Compras de celulares para o final do ano



  

Muitas pessoas aguardam ansiosamente o 13º salário para irem correndo às compras de final de ano. Outras, preferem pensar antes de gastar. Mas, muitas têm se perguntado se vale a pena adquirir ou trocar o celular agora nesse final de ano.

A dúvida, para muitos, é a velocidade com que novos modelos são lançados no mercado. Alexandre Junior, um consumidor encontrado em um shopping em Goiás, olhava uma vitrine de celulares. Quando questionado que modelo gostou, ele apontou um Moto G, mas disse que não compraria agora, pois havia visto na internet que todas as grandes marcas preparam muitos lançamentos para o ano que vem. "Eu fico com esse aqui mesmo até o carnaval", disse Alexandre Junior – e muitos talvez farão como ele. 

As grandes marcas, como Nokia, Samsung, Motorola e outras, lançam muitas promoções nesse final de ano, mas com poucas inovações, justamente para queimar os estoques existentes, sem falar que final de ano nunca é época de pechincha e sempre acabamos pagando mais caro em qualquer produto, do que em qualquer época do ano.

Estamos no final de novembro e dificilmente alguma grande novidade surgirá a ponto de atacar o ânimo dos consumidores. O que já chegou no mercado e que deve chamar a atenção neste natal é o iPhone 6, da Apple – para quem gosta da marca e tem um bolso cheio, pois encontramos outros melhores e muito mais acessíveis.

O Alpha, um novo modelo da Samsung, é exemplo disso, com um conceito diferente e ainda pouco divulgado, mas que deve ganhar notoriedade nesse final de ano.





A Sony continuará a investir na divulgação do Xperia 3, que não traz grandes novidades. A Motorola conseguiu a proeza de bater todos os seus recordes anteriores de venda com o Moto G. O smartphone vendeu tanto que tornou-se o celular mais popular da companhia.

Foto: divulgação

Seu sucessor deverá ser apresentado no mês que vem com um hardware melhor, entretanto, os rumores também apontam para um preço salgado. Não botem muita fé nessa parte do valor, pois ela tem sido a companhia desse segmento a sempre apresentar o melhor custo/benefício.

Por Luciana Viturino



Compartilhar:

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *