Bloqueio de smartphones roubados – IMEI não é mais necessário



  

Os smartphones roubados poderão ser bloqueados informando a operadora ou por meio de Polícia Civil e Federal.

É fato que o Brasil não é um país de primeiro mundo, estando muito longe de chegar a esse ponto, e além da crise econômica, temos também um grande problema social, já que o número de roubos por aqui é altíssimo. Entre os principais alvos, os smartphones, que até então para serem bloqueados pelo usuário ao ser roubado, era necessário enviar os 15 dígitos do IMEI para poder identificar os smartphones, o que a partir do dia 8, não é mais obrigatório, tornando ainda mais fácil o bloqueio de dispositivos roubados, bastando avisar a operadora de seu celular.

A mudança foi anunciada pela ANATEL (Agência Nacional de Telecomunicações) que regula esse mercado, que disse que a partir de agora o bloqueio poderá ser feito apenas alertando a operadora de seu celular e também por meio da Polícia Civil e Federal, embora apenas alguns estados como a Bahia e o Ceará no caso da Polícia Civil, contem com esse suporte da Polícia, mas que deve ser expandido em breve para o restante do país.

No caso das delegacias, é necessário o registro de ocorrência quanto ao roubo, fazendo com que o seu dispositivo apareça na lista de aparelhos roubados, que inclui tanto o território nacional, como o de outros 44 países, para em caso de seu smartphone ser extraviado, você ter o suporte necessário para poder recuperá-lo.

Segundo a ANATEL, no caso do dispositivo ser encontrado, o desbloqueio também deverá ser feito junto das operadoras, bem como no caso da Polícia encontrar seu dispositivo, que deverá devolver ao seu dono, embora a Agência relate que isso depende do bom senso, necessário, é claro, da pessoa que encontrá-lo.

Outra novidade anunciada pela ANATEL para que se torne mais fácil encontrar aparelhos roubados, é a inclusão do antigo código de 15 números para poder identificar o dispositivo na Nota Fiscal dos aparelhos, para casos de roubo em lojas varejistas e também das próprias transportadoras e correios, o que deverá facilitar a identificação do dispositivo.





A ANATEL também anunciou que um domínio (www.consultaaparelhoimpedido.com.br) será disponibilizado para que os usuários possam saber se o seu smartphone é ou não roubado, para que os usuários também não adquiram dispositivos que tenham sido roubados de outra pessoa, bastando fazer uma consulta no link.

Por João Trajano

 

IMEI de celular

Foto: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *