Tecnologia que previne risco de superaquecimento de baterias



Universidade de Stanford está realizando testes em nova tecnologia que previne o risco de aparelhos eletrônicos superaquecerem.

É mais do que evidente que as baterias vêm avançando cada vez mais em duração e os carregadores, na velocidade do carregamento das mesmas. Com um uso cada vez maior de dispositivos móveis, seja Smartphones, Tablets, Notebooks, etc, a necessidade cresce juntamente com isso.

Quem nunca estava conversando com os amigos, vendo vídeos e percebe que a bateria já está no final ou por desatenção (ou preguiça), simplesmente acabou? Ou até mesmo pior, superaqueceu? Com os avanços da tecnologia, essas duas cenas devem se tornar cada vez menos frequentes.



Um dos motivos, não na duração, mas no tempo de vida das baterias, foi anunciado recentemente. A Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, desenvolveu uma nova tecnologia que previne o risco de seu aparelho superaquecer. Com os estudos, foi possível fazer com que as baterias simplesmente desliguem ao ficarem mais quentes que o comum.

Muitos aparelhos até mesmo pegam fogo com o superaquecimento, gerando um grande prejuízo para aqueles que desembolsaram boas economias para comprar um dispositivo móvel.

O resultado obtido pelos pesquisados de Stanford foi possível graças a uma espécie de partícula, que no exato momento em que entra em contato com a camada de carbono, desliga a bateria automaticamente. Porém, não se anime rapidamente. A nova tecnologia ainda está em testes na Universidade, o que deve fazer com que a mesma ainda demore um pouco, para chegar nos smartphones, notebooks, tablets e tanto outros dispositivos móveis que temos hoje em dia.



Mesmo com a chegada futura da tecnologia aos aparelhos, resta saber se o preço para incorporá-la nas baterias será elevado, o que poderia aumentar os já salgados preços de muitos smartphones, por exemplo.

Por outro lado, se a descoberta dos pesquisadores, ainda não está disponível para o mercado e ainda não se sabe qual o preço que pagaremos por ela, certamente, o balanço final será completamente positivo, inibindo muitos acidentes que acontecem com aparelhos que chegam ao ponto de pegar fogo.

Por Isis Genari

Baterias

Foto: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *