Preocupação com os jovens pelo uso excessivo dos smartphones



  

Tire o smartphone de um jovem por um dia e o verá ficando louco em poucas horas. Nossa juventude tem criado essa extrema dependência dos smartphones que têm crescido cada vez mais dentro de nossa sociedade, trazendo preocupações tanto para profissionais de diversas áreas da saúde, desde psicólogos até oftalmologistas.

Fora a preocupação em relação à saúde diversos pais têm questionado se essa dependência poderia acarretar possíveis problemas aos filhos, seja na escola, na faculdade ou na sua vida profissional futura. 

O extremo avanço na tecnologia dos smartphones é de extrema importância para o desenvolvimento de nossa sociedade trazendo diversos benefícios que hoje são de importâncias imensuráveis para o mundo empresarial, seja comercial, corporativo, enfim, esse avanço trouxe um imenso desenvolvimento para diversas áreas, seja em interação nas redes sociais, seja em desenvolvimento de softwares que permitem mais desenvoltura nas atividades laborais. 

Entretanto, voltando ao vício causado pelo uso excessivo do smartphone, talvez em um âmbito mais despojado e de caráter não profissional, as pessoas estejam perdendo a capacidade de interagir sem o uso do celular, cada vez mais criam-se aplicativos para aproximar pessoas, para fazer com que elas conversem, no entanto sempre se comunicam pela tela de um aparelho. Isto tem gerado uma imensa preocupação, pois trata-se de um avanço tecnológico porém um retrocesso em relação à comunicação social entre as pessoas. As pessoas estão perdendo o dom de conversar pessoalmente olhando um no olho do outro, perdendo a retórica ao falar cara a cara com uma pessoa.





Está na hora de repensarmos se esta tecnologia invadindo o ambiente social não tem sido um tanto prejudicial para comunicação humana. Talvez o uso deste, deve ser feito de forma consciente, com programas de alerta para os mais jovens com demonstrativos do quão prejudicial pode ser o uso excessivo do aparelho smartphone, com demonstração do que seria o uso racional e uso consciente do aparelho, para que assim seu uso seja benéfico e possamos contemplar nossos jovens crescendo com a melhor tecnologia e sabendo como usá-la de forma adequada.

Por Matheus Noronha Sturari

Jovens usando smartphones

Foto: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *