TIM tem 10,6% de aumento no lucro líquido no 3º trimestre de 2014



  

A TIM Participações S.A. obteve, nesse terceiro trimestre do ano, um aumento líquido em suas receitas de 10,6%. Esta elevação nos lucros se deve às receitas de pacotes de dados (referente à internet) que tiveram um aumento considerável, enquanto a taxa de interconexão (serviços de voz) vem sendo cada vez menor entre os usuários.

Em valores, os ganhos da empresa neste 3º trimestre de 2014 alcançaram a marca dos R$ 348,3 milhões, um lucro superior aos R$ 342 milhões que vinham sendo esperados por analistas da empresa. Já no ano passado, o faturamento dentro do mesmo período foi de R$ 315 milhões.

Se comparado aos ganhos dos nove primeiros meses do ano anterior, até o momento foi registrado um recuo de 4,5% no índice geral de lucros da empresa durante esse ano, onde o montante adquirido é de R$ 4,853 bilhões. Essa baixa em seus rendimentos foi atribuída à diminuição da taxa de interconexão (VU-M) e também à utilização mínima do serviço de SMS da operadora pelos clientes.

A TIM informou ainda que o faturamento líquido de serviços chegou a uma queda de 3,8% em relação a 2013 e os lucros da empresa não ultrapassaram os R$ 4,045 bilhões até o momento nesse ano.

Quanto aos serviços de dados, a companhia não tem do que reclamar. Com um aumento de 23%, a receita bruta contabilizada esse ano já chega a R$ 1,68 bilhão, o que representa 29% da receita de todos os serviços móveis oferecidos. O número de clientes utilizando os serviços de dados também aumentou em 32% em relação ao ano anterior.

Para a operadora de telefonia móvel, a alta apresentada nos lucros dos serviços de dados da empresa foi o resultado do aumento da sua base de clientes, da utilização de dados e de Serviço de Valor Agregado (SVA), e também pelo uso de aparelhos smartphones em sua rede.





Outros números divulgados sobre o faturamento do 3º trimestre da empresa mostram ainda um aumento de 6,4% do Ebitda nesse mesmo período, em comparação a 2013, o que representa um lucro de R$ 1,332 bilhão.

O ARPU (Average Revenue Per User) – receita média por cliente no Brasil – teve uma queda 6,3% em seu rendimento, devido a baixa da taxa de interconexão no ano.

E ainda sobre esse terceiro trimestre de 2014, houve uma redução das despesas operacionais, que somaram, no período, R$ 3,521 bilhões, representando uma queda de 8,1%.

Por  André F.C.

Foto: divulgação



Compartilhar:

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *