Como Tirar Print da Tela no iPhone



  

Aprenda aqui como tirar print da tela no iPhone.

Seja para guardar uma conversa ou uma página que se deseja visitar mais tarde, a função “captura de tela” ou "tirar o print”, como é conhecida, é muito funcional.

A imagem da página será guardada como uma foto e salva como um arquivo de imagem. Com esse formato poderá ser compartilhada por meio de outros aplicativos e até mesmo ser impressa. Esse recurso existe nos smartphones da Apple desde sua versão 4S e a funcionalidade não foi mais retirada dos aparelhos.

O screenshot pode ser obtido em qualquer versão do iPhone seguindo o mesmo procedimento padrão, o que facilitou muito a disseminação da informação e da prática entre os usuários. O recurso não é utilizado somente para compartilhamentos, mas também para o arquivamento de informações importantes como comprovantes de pagamento, contratos e informações comerciais.

A impressão do arquivo da captura de tela segue a mesma regra da impressão de fotos e a qualidade da imagem será semelhante a obtida usualmente com as imagens.

Para que a captura de tela seja efetuada, o procedimento é bastante simples. A tela desejada deve estar como imagem principal (se estiver aberta em uma janela secundária a ação não será completada) e os botões “Home” e “ligar/desligar” devem ser acionados ao mesmo tempo.

O botão “Home” é o botão principal da parte inferior do aparelho. Já o “ligar/ desligar” fica na lateral direita da maioria dos modelos. O movimento, apesar de aparentemente complicado, pode ser conseguido facilmente.





Basta segurar o celular com a mão direita e, com o polegar acionar o botão do meio (Home) e com o dedo indicador, acionar o “ligar/desligar”.

Caso a captura de tela tenha sido realizada com sucesso, um pequeno clique será ouvido e uma mensagem será exibida na tela. O som é o mesmo de quando uma foto normal é tirada.

A partir daí, o novo documento estará disponível na parte inicial do “Rolo da câmera”, na mesma pasta onde as fotos que são tiradas pela câmera do celular estão arquivadas.

Esse documento poderá ser compartilhado da mesma maneira que uma fotografia comum, por meio de aplicativos e redes sociais.

ANA CAROLINA HADDAD



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *