Nova função permite a criação de pequenos gifs animados.

O Google Photos não está entre os apps favoritos dos usuários, embora também não seja um daqueles aplicativos que o número de usuários é tão pequeno que a empresa acaba deixando o app de lado. Agora, o app da Google está recebendo uma nova atualização para os usuários do iOS, que agora poderão fazer uso da função Live Photos no iPhone 6S e 6S Plus.

O aplicativo que permite aos usuários gerenciar suas fotos já lançou a atualização para os usuários, que caso ainda não tenham recebido a atualização em seu iPhone, podem fazê-la manualmente. A função chamada de Live Photos é basicamente uma função que permite aos usuários poderem criar gifs pela câmera do seu dispositivo.

Quando você tira uma foto com o seu smartphone, o Google Photos faz algumas capturas, tanto antes do momento do disparo, como depois, criando um pequeno gif com a junção das duas partes. A boa notícia para os usuários do iPhone, já que o smartphone da Apple não conta com suporte a microSD, é que todas as fotos podem ser salvas na conta que você possui do Google, sendo que o espaço é ilimitado, desde que suas fotos tiradas sejam de no máximo 16 megapixels e no caso de vídeos, resolução máxima de 1080p.

O aplicativo oferece diversas opções interessantes para os usuários. Mesmo não sendo um dos aplicativos mais usados atualmente, ele conta com uma base de 100 milhões de usuários, um número considerável. Com o Google Photos é possível o usuário buscar fotos por meio de sua localização, editar as fotos e ainda há a geração de pequenos gifs com fotos já tiradas e guardadas por meio do app.

O Google Photos certamente encontra uma concorrência bem grande no iOS, já que o sistema possui diversos apps de altíssima qualidade para que o usuário possa tirar e editar suas imagens, até mesmo pela fama que o iPhone possui de ser o melhor smartphone do mercado quando o assunto é a qualidade das fotografias tiradas pelo dispositivo.

A novidade foi anunciada pela própria empresa na sua conta no Twitter, logo após a disponibilização da atualização aos usuários.

Por João Trajano


Apple disponibilizou uma atualização que corrige o erro 53 dos iPhones. Este erro inutilizava os iPhones 6, 6S, 6 Plus e 6S Plus quando estes eram consertados em assistência técnica terceirizada.

Nas últimas semanas, dois erros graves no iOS chamaram a atenção da mídia e incomodaram os usuários. O erro no calendário no iPhone, que faz com que, quando a data é alterada para 1º de Janeiro de 1970, o smartphone simplesmente trave e o ''erro 53'', que inutiliza os iPhones 6, 6S, 6 Plus e 6S Plus, após os usuários levarem os modelos em questão para um conserto de terceiros.

Agora, finalmente, a empresa da Maçã disponibilizou uma atualização para corrigir este último erro, que, segundo anteriormente a empresa, era para proteger os iPhones de falsificações e fraudes no Touch ID do dispositivo, porém, agora a empresa voltou atrás e ao site TechCrunch afirmou que o ''erro 53'' nada mais se trata do que um erro da própria empresa, já que tal erro seria voltado apenas para smartphones que estão prestes a sair de fábrica.

O erro aparecia aos usuários após levar seu dispositivo para a assistência técnica não certificada pela Apple, e, ao trocar o botão ''Home'', atualizando para uma versão mais recente do iOS, o aparelho simplesmente travava ou até mesmo não funcionava mais.

Com a atualização, agora é possível restaurar os seus dados usando o iTunes no MAC ou no PC convencional. A empresa também aproveitou para pedir desculpas aos usuários, já que tal falha não poderia de forma alguma, ter atingido os usuários. Ainda ao site TechCrunch, a Apple afirmou que caso algum usuário tenha recorrido a assistência técnica de terceiros, novamente, para tentar ''salvar'' seu smartphone, o mesmo deve contatar a empresa para que haja um reembolso do valor gasto com o ''erro 53''.

A falha gerou revolta na WEB nas últimas semanas, embora alguns usuários ainda tenham se postado a favor da empresa, por acreditar, na época, que tal erro seria uma forma de proteger os usuários de terceiros que se utilizam de peças remodeladas ou falsas como se fossem novas e originais para consertar o seu iPhone, porém, a grande parte dos usuários se mostrou contrária ao possível fato da empresa querer ''proteger'' seus usuários, já que acaba por tirar a liberdade dos mesmos de alguma forma.

Por Isis Genari

iPhone 6

Foto: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: