Você já ouviu falar em iPhone brasileiro? Não? Surpreendeu-se?

Para quem não sabia, o Brasil também tem um iPhone desenvolvido, produzido e vendido por aqui, mas poucos conhecem. Quem traz o aparelho desde o ano passado é a Gradiente. A empresa lançou um no ano de 2012 e anunciou o lançamento de seu segundo aparelho com o nome iPhone C600 para 5 de dezembro.

O Gradiente iPhone é um pouco mais barato que os tradicionais da gigante Apple, tem boas especificações técnicas, como câmera de 13 megapixels, dois chips, tela de 5 polegadas e roda Android. Tudo isso sai em torno de R$ 1.149, bem mais em conta do que o tradicional da gigante mundial.

Mas parece que o fato do aparelho ter um preço agradável não chamou a atenção. O que chamou a verdadeira atenção dos consumidores foi como a Gradiente conseguiu comercializar um aparelho com o mesmo nome dos dispositivos móveis vendidos pela Apple. Pois bem, a marca entrou com um pedido de registro sob o título iPhone em 2000 para o Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) e a Apple fez o mesmo pedido, só que em 2007, quando lançou seu primeiro produto. Ainda não se sabe o por quê a Justiça do Rio de Janeiro tirou da Gradiente a exclusividade da marca. Mas, de acordo com o juiz, foi decidido que o iPhone da Apple é um nome mundialmente conhecido e que seria praticamente impossível mudar isso agora, uma vez que ao ouvir o nome o consumidor imediatamente o relaciona com a Apple.

A única dúvida é: por que o pedido da Apple não foi negado quando já existia o nome para a Gradiente? A única coisa que sabemos é que a Gradiente poderá utilizar o mesmo título, mas sempre com o nome da empresa na frente para diferenciá-lo. 

Por Jaime Pargan

Gradiente iPhone C600

Foto: Divulgação


Já faz algum tempo que a marca brasileira Gradiente disputa judicialmente com a gigante norte americana Apple o uso da marca "iPhone". A disputa ainda não acabou e a marca brasileira já se prepara para lançar o segundo modelo do iPhone tupiniquim. 

O modelo anunciado agora é o iphone C600, e suas configurações já foram divulgadas. Virá equipado com: tela de 5 polegadas (resolução 1280×720), processador dual core de 1,4 Ghz. memória interna de 8GB para armazenamento câmera frontal de 2 MegaPixels e traseira com 13 Mp. Possuí suporte 3G+ e até dois chips ativos. O sistema operacional será o Android 4.2.2 (sim, um iphone com sistema Andoid!) Jelly Bean.

A camapanha de  marketing do aparelho inclui até um comparativo onde mostra os recursos que tornam o C600 uma opção melhor do que os fabricados pela Apple. O aparelho deve chegar as lojas custando R$ 1.200 valor bem inferior ao do iPhone da concorrente. A data de lançamento esta prevista para outubro deste ano.

As configurações apresentadas parecem ser bastante sólidas. Em termos de desempenho o aparelho não deve decepcionar e se apresenta com um preço competitivo não só em relação aos produtos da Apple, mais com outros concorrentes com sistema Android. Se de fato ele será melhor, precisamos aguardar e fazer a comparação quando o aparelho estiver disponível.

Por Bruno Hardt


Após ter feito a solicitação de patente para o nome iPhone em 2000, a Gradiente lançou recentemente o seu primeiro smartphone Gradiente iphone. Entretanto, isso consagrou o nome como utilidade da empresa.

O direito do nome já existia, porém expiraria se nenhum aparelho fosse lançado até janeiro deste ano e, por isso, em dezembro do ano passado apareceu o primeiro iphone da Gradiente. Assim, o INPI – responsável pelo registro do nome – garantiu o direito de uso do nome à empresa brasileira, fazendo com que a Apple seja proibida de usar o termo iPhone em seus smartphones no Brasil.

Ainda assim, a Apple permanece autorizada a utilizar o nome em quaisquer outros produtos, principalmente depois de ter solicitado registro do nome para outros segmentos nos anos de 2011, 2010, 2007 e 2006. Entretanto, os pedidos feitos sobre produtos relacionados a celulares ainda não tinham sido analisados pelo INPI e, conforme noticiado, o órgão vai negar todos os pedidos da Maçã com relação a celulares e smartphones, o que inclui também o aplicativo Find My iPhone.

Mesmo com o problema, a Gradiente já se mostrou aberta a negociações com a Apple, que já passou por problemas semelhantes nos EUA com a empresa Cisco.

Por Guilherme Marcon


Após a segunda quinzena de dezembro, a Gradiente anunciou seu mais novo smartphone e acabou gerando muitos comentários na internet.

O nome da família novo aparelho é Iphone, com o “i” maiúsculo, e o smartphone se chama Neo One. O dispositivo roda com sistema operacional Android Gingerbread (2.3) e possui câmera na parte de trás com 5 MP, compatibilidade com dois chips, Memory Card de 2 GB, display de 3.7 polegadas com 320 x 480 pixels de resolução e tela capacitiva, player de MP3, rádio FM, conexão com Bluetooth, Wi-Fi e 3G e processador de apenas 700 MHz.

A utilização do nome Iphone pela Gradiente se dá pelo fato de a empresa ter os direitos da marca G Gradiente Iphone no nosso país, desde o ano de 2008, sendo que o pedido de registro foi feito em 2000. Conforme a assessoria da empresa, o nome Iphone não havia sido utilizado antes pelo fato de que a companhia estava priorizando sua reestruturação antes de lançar novos aparelhos.

O Neo One pode ser encontrado na loja online da Gradiente, na cor grafite, pelo preço sugerido de R$ 599.

Por Guilherme Marcon





CONTINUE NAVEGANDO: