Confira aqui uma lista com os melhores celulares com flash frontal.

Nos últimos anos, com a criação de tantas redes sociais e o aumento significativo da utilização das imagens e fotos para ilustrar momentos e pessoas, fez com que o mercado de celulares precisassem se reiinvetar e criar um aparelho que atendesse as expectativas atuais de seus compradores.

Um dos itens mais procurados na hora de adquirir um novo aparelho é a existência de um flash na câmera frontal, pois facilita a captura das fotos de si mesmo, conhecidas atualmente como "selfies".

Com tantas opções no mercado, fica difícil conhecer a especificação e qualidade de cada um, portanto, em compreensão a esta difícil tarefa, abaixo segue uma lista com os melhores celulares com flash frontal julgados e escolhidos por especialistas.

– LG Prime Plus: Conta com o flash frontal e com dois recursos: o Quick Selfie (facilitando a captura de selfies através de movimentos como o de abrir e fechar as mãos) e o Cheese Shot (que retira a foto por comando de voz). Seu preço varia de R$ 450,00 a R$ 700,00.

– Asus Zenfone Selfie: Como o próprio nome já diz, foi desenvolvido especialmente para a captura dessas imagens de si próprio e além do querido flash frontal em dois tons este aparelho tem nada menos do que 13 MP de resolução em sua câmera frontal. Seu preço varia R$ 1.000,00 a R$ 1.300,00.

– Motorola Moto X Style: Oferece o tão esperado flash frontal, uma câmera de 5 MP e um queridinho a mais, para tirar sua selfie ou foto basta chocoalhar o aparelho que a câmera se abre instantanêamente. Seu preço varia de R$ 2.000,00 a R$ 2.500,00.

– Alcatel Pixi 4: Indicado para quem quer ter uma boa qualidade nas suas fotos mas que não pode e nem quer gastar com esses lindos aparelhos. Ele conta com uma câmera de 8MP e flash frontal. O seu preço varia de R$ 400,00 a R$ 500,00.

– Moto Z: Conta com flash frontal , 5 MP de resolução e pixel grande que garante melhorar as fotos com fundo escuro. Estão integradas também as funções modo noturno ,modo profissional e embelezador de rostos em selfie. Seu preço varia de R$ 3.000,00 a R$ 3.300,00.

Bruna Tabara dos Santos


Conheça aqui o significado das principais tecnologias e termos utilizados nos smartphones e celulares.

Há vários modelos de smartphone no varejo e quem está pensando em adquirir um novo modelo deve ter conhecimento sobre o que cada dispositivo tem a oferecer. Confira aqui as principais tecnologias utilizadas nos modelos atuais.

Resolução 4K: Alguns dispositivos contam com câmera traseira capaz de capturar imagens em 4K, que se refere a uma resolução quatro vezes superior a padrão 1080p. Ou seja, a imagem obtida pela resolução 4K possui cerca de 8 milhões de pixels, enquanto a resolução padrão conta com aproximadamente 2 milhões de pixels. É preciso ter em mente que uma imagem ou vídeo em resolução 4K necessita de maior armazenamento interno e possui maior consumo de bateria, se comparado a resolução 1080p.

Display Always On: Alguns modelos de smartphone – como o Samsung Galaxy S7 – permitem ao usuário visualizar data e hora, notificações e e-mails, sem que haja necessidade de destravar o display do smartphone. A maior vantagem é que o consumo de bateria nesse caso é praticamente imperceptível.

Gorila Glass: A tela com tecnologia Gorila Glass é resistente a danos e impactos eventuais, podendo ser considerada indispensável. Atualmente a tecnologia se encontra em sua quarta versão.

mAh: Esse termo é utilizado ao descrever a capacidade de bateria do seu dispositivo, quanto maior o miliampère mais tempo de autonomia o aparelho terá entre as cargas. No entanto, outros fatores podem interferir no desempenho da bateria, como poder de processamento, aplicativos e softwares em segundo plano, brilho de tela, entre outros.

Android, Windows Phone e IOS: Nada mais são do que os sistemas operacionais de seu aparelho. O Android é o mais popular dentre eles, podendo ser encontrado na grande maioria dos dispositivos. Atualmente, o Android está em sua sexta versão, o Android Marshmallow. Já o sistema Windows Phone é o mais recente entre eles e está presente em modelos da linha Lumia da Microsoft. Enquanto o sistema IOS é utilizado apenas nos dispositivos da Apple, como o topo de linha, iPhone 6.

SIM: O cartão SIM registra o seu número de contato e é necessário para efetuar chamadas e acessar a internet por meio de dados móveis. Os aparelhos mais recentes utilizam cartões MicroSim e NanoSim.

AMOLED e Super AMOLED: Telas em AMOLED contam com quatro camadas de vidro que são iluminadas de maneira individual, proporcionando maior nitidez de imagem e alto contraste, semelhante aos televisores de LED. Enquanto a tela com tecnologia Super AMOLED é mais leve, menos reflexiva e possui grande nitidez.

Por Wendel George Peripato


Empresas tem contratado profissionais para trabalhem exclusivamente com app

O Whatsapp está indo além do que apenas um aplicativo para conversas, envio de mídias e de imagens, ele está cada vez mais integrado no meio corporativo. Cada dia que passa, aumenta o número de empresas que contratam funcionários para operarem como atendentes através do aplicativo.

Os profissionais estão sendo contratados para comunicar com os clientes, respondendo as dúvidas que os clientes têm e enviando boletins informativos para os moradores de alguns municípios. Além dessas atividades, o funcionário também fica responsável por enviar o horário de funcionamento da empresa para os clientes, os números de contato e o endereço caso seja necessário.

O Whatsapp foi criado para enviar conversas rápidas, sendo elas diversas vezes informais. Por esse motivo, o funcionário deve ser responsável com as suas atividades e ter consciência de que não pode confundir as coisas. Por isso, as empresas criam respostas padrão quando o assunto é sobre o horário de funcionamento e alguns contatos que precisam ser informados para os clientes.

Isso facilitou na comunicação dos clientes com as empresas. Pois cada dia que passa, aumenta o número de pessoas conectadas com a tecnologia. Antigamente as formas de comunicação eram apenas por e-mail e telefone. Agora quando o cliente deseja um atendimento diferenciado e mais rápido, ele entra em contato pelo Whatsapp.

O shopping de Campinas já está lidando com essa opção, foram contratados 3 profissionais para ficarem trabalhando com o Whatsapp. Um desses funcionários foi a Simone Souza Lourenço, ela passa o dia caminhando pelo shopping, respondendo dúvidas pertencentes aos clientes e vai até as lojas caso ela tenha dúvida sobre a pergunta recebida.

De acordo com a funcionária, os assuntos mais respondidos são sobre compras, preços dos produtos, horário de funcionamento do shopping, horário de funcionamento das lojas e geralmente os clientes perguntam se ela é um robô.

Um atendente de whatsapp geralmente trabalha 8 horas por dia, 5 dias por semana e recebe como remuneração entre R$1.500,00 e R$2.000,00. Para atuar como atendente de Whatsapp o funcionário precisa ser atencioso, organizado, responsável e paciente, muitas vezes ele receberá piadas e spam através do aplicativo, para dar continuidade nas atividades é preciso ignorar esse tipo de mensagem.

Aline Aparecida Feitosa Dias


Novidade está sendo desenvolvida pela empresa Elliptic Labs e poderá chegar ao mercado ainda este ano.

Nos últimos tempos, mesmo com o rápido avanço dos smartphones, não é um absurdo negar que o mercado sofreu com uma certa estagnação. Estamos vendo cada vez mais usuários reclamando da falta de inovações nos smartphones, como mais capacidade, melhor bateria, mais funcionalidades, maiores novidades nos sistemas operacionais, etc. Na MWC (Mobile World Congress) desse ano, várias novidades para os novos smartphones foram anunciadas, entre elas uma que promete fazer com que os smartphones fujam um pouco dessa estagnação, criando a possibilidade de você comandar seu dispositivo móvel por gestos!

A empresa que apresentou a tecnologia que promete fazer com que os usuários possam comandar seus dispositivos por meio de gestos utiliza o ultrassom, trata-se da Elliptic Labs, que apresentou a tecnologia na MWC 2016 em Barcelona, afirmando inclusive que a nova tecnologia deve ser disponibilizada em breve os usuários, sendo lançado ainda nesse ano em smartphones, gerando uma grande expectativa a respeito de qual smartphone lançado ainda nesse ano poderia trazer a tecnologia para seus usuários.

Por outro lado, muitos usuários se mostram descrentes com a tecnologia apresentada na feira, visto que é meio difícil imaginar hoje como o uso por gestos poderia se tornar útil para os usuários. Uma das opções, possivelmente seriam os jogos, que poderiam incorporar a tecnologia de alguma forma positiva, possibilitando novos jogos e opções para os usuários de smartphones com a nova tecnologia.

A empresa afirmou que a tecnologia apresentada se utiliza de um sistema que já está em uso atualmente nos smartphones, para poder gerar a possibilidade de comandar o dispositivo por gestos, sendo que as empresas responsáveis pelos smartphones seriam as responsáveis por determinar o espaço para que os gestos sejam detectados pelos smartphones.

Como a empresa cravou que já nesse ano veremos um smartphone que faça uso da tecnologia apresentada, o site "Tom's Hardware" especulou que o smartphone comentado poderia ser o iPhone 7, com base nas conversas e percepções que o site teve ao entrevistar funcionários da marca da maçã na conferência durante a Mobile World Congress.

Muitos ainda acham que o lançamento mencionado seria para algum smartphone chinês, já que as empresas de lá parecem estar mais dispostas a inovar e arriscar, do que as fabricantes ocidentais, atualmente.

Por Isis Genari.


Enfim chegou uma boa notícia para os consumidores neste início de ano. A Anatel – Agência Nacional de Telecomunicações aprovou na quinta-feira (5), uma redução de até 22% nos valores das tarifas de ligações locais e de longa distância (DDD) da telefonia fixa para a telefonia móvel.

Esta redução é resultado do Plano de Metas de Competição estabelecido pela agência reguladora e passa a vigorar já no dia 24 deste mês. A alteração nos valores destas tarifas abrangerá todas as empresas de telefonia fixa país (Oi, Telefônica-Vivo, CTBC/Algar Telecom, Embratel e Sercomtel).

Durante a reunião onde foi aprovado este desconto nas tarifas, ficou estabelecido que esta redução terá uma variação que vai dos 12% aos 22% no minuto falado e na prática irá funcionar da seguinte forma:

– Ligações realizadas de telefones fixos para números de celulares (telefonia móvel) que tenham o mesmo código de DDD (11 e 11), terão uma redução de 22% nas tarifas. Assim, a tarifa da Telefônica-Vivo cairá de R$ 0,35 o minuto, para R$ 0,27.

– Caso a chamada seja realizada de um telefone fixo para um telefone móvel em que o primeiro dígito do DDD seja igual (61 e 62), a tarifação será reduzida em 14%. Pelo valor da tarifa homologada para a Oi nesta chamada, o valor cobrado por minuto passa de R$ 0,80 para R$ 0,69.

– E no último caso, se você realizar uma ligação de um telefone fixo para um terminal móvel que apresente um DDD diferente do número de origem (31 e 11), as tarifas terão uma redução média de 12%. Nesta situação, ficou estabelecido que a Telefônica-Vivo reduzirá o valor das suas tarifas de R$ 0,93 que é cobrado atualmente, para R$ 0,82 por minuto de ligação.

Este ano, o minuto das ligações entre empresas de telefonia diferentes já havia ficado mais barato em R$ 0,08, baixando de R$ 0,24 para R$ 0,16 e a Anatel prevê que essas tarifas continuem caindo nos próximos anos, podendo variar entre R$ 0,013 a R$ 0,024 até 2019.

Mas, o que todos nós brasileiros esperamos mesmo, é que a história não se repita novamente e que não aconteça com esta redução das tarifas de telefonia fixa para telefonia móvel o mesmo que aconteceu com as tarifas de energia elétrica, que se anunciou uma redução e agora temos de pagar taxas extras abusivas por causa de um planejamento falho e irresponsável.

Por André F.C.

Telefone fixo


A Samsung prometeu apresentar telefones celulares mais “desejáveis” quando anunciou o decepcionante faturamento dos 3 primeiros trimestres de 2014. E a fabricante não perdeu tempo ao anunciar os novos Galaxy A5 e A3: dois dispositivos metálicos classificados por ela mesmo como os smartphones mais finos atualmente.

Os dois novos modelos de celulares dispensaram a tradição da empresa coreana em fabricar aparelhos com a carcaça de plástico. Eles têm 6,7mm (A5) e 6,9mm (A3) de espessura e ambos vêm com uma câmera frontal de 5 megapixels. O A5, maior, conta com uma tela de 5 polegadas, 2GB de RAM, processador 1.2GHz quad-core e câmera traseira com resolução de 15 megapixels. O A3 vem com uma tela 0,5 polegada menor, mesmo processador, 1GB de RAM e câmera traseira de 8 megapixels. Ambos vêm com o Android KitKat (4.4), entrada para cartão de memória Micro-SD e compatíveis com a rede 4G.

A receita da Samsung estagnou com a permanência dos novos iPhones no topo do mercado de smartphones, até mesmo na Coreia, “mercado natal” da Samsung, porém os novos lançamentos têm foco na China e no mercado intermediário.

A fabricante anunciou que o lançamento oficial e a disponibilização dos aparelhos começarão em novembro, na China. A escolha por começar a venda pelo país é interessante, e vai de encontro com o fato de os aparelhos da Xiaomi (que chegam às prateleiras por no máximo US$ 300) terem chegado ao 3º lugar no ranking de vendas de smartphones, impactando as vendas da Samsung e outras fabricantes na China.

A Lenovo já tem planos de “clonar” a fabricante chinesa com um segmento de aparelhos celulares exclusivo para aquele país no próximo ano, mas a Samsung demonstra querer fornecer aparelhos top de linha com um valor mais acessível, apesar de não ter divulgado ainda os valores dos novos produtos, bem como não anunciou quando serão disponibilizados em outros mercados.

Por Felipe Foureaux Freitas

Samsung Galaxy A5

Samsung Galaxy A3

Fotos: Divulgação


Não param de chegar novidades no mercado de celulares e cada modelo procura trazer algo que irá conquistar o consumidor. Mas a concorrência é grande e as empresas estão tendo que investir pesado para conseguirem fazer com que seu aparelho seja destaque entre tantos outros. E entre tantas novidades, tantos lançamentos, muita gente está se perguntando: quais são atualmente, os melhores celulares do mundo?

Entre os mais conhecidos estão o Galaxy S5, o iPhone 6, o Lumia e os novos modelos da LG, mas nenhum destes é considerado de fato, o melhor do mundo!

Quem ficou com o primeiro lugar foi o HTC One M8, mas este resultado está passando por constantes mudanças, principalmente por causa dos novos modelos que vão chegando ao mercado, sendo que cada empresa quer ter um aparelho ocupando o primeiro lugar.

Então vamos conferir o ranking dos 10 melhores celulares do mundo, ou seja, os Top 10 celulares:

10º – Com a décima posição ficou o HTC One Mini 2 que conta com processador quad-core 1,2 GHz Snapdragon 400, 1 GB de memória RAM e 128 MB de espaço para armazenamento interno. Roda o Android e sua câmera oferece 13MP.

HTC One Mini 2

9º – O iPhone 5S ocupa a nona posição, mesmo com a chegada do novo iPhone 6, a antiga versão do aparelho da Apple continua se destacando, graças à sua configuração de 1,3 GHz ARM v8, 1GB Ram DDR3, 64 GB de armazenamento interno e câmera de 8mp. Roda o iOS. Destaca-se também pelo design, ótima interface e continua sendo destaque entre os melhores.

iPhone 5S

8º – Na oitava posição temos o Sony Xperia Z1 Compact, um ótimo aparelho com 2GB de memória, 64GB armazenamento e câmera de 20,7mp, conseguindo gravar vídeo com qualidade HD. Roda Android e tem bateria de longa duração.

Sony Xperia Z1 Compact

7º – A Nokia tem trabalhado muito para conseguir ter um de seus modelos entre os melhores e conseguiu! O Lumia 930 roda o Windows Phone, tem processador quad-core 2.2 GHz e 2 GB de memória. É um celular de excelente qualidade e conta com um preço competitivo.

Lumia 930

6º – Com processador quad-core 2,3 GHz Krait 400 e 2 GB de memória, o Google Nexus 5 ficou com a sexta posição. A câmera não é tão potente, apenas 8MP, mas conta com um excelente preço, sendo que se avaliarmos o custo X benefício, certamente este modelo ocuparia as primeiras posições.

Nexus 5

5º – O Samsung Galaxy S5 é um dos modelos mais conhecidos, mas não conseguiu o título de "Melhor do Mundo". Sua tela de 5,1" garante resolução de 1080 x 1920px, oferece processador quad-core 2,5 GHz e 2 GB de memória. O espaço interno é de 128 GB para armazenamento e sua câmera é de 16MP, podendo gravar vídeo em HD.

Samsung Galaxy S5

4º – Na quarta posição temos o OnePlus One com sua tela de 5,5", processador quad-core 2,5GHz, 3GB de memória e câmera de 13MP. É um dos menores preços e um dos modelos com melhor hardware.

OnePlus One

3º – E vamos aos 3 melhores celulares do mundo! A terceira posição no ranking foi ocupada pelo Xperia Z2 da Sony, com 3 GB de memória, 128 GB de armazenamento interno e tela de 5,2" com resolução de 1080 X 1920px. Sua câmera de 20,7MP garante vídeo com qualidade HD.

Sony Xperia Z2

2º – E na vice-liderança ficou ele, o LG G3, que de fato, é um celular completo, com 3 GB de memória, processador quad-core 2,3 GHz e 128 GB de espaço interno. Tem câmera de 20,7MP, gravação com qualidade HD e é sem dúvida alguma, o modelo que mais tem se destacado no mercado.

LG G3

1º – Na primeira posição, temos o HTC One M8, com tela de 5", resolução de 1080 x 1920px, processador quad-core 2,3 GHz, 2 GB de memória e 128 GB de espaço interno para armazenamento. Conta com excelente design, hardware poderoso, de excelente qualidade e supera os modelos das grandes empresas.

HTC One M8

Fotos: Divulgação

Por Russel


Recentemente durante o anúncio relativo ao balanço trimestral, Jen-Hsun Huang, o CEO da Nvidia, deu informações interessantes sobre os futuros planos que poderão se implementados pela companhia ainda em breve. De acordo com o que revelou Huang a empresa não está muito interessada no mercado “convencional” de smartphones, indo basicamente contra a corrente de algumas das principais do setor. Segundo ele a Nvidia pretende agora focar os seus esforços no desenvolvimento de celulares e tablets de ponta, os tais dispositivos apelidados de “superphones”.

Além de dizer que a empresa não está interessada no mercado convencional de celulares, Huang também informou que o interesse fundamental da marca é desenvolver e trabalhar em aparelhos que possam tirar todas as potencialidades e vantagens gráficas que seus processadores Tegra podem oferecer tal como já fazem alguns aparelhos visuais que evitam a ocorrência de uma colisão e displays nos bancos traseiros bem como alguns consoles.

A informação é de que os primeiros produtos que terão o novo processador Tegra 4i deverão ainda ser anunciados no primeiro trimestre. Não faz muito tempo a Nvidia também deu a conhecer que possuía planos em relação a celulares e dispositivos que envolviam nos projetos um processador de 64 bit com 192 graphic cores. Esse dispositivo for batizado de Tegra K1 e traz a promessa de oferecer a mesma qualidade dos consoles para os dispositivos celulares. Já quais os produtos que terão o Tegra K1 integrados deverão ser revelados pela fabricante apenas no segundo semestre deste ano.

Tempos atrás a Nvidia, que é de origem americana, fez sua estreia no mercado de smartphones acessíveis com a integração de seus chips Tegra 3 em aparelhos de diversas marcas como, por exemplo, Motorola, Lenovo e HTC entre outras. Mas com relação a esse ponto acabou ficando um pouco para trás das asiáticas Media Tek e Rockchip quando o ponto é a disputa dos mercados de smartphones mais baratos após o lançamento do Tegra 4. O motivo disso é justamente o fato de que a empresa desenvolvia chips mais avançados e potentes do que esse mercado exigia.

Por Denisson Soares

Processador Tegra 4i

Foto: Divulgação


Parece que ainda não foi dessa vez que a ANATEL bloqueiou os celulares “Xing-Ling”. Os proprietários desses aparelhos ainda terão alguns meses para aproveitá-los.

Logo no início, a expectativa era de que o bloqueio dos dispositivos “Xing-Ling” (vistos como aparelhos pirata pela Agência Nacional de Telecomunicação) fosse feito por volta do início do mês de março de 2014. Essa informação foi divulgada pelo Sindicato Nacional das Operadoras de Telefonia e Serviço Móvel Celular e Pessoal (Sinditelebrasil), no mês de junho do ano passado.

Os dispositivos são denominados “Xing-Ling” por serem fabricados em território chinês e não serem homologados pela ANATEL, portanto, não possuem a autorização que permite o seu funcionamento de forma legal em nosso país.

Contudo, esse bloqueio só irá entrar em vigor após a realização da Copa do Mundo de 2014, que acontecerá durante os meses de junho e julho.

Segundo o porta voz do Sindicato Nacional das Operadoras de Telefonia e Serviço Móvel Celular e Pessoal, Sérgio Kern, os aparelhos trazidos de fora do Brasil pelos turistas também seriam prejudicados se esse sistema entrasse em vigor, pois muitos celulares comercializados no Exterior não estão no catálogo de dispositivos autorizados pela ANATEL e por esse motivo não estariam autorizados a operar corretamente.

As operadoras de celular não querem que os turistas tenham problemas na comunicação enquanto visitam o país.

De acordo com o Sinditelebrasil, os aparelhos comprados fora do Brasil funcionarão normalmente, desde que exista o mesmo aparelho catalogado pela ANATEL. Por exemplo, se um iPhone for comprado nos Estados Unidos, ele funcionará perfeitamente no Brasil, visto que já é comercializado legalmente por aqui.

Porém, é preciso ressaltar que os brasileiros que gostariam de comprar smartphones excelentes como o HTC One ou o Xiaomi Mi3, já não poderiam utilizá-los após esse bloqueio, pois tanto a fabricante taiwanesa HTC, quanto a chinesa Xiaomi, não operam em território nacional e por isso não possuem a homologação da ANATEL.

Por Júnior Beluzzo


Já pensou em utilizar a urina para recarregar um celular? Pois é! Em tempos em que tanto se fala em sustentabilidade, o Bristol Robotics Laboratory, que está sediado na Inglaterra, está engatando um projeto que permitirá transformar a urina em energia elétrica.

O Bristol Robotics Laboratory recebe a ajuda da Fundação Bill and Melina Gates, para financiar este projeto. A Fundação entregou dinheiro para a equipe deste projeto, com a intenção de ajudar na produção desta nova bateria, que seria capaz de recarregar um smartphone.

A ideia é converter os resíduos inexplorados encontrados na urina, recuperar os níveis de energia elétrica nela encontrados e transformá-los em combustível sustentável. Tudo isso ocorre por meio de uma célula contendo micro-organismos capazes de gerar eletricidade utilizando a urina. Segundo os pesquisadores, a urina é rica em produzir essa substância, que favorece as células. Contudo, o grande desafio do laboratório é criar uma grande quantidade desses conversores, para que possam gerar energia suficiente. Essa célula contém a mesma bactéria que é encontrada no solo, no intestino humano e na água de esgoto.

Este é um projeto que, num primeiro momento, pode parecer estranho, mas que a longo prazo pode se transformar em uma grande revolução.

A ideia é que essa novidade, a longo prazo, possa gerar energia para uso doméstico e até mesmo para abastecer alguns povoados menores.

Mas este não é o primeiro projeto em que a urina é a principal matéria-prima. Em 2012, um grupo de adolescentes apresentou em uma feira de tecnologia realizada na Nigéria, um gerador de energia movido a urina. Com um litro da urina, este gerador era capaz de produzir energia para até 6 horas.

A Fundação de Bill Gates está engajada em vários projetos que são vistos de forma estranha pelas pessoas. Além de financiar este, a Fundação está ajudando na criação de um novo preservativo, feito de grafeno, um dos materiais mais resistentes já encontrados até hoje. 

É esperar para ver!

Por Larissa Nalin

Urina pode ser usada para recarregar celulares

Foto: Divulgação


Quando surgiu o primeiro celular, havia apenas a ideia de que ele fosse mais um aparelho para fazer ligações, guardar contatos e umas poucas funções. Mas o fato é que os celulares avançaram muito, e hoje eles atendem a diversas necessidades – desde tirar fotos até servir como um dispositivo de rastreamento (GPS, por exemplo).

Então, como escolher o celular ideal, de forma que as suas necessidades sejam satisfatórias?

A primeira coisa a ser considerada são suas necessidades primárias – se vai usar tecnologia WiFi, câmera fotográfica e assim por diante. Porque, dependendo das suas utilidades, não se faz necessário pagar tão caro por um celular, por exemplo, se você não gosta de navegar pela internet usando um celular/smartphone.

Se você utiliza o celular basicamente para realizar e receber chamadas, o melhor é comprar telefones que não trazem tantos recursos. Esse tipo de usuário não precisa se preocupar com o tipo de escolha a ser feita – não haverá necessidade de gastar mais por um celular.

Para os usuários empresariais, que utilizam os smartphones para trabalhar, é preciso adquirir aqueles que possam abrir/editar documentos, enviar/receber e-mails, navegar na internet, entre outras funções. O smartphone, neste caso, é a opção ideal.

Para os que gostam de um celular com diversas funcionalidades – como fotografar e ouvir músicas – precisam de telefones e/ou smartphones que supram essas necessidades. Por exemplo, uma câmera integrada com boa resolução, ou uma boa memória interna para armazenar/sincronizar músicas, e o Bluetooth (boa alternativa para sincronizar dados).

Vale a pena seguir essas dicas na hora de comprar o seu celular, para não cair no risco de pagar caro por um aparelho sem necessidade, e nem entrar na onda da moda de status, se você quer apenas ter um celular que supra suas tarefas e afinidades.

Por Reginaldo Soares


Desde a sua popularização, o celular vem evoluindo de geração para geração com muita competitividade de mercado. No dito popular, os famosos "tijolos" diminuíram o seu tamanho e o seu peso, porém, nesta mesma linha "light" ele ressurgiu na versão "telha". E não há quem não queira compartilhar de todas as inúmeras funções mesmo que por curiosidade. As "telhas" se transformaram em aparelhos ultramodernos e desejados.

Com o lançamento do famoso iPhone em 2007, a tendência pelo charme x tecnologia fortaleceu ainda mais o mercado e mesmo aqueles que nos dias de hoje não podem ou não querem adquirir um determinado modelo original, têm a facilidade de adquirir os aparelhos semelhantes, alguns até fielmente falando. 

O exemplo não está tão longe, o Hiphone é o maior de todos. Quem já não teve a sensação de que se digitando no campo de pesquisas do Goggle ele poderia aparecer até no Wikipédia? Ele ficou famoso!

Esses aparelhos têm tudo o que os consumidores procuram por um baixo custo. Cores diferenciadas, fotos, vídeos (cuidado: muitos dos modelos deixam a desejar), além de serem lindos tecnicamente falando. A maioria deles possui designs slin e muito próximo ao mais vendido dos últimos anos.

Desde 2011, o Brasil havia cogitado a possibilidade de entrar com medidas necessárias para impedir a comercialização de aparelhos piratas no país. Pelo jeito, ficou só na reunião, na qual até a nossa Presidenta Dilma esteve presente.

Por enquanto o comércio continua livre a quem possa interessar, mas vale lembrar que sempre é bom pesar na balança o custo-benefício. Na hora da compra  também não se deve esquecer que certas baterias de procedimento desconhecido podem causar danos à saúde.

Por Luciana Ávila


A Nokia apresentou recentemente a nova linha da companhia voltada para a produção de celulares de baixo custo. Os modelos lançados pela empresa foram os 207 e 208.

Os dois dispositivos chegam ao mercado com uma tela QVGA de 2,4 polegadas. Possuem conectividade 3G (HSPDA) e uma memória interna de 256 MB que poderá ser expandida em até 32 GB via cartão SD. A bateria é de 1020mAh e de acordo com a fabricante pode suportar até 30 dias com o dispositivo em stand by. Em conversão de rede 2G a duração é de 12 horas.

Entre os dois aparelhos a principal diferença se encontra na ausência da câmera na versão 207 e uma única opção de single SIM. Em contrapartida, o Nokia 208 conta com uma câmera de 1,3 megapixels e também com a opção dual-SIM.

Outro detalhe é que os dois modelos aceitam unicamente chips microSIM o que consequentemente pode fazer do aparelho uma opção para quando o smartphone não puder ser utilizado.

De acordo com as informações dadas pela Nokia os modelos 207 e 208 têm como principal objetivo atender a demanda de mercado de usuários que querem dispositivos apenas para acessar a internet, as redes sociais ou ainda navegar por conteúdos multimídia. Entre os serviços que já vêm pré-instalados no aparelho estão o Facebook, o Twitter e o WhatsApp.

Por Denisson Soares


Os aparelhos celulares têm cada vez mais ganhado utilidades que a princípio não eram inerentes ao aparelho.

Hoje aparelhos celulares servem para muito mais do que apenas fazer ligações, e caso o projeto PLC 54/2013 que já foi aprovado pela Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática, seja sancionado pela presidente Dilma Russeff, os celulares terão ainda mais uma utilidade.

A intenção do projeto é que as operadoras possam alugar suas redes, possibilitando a instalação de serviços para ajudar em buscas de pessoas desaparecidas.

As pessoas que tiverem feito o cadastro terão por meio do GPS do aparelho a possibilidade de que este seja rastreado, e isso será feito por envio de mensagem ou internet.

Valdir Colatto (PMDB-SC) é o autor desse projeto, e diz que foi motivado por conta da grande quantidade de desaparecimento de pessoas no Brasil.

Esse sistema de rastreamento por GPS, não é novo, já vem sendo utilizado para rastrear cargas e automóveis roubados, para o rastreamento são usados chips de identificação.

O senador Walter Pinheiro (PT-BA) afirma acreditar que é interessante a ampliação do uso deste tipo de tecnologia para diversos casos, até mesmo, por exemplo, para um médico que precise acompanhar o resultado de exames feitos em regiões remotas.

Por Francine Araujo

Fonte: Agência Senado


O que seria a obsolescência programada

Antes de entrar em detalhes sobre o que essa "maldição das nossas carteiras" nos faz, primeiramente precisamos saber o que significa essa expressão. Basicamente, obsolescência programada, em termos simples, é a diminuição da vida útil de nossos aparelhos eletrônicos, com a finalidade de trocá-los antes mesmo que haja uma necessidade maior por nossa parte.

Ultimamente, é raro encontrar alguém que tenha trocado seu aparelho por defeito causado pelo excesso de uso. Geralmente os aparelhos são trocados por outros mais novos enquanto ainda estão em perfeito estado, com todas as funções em funcionamento satisfatório. Pelo que tudo indica sobre essa "maldição", é que simplesmente a tecnologia vem evoluindo depressa demais. Mas, ao contrário do que pensamos, logo que foi lançado um novo aparelho, as fabricantes já têm outra carta na manga, justamente com a intenção de aposentar esse que acaba de sair do forno.

Há uma maneira muito simples de evitar gastos com esse tipo de obsolescência: fuja das atualizações! Parece piada, mas é muito sério. Todos queremos o celular  mais completo, aquele que tem Bluetooth, Wi-Fi, TV Digital. E isso realmente é importante! Se você quer utilizar todos os ganhos que a tecnologia pode te oferecer, compre mesmo! Mas por que trocar um celular que tenha essas funções por um que tenha as mesmas funções, mas só é um modelo mais novo, inclusive da mesma marca? Pensando assim, não faz o menor sentido, certo? Mas, geralmente, não pensamos duas vezes antes de colocar o carnê – se é que ainda usam isso – à disposição da vendedora e nos rendemos às compras. Esse tem sido um problema meu, seu e de todos nós.

Pense muito antes de entrar em mais uma conta. Verifique se realmente essa é uma necessidade. Se colocar em mente que ficará com o mesmo aparelho até que ele pare de funcionar, certamente, quando precisar trocar por motivo de impossibilidade de uso, já terá um novinho, cheio de aplicativos e funções. E, o melhor, nesse tempo todo de uso do “velhinho”, você economizou uma grana preta ou pelo menos manteve seu nome fora das ligações perturbadoras das empresas de cobrança.   

Fuja da obsolescência programada! 

Por Danillo dos Santos


Recentemente, um funcionário da loja ETradeSupply postou um vídeo no YouTube onde ele mostra a suposta nova carcaça do iPhone que está em desenvolvimento. O “corpo” filmado apresenta indícios de que foi fabricado na forma unibody – apenas uma peça metálica – e que é mais fino que os iPhones 4 e 4S.

O vídeo apresenta informações semelhantes às que vem sido divulgadas na mídia com relação ao tamanho da tela do iPhone 5, que teria praticamente a mesma largura, porém altura maior, chegando a quatro polegadas.

Ainda, outro rumor apontado no vídeo é que haverá um novo conector dock menor que o utilizado nos atuais aparelhos da Apple, que tem o mesmo tamanho desde os primeiros smartphones da Maçã lançados e que foi herdado do primeiro iPod. Se essa alteração no conector realmente acontecer, haverá um grande impacto nos desenvolvedores de acessórios para o iPhone.

Como sempre, a Apple não comenta nenhum rumor sobre o seu novo smartphone, atitude que faz parte da política da empresa, mas é importante ficar atento a esse vídeo, pois há grande possibilidade de ele ter sido forjado, tendo em vista que os funcionários da ETradeSupply trabalham diretamente com eletrônicos e facilmente podem ter criado a carcaça.

Nesta semana, a Apple vai fazer uma conferência chamada Worldwide Developers Conference, onde geralmente apresenta novidades de suas plataformas (OS X e iOS). Espera-se que nesse evento algo seja dito acerca do iPhone 5.

Por Guilherme Marcon


A Strategy Analytcs, importante empresa de consultoria, divulgou um dado nesta quarta-feira (21/12) que indica uma enorme mudança nos smartphones do mercado durante os próximos dois anos.

Segundo a consultora, o número de aparelhos comercializados que rodam o HTML5 deve crescer de 336 milhões para 1 bilhão até 2013, número quase três vezes maior.

A tecnologia HTML5 permite que usuários acessem conteúdo e diversos serviços móveis sem precisar fazer downloads de aplicativos em lojas como a App Store, da Apple. Para acessar os conteúdos basta utilizar o navegador e criar um atalho na tela inicial do celular.

Os últimos modelos da Apple – iPhone 4 e iPhone 4S – e o Galaxy Tab, da Samsung, estão entre os que já disponibilizam tal tecnologia. A razão do crescimento do número de celulares com HTML5 está relacionada ao interesse dos fabricantes de tornar seus dispositivos compatíveis com os conteúdos que usam a tecnologia, já que o número aumenta a cada dia, principalmente de jornais e revistas.

A consultora também afirma que já no ano de 2012 cerca de 15% dos programas para dispositivos móveis serão feitos na tecnologia HTML5.

Por Mozart Artmann


A tecnologia desenvolvida para aplicativos de celulares está cada dia mais perto da realidade no intuito de combater crimes virtuais. Na Espanha, a pornografia infantil perde cada vez mais o espaço na internet. Quatro operadoras de telefonia já poderão denunciar crimes deste tipo pelo celular com total discrição e anonimato.

A partir da instalação de um simples botão nos sites das empresas, a ideia é que milhares de crianças possam ser salvas desse problema de enormes proporções em todo o mundo. As empresas Telefônica, Vodafone, Orange e Yoigo deixaram a concorrência de lado e se uniram para combater este crime cada vez mais comum na rede mundial de computadores.

Batizado de “Proteja a infância”, o programa visa acabar com a má utilização da internet, onde, segundo Guillermo Cânovas, presidente da ONG Protégeles, cerca de 10% das 3.000 denúncias que chegam mensalmente à sede da organização são de crimes realizados na web. Caso seja comprovada a denúncia, o caso será levado às autoridades locais

Por Vivian Fiorio


O segmento de telefonia celular móvel cresce exponencialmente mês a mês. Cálculos mais recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que o número de habitantes no Brasil chegou a 190.732.694. A quantidade de celulares no mercado, por sua vez, já abraça 202,94 milhões de unidades, ou seja, 104,68 acessos a cada 100 cidadãos.

Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), em 2010 o Serviço Móvel Pessoal (SMP) contabilizou quase 29 milhões de novas habilitações, incremento de 16,66% em comparação a um ano antes.

Levando-se em consideração apenas o mês de dezembro, a agência apontou 5,4 milhões de novas habilitações, pulo de 2,74% sobre novembro. A modalidade pré-paga lidera a preferência dos consumidores, com 82,34% do total, enquanto a pós-pago representa 17,66%.

Por operadoras, o levantamento da Anatel indica a Vivo como líder absoluta (29,71% do total em 2010), seguido pela Claro, TIM e Oi.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Terra





CONTINUE NAVEGANDO: