Pesquisadores prometem criar bateria capaz de durar uma semana



  

Nova bateria seria feita de célula de combustível óxido sólido, que poderá substituir as baterias atuais de lítio-íon, aumentando a durabilidade das mesmas.

É fato que um dos maiores problemas dos dispositivos atuais, é a autonomia da bateria dos smartphones, que mesmo com aparelhos cada vez mais avançados, ainda pecam muito, garantindo apenas algumas horas de uso ao usuário sem a necessidade de novo carregamento. Porém, agora uma equipe de pesquisadores da Universidade Pohang de Ciência e Tecnologia, prometem criar uma bateria capaz de durar uma semana.

A Universidade é da Coreia do Sul, e estão tentando substituir as baterias atuais de lítio-íon, que possui diversas limitações, o que resulta nos problemas de autonomia que vemos atualmente.  Eles estão trabalhando em uma célula de combustível óxido sólido, que iria substituir as baterias atuais de lítio-íon, aumentando, e muito, a durabilidade das baterias.

As baterias, aliás, poderiam ser utilizadas tanto em smartphones como outros dispositivos, entre eles, até mesmo carros elétricos e drones. Os pesquisadores também garantem que a célula deverá ser a primeira a ser lançada que conta com o combustível inoxidável poroso além de eletrólito de fina película ainda contando com eletrodos, algo nunca visto anteriormente no mercado mundial.

O lado extremamente positivo da novidade, é que os pesquisadores da Universidade sul-coreana garantem que com essa nova tecnologia, será possível amenizar ainda mais possíveis problemas com superaquecimento, já que os combustíveis possuem baixa emissão de calor.





A nova bateria já passa por testes práticos em smartphones, onde se conseguiu manter um smartphone sem ser carregado novamente, por cerca de uma semana, algo simplesmente incrível para o padrão atual, onde os smartphones duram no máximo horas. Em drones, que também estão passando por testes, foi possível utilizá-los por cerca de 1h sem novo carregamento.

Os pesquisadores não divulgaram nenhum tipo de prazo para o lançamento da tecnologia, embora, como ela já está em estágio aparentemente avançado, já passando por testes, é possível que em breve, caso alguma empresa decida investir na tecnologia, já possamos ver baterias com duração de uma semana em nossos smartphones, algo extremamente útil e positivo.

A tecnologia não é a única a ser desenvolvida para aumentar a autonomia das bateria mobiles, visto que recentemente uma empresa disse estar sendo patrocinada por uma grande fabricante de smartphones para criar baterias com maior autonomia.

Por Paulo Henrique

Bateria



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *