Concorrentes aproveitam a notícia de suspensão do Whatsapp



  

O juiz Luiz Moura Correia determinou que os serviços do WhatsApp fossem suspensos temporariamente no Brasil e um dos motivos seria o fato da empresa não estar contribuindo com a justiça que verifica o tráfego de imagens e vídeos de pedofilia dentro da rede do WhatsApp.

E tão logo a notícia do bloqueio do WhatsApp começou a circular pelas redes sociais, os usuários logo trataram de baixar aplicativos concorrentes, para não ficarem sem se comunicarem com seus contatos. Aplicativos como o Viber e o Telegram estão entre os mais baixados por aqueles que não querem ficar sem um aplicativo deste gênero em seu smartphone.

A intenção do Juiz é forçar a empresa responsável pelo WhatsApp a contribuir com a justiça, em relação às investigações realizadas pela polícia piauiense. Os concorrentes aproveitaram a questão para divulgarem ainda mais os seus aplicativos que trazem soluções bem parecidas com as do WhatsApp.

Na tarde desta quinta-feira (26), o Telegram registrou mais de 2 milhões de downloads e isto foi só na período da tarde. Por causa disso, o Telegram ficou instável durante todo o dia, pois não esperava contar com um número tão grande de usuários.

O Viber, outro concorrente do WhatsApp, conseguiu manter o serviço e conquistou um número recorde de novos usuários, se tornando o segundo aplicativo do gênero mais utilizado no Brasil.





Como o Viber já imaginava que isso iria acontecer, trabalhou para garantir agilidade para os novos milhares de downloads que iriam ser realizados. Mais de 3 milhões de downloads, em menos de 24 horas foram feitos. O Viber, que já conta com mais de 500 milhões de usuários em todo o mundo e aqui no Brasil, aproveitou o bloqueio do WhatsApp para conquistar ainda mais novos clientes.

E como o WhatsApp não se pronunciou oficialmente, os usuários continuam correndo atrás de uma solução e, assim, aplicativos concorrentes, sejam de grandes ou pequenas empresas, aproveitam para conseguirem aumentar o número de usuários.

Por Russel

Foto: divulgação



Compartilhar:

1 comentário em “Concorrentes aproveitam a notícia de suspensão do Whatsapp

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *