$ 2.899,00. A novidade decorre da pré-venda realizada no mês passado (outubro).

Após obter êxito nas vendas, a marca liberou a comercialização do mais recente phablet, que conta com suporte para a tecnologia 4G LTE, além de impressionantes 32 GB de memória interna. A linha Note é mais um sucesso da marca, que tem como carro chefe a série “S”, no qual, recentemente, o Galaxy S5 foi lançado no país.

O Galaxy Note 4 é a última novidade da Samsung para as versões do phablet, que inicialmente foi disponibilizado com telas de 5 ou até mais polegadas. Os novos recursos da versão podem ser encontrados no já consagrado Galaxy S5.

As configurações do note 4 são: bateria removível de 3.220 mAh (suporta até 82 horas de reprodução de música), Android 4.4.4 (última versão do Android KitKat), câmera frontal de 16 megapixels e frontal de 3.7, NFC, Bluetooth 4.1, Caneta S Pen, Leitor de impressões digitais (tecnologia de biometria), Tela de 5.7 polegadas, Slot de Cartão de Memória que suporta até 128 GB, 32 GB de memória interna, 3 GB de memória RAM e processador com 8 núcleos (quatro núcleos de 1.9 GHz e quatro de 1.3 GHz).

A resolução da tela chama atenção, pois entrega ao consumidor uma qualidade equiparada ao 2k (a exemplo do LG G3). O processador conta com oito núcleos, o que garante um ótimo desempenho e o processamento de gráficos mais pesados e a execução de jogos sem "travar”. Além do leitor de impressões digitais, o aparelho conta também com um leitor de batimentos cardíacos, abaixo da câmera traseira.

Um ponto negativo encontrado no Note 4 é a textura do material utilizado, que continua com plástico, apesar de parecer couro. Sua concorrente, a Motorola já utiliza couro de verdade, o que fica melhor e garante maior durabilidade ao aparelho.





Apesar do aspecto negativo, o aparelho garante configurações de ponta e promete oferecer ao consumidor um ótimo desempenho.

O valor do produto, informado no início da matéria, é apenas uma estimativa média de valor, existindo mais ofertas que podem ser pesquisadas pelo consumidor.

Por André César

Foto: divulgação



Compartilhar:

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *