Uso excessivo do celular pelos pais reflete no comportamento dos filhos



  

Pesquisa chama a atenção dos pais que usam excessivamente aparelhos eletrônicos e não interagem com os filhos. Isso pode refletir de maneira negativa no comportamento dos filhos.

Estamos na era dos smartphones, tablets, aparelhos de todos os tipos para todos os gostos e é raro encontrar alguém que não faça uso desses aparelhos e de tudo o que eles podem oferecer. Nesse sentido, as pessoas acabam gastando a maior parte de seu tempo livre utilizando seus celulares. Contudo, uma pesquisa chama atenção dos pais que interagem por muito tempo com seus celulares o que pode ser refletido de forma negativa no comportamento de seus filhos.

A pesquisa, que foi realizada na Universidade do Estado de Illinois e na Universidade de Michigan, foi publicada no dia 24 de maio na renomada revista “Child Development”, aponta que comportamentos infantis como birras, hiperatividade e até manchas no corpo podem ser o reflexo do comportamento dos pais que durante o relacionamento com os filhos, como refeições, momentos de brincadeiras, de diálogos, estão sempre interagindo com seus aparelhos celulares, possivelmente com redes sociais, vídeos, mensagens etc.

A pesquisa foi baseada em questionários respondidos por mães e pais de cerca de 170 famílias. Nas perguntas os pais respondiam quanto tempo e em que horários utilizavam mais essas tecnologias e também perguntas sobre o comportamento dos filhos.

Dessa forma, os pesquisadores chegaram à conclusão de que o uso excessivo de tecnologias em momentos de relacionamento familiar, que requer o envolvimento total de todos, principalmente dos pais, é sentido pelas crianças e refletido de formas diferentes no comportamento de cada uma.

Contudo, os participantes do estudo revelam que apesar das evidencias sobre esse fato serem confirmadas pela pesquisa, não se pode associar totalmente essa conexão, pois existem outros fatores que também desencadeiam comportamentos em crianças. Mas, é comprovado que aos interagir com celulares, tablets e outros dispositivos, os pais modificam o seu comportamento, em relação a respostas, olhares e interações físicas com seus filhos e as crianças sentem essa mudança e involuntariamente podem se sentir emocionalmente desprezados, o que será refletido em comportamentos que surgem para chamar a atenção dos adultos.





E o problema é que esse comportamento negativo, se alimentado, pode se tornar persistente e atrapalhar os relacionamentos da criança com os adultos, na escola, enfim, uma série de situações.

Nesse sentido, os especialistas das Universidades que realizaram a pesquisa alertam aos pais sobre esse impacto e recomenda que nos momentos como refeições, hora de dormir, nas brincadeiras, em passeios, os pais se desconectem de seus aparelhos e estejam inteiramente com seus filhos, de maneira que eles se sintam amados e importantes na vida de seus pais, o que será refletido em um bom comportamento.

Dessa forma, se você é pai ou mãe faça o teste. Desconecte-se por um tempo, deixe as questões de trabalho um pouco de lado e coloque seus filhos em primeiro lugar e veja a diferença em seus comportamentos.

Por Sirlene Montes

Pais usando celular



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *