Novo Moto Power Pack tem como objetivo fornecer mais bateria para os aparelhos da linha Moto Z.

A fabricante Motorola, agora adquirida pela Lenovo já vinha prometendo há um bom tempo o lançamento oficial do novo Moto Snap, o qual tem como objetivo fornecer mais bateria para os aparelhos da linha Moto Z. Chegou a ser apresentado um protótipo na Mobile World Congress de 2017 (a MWC), porém estava previsto para ser lançado no mês de março, mas foi adiado. Entretanto, até que enfim o projeto parece ter chegado ao mercado brasileiro, inclusive algumas imagens do dispositivo já vazaram na internet apresentando até o selo da Anatel.

Um perfil no Google+ famoso por fazer o vazamento de imagens dos dispositivos da Motorola, o HelloMotoHK, publicou fotos que supostamente são reais do novo Moto Power Pack em sua última versão. Ao contrário do que foi apresentado no início deste ano, o aparelho é preto por inteiro e parece ter a espessura que a fabricante prometeu.

Entretanto, o fato que mais importa agora é que se tais imagens forem reais, quer dizer que a Motorola irá comercializar o produto no Brasil.

O novo dispositivo Moto Snap oferta uma carga maior do que a oferecida pela capa da Incipio, que possui 2.700 mAh, o que é suficiente para dar uma carga extra quase completa no Moto Z. Ele tem também a promessa de muito mais fino do que o Snap da Mophie, o qual tem 3000 mAh, porém faz com que o aparelho fique mais pesado e espesso.

O possível preço cobrado pelo aparelho no mercado brasileiro, ainda não é sabido. Nos Estados Unidos, acredita-se que o Snap seja vendido pelo preço de US$ 49, o que em uma conversão direta representa R$ 154.

Não é muito provável que o acessório chegue ao país com um preço tão baixo. Para comparar, o aparelho da Incipio, no site oficial da fabricante, é vendido por R$ 399. Portanto, não crie a falsa ilusão de que o produto seja barato, até porque ainda será adicionado os impostos brasileiros sobre o mesmo.

Enfim, para você qual seria um preço justo para se comprar pelo novo Motorola Power Pack? O único jeito esperar o aparelho chegar às prateleiras.

Por Filipe Silva

Moto Power Pack

Moto Power Pack

Fotos: Divulgação


Novo dispositivo será lançado em breve e será compatível com smartphones.

A MWC (Mobile World Congress) deste ano trouxe diversas novidades para o mercado mobile, como o anúncio dos novos high-ends de grandes marcas como a Samsung e a LG. Entre as marcas de menor destaque atualmente, temos a HTC, que apresentou na feira, além de novos smartphones, seu dispositivo de realidade virtual que será lançado em breve, compatível com smartphones.

O aparelho de realidade virtual, foi feito em parceria com a Steam, sistema online de jogos, mostrando que, possivelmente, o aparelho deve contar com algumas funcionalidades específicas e interessantes para aqueles que gostam de jogar na plataforma virtual e porque não, também nos smartphones.

O dispositivo HTC Vive será lançado em abril deste ano, estando em pré-venda desde o dia 29 de Fevereiro, por US$ 799 ou cerca de R$ 3.196 na cotação do dólar atualmente, ainda desconsiderando os impostos, preço que foi alvo de diversas críticas, já que é considerado elevado para um dispositivo de realidade virtual, principalmente se levarmos em consideração que a HTC é nova no ramo, não possuindo nenhum histórico com tais aparelhos, o que diminui a confiança do mercado, fazendo com que o preço se torne um grande empecilho para a popularização da marca.

Para se ter uma ideia, grande parte das críticas vem dos Estados Unidos, o que mostra que, de fato, o preço é bem elevado.

A empresa também não anunciou exatamente quais são os recursos disponibilizados por seu dispositivo de realidade virtual e nem sequer se possuirá algum diferencial em relação a outros modelos já disponíveis no mercado, ou funcionalidades exclusivas para os smartphones da marca, o que gerou ainda mais críticas a respeito da empresa, tanto entre a mídia, como entre os usuários.

Porém, a expectativa é que o dispositivo tenha uma grande integração com os smartphones, como possibilidade de fazer ligações por meio do dispositivo anunciado, além de outras funções integradas entre o dispositivo de realidade virtual e os smartphones.

O resultado da conferência da HTC, não é dos melhores, e acaba por gerar ainda mais insegurança em torno do nome da marca, que já vem passando por uma grande crise e demitiu recentemente diversos funcionários por necessidade de cortar gastos para poder se manter.

Os smartphones apresentados pela marca também foram motivo de diversas críticas na rede. Mesmo com as críticas, a empresa de Taiwan crê que o dispositivo pode fazer sucesso e ''reviver'' a empresa no mercado.

Por Isis Genari

HTC Vive

Foto: Divulgação


Rumores indicam que o novo Galaxy S7 poderá receber o novo Touchwiz já atualizado e melhorado.

Embora a Samsung, junto da Apple, seja até o momento a empresa que mais faturou e fez sucesso com sua marca com os smartphones e tablets, mesmo com seus dispositivos high-end, sempre houve um motivo de enorme de reclamação entre praticamente todos os usuários. Um problema chamado Touchwiz.

O Touchwiz, nada mais é do que a interface gráfica, a versão modificada do Android, pela Samsung, presente em praticamente todos os seus smartphones e tablets. Porém, a versão do robozinho verde, da empresa sul-coreana é extremamente modificada e pesada, o que há muito tempo faz com que, mesmo smartphones mais tops de linha, tenham seu desempenho comprometido de alguma forma, com lentidão. Embora também, é verdade, isso já tenha mudado um pouco, do Galaxy S6 Edge, para cá.

Agora, a Samsung parece estar finalmente disposta a otimizar o seu sistema, e para isso, vem trabalhando em parceria inclusive, com o Google, que é a responsável pelo Android. A promessa é até mesmo de entregar no novíssimo Galaxy S7 um sistema tão estável e otimizado quanto o iOS.

E para 2016 será exatamente esse o grande foco da companhia. Em uma nota divulgada recentemente, a empresa diz que dará mais atenção ao seu software, enalteceu o Exynos, entre outros pontos. Isso, graças a um relatório que mostra que, embora ainda seja a empresa que mais vendeu smartphones em 2015, a sul-coreana perdeu espaço para a Maçã e para as empresas chinesas.

Outro problema causado pelo Touchwiz, é a demora no lançamento de atualizações do sistema. Como o Touchwiz é pesado, com muitas alterações no sistema puro do Android, acaba-se que, para lançar uma atualização estável, necessita-se de muito mais tempo do que para lançar para uma versão com menos alterações ou até mesmo pura.

Com isso, fica a expectativa para 2016: a Samsung realmente conseguirá entregar um Touchwiz, no seu novo high-end Galaxy S7, mais otimizado do o iOS da rival Apple?

É acompanhar para ver.

Por Isis Genari

Touchwiz da Samsung

Foto: Divulgação


O grande destaque do novo Office 2016 fica por conta do Continuum e Cortana, que ganhou a versão em português.

A Microsoft lançou na última terça-feira (22) o novo Office 2016. O novo Office é para Windows 7 e todos os posteriores e Mac OS X. A atualização englobando os novos Excel, Word, Access, OneNote, Outlook e outros pode ser comprada de uma única vez e não tem custos adicionais para quem optar pela assinatura do Microsoft Office 365.

O grande destaque fica por conta do Continuum e Cortana, em português no novo Office. O Continuum veio para resolver problemas enfrentados pela Microsoft quando lançou o Windows 8 e recebeu muitas críticas pois a  plataforma trazia para PCs uma interface que funcionava em smartphones e tablets. Entrando o Continuum possibilita uma readaptação completa do sistema de acordo com o tipo de configuração que o usuário quiser no momento: touch ou teclado e mouse. Essa funcionalidade também vai se estender aos telefones, que funcionarão como um computador quando forem conectados em monitores, mouses e teclados.

Já a Cortana está totalmente disponível para o novo Excel, o 2016. A Cortana é a “assistente pessoal” da Microsoft. Integrada ao programa, será de grande ajuda para que usuários organizem reuniões e realizem buscas em planilhas. Ela está sendo liberada aos poucos para cada região, pois é adaptada para o local onde “trabalhará”. Marcos Ash, gerente da equipe responsável pela Cortana disse, em um post publicado no blog da Microsoft, que para projetar a assistente pessoal inteligente, uma nova abordagem seria preciso e não a do tipo “um tamanho serve para todos”, e sim uma que traga a personalização local, considerando o que é importante em cada país e cultura individualmente.

As instruções à Cortana podem ser dadas por comando de voz ou via teclado – e sua atuação não será limitada apenas à internet, pois ela também poderá buscar arquivos no computador e no OneDrive, de forma simultânea. Pode ainda abrir aplicativos, enviar e-mails sem necessidade de acesso ao site, entre outras muitas funções.

Por Elia Macedo

Novo Office 2016


Lançamento do novo modelo ocorrerá na IFA 2015 em agosto.

Que tal conhecer o próximo phablet da Samsung, o Galaxy Note 5? A expectativa é que a marca apresente ao mercado a sua novidade em agosto na feira de tecnologia IFA 2015, que vai acontecer na Alemanha.

O novo aparelho lançado pela sul-coreana vai contar com uma tela super Amoled QHD de 5,67 polegadas. Além disso, o aparelho também é equipado com uma caneta S pen, traseira de vidro, memória 4 GB RAM LP-DDR4 e também o chipset Exynos, entre outros recursos.

Entre outras expectativas para o Galaxy Note 5 é que o aparelho teria uma solução e carregamento sem fio e o público poderia encontrá-lo em quatro cores distintas: preto, dourado, prata e branco. O objetivo é que o novo phablet possa concorrer com o iPhone 6S e, assim, atrair a atenção dos consumidores.

Você sabia que além de eletrônicos, a Samsung, também, investe e fabrica outros itens? A marca, por exemplo, produz roupas, por meio de suas subsidiárias. Uma das maiores indústrias é a Cheil Industries que produz peças para as grifes Bean Pole International, 10 Corso e 8seconds.

Além de peças de vestuário, a marca também investe em edifícios e construções através da Samsung C&T Corporation. Desta forma, ela está presente em várias localidades diferentes do mundo.

Você sabia que a Samsung também está presente na construção de tanques de guerra? Entre os modelos desenvolvidos estão o K2 Black Panther, k9 Thunder e k10 ARV. Entre alguns clientes estão a Turquia e a Austrália.

Além de itens bélicos, a Samsung também investe na produção de navios, sendo considerada a segunda maior fabricante do mundo das grandes embarcações. A Companhia está produzindo o Utopia, que está previsto para ter lançamento no próximo ano, e terá residências, shopping, piscina, casas noturnas, entre outros recursos.

Gostou da novidade sobre o novo aparelho da Samsung, que deve ser lançado em agosto? Deixe a sua opinião! 

Por Babi

Samsung Galaxy Note 5

Samsung Galaxy Note 5

Fotos: Divulgação


Novo modelo poderá contar com a função Force Touch, que permite acessar diferentes ações com toques específicos na tela.

As produções para o novo modelo de iPhone já teriam começado, segundo o site Bloomberg. Segundo as fontes, o novo modelo de iPhone possui a função Force Touch, que identifica níveis diferentes de pressão na tela.

Com a utilização dessa nova tecnologia, seria possível, por exemplo, acessar diferentes ações, com toques diferenciados na tela do aparelho. Um toque mediano, pode levar o usuário a uma aba de aplicativos, por exemplo, e um toque um pouco mais forte poderia levar o usuário à tela inicial. Isso faria com que as telas de telefones ficassem mais leves visualmente. A funcionalidade também poderia ser uma funcionalidade a mais para  o usuário ter o controle de jogos por exemplo.

A nova tecnologia, no entanto, poderia acabar com a tendência de celulares cada vez mais finos, pois para que o Force Touch seja executado, mais componentes precisam ser utilizados.

Também no visual do novo aparelho, as fontes afirmaram que o novo modelo deverá ter um design exterior parecido com o último modelo, o iPhone 6. A fabricante manterá esse design para que a fabricação em massa seja facilitada.

Um detalhe, porém, pode ser eliminado do novo modelo de iPhone: o Botão Home, já que a nova tecnologia de Force Touch o deixaria praticamente obsoleto. Bastaria um toque diferenciado na própria tela do aparelho para voltar à tela inicial.

Embora o novo iPhone pretenda trazer um diferencial enorme ao mercado de smartphones, logo suas inovações se tornarão obsoletas, como vem acontecendo nos últimos anos e como aconteceu com sua última novidade: o sensor de impressão digital. A concorrência nesse mercado é enorme e a tecnologia dos aparelhos tem avançado em velocidade inacreditável, deixando, por exemplo, um aparelho lançado no ano passado já em um bom nível de obsolência.

A fabricante tem que pensar em uma estratégia de mercado muito forte, para suprir a demanda de inovações  tecnológicas que os clientes, cada dia mais exigentes, pedem. A tecnologia anunciada parece não ter a força de mercado necessária para vendas extraordinárias ou para derrubar a concorrência.

Por Patrícia Generoso

iPhone com Force Touch


Nova ferramenta fará com que a tela do smartphone seja bloqueada automaticamente quando o aparelho estiver no bolso do usuário

O sistema Android Lollipop 5.0.1 lançará um recurso que permitirá o bloqueio da tela do smartphone automaticamente enquanto este estiver no bolso do usuário. E, ao pegar o aparelho na mão a tela se desbloqueará e será ativada.

O recurso se chamará on-body detection e deve estar disponível em breve. No entanto, tamanha comodidade também poderá trazer alguns riscos, principalmente no que se refere à segurança do usuário.

De acordo com informações, o novo recurso funcionará na base da detecção de movimento, que é realizada pelo sensor de acelerômetro do aparelho para reconhecer se o dono está por perto.  Caso o usuário não estiver, o sensor bloqueará o celular automaticamente e, para desbloqueá-lo, o consumidor precisará digitar uma senha. Vale ressaltar que este mesmo mecanismo é utilizado pelo Google em aplicativos voltados ao exercício físico, como o Google Fit, que tem a finalidade de identificar os passos do usuário durante o dia.

O on-body detection será rodado no sistema Android 5.0.1 Lollipop e, pretende garantir a segurança do usuário, já que, caso este não esteja com o celular por perto, ele bloqueará para garantir a segurança dos dados disponíveis no aparelho.

No entanto, para Lucas Agrela, do site Info, o novo recurso poderá acarretar alguns problemas, como por exemplo, o fato de não haver senhas para bloquear as informações pessoais que ficam armazenadas no smartphone, ou mesmo, proibir o acesso aos aplicativos de redes sociais instalados neste, como Facebook, Instagram e Linkedin. Além disso, o simples fato de desbloquear o celular com um simples movimento, pode-se tornar um verdadeiro filme de terror. Ou seja, caso ocorra um roubo, o smartphone não ativará nada que bloqueie a tela e que possa impedir outras pessoas de verem o que está no aparelho.

Entretanto, o on-body protection ainda não foi divulgado, oficialmente, pelo Google. O que poderá acontecer é o sensor ser liberado, em versão de teste, para alguns usuários.

Caso você tenha se interessado, resta aguardar para que o recurso seja, realmente, confirmado pelo Google e, então, que ele esteja disponível nas configurações do seu smartphone.

Por Andréa Corneli Ortis

Smartphone no bolso

Foto: Divulgação


Além do novo recurso, está previsto a disponibilidade de um iPhone rosa

A divulgação do novo MacBook da Apple foi muito atrativa para os consumidores. Um dos fatores principais é a implementação do Force Touch ao trackpad do aparelho, uma funcionalidade que era especulada para iniciar somente no Apple Watch.

A tecnologia possibilitou que a empresa deixasse de usar botões em seu trackpad, com a função do controle do mouse do aparelho, devido ele ter a possibilidade de responder conforme a pressão fornecida pelo usuário, tendo conhecimento desta forma caso será usado um clique padrão ou caso serão abertas novas alternativas, como seria realizado com o clique feito no botão direito.

Contudo, o recurso também poderá estar disponível nos próximos iPhones disponibilizados pela Apple. Esta funcionalidade irá possibilitar que o dispositivo tenha a sensação das pressões de várias intensidades sobre o visor e tenha reações conforme a força colocada na tela.

A previsão também informa à respeito da possibilidade dos smartphones terem a resposta háptica que é anunciada para os notebooks e relógios inteligentes da empresa.

Somado à implementação do Force Touch aos próximos iPhone, está sendo previsto a possibilidade de implementação de uma nova cor à linha de dispositivos da companhia. O cor-de-rosa poderá ser uma das opções fornecidas, somada às três comuns alternativas: Gold, Silver e o Space Gray, tendo uma nova alternativa de cor para o público feminino.

Com a divulgação dos novos MacBooks no esquema de cor idêntico do iPhone, há a oportunidade de que os notebooks também tenham o fator novo. Entretanto, ainda é muito cedo para iniciar a formação de perspectivas, sendo necessário esperar uma previsão para garantir esta possibilidade.

De acordo com postagem do The Wall Street Journal, os novos iPhones também possuirão esta atrativa funcionalidade em sua tela sensível ao toque, tendo a possibilidade de identificarem o contato realizado pelo usuário para fazerem algumas funcionalidades, que irá possibilitar um nível completamente novo na dinâmica de utilização do sistema.

Por Felipe Couto de Oliveira

Foto: divulgação


A Apple tentou inovar e lançou novos emojis com temas variados, buscando justamente mostrar que há uma grande variedade de "visuais" para os usuários escolherem, mas a empresa acabou sendo acusada de racismo.

Os novos emojis estão sendo adicionados ao iPhone, ao iPad e também ao Mac para representarem pessoas das mais variadas etnias, por exemplo, negros, asiáticos, entre outros. Essa era para ser uma atitude louvável, mas o problema é que tem muita gente enxergando tal atitude como um ato de racismo.

Os asiáticos são os que mais estão fazendo críticas à novidade da Apple, mas pessoas do mundo inteiro já começam a se mobilizar contra os novos emojis da empresa que traz seis novas opções para tons de pele. 

Por exemplo, a tonalidade amarelada é indicada para representar os orientais, mas muitos usuários estão achando que o tom é amarelo demais. Pelas redes sociais, encontramos pessoas reclamando que o tom amarelo ficou muito forte, indicando que isto está mais para racismo do que para uma diversidade racial.

Até os orientais estão reclamando, dizendo que não escolhem um determinado emoji por ser de um amarelo muito intenso.

A Apple garantiu que os ícones estão seguindo as recomendações do "Consórcio Unicode", respeitando os padrões das letras, números, símbolos e demais caracteres. Essa documentação do Unicode informa que as cores representam as pessoas de acordo com a tonalidade da pele e foi criada em 1975.

A cor amarela sempre foi utilizada para o smilley, que já é tão conhecido do público e que vem sendo utilizado há anos. Alegando que não há racismo, a Apple já pensa em mudar as cores, por causa da forte pressão que vem sofrendo.

Ao todo, são 300 novos emojis disponibilizados pela Apple, contendo também bandeiras e vários outros símbolos. Para ver as opções do tom de pele, basta manter o dedo sobre o emoji de seu interesse.

Quem tem um iPhone ou um iPad e ainda não encontrou estes novos emojis, basta ativar o recurso, abrindo o aplicativo e indo na opção "Geral", depois em "Teclados" e "Adicionar novo teclado", onde então poderá selecionar a opção de Emoji.

Por Russel

Foto: divulgação


A empresa chinesa Xiaomi já está com todos os seus preparativos para iniciar a fabricação dos seus primeiros smartphones no Brasil, contudo, ainda serão lançados alguns protótipos para que os consumidores brasileiros conheçam um pouco sobre os produtos da marca.

Mesmo ainda não tendo lançado nenhum tipo de aparelho telefônico por aqui, a empresa chinesa já está no Brasil e conta com um escritório, o qual está cuidando de todos os detalhes da chegada da marca ao mercado brasileiro.

Segundo informações ligadas a Foxconn, a qual fabrica os aparelhos dessa marca na China, ela deve ser a principal parceira também da Xiaomi aqui no Brasil.

Ao contrário da Xiaomi, a Foxconn já possui três fábricas aqui no país, sendo elas em Manaus e as outras no interior de São Paulo, nas cidades de Jundiaí e Indaiatuba, o que indica que a empresa chinesa provavelmente usará as fábricas do estado de São Paulo para produzir os seus primeiros aparelhos.

Esta escolha deve ter como principal finalidade a facilidade com que a cidade de São Paulo oferece para a comercialização, bem como o grande número de mão de obra qualificada disponível para produção destes primeiros exemplares.

O que podemos garantir é que os protótipos iniciais irão ficar prontos na segunda metade de março do corrente ano. A produção em grande escala irá acontecer no mês de abril, ou seja, conforme o cronograma já anunciado pela empresa chinesa, o produto tem previsão de ser lançado no mercado brasileiro ainda neste primeiro semestre.

Um aparelho dessa empresa já foi certificado pela Anatel, fato este que, pela lógica, indica que deve ser este o primeiro modelo a ser lançado aqui no Brasil.

Esse modelo foi batizado com o nome de Redmi Note 4G e é um Phablet que possui uma tela de 5,5 polegadas, o qual tem especificações intermediárias e atualmente é vendido no exterior por um preço de aproximadamente R$ 450.

Por Adriano Oliveira

Foto: divulgação


A japonesa Sony anunciou nesta terça-feira (17/02) o lançamento de um protótipo de óculos inteligente. Trata-se do "SmartEyeglass", que deverá começar a ser comercializado já no mês de março.

A primeira versão destes óculos comercializada pela Sony não está destinada para os consumidores comuns, mas para os desenvolvedores que serão encarregados de produzir aplicativos para o gadget.  

É esperado que o "SmartEyeglass" seja vendido por cerca de US$ 840, algo um pouco caro para suas utilidades. Ele já pode ser encomendado nos Estados Unidos, Alemanha e Reino Unido. A partir do dia 10 de março, também estará disponível para outros países: França, Itália, Espanha, Bélgica, Holanda e Suécia.  

O Google Glass, do gigante de buscas americano, enfrentou problemas para emplacar o produto no mercado, apesar das diversas funcionalidades que ele apresentava, inclusive prometendo ajudar na área da saúde, principalmente em cirurgias. O Google já anunciou a retirada do seu óculos inteligente do mercado, mesmo afirmando que continuará a aperfeiçoar o dispositivo para relançá-lo ao mercado futuramente. A empresa americana também colocou fim ao programa "Glass Explorer", que permitia a milhares de pessoas testarem os óculos interativos e opinarem sobre mudanças que deveriam acontecer para torná-lo mais atraente.  

O "SmartEyeglass" poderá se conectar com smartphones compatíveis e permitirá aos usuários visualizar informações como imagens, textos e símbolos. Para fomentar o desenvolvimento de aplicativos para o dispositivo, a Sony distribuirá um pacote de software para ajudar os desenvolvedores. Não foi informado se o gadget será compatível com os sistemas Android, iOS e Windows Phone. A expectativa é que a empresa comece a comercializar o óculos em 2016 para os consumidores finais de uso particular ou profissional.  

A questão a ser levantada com o lançamento do óculos inteligente da Sony é se ele conseguirá a atenção do mercado mesmo com valores não muito atraentes. Pelo que parece, teremos a resposta somente no próximo ano quando o produto estará disponível para o mercado em massa.

Por William Nascimento

?culos inteligente da Sony

?culos inteligente da Sony

Fotos: Divulgação


Acaba de chegar ao mercado um dos serviços mais inusitados disponíveis através da internet. Trata-se do Picatto, um serviço que disponibiliza aos usuários da rede social Instagram tatuagens das postagens realizadas no aplicativo.

Isso mesmo, quem gostou tanto de sua postagem na rede social e não se conforma de exibir a imagem apenas no Instagram, agora tem a chance de trazer sua foto para a realidade e, diferentemente da forma mais convencional que utiliza papel fotográfico, a base para a impressão é a própria pele.

Trata-se de uma tatuagem temporária, que ficará na pele do usuário apenas por uma semana. Ela é removível com água e uma boa opção para quem não quer se comprometer com uma tatuagem de verdade, que não sai facilmente da pele.

Para utilizar o serviço, basta ter uma conta ativa no Instagram, que é gratuita, e conectá-la à conta do Picatto. Dessa forma, o serviço acessará as suas postagens na rede, dando a opção de transformá-las em tatuagens.

O Picatto é dos Estados Unidos, porém ele oferece seus serviços em todo o mundo. A aplicação da tatuagem é feita pelo próprio usuário após receber a imagem em sua casa através do correio. O Brasil é um dos países contidos na lista de disponibilidade do serviço.

Assim como no Instagram, as imagens que virão na forma de tatuagem também terão uma proporção quadrada.

Não é possível comprar apenas uma imagem como tatuagem para testar, já que o site vende as tatuagens em pacotes com 12 unidades. O preço atual deste pacote é de U$ 14,99, o que corresponde a aproximadamente R$ 40 na cotação atual do dólar.

Os desenvolvedores do serviço apostaram em uma forma muito original de interagir fisicamente com a rede social. Aliás, são as inovações que estão fazendo sucesso no mundo pós-internet, já que a disponibilidade de serviços através de dispositivos portáteis tornou a vida muito mais acessível, porém, dá aos cidadãos acesso a infinitas maneiras de gastar seu dinheiro, sendo que apenas quem chamar mais atenção terá lucro em seus negócios.

Por Rannier Ferreira Mendes

Foto: divulgação


Para quem não se contenta em apenas ter o último smartphone lançamento do mercado e gosta de ostentar um pouco, a Microsoft acaba de anunciar duas versões de smartphones com peças em ouro.

Isso mesmo, os modelos Lumias 830 e 930 serão vendidos em versões alternativas com revestimentos laterais e a logomarca da Nokia na tampa traseira em ouro.

A Microsoft não é a primeira empresa a fornecer esse tipo de produto, que inclusive já é categorizado no mercado como smartphone de luxo.

Foto: divulgação

Ainda não há informações quanto aos preços que serão vendidos os aparelhos, mas, é claro, que nem todo mundo deve esperar comprar um, já que as vendas serão limitadas a algumas regiões, assim como dependerá de disponibilidade das operadoras que serão vendidos, pois não estará presente na Microsoft Store.

Os modelos são idênticos aos lançados na versão “comum”, com o mesmo hardware, porém, com essa alteração de cor e material na parte externa dos smartphones.

Sabe-se que serão vendidas versões de tampas traseiras brancas ou pretas de ambos os modelos, mas os lançamentos acontecerão em momentos diferentes, com prazos que poderão estender-se até o final de fevereiro deste ano.

Seguindo a lógica de numeração dos modelos dos smartphones, o 930 é uma linha um pouco superior ao 830, mas ambos são, sem dúvida, as opções topo de linha da Microsoft no momento.

Foto: divulgação

O Lumia 830 possui tela de 5 polegadas, com resolução 720p, um processador Snapdragon 400 de quatro núcleos a 1,2 GHz, possui 1 GB de memória RAM, 16 GB de memória de armazenamento (expansível), câmera traseira de 10 MP e frontal de 0,3 MP.

O Lumia 930, por outro lado, possui tela de 5 polegadas, porém com resolução 1080p, roda um processador Snapdragon 800 de quatro núcleos a 2,2 GHz, possui 2 GB de memória RAM, 32 GB de memória de armazenamento interno, sua câmera traseira PE de 20 MP, enquanto que a frontal possui 1,2 MP.

Por Rannier Ferreira Mendes


Com o desenvolvimento de diversas tecnologias relacionadas a telas e materiais novos para smartphones, as baterias não tiveram grande avanço, ou seja, elas duram pouco e demoram uma eternidade para serem recarregadas.

Essa realidade já mudou um pouco em relação ao tempo de duração de uma carga completa, com aplicativos e sistemas operacionais otimizados para economizarem energia nos aparelhos. Porém, quando o smartphone é usado intensamente, não há solução a não ser recarregar!

Pensando nisso, a empresa israelense Storedot desenvolveu um novo modo de recarregar bateria de celular que é capaz da dar uma carga completa em uma bateria de 2000 mAh em apenas 3 minutos.

A empresa, que recebe investimentos da Samsung, demonstrou a nova tecnologia em um celular Samsung modificado, já que as baterias comuns encontradas em aparelhos no mercado não são capazes de receber tanta carga em tão pouco tempo, tendo o risco de explodirem.

A corrente necessária para recarregar a bateria pode chegar a 40 A, o que é um valor altíssimo em relação aos 2 A que normalmente são submetidas as baterias da marca do smartphone. Neste caso, a bateria utilizada é feita de um polímero especial e o carregador também é muito mais potente.

Porém, mesmo com investimentos vindos da Samsung, a empresa fabricante da bateria já chamou a atenção de mais de 15 empresas interessadas na tecnologia.

Esse novo modo de recarregar tão rapidamente resolveria muito o problema do consumo rápido da bateria, já que, mesmo acabando relativamente rápida a carga, recarregar seria muito mais rápido.

A Storedot acredita que no ano que vem já será possível encontrar smartphones no mercado com esse tipo de bateria inclusa. Além disso, a empresa já trabalha em outro projeto que promete carregar rapidamente também baterias de maior capacidade.

Vale lembrar que, por ser muito recente a tecnologia, ainda não há informações a respeito de possíveis danos às baterias ao longo do tempo. Para isso, diversos testes precisam ser realizados, de forma que uma melhoria não cause um problema em outro setor.

Por Rannier Ferreira Mendes

Foto: FINBARR O'REILLY / REUTERS


Os leitores que viveram na época dos walkmans e eram apaixonados por esses aparelhos exclusivos para reproduzir música, podem se interessar por este player da Sony. Exibido na CES 2015, o Walkman NW-ZX2 é um gadget que busca resgatar a experiência dos antigos tocadores musicais portáteis.

A diferença é que ele dispõe daquilo que a tecnologia atual pode oferecer, rodando Android, mas sem perder o foco na música. Ou seja, não é um aparelho que você poderá usar para rodar outros aplicativos mais pesados.

O visual retrô reforça o objetivo de nos remeter aos antigos walkmans. O corpo é todo em alumínio e couro, e nas laterais possui botões físicos grandes, também de alumínio, para controlar a reprodução da sua playlist.

Embora pareça um desperdício adquirir um aparelho relativamente grande e pesado como este, as vantagens para os amantes da música ficam evidentes observando mais de perto.

Ao contrário de muitos dispositivos feitos para navegar na Internet e utilizar aplicativos dos mais diversos tipos, o Walkman da Sony vem preparado para armazenar muitas músicas. Sua memória interna é de 128 GB e pode ser expandida com cartões microSD de até 256 GB.

Além disso, temos suporte aos formatos de áudio que tem a capacidade de preservar toda a qualidade das músicas. Entre eles estão SD, WAV, FLAC, AIFF, ALAC, MP3 e WMA. Considerando o grande espado para armazenamento, podemos gravar músicas em alta qualidade.

E para aquelas músicas gravadas em arquivos de baixa qualidade ou streaming, o Walkman possui recursos de melhoria da qualidade do som.

Embora o aparelho esteja rodando o Android 4.2 (Jelly Bean), este sistema é mais do que o suficiente para cumprir seu propósito. Como foi dito antes, os uruários deste Walkman devem ter em mente que seu uso é focado na apreciação de músicas. Por isso, o acesso ao Google Play se justifica para a instalação de aplicativos como Spotify e Deezer.

Claro, para isto ele conta com conectividade Wi-Fi, Bluetooth e NFC.

O Walkman tem previsão de lançamento no mercado para segundo trimestre, nos Estados Unidos, no valor de US$ 1.100.

Por Daniel Cavalcante

Foto: divulgação


Um gadget para controlar smartphones à distância, muito simples em seu design e de fácil uso, foi apresentado na CES 2015, em Las Vegas, no dia 05 de janeiro. Trata-se do Ring, um anel capaz de executar comandos no seu smartphone através de gestos desenhados no ar.

Com o Ring, o usuário poderá abrir aplicativos, reproduzir músicas e controlar playlists, entre diversas possibilidades de comandos a serem executados no smartphone, e até mesmo controlar eletrodomésticos e casas com dispositivos automatizados.

Para utilizar, basta o usuário parear o gadget com seu dispositivo mobile via conectividade Bluetooth, instalar o aplicativo do Ring (disponível para smartphones Android e iPhone) e usar o aparelhinho como um anel comum no dedo indicador.

Há um pequeno botão que deve ser tocado com o polegar e uma série de movimentos que podem ser executados com o dedo no ar. Cada movimento executará uma função específica no celular.

Entre as funções disponíveis, estão a repdodução de músicas, passar e retroceder faixas da playlist e compartilhar imagens em redes sociais. Mas, claro, é possível personalizar os movimentos, desenhando-os na tela do aplicativo do Ring, e associá-los a novos comandos.

Mas, além disso, será possível, futuramente, utilizar o Ring para automação de casas, através de um hub, e configurar para realizar gestos que acendem lâmpadas, aparelhos ou acionar alarmes.

Este complemento ainda não tem data para lançamento, mas já se sabe que séra vendido separadamente, por U$ 90 (aproximadamente R$ 250, descontando os impostos).

A bateria do Ring tem a duração bem aceitável de até três dias de uso antes de precisar de uma recarga. 

Quanto ao visual, foi disponibilizado na cor prata metálica, mas deverá ganhar uma versão preta em outro material, em breve. O gadget teve uma pré-venda no site dos fabricantes, que já se esgotou, pelo preço de US$ 270 (cerca de R$ 730, descontando os impostos).

Por Daniel Cavalcante

Foto: divulgação


A SanDisk, uma empresa famosa por produzir dispositivos móveis de armazenamento em massa, que engloba cartões de memórias e pen drives, apresentou na CES 2015 um dispositivo chamado Ultra Dual USB Drive 3.0.

Apesar do nome tão grande, trata-se de um dispositivo pequeno que funciona como um pen drive em computadores com Windows ou Mac, mas tem a opção de ligar-se diretamente a smartphones e tablets com Android através da entrada USB dos mesmos.

Isso é considerado uma revolução no mundo da informática, já que os usuários de smartphones salvavam seus dados, sejam fotos, vídeos ou músicas, na memória de armazenamento interna do celular e só podiam transmitir os dados para um computador se usassem um cabo USB entre o smartphone e o PC.

Com a possibilidade de ligar o dispositivo da SanDisk diretamente no smartphone, é possível realizar backup e até mesmo transferir dados para a unidade USB sem utilizar um cabo de dados e um computador para isso.

Para tal, basta conectar o dispositivo na entrada do carregador/cabo de dados do celular com Android e executar um aplicativo especialmente criado para esse gadget disponível na Play Store do Android.

Ao utilizar o aparelho em computadores, é necessário que o mesmo tenha uma porta USB 3.0 para ele funcionar corretamente na velocidade de 130 MB/s, que é a taxa nominal de transferência de arquivos desse tipo de porta.

Como ainda é um lançamento, sabe-se que o Ultra Dual USB Drive 3.0 será disponibilizado em três opções de tamanho: 16 GB, 32 GB e 64 GB, mas ainda não há detalhes se novas opções de memória surgirão.

Também ainda não existem informações se a SanDisk permanecerá apenas com o sistema operacional Android tendo compatibilidade, já que a maioria dos aparelhos com Windows da linha Lumia possuem o mesmo modelo de conector USB.

Será que o Bill Gates permitirá que os usuários de seus aparelhos móveis também usufruam dessa portabilidade?

O preço do dispositivo no mercado internacional está estimado em U$ 22,99 para a versão de 16 GB, chegando a U$ 64,99 quando escolhida a opção de 64 GB de armazenamento.

Por Rannier Ferreira Mendes

Foto: divulgação


A Tommy Hilfiger encontrou uma nova solução para o clássico problema com a carga da bateria de smartphones, tablets e outros dispositivos móveis. São jaquetas projetadas para captar a energia solar e assim recarregar os gadgets enquanto andamos pela rua ou nos encontramos em viagem.

Disponíveis em versões masculina e feminina, a roupa possui painéis solares destacáveis nas costas, o que facilita a captação da luz do sol, e cabos USB pelo lado de dentro.

O produto é fabricado em parceria com a Pvillion, uma empresa especializada na produção de painéis de energia solar.

Foto: divulgação

A roupa-carregador é bem versátil. Além de ser destacável e resistente à água, a jaqueta também recarrega baterias com energia elétrica. Caso você não tenha condições de esperar a carga através da luz do sol, ou o clima não esteja favorável a isso, você ainda pode ligá-la na tomada com um adaptador USB e sair vestindo seu carregador sem maiores problemas.

Além disso, a jaqueta é capaz de recarregar até dois dispositivos ao mesmo tempo. Para isso, ela possui em seus bolsos duas saídas USB, por onde você conecta para recarga.

Quanto à capacidade, a Tommy Hilfiger garante o armazenamento de energia com capacidade de recarregar até quatro aparelhos com bateria de 1.500 mAh. Isso é bem superior a muitos caregadores portáteis que já encontramos por aí e, dependendo do clima, essa quantidade pode ser amplamente aumentada durante o dia. No entanto, não há informações quanto ao tempo de recarga.

Foto: divulgação

O único inconveniente é que os casacos podem se tornar um problema térmico em dias de calor, tornando-se assim inviáveis de se vestir. Já imaginou usar casacos na praia? Deve no mínimo causar olhares curiosos. Nossa expectativa é que a tecnologia alcançe níveis em que os painéis se tornem mínimos e discretos.

Os casacos estão à venda pelo site da Tommy Hilfiger e em lojas dos EUA pelo valor sugerido de US$ 599 (cerca de R$ 1.500).

Por Daniel Cavalcante


Uma tela touch screen, capaz de ser dobrada três vezes com alta durabilidade, foi apresentada na cidade de Yokohama durante o festival Display Innovation 2014. O display foi apresentado sem estar aplicado em nenhuma plataforma, mas demonstrou do que é capaz. Agora, os desenvolvedores buscam fabricantes e montadoras interessados na tecnologia.

Embora displays dobráveis não sejam exatamente a última grande novidade do mercado, ainda é uma tecnologia nova que tem muito o que evoluir. Essa tela possui, no entanto, algo que pode ser mais um passo rumo à popularização desse tipo de lançamento, pois apresenta maior durabilidade do que até então foi visto.

Foto: Nikkei Technology

O novo produto foi desenvolvido por um grupo de japoneses do Semiconductor Energy Laboratory (SEL). A tela touch screen é um Super AMOLED com 8.7 polegadas e resolução de 1920 x 1080 pixels. A densidade é de 254 pixels por polegada.

Esse display pode não ser resistente para a vida toda, mas suporta ser dobrado até mais de 100 mil vezes, e este pode ser o grande diferencial em relação a outros lançamentos do gênero. O grupo do SEL incorporou uma tecnologia de semicondutores chamada CAAC (C-Axis Aligned Crystal, traduzindo, Cristal Alinhado em Eixo-C).

Até agora temos visto algumas telas dobráveis apresentarem problemas de durabilidade e perda na qualidade de pixels, devido ao uso de semicondutores de amorfo. Com a tecnologia cristalina, podemos ver resultados muito melhores, duráveis e com maior qualidade de imagem.

Além da tela de 8.7 polegadas, foi apresentado um outro display de 5.9 polegadas com resolução de 720p, porém sem suporte para touch screen.

Como dito antes, ainda não temos nenhum produto utilizando as novas telas, de fato. Mas a tecnologia CAAC já é utilizada por algumas empresas, como a Sharp, na fabricação de televisores.

Se a produção dessas novas telas para dispositivos mobile tiver um custo acessível, podemos esperar novos smartphones com essa novidade para um futuro bem próximo.

Por Daniel Cavalcante


Caso você esteja planejando trocar de smartphone ou tablet por um top de linha, talvez seja uma uma boa ideia aguardar um pouco mais pelos próximos lançamentos. A Samsung começou a produzir massivamente módulos de 4 GB de memória RAM para notebooks, smartphones e tablets. Isso significa que, além da maior memória, novos recursos podem aparecer nos próximos produtos.

Em seu recente anúncio a fabricante disse que obteve sucesso no desenvolvimento do primeiro chip de memória com capacidade de 8 gigabits. Atualmente, a maioria dos dispositivos mobile top de linha vem com 3 GB de memória RAM.

Agora, com os novos módulos LPDDR4, o mercado dará um salto em um dos quesitos de hardware mais importantes no desempenho de um aparelho e, claro, isso irá favorecer a melhoria de muitos recursos, o desenvolvimento de novas funções que exigem mais memória e qualquer evolução que dependia de mais memória RAM.

A nova memória de 8 gigabits terá 40% de economia no consumo de energia em relação ao padrão atual, o LPDDR3. E, mesmo assim, seu desempenho será 50% maior. Ou seja, com maior economia de bateria, talvez aparelhos mais finos e telas maiores e mais poderosas possam surgir.

A arquitetura combina quatro chips de 8 gigabits e de 20nm, que permite uma taxa de troca de dados a 3.200 Mbps. A nova tecnologia oferecerá compatibilidade à gravação e exibição de vídeos em 4K e, claro, tornará possível o uso de mais aplicativos ao mesmo tempo, melhorando o tempo de resposta na troca de janelas, e favorecerá recursos como de imagens contínuas em alta definição.

Segundo a Samsung, o foco para sua nova tecnologia será aplicado em notebooks ultra-finos também. Afinal, com um chip com maior capacidade de memória e menor consumo de bateria, irá favorecer o espaço físico desse tipo de aparelho.

Tablets e smartphones agora poderão investir mais em telas grandes com resolução 4K. Portanto, os próximos lançamentos top de linha podem incluir todas essas características.

Por Daniel Cavalcante

Foto: divulgação


Ele já serve de despertador. Agora ele pode também servir de estimulante para dormir. Todos nós já tivemos dificuldade em pegar no sono. Mesmo depois de um agitado e exaustivo dia de trabalho. Deitamos, rolamos, pensamos, mas o sono não vem. O que fazemos? Bem, antigamente íamos para a televisão, alguns recorriam à leitura, hoje, pegamos o celular. Grande erro. A luz da tela é um estimulante cerebral, nos acordará ainda mais. Ficaremos mais despertos e com menos vontade de ficar na cama. Mas podemos pegar o celular, desde que seja apara acessar os novos aplicativos disponíveis no mercado muitas opções de aplicativos para smartphone que auxiliam quem tem dificuldade para dormir.

São aplicativos que reproduzem diversos sons, desde sons da natureza, como pássaros, sons de água, mar, ventos, chuvas, até instrumentos musicais, de todos os tipos e modelos. Estes aplicativos são gratuitos e rodam em diversas plataformas de smartphones.

Além dos sons individuais, podemos montar nossa própria melodia para dormir. Quem quer ouvir um pássaro cantando na chuva? Ouvir as ondas do mar quebrando com um som de violino ao fundo. Ou misturar uma flauta com um furacão com uma tempestade de neve? Fica a sua escolha, ao seu critério.

Experimente o Deep Relax. Ele oferece uma experiência única na hora de dormir. Os sons podem ser misturados como citado, mas com uma interessante novidade: você pode ajustar o som de cada um ao seu gosto. Por exemplo: se você quer ouvir o som do mar em primeiro plano e uma leve orquestra ao fundo é só fazer os ajustes necessários. Prefere o som do vento batendo em sua janela com uma linda melodia de canários ao fundo? Basta ajustar. Tudo simples, numa interface muita fácil de usar. Qualquer usuário iniciante pode perfeitamente usar, sem maiores dificuldades. A única desvantagem é que se sua insônia for muito prolongada, os sons podem acabar. Aí vai ter de repetir melodias. Pode ser que funcione, basta testar.

Por Luciana Viturino

Deep Relax

Deep Relax

Fotos: Divulgação


O aplicativo Spotify tem tantas funcionalidades que, às vezes, parece que até mesmo seus desenvolvedores se esquecem de divulgar (ou aprimorar) algumas. A função “Connect” – lançada há um ano, é uma delas, e finalmente será utilizada para fornecer comodidade aos usuários, conectando seus dispositivos celulares à área de trabalho do computador. É como se o celular ou tablet fossem um controle remoto para seu desktop, da mesma maneira que já funcionava para dispositivos Wi-Fi como alto-falantes, por exemplo. O único empecilho, digamos assim, é que o serviço é pago, assim como o próprio Spotify.

A utilização é simples: basta certificar-se de que o Spotify está instalado e rodando em sua área de trabalho do PC, abrir o aplicativo no celular, escolher uma música na biblioteca e entrar no menu “tocando agora”. Feito isso, clique no ícone do “Connect” (no canto superior direito da tela).

O aplicativo do celular demorará alguns segundos para localizar seu computador (assim como ocorre com qualquer outro dispositivo sem fio – e às vezes com fio), e quando achar basta selecioná-lo na lista e a música começará a tocar no PC. A partir daí, enquanto ambos, PC e celular, estiverem conectados à internet, o usuário pode procurar músicas, aumentar ou diminuir o volume, etc.

A função já existe, não exatamente igual, em outros aplicativos de acesso remoto ao computador, mas a grande sacada do Spotify é que as músicas não precisam estar armazenadas no PC, o que pode ser extremamente conveniente se você resolve sair de casa e quer continuar ouvindo suas músicas de onde parou, sem precisar correr por sua biblioteca para achar qual foi a última que tocou pelo desktop – ou laptop, porém neste último caso pode ser necessária a utilização de caixas de som.

A nova função do aplicativo pode não ser suficiente para convencer um novo usuário a gastar US$10 (aproximadamente) por mês para ser assinante do Spotify, mas é uma função viciante e com certeza irá fidelizar ainda mais clientes antigos.

Por Felipe Foureaux Freitas

Spotify

Foto: Divulgação


A LG, cada vez mais adotando a estratégia de fabricar seus próprios componentes de hardware, anunciou o lançamento de um potente chip de processamento de fabricação própria. Trata-se do Nuclum, um octa-core otimizado para aparelhos smartphone top de linha. Antes, a companhia coreana usava chips fornecidos por outras fabricantes, tais como a Qualcomm, dona do Snapdragon.

O processador utiliza a tecnologia big.LITLE da ARM para multitarefas. Essa tecnologia se baseia em utilizar dois grupos, cada um com quatro núcleos. O primeiro grupo de núcleos vem com ARM Cortex-A15 de 1,5 GHz e o segundo grupo com ARM Cortex-A7 de 1,2 GHz, sendo o primeiro para tarefas mais pesadas e o segundo para os processos mais simples do device.

Essa arquitetura é inteligente, pois economiza energia da bateria sem prejudicar o desempenho do dispositivo.

Outra característica é que o processador foi desenhado visando suportar a nova geração de redes 4G, LTE-A Cat.6, com capacidade de velocidade de até 225 Mbps de download. Esse novo padrão ainda está longe de ter previsões de chegar no Brasil. Mas, sem problemas, o Nuclum ainda oferece compatibilidade com os padrões atuais.

A estreia do chip será no novo modelo de smartphone da marca, o G3 Screen. Esse aparelho tem o mesmo design visual do LG G3, sendo a principal diferença o novo chip octa-core. A tela é de 5,9 polegadas Full HD IPS. Nas conectividades, oferece o já referido uso do novo padrão de 4G.

As outras configurações do G3 Screen são parecidas com do LG G3, trazendo o Androide 4.4 (Kit Kat) e contando com 2 GB de memória RAM e 32 GB de espaço interno. Possui duas câmeras, uma de 13 megapixels, traseira com OIS+, e outra frontal de 2,1 megapixels. A bateria integrada é de 3,000 mAh. O LG G3 Screen não tem preço estipulado nem previsão de venda.

A LG, que vai lançar o G3 Screen na Coréia do Sul, ainda não anunciou quando a novidade estará disponível para outros países.

Por Alexandre S.T.

LG Nuclum

Foto: Divulgação


A tecnologia muda rápido, a maneira de usá-la muda ainda mais rapidamente e o mercado tem que correr para se adaptar a essas mudanças constantes.

A nova geração de celulares e smartphones que chega às lojas em 2015 traz mudanças sensíveis nas prioridades das interfaces e designs dos lançamentos, estimuladas pelas novas demandas dos consumidores e que têm potencial para trazer novas tendências na produção de telefones. É o caso do modelo One M9, da taiwanesa High Tech Computer Corporation, empresa que se lançou na guerra dos smartphones contra gigantes como Apple e Samsung e que está ganhando terreno rapidamente.

O HTC ONE M9 tem previsão de lançamento para o fim do primeiro trimestre de 2015, e traz uma bateria de lítio-enxofre, novidade que tem muito potencial para substituir as clássicas baterias de lítio já presentes no mercado e que já demonstraram não ser suficientes para aguentar a alta demanda de energia dos novos produtos. Além da nova fonte de energia, a câmera frontal de 5 megapixels, com mais resolução do que a câmera principal de muitos modelos relativamente recentes, foi feita para o crescente número de amantes de selfies.

Já para quem gosta de ouvir música alta ou quer um efeito de cinema em seus vídeos e filmes, o sistema BoomSound é uma inovação muito bem-vinda. O posicionamento das caixas de som na parte frontal do aparelho parece uma coisa simples, mas traz uma grande diferença quando se assiste a um vídeo na tela de 5.5 polegadas do ONE M9. Apesar de não ter uma qualidade excepcional para músicas, o BoomSound traz uma grande diferença em diálogos e efeitos sonoros de filmes e jogos, relativamente mais alto que seus concorrentes.

No que toca à capacidade de processamento, o lançamento da HTC será muito mais poderoso que seu predecessor: o Snapdragon 810 Octa-Core 64-bit tem uma maior velocidade de rederização 3D, além de consumir menos energia. Mesmo sem previsão de lançamento no Brasil, o HTC ONE M9 já está conquistando os corações daqueles que estão sempre ligados nos mais recentes queridinhos do mercado de smartphones.

Por Cássio Coutinho Bogdan

HTC One M9

HTC One M9

HTC One M9

Fotos: Divulgação


A matemática é certamente o maior terror dos estudantes. Seja por não se empenhar o suficiente ou por não ter um professor de qualidade, o aluno muitas vezes acaba ficando em uma enrascada e muitas vezes, repetindo o ano.

Assim como é previsível, os aplicativos de celular estão cada vez mais focados nas fraquezas da população e utilizando a informática para dar aquela ajudinha. Pensando nisso, a empresa MicroBlink desenvolveu o poderoso PhotoMath. Um aplicativo capaz de ler equações escritas em um livro ou um pedaço de papel é a resolve em poucos segundos.

O aplicativo funciona da seguinte forma, você utiliza a câmera de seu smartphone e captura a imagem da equação. Em poucos segundos o aplicativo analisa a sentença e fornece a resposta com extrema precisão.

Segundo a desenvolvedora, o aplicativo foi criado para ajudar os estudantes que se perdem naquelas contas mais complexas, dando aquela força nos estudos e otimizando seu rendimento escolar. Porém, o aplicativo também pode se tornar o terror dos pais e professores. Tudo isso porque, além de resolver as sentenças, o aplicativo também descreve passo a passo como resolver aquela equação. Para aqueles que conseguem agir na surdina, certamente é um prato cheio para colar com eficiência. Afinal, você vai confiar naquele seu colega do lado, ou num aplicativo que conta com um algoritmo poderoso?

Mesmo sendo uma arma contra o conhecimento, se usado com sabedoria, pode auxiliar e muito as lições de casa, dispensando horas e horas a fio tentando entender algum passo de uma certa equação. Basta que seja usado com sabedoria e você pode ir muito além em seus estudos.

Ainda segundo a desenvolvedora, estão em seus planos uma possível expansão do aplicativo. Ou seja, no futuro será possível analisar outros tipos de informação para auxiliar nos estudos. O aplicativo já está disponível para iOS e Windows Phone. A versão para Android deve sair no início de 2015.

Por Felipe Henrique de Souza

PhotoMath

Foto: Divulgação


Assim que o Google anunciou a mais nova versão do seu sistema operacional Android, o mercado se mobilizou, tanto por parte das empresas que agora querem o novo sistema operacional em seus aparelhos como também por parte dos usuários que já buscam informações se terão direito a atualizar o sistema operacional de seu aparelho para o novo Android 5 LolliPop.

Quem tiver um aparelho da Sony, certamente vai comemorar a notícia de que tanto os smartphones como também os tablets da linha Xperia Z, terão o sistema operacional atualizado e poderão usufruir do Android 5 LolliPop. O comunicado feito pela Sony foi 2 dias após o Google ter anunciado o seu novo Android 5 LolliPop.

A Motorola já tinha anunciado o novo Android 5 LolliPop para o Moto X, Moto G e também o Moto E que foram lançados no ano passado e também este ano. O Xperia Z Ultra utiliza o Google Play Edition que roda o Android "puro", porém este não é vendido no mercado brasileiro.

Mas o anúncio da Sony beneficiaria também os brasileiros que tiverem ou o Xperia Z 2 tablet, Xperia Z1, Xperia Z1 Compact, Xperia Z1S, Xperia Z, Xperia ZR, Xperia Z Ultra e também o Xperia Tablet Z.

Mas somente a partir do próximo ano é que os usuários destes modelos poderão atualizar o aparelho para o Android 5 LolliPop.

A Sony não informou ainda quando começam as atualizações para o novo Android e nem quando estas atualizações chegam para os brasileiros, mas deverá começar a partir de 2015, ficando disponível para os brasileiros no início do primeiro trimestre do próximo ano.

Outras empresas como a Samsung, estão correndo contra o tempo, pois sabem que os aparelhos que oferecerem atualização para o novo Android certamente serão valorizados, mesmo que esta atualização não ocorra nos próximos meses.

Com a chegada do final do ano, a venda de tablets e smartphones aumenta bastante e os modelos que oferecerem atualização para o Android 5 certamente serão os mais vendidos, por isso, quanto antes as empresas anunciarem quais aparelhos irão oferecer a atualização, maiores as chances de conseguirem maior venda destes modelos.

Por Russel

Linha Xperia Z ter? Android 5

Linha Xperia Z ter? Android 5

Fotos: Divulgação


Final de ano chegando e todas as novidades da tecnologia já foram lançadas, são poucas as que ainda estão por vir, com o mês de novembro e dezembro a vista no horizonte, sobra-nos o último mês antes dos preços voltarem a subir para o final do ano.

Tivemos muitas novidades boas este ano como o LG G3, Moto X, Nokia Lumia 930, Galaxy S5, Sony Xperia Z2 e Sony Xperia Z3 e, clarom os top de linha iPhone 6 , 6 Plus e HTC One. E aqueles mais em conta que são Moto G, LG G2, Nokia Lumia 830 e Galaxy S5 Mini. São muitas novidades e opções, mas como escolher um bom smarthphone ainda neste mês? Confira as dicas:

– Pense sempre quais são as suas reais necessidades quanto ao aparelho:

É importante levar em conta como você usa seu celular, se gosta de jogos, usa apenas para redes sociais, ou seu celular é para negócios. Pense se o celular precisa ser grande com tela maior ou se no seu caso um celular pequeno já bastaria.

– Sistema Operacional:

Essa parte talvez seja a mais importante, o bom funcionamento do celular e da maneira que você gosta, é o mais importante. Seja o SO Android do Google, o iOS da Apple ou o Windows Phone da Microsoft.

Tenha sempre em mente que se você não conhece o sistema deve estar disposto a aprender ou se não está, preferirá um sistema que já conhece. 70% dos aparelhos usados no mundo hoje são Android, mas isso não significa que ele seja o melhor, quem terá que ver isso é você.

– Não compre aparelhos ultrapassados:

Embora quando fora de linha estes aparelhos sejam mais acessíveis, não pense que isso será vantagem, pois sem atualizações quase se tornam inúteis, então mesmo que sejam bonitos e baratos, aparelhos ultrapassados não devem ser uma boa opção.

– Preço e Benefício:

Sempre levamos em conta o fator preço, visto que no Brasil as taxas são sempre altas e os aparelhos têm preços exorbitantes, mas existem excelentes opções de aparelhos que os valores não são tão altos, pense sempre no custo-benefício.

Na hora de comprar aparelho não pense só em aparência, leve tudo em conta. Não se esqueça que o maior beneficiado será você.

Por Vivian Aguiar

Moto X

iPhone 6 e iPhone 6 Plus

Fotos: Divulgação


Uma das grandes vantagens do smartphone é justamente a grande quantidade de ferramentas que o mesmo consegue disponibilizar para seus usuários. Um ótimo exemplo são os jogos disponíveis, isso mesmo, é possível baixar e instalar uma grande quantidade de games para que você possa se divertir quando desejar. Dessa forma, através de um único aparelho é possível ter armazenado uma grande quantidade de games, sejam eles de ação, aventura, puzzle ou qualquer outro tipo de categoria.

E se você está em busca de novos games para seu smartphone, uma grande indicação fica por conta de Manuganu 2. O game é bastante interessante e possui uma história muito bonita: você estará no controle de um personagem nativo dos desertos mexicanos e seu objetivo é salvar seu melhor amigo, pois ele foi sequestrado pelo mostro do fogo. Para que possa salvar seu amigo será preciso percorrer um longo e desafiador caminho, desviar de obstáculos, vencer adversários e coletar itens que irão lhe ajudar no decorrer dessa missão.

O game possui um estilo plataforma bastante característico que é acompanhado de muitos efeitos tridimensionais, com isso, o jogo fica ainda mais legal. Logo, podemos concluir que esse é um jogo muito interessante e bastante indicado para aqueles que estão em busca de novas aventuras.

Para jogar é bastante simples, pois você irá encontrar nada mais que dois comandos: um serve para pular e o outro para parar. Inicialmente você irá encontrar uma fase tutorial, que é bastante simples e tem por objetivo lhe familiarizar com o game. A cada fase que você passa mais dificuldades serão encontradas, com isso, mais habilidade será exigida.

O jogo possui muitos pontos positivos e entre eles podemos destacar: a diversão, isso mesmo, o game é bastante animado e divertido; sua jogabilidade é bastante simples, mas isso não significa que ele seja fácil; os gráficos são muito legais; os cenários a serem explorados são muito variados, além disso, a trilha sonora do game é muito engraçada.

O game é disponibilizado de forma gratuita e você poderá baixá-lo no site oficial do Baixaki. O mesmo é compatível com Android 2.3.3 ou superior.

Por Bruno Henrique

Manuganu 2

Manuganu 2

Fotos: Divulgação


A bateria do iPhone é extremamente pontual. Os usuários do aparelho sabem que logo antes do dia terminar ela tende a acabar, e dependendo do dia, se você exigiu demais dela, bem antes disso. As baterias portáteis adaptadas a cases são uma opção interessante, mas para quem está acostumado com o tamanho do telefone, seja para digitar, navegar, jogar ou guardar no bolso, o aumento no tamanho incomoda bastante. Um cabo USB também ajuda, mas nem sempre você está com o notebook ligado ou tem tempo de ligá-lo só para carregar o telefone, além da recarga desta maneira demorar mais.

Pensando nisso, a Native Union (www.nativeunion.com/br) desenvolveu seu JUMPTM Cable, um combo de cabo USB de 48cm de comprimento que já vem com uma bateria de 800mAh acoplada, pesando apenas 45 gramas e com dimensões de 5 x 5 x 1,3cm, que incomoda bem menos do que as baterias externas que encontramos no mercado, além de funcionar também como cabo para transferência de dados e sincronização, economizando um gadget a mais em nossas mochilas, e facilitando nossa vida, visto que ele se carrega automaticamente, quando conectado ao computador ou adaptador de tomada, após carregar o telefone.

O dispositivo está à venda no próprio site da fabricante (www.nativeunion.com/br), em duas versões, Lightning ou Micro USB. Porém, o preço é um fator desmotivante para um dispositivo que carrega apenas 30% da bateria de um iPhone 5 (ou de 2,5 a 3 horas de conversação, de acordo com o site): R$ 400,00.

A esperança fica na expectativa do produto chegar ao Brasil com um preço mais atrativo, ou para aqueles que querem apenas um cabo USB mais em conta, portátil, prático e diferente do que temos disponível por aqui, no mesmo site encontramos um chaveiro USB, sem a bateria portátil, para iPads, iPods e iPhones por R$ 29,99 ou R$ 39,99 (em uma versão em couro mais elegante).

Por Felipe Foureaux Freitas

 JUMP Cable

JUMP Cable

JUMP Cable

Fotos: Divulgação


Um grande fato na atualidade é que estamos cercados de tecnologia em nosso cotidiano, seja no trabalho, em casa, na rua, no hospital ou em qualquer outro lugar. Com isso, é quase que impossível evitar a não utilização de tecnologia agregada em nosso dia a dia. Um ótimo exemplo é o smartphone, aparelho de enorme sucesso em todo o mundo e capaz de realizar vários tipos de tarefas com apenas alguns toques em sua tela.

Se você é uma entre os milhões de pessoas que estão conectadas o dia inteiro e sempre gosta de interagir com seus amigos, saiba que você possui uma ótima opção para melhorar ainda mais o seu contato, principalmente com amigos mais íntimos. A grande dica é o aplicativo Jink Beta. O mesmo dispõe de excelente funcionalidade e seu serviço é elogiado em todo o mundo, saiba como usá-lo e o que ele oferece na continuação desta matéria.

O serviço disponibilizado pelo Jink beta é a localização de pessoas em um mapa em tempo real. Através dele você poderá saber por onde anda os seus amigos, se eles estão pertos de você e etc. Por meio do sistema de GPS do aplicativo é possível que você e seus amigos compartilhem sua localização, sempre em tempo real. Vale destacar que o compartilhamento é feito de forma privada, ou seja, você escolhe as pessoas com quem deseja compartilhar suas informações.

O aplicativo é bastante simples de ser usado, haja vista ele não exigir cadastro ou algo do tipo, o que será usado é o seu número de telefone. É importante destacar que o aplicativo é bastante útil, pois caso você esteja perdido ou até mesmo seu amigo encontre-se nessa situação ambos podem se ajudar.

Se você está interessado pelo serviço disponibilizado por esse aplicativo saiba que ele é oferecido de forma gratuita, com isso, basta acessar o site oficial Baixaki para efetuar o download do mesmo. O app é compatível com Android 4.0 ou superior.

Por Bruno Henrique

Jink Beta

Foto: Divulgação


No início deste ano de 2014, o smartphone Moto G, da Motorola, foi considerado o número 1 entre os melhores celulares com sistema Android e o maior sucesso de vendas da companhia. Com um preço favorável, conquistou rapidamente o público, sendo um dos gigantes que reúne tecnologia e preço em um único produto. Mas, o “queridinho” já tem um sucessor: o Moto G2, também chamado de Moto G+1.

Segundo informações que circulam pela internet, o novo aparelho sofreu poucas alterações em comparação com o Moto G. As únicas novidades até então são que o seu design será parecido com outro aparelho da marca, o Moto E, virá com um sistema operacional Android 4.4, terá a tela maior, com 5 polegadas e resolução HD (720P), além de um novo par de câmeras digitais. A câmera traseira com 8 megapixels sendo capaz de gravar vídeos em HD (720P), assim como a frontal, agora com 2 megapixels.

As outras características permaneceriam as mesmas que o modelo atual: o processador Snapdragon 400 quad-core de 1,2 GHz, 1 GB de memória RAM e 8 GB de espaço de dados, com uma provável versão de 16 GB.

O que não se esperava é o valor que será essa nova versão. Segundo o site GSM Arena, o preço do Moto G2 ou Moto G+1 deverá ser de 250 euros, que equivale a R$ 800,00 aqui no Brasil. Sendo assim, o dobro do preço original do seu antecessor.

Sobre a data do seu lançamento, a empresa ainda não se pronunciou, mas as especulações dizem que será no mês de setembro, mas precisamente no dia 10. No entanto, como eventos como esses tendem a envolver muitos detalhes, pode ser que a data passe por alguma alteração. Deduzem ainda que sua apresentação ocorra juntamente com o seu “irmão maior”, o Moto X+1, que também será lançado como sucessor de outro aparelho da Motorola.

A ideia de apresentá-los juntos pressupõe que a empresa esteja de fato pronta para dar uma atualizada no seu portfólio nesse outono norte-americano. Como se pode ver, é uma novidade atrás da outra para os amantes da tecnologia.

Por Michelle de Oliveira

Moto G2

Foto: Divulgação


Para aqueles que desejam adquirir um novo smartphone ou até mesmo comprar o seu primeiro então uma dica muito boa é ir à busca de aparelhos da marca LG. A empresa sul-coreana é uma das mais famosas do mundo e também uma das referências quando o assunto é smartphone. E se você está em busca de lançamento saiba que a LG também tem diversas opções. Confira na continuação desta matéria uma ótima dica.

A grande indicação trata-se do badalado LG G3, que como foi citado acima é um dos lançamentos da empresa para 2014. Vale ressaltar que esse é uma das grandes apostas da marca para 2014, pois é nada menos que o novo top de linha da LG. O aparelho se destaca bastante com seu design bastante arrojado e moderno.

Para quem gosta de aparelhos com telas grandes, o LG G3 possui nada menos que 5,5 polegadas e uma incrível resolução: 2K, ou seja, 1440p para você tirar fotos incríveis e criar os melhores vídeos com seus amigos. Outro destaque é o sistema operacional do mesmo que é o Android 4.4.2, um dos melhores do mercado mundial. Uma exclusividade do aparelho é quanto ao assistente virtual e o teclado que foi totalmente renovado.

Além do que foi citado acima ainda é possível destacar a câmera traseira que possui nada menos que 13 megapixels e foco a laser, gravação em 4K e estabilização OIS. A câmera frontal dispõe de 2,1 megapixels com uma abertura maior que o convencional, dessa forma, os seus selfies podem ter ainda mais qualidade.

A parte de hardware do G3 também não deixa a desejar. O seu processador, por exemplo, é o quad-core Snapdragon 801 de 2,5 GHz, um dos melhores da atualidade. O aparelho ainda possui 2 GB de memória RAM além de 16 GB de armazenamento interno que com auxílio de cartão microSD pode chegar até 128 GB. As conectividades disponíveis são: 4G, 3G, Wi-Fi, Bluetooth, NFC e Infravermelho.

Caso tenha gostado das informações aqui divulgadas e deseje adquirir o seu LG G3, saiba que o mesmo possui preço sugerido de R$ 2.299 e já pode ser encontrado nas melhores lojas do país.

Por Bruno Henrique

LG G3

Foto: Divulgação


Ter um smartphone se tornou algo bastante comum na atualidade, haja vista o aparelho possuir diversas marcas comercializando o mesmo, dessa forma, o acesso a este tipo de aparelho é algo extremamente fácil. Vale ressaltar que um dos motivos para a aquisição desse aparelho é justamente quanto a grande quantidade de ferramentas e funcionalidades que ele possui.

Mesmo com muitas funcionalidades e ferramentas à sua disposição, caso você não instale novas atrações em seu aparelho você estará sujeito ao tédio dos mesmos aplicativos em seu smartphone. Para garantir a sua diversão nas horas vagas a grande indicação é instalar games em seu aparelho. Para quem está em busca de um novo jogo a indicação fica por conta do DEAD ASSAULT 3D. Confira mais detalhes sobre este jogo na continuação desta matéria.

O DEAD ASSAULT 3D é nada menos que um jogo recheado de ação em terceira pessoa. Neste game, o usuário irá encontrar muita ação que vem acompanhada de muitos tiros e uma grande quantidade de zumbis nos mais diversos cenários apocalípticos que você pode imaginar. O jogo se baseia em ondas de ataques por parte dos zumbis, dessa forma, você precisa entrar em ação para acabar com os mesmos, vale destacar que a cada fase a dificuldade vai aumentando.

A cada fase concluída no modo de jogo “Objective zone” você terá direito a visitar a loja de upgrades. Nessa loja, é possível adquirir novas armas e acessórios que irão lhe ajudar bastante nas próximas missões. Outro modo de jogo disponível é o “Arcade”, que é bem mais simples, nele o jogador irá ficar sempre na mesma fase até que seja morto. O jogo possui muitos cenários bem como desafios, além disso, uma trilha sonora macabra vai lhe perseguir durante todas as fases.

Para quem estiver interessado, saiba que o game é disponibilizado de forma gratuita e para instalar o mesmo é preciso acessar o site oficial Baixaki. Lembrando que o jogo é compatível com Android 2.2 ou superior.

Por Bruno Henrique

Jogo Dead Assault 3D

Foto: Divulgação


A Samsung emitiu aos consumidores que irá disseminar ao mercado dois novos modelos de tablets, que foram nomeados como os Galaxy Tab S. Os interessados poderão optar por produtos distintos de tamanho. Um apresentará a tela de 8,4 polegadas e o outro, 10,5 polegadas. Essa inovação sugere uma possibilidade de escolha em relação àqueles que buscarem por produtos de polegadas menores ou maiores.

O aspecto que se tornou expressamente evidente na nova criação foi designado à espessura que cada um apresenta, além de maior praticidade para ser levado onde for necessário o seu uso. Com 6,6 milímetros, ele é considerado mais fino que os iPads Air e Mini. Além, dos mencionados, também é comparado ao Xperia Z2, da marca Sony, que foi estabelecido ao mercado como um dos mais finos, e atualmente desocupa o lugar dando-o primordialmente aos produtos em contexto.

Os tablets da Apple também são relacionados em tamanho inferiormente ao valor destinado aos Galaxy Tab no quesito peso. O modelo constituído por 8,4 polegadas demonstra apenas 294 gramas (o iPad Mini tem 331 gramas). O explicitado por 10,5 polegadas totalize-se em 465 gramas, valor inferior ao iPad Air, que obtém 469 gramas.

Referente à visibilidade exterior, os dois estão bem aproximados do Galaxy 5. Pertinente à parte frontal, o botão integrado proporciona uma estética semelhante. Como o Galaxy S5, os modelos desenvolvidos terão leitor de digitais inclusos no botão home. A parte traseira também é composta pelo mesmo visual. O acabamento foi constituído em plástico.

Os tablets acarretarão uma tela com 2560×1600 pixels de resolução. Relacionado às especificações implicadas pela Samgung, a tela exibirá pretos mais escuros e brancos mais claros. Os fabricantes costumam trazer essa descrição antes que haja o lançamento do produto, logo após é encontrado insatisfação dos compradores de acordo com o aspecto instituído.

Os modelos produzidos irão contribuir com a facilidade de serem transportados para lugares que podem estar direcionados a área de trabalho, estudos ou mesmo o lazer, em consultar as redes sociais, desempenhando grande qualidade nas funções indicadas à sua atuação individual e diferenciação de tamanho que contribuirá para constituir opções condizentes com o gosto de cada comprador.

Galaxy Tab S

Foto: Divulgação


O poder de compra das pessoas mudou muito de acordo com os anos, e isso, devido a inúmeros fatores econômicos. A cada ano, a inflação ameaça, a bolsa de valores oscila, os preços dos produtos aumentam e caem em proporções diferenciadas, mas de uma forma ou de outra as pessoas conseguem se manter e não abrem mão do conforto familiar.

Prova disso, vem do poder de compras da população com relação a produtos tecnológicos. Pesquisas de diversos institutos revelam que para cada cidadão o numero de celulares são 2, por exemplo.

Estabelecimentos já disponibilizam seu Wi-Fi gratuitamente em muitos pontos do país, para agregar a clientela, casas serão projetadas para funcionarem de acordo com comandos desenvolvidos para seu funcionamento daqui há alguns anos. E essa realidade já existe em países bem mais avançados que o Brasil.

Por maior que seja a desigualdade social, a inclusão digital, que é uma das metas governamentais está chegando cada vez mais ao país.

Inclusão digital cada vez mais próxima:

A criadora do navegador Firefox, a Fundação Mozilla, se uniu a uma fabricante indiana e anunciou que irá criar uma linha de smartphones que custarão apenas US$ 25 (R$ 56). O aparelho, que têm previsão para começar a ser desenvolvido já nos próximos meses, contará com sistema operacional móvel Firefox OS.

A ideia é de que os aparelhos de baixo custo cheguem primeiramente na Índia e posteriormente em países emergentes, o que poderá incluir o Brasil. Depois de lançados, os celulares serão oferecidos ao mercado com propostas para que haja o desenvolvimento de aplicativos que funcionem em HTML5.

Parceiras da Mozilla, a Alcatel e ZTE informaram que irão se comprometer na intensificação da produção de celulares compatíveis com o software.

Aqui no Brasil, os primeiros modelos com Firefox OS chegaram em outubro de 2013. O LG Fireweb e Alcatel Onetouch Fire, quando lançados, custaram cerca de R$ 450 e R$ 200, respectivamente.

Esse avanço serve como exemplo para mostrar que a tecnologia influencia não apenas e economia, mas o modo de vida de cada indivíduo, que passou a adotá-la não apenas como ferramenta para entretenimento.

Por Juliana Alves de Souza

Prot?tipo smartphone da Mozilla

Foto: Divulgação


O Lumia 2520, o primeiro tablet da Nokia com o Windows RT 8.1 já está sendo vendido no Brasil pela quantia de R$ 2.600. Possuindo uma generosa tela Full HD nítida de 10,1’’, protegida com Gorila Glass 2 e otimizada para ambientes com muita luminosidade, ou seja, não importa a hora nem o lugar, você terá a mesma experiência sempre.

Produtividade em alta:

O tablet da Microsoft ainda virá com o pacote Office completo, assim você poderá editar seus textos, planilhas e apresentações com os já conhecidos programas da empresa: Word, Excel e PowerPoint. Ainda assim é possível utilizar o Outlook como cliente de e-mail, e com expansão de até 64 GB de memória, atualizar seus arquivos não  será problema, sem contar é claro com o recurso One Drive.

E para os que estavam preocupados com a bateria, você pode adquirir o Nokia Power Keyboard, que além de adicionar mais 5 horas adicionais de bateria, ainda ajuda na digitação de textos, afinal, é bem melhor digitar por teclas do que por sensores de touchscreen. O complemento é vendido separadamente e com preço sugerido de R$ 500,00.

Conectividade entre a família Lumia:

O Lumia 2520 pode sincronizar facilmente com outros aparelhos de sua família, é possível fazer streaming de fotos e vídeos com apenas um toque, os aparelhos praticamente conversam entre si. A sincronização de músicas também é feita da mesma forma. Destinos e locais salvos através do HERE maps também são recursos transferíveis.

Não sofra com baterias:

Se você não tem muito tempo para ficar carregando seu tablet e precisa urgentemente de utilizá-lo, o gadget é capaz de carregar 80% da bateria em apenas uma hora, recurso este que pode lhe salvar em uma situação justa. Imagine a uma hora da apresentação de seu trabalho de faculdade e o tablet fica sem bateria? Nunca mais.

Especificações técnicas:

  • Display AH-IPS de 10,1 polegadas com resolução 1920×1080 pixels;
  • Processador quad-core Snapdragon 800 de 2,2 GHz;
  • 2 GB de memória RAM;
  • 32 GB de memória interna (expansíveis em até 32 GB com cartões micro SD);
  • Lente fotográfica ZEISS de 6,7 megapixels;
  • Câmera frontal de 2 megapixels;
  • Bateria de 8.000 mAh com duração de até 11 horas;
  • Tecnologia de carregamento rápido que garante até 80% de carga em uma hora.

O Lumia 2520 é somente encontrado na cor preta aqui no Brasil. Pode ser comprado em lojas da TIM e nas principais varejistas do país. Se preferir poderá encontrar também nas lojas física e virtual da Nokia.

Por Felipe Henrique de Souza

Nokia Lumia 2520

Foto: Divulgação


Os smartphones foram uma verdadeira revolução no mundo da tecnologia. Com hardware e software avançados, os gadgets inteligentes passaram a tomar conta do dia a dia dos usuários e substituíram uma infinidade de objetos que agora podem ser acessados com um simples toque na tela.

Os smartphones atualmente vão muito além das ligações e podem navegar na internet de alta velocidade, tocar músicas, filmes, rodar jogos em alta definição além de possuírem uma grande diversidade de sensores capazes de identificar o usuário. Tudo isso proporcionou ao usuário uma liberdade muito grande na hora de realizar as suas atividades corriqueiras. Com a evolução natural da tecnologia, começam a surgir dispositivos ainda menores que prometem levar a liberdade dos smartphones a outro nível. Os dispositivos “vestíveis” como são conhecidos, atraem o público por serem agradáveis ao uso e ainda ampliarem a gama de possibilidades dos smartphones.

Entretanto, a companhia sul-coreana Samsung pretende levar essa história ainda mais adiante com a criação de um relógio inteligente autossuficiente, que funciona de maneira independente dos smartphones.

Atualmente, os smartwatches funcionam apenas pareados com o celular e servem para a visualização de notificações, atendimento e realização de chamadas, além de possuírem outras funções mais básicas. O Galaxy 2 Solo, como deve ser chamado possui o sistema operacional Tizen da própria Samsung, tem GPS, câmera fotográfica, envia e-mails, possui um monitor cardíaco e ainda pode fazer e receber ligações de forma independente do smartphone, através de um SIM card próprio.

Apesar de ainda não ter sido confirmado oficialmente, os rumores são bastante fortes. Segundo informações do Wall Street Journal, a Samsung estaria negociando com operadoras da Europa, EUA e Coreia do Sul o que poderia ser um lançamento oficial do produto. Não há como saber de fato a aceitação do público para um dispositivo assim, mas seria bastante interessante ter um gostinho futurístico daquilo que já é visto há bastante tempo nos cinemas e ficção. 

Por Ebenezer Carvalho

Samsung Galaxy 2 Solo

Foto: Divulgação


Uma notícia do Wall Street promete aumentar as atenções para um novo smartwatch da sul-coreana Samsung, que atualmente é a líder global de vendas de celulares. Segundo a notícia, a empresa pretende lançar um novo relógio inteligente que não precisará de conexão com um smartphone, como é o caso dos atuais modelos da companhia. Ele poderá, entre outras funções, realizar e receber chamadas de voz, algo que somente os celulares e alguns tablets são capazes.

A empresa ainda não divulgou informações ou mesmo as especificações do relógio, contudo será necessário o uso de um chip SIM ou nanoSIM para ter suporte para as ligações. Além disso, o aparelho também precisará de mais memória e processamento do que os modelos anteriores do dispositivo. Não se sabe ao certo quais serão as pretensões do modelo, contudo ele deve se tratar de um smartphone do tamanho de um relógio de pulso, com funções específicas de um relógio com bom desempenho e também de um smatphone.

Devido aos rumores acerca da nova plataforma é esperado que o modelo tenha como sistema operacional o Tizen, que está sendo desenvolvido pela Samsung. A exemplo do Gear 2, o futuro lançamento terá o software desenvolvido pela empresa juntamente com a Intel, que será equipado em computadores, smartphones, TVs inteligentes e outros aparelhos. A estratégia mostra a intenção da companhia em lançar cada vez mais produtos independentes do Android, mesmo em smartphones que dependem do sistema.

A proposta será bem diferente das adotadas pelas concorrentes LG e Motorola que apresentaram o G Wath e o Moto 360, respectivamente. Ambos chegarão ao mercado ainda este ano e possuem sistemas operacionais baseados no Android presente em smartphones. Trata-se de um sistema operacional desenvolvido para tecnologias “vestíveis” como relógios, pulseiras e o que mais a imaginação puder trazer aos consumidores. Resta saber como o público irá se comportar com um aparelho que é praticamente um celular de pulso. 

Por Robson Quirino de Moraes

Samsung Smartwatch

Foto: Divulgação


O iPhone 6 é um dos aparelhos mais esperados para o ano de 2014. Se os rumores recentes se confirmarem, teremos um dos dispositivos mais tecnológicos da nova geração.

Como já é de esperar a Apple deve investir pesado nas configurações do aparelho e também no design. Uma das características que deve estar presente é a resistência à água, já que essa tem sido uma tendência entre os novos smartphones da geração. Embora ainda não tenhamos nenhuma notícia oficial é muito provável que o novo smartphone da Apple seja a prova d’água e tenha a tecnologia NFC incorporada, já presente em diversos gadgets da concorrência.

Em relação ao design, o novo smartphone da Apple deve aparecer com curvas suaves e muito mais fino que seu antecessor. Por enquanto, uma das poucas certezas que temos em relação ao iPhone 6 é que ele será cerca de 100 dólares mais caro que a sua versão anterior. Isso porque diversas operadoras americanas vieram a público informar que estavam negociando uma redução desse preço junto à Apple.

Essas informações, apesar de serem apenas rumores têm sido divulgadas largamente por alguns dos mais conceituados sites de tecnologia da Web. Um deles, o BrightWire, relatou que uma fonte confiável passou mais detalhes de como a tecnologia NFC poderia ajudar a vida dos usuários. De acordo com essas informações, seria possível comprar e realizar o pagamento apenas ao aproximar o celular de um terminal de compras. Outro fator que pesa nessa informação é o fato de a Apple possuir patentes relacionadas à tecnologia NFC para esse tipo de uso. No mais, o que se espera é que o aparelho seja muito melhor que a sua versão anterior, que já é uma das melhores do mercado.

Com espessura menor, mais sensores, uma câmera e hardware mais potentes, sem dúvida ele será uma das grandes apostas da companhia para este ano. O aparelho deve ser anunciado oficialmente em agosto. O fato de ser o último grande lançamento, já que Samsung, HTC e LG já lançaram seus melhores aparelhos, fará com que a expectativa seja grande.

De qualquer forma, basta aguardar mais alguns meses até que a Apple faça um discurso oficial sobre o modelo.

Por Ebenezer Carvalho

iPhone 6

Foto: Divulgação


Os assistentes virtuais ganharam um lugar de destaque na nova geração de smartphones. Como sempre, a Apple foi a grande pioneira com a criação da Siri, uma assistente simpática e com um senso de humor que é capaz de realizar ligações, agendar eventos e até bater um papinho com o usuário.

Seguindo essa tendência, o Google também não ficou por fora e tratou de melhorar o seu assistente que apesar de não ter tanta “personalidade” quanto a Siri, também é capaz de auxiliar o usuário nas mais diversas atividades do cotidiano.

O Google Now como é conhecido, é capaz de agendar compromissos, enviar e-mails, executar programas, realizar pesquisas na web, fazer chamadas e muito mais. Em alguns modelos como no Moto X da Motorola basta o usuário dizer “Ok Google” para que o assistente seja capaz de compreender qualquer comando seguinte, o que dispensa o uso das mãos em diversas situações como nos automóveis, por exemplo. Recentemente, o assistente do Google ganhou melhorias significativas que o colocam frente à frente com seus maiores concorrentes do setor.

Além de fazer todas as tarefas já citadas, o Google Now agora possui uma voz feminina que responde à algumas perguntas do usuário, como por exemplo “Quem é Dilma Rousseff?”, “Vai chover hoje?” entre outras. A falta desse recurso era um dos principais gargalos que impediam que o assistente pudesse lutar de frente com a concorrência. Outra grande melhoria é a capacidade do assistente em lembrar o usuário de suas contas a pagar, baseado em mensagens de cobrança que chegam ao Gmail. Caso o usuário permita, o assistente pode emitir lembretes periódicos de contas a serem pagas juntamente com seus valores, data de vencimento e até mesmo quais são as empresas que as emitiram.

Sem dúvida esse é um grande passo para o assistente da companhia que deve colocá-lo à frente na corrida dos assistentes pessoais em smartphones. Resta apenas saber quando a novidade estará presente nos aparelhos com a plataforma Android.

Por Ebenezer Carvalho

 


No dia 8 de maio, a Huawei organizou um evento mundial em Paris, com intuito de divulgar seu novo produto, o smartphone Ascend P7. O aparelho vem com algumas atualizações em comparação ao P6, que atingiu quatro milhões de aparelhos vendidos no ano passado.

Embora o novo modelo, ainda se pareça com seu antecessor, ele passou por algumas melhorias em seu hardware e software, o que melhorou consideravelmente o desempenho do aparelho.

O mais comum de se ver era que a Huawei lançasse seu novo aparelho para concorrer diretamente com os carros-chefe de suas concorrente como Samsung, Sony, LG, HTC ou Apple, entretanto a marca anunciou que pretende vender 30% menos do que aparelhos como o Galaxy S5 e o M8 da HTC e que pretende manter a média de preço praticada  em seus produtos anteriores.

O Ascend P7 possui 5 polegadas, resolução de 1920×1080 tela IPS, processador quad-core ARM com 2GB de RAM e 16 GB de armazenamento interno. O software do aparelho conta com Android 4.4.

Falando em design, a Hwavei parece estar preparada para investir no desenvolvimento de um aparelho com características atrativas. O P6 foi considerado um dos aparelhos mais elegantes no ano passado e agora o P7 recebe características em seu design que conta com carcaça de alumínio, display com Gorilla Glass 3, extremidades trabalhadas em metal e o fundo em plástico arredondado.

Quando olhamos para o design do P7 podemos até dizer que a Hwavei buscou inspiração nos produtos da Apple, principalmente quando comparado com o iPhone 4S. A maior reclamação até o momento sobre o aparelho é quanto a localização das teclas Home e botões de tarefas que ficam localizadas na parte inferior da tela.

A câmera frontal, possui surpreendentes 8 megapixels e uma abertura de f/2.4, o aparelho também conta com bateria de 2500mAh e conectividade 4G.

Por Jaime Pargan

Huawei Ascend P7

Foto: Divulgação


O Moto G e o Moto X são smartphones que marcam a história de sucesso da Motorola. Enquanto o Moto G redefiniu o olhar quanto ao preço de venda para compra do aparelho, o Moto X ocupou seu espaço na gama média de aparelhos da marca. Ainda vivendo o furor da novidade, a Motorola anunciou no dia 14 de maio mais um novo aparelho para seu portfólio,  o Moto E.

Anunciado como um smartphone ao alcance todos no que diz respeito a preço, o Moto E causou uma boa primeira impressão.

Sua tela é levemente curva, similar ao Moto X e dá mais sensação de segurança ao segurar o aparelho com as mãos, o aparelho não tão fino, mas possui bordas bem estilizadas.

Com suas 142 g, o aparelho é uma grama mais leve que o atual Moto G. Quem gosta de personalizar seus aparelhos também ficará feliz, uma vez que o Moto E vem com as mesmas tampas coloridas usadas para estilizar os aparelhos, como no caso do Moto G.

A tela com resolução 960×540 do Moto E, é literalmente brilhante, apesar de seus ângulos de visão serem visivelmente mais estreitos quando comparados ao Moto G.

Segundo a Motorola o aparelho possui 256de densidade pixels por polegada, o que a torna mais nítida em sua classe, propiciando uma boa leitura, como sites de notícias ou texto em geral.

Com um processador dual core de 1.2 GHz e 1GB de RAM atuante com Android 4.4 o aparelho apresenta excelente desempenho na categoria.

Na traseira do aparelho fica localizada uma câmera de 5 megapixels. Com capacidade interna de 4GB de armazenamento disponível não há muito espaço para armazenamento de fotos e arquivos de mídia, mas o aparelho permite o uso de cartão microSD de até 32 GB o que permite que os amantes de músicas possa armazenar grande quantidade de conteúdo e tê-los disponíveis à mão quando quiserem.

Por Jaime Pargan

Motorola Moto E

Foto: Divulgação


O novo Samsung Galaxy S5 traz o desempenho de um top de linha. Além de outras funcionalidades o aparelho também pode ser visto como um produto de ostentação.

Ele foi desenvolvido por uma  empresa que ocupa posição de poder, e  que sabe que milhões de pessoas serão capazes de fazer fila para adquiri-lo logo que o mesmo chegar às lojas. Para atingir seu objetivo o S5 pretende interagir com tudo o que seu antecessor (S4) foi capaz de trazer ao público.

O S5 de fato surpreende com algumas especificações, como melhora da vida da bateria, aumento na qualidade de megapixels, e uma exibição de maior qualidade. Um aparelho, sem dúvida,  bem atualizado.

A parte frontal do Galaxy S5 permanece praticamente a mesma vista em seu antecessor. O aparelho conta com botão físico, duas teclas de navegação, e a logo da marca permanece no mesmo lugar de antes. O novo aparelho ficou maior, as medidas oficiais são: 14,2 cm x 7,25 cm x 0,81 cm.

Os lados do S5, trazem o mesmo regulador de volume, na parte inferior é possível ver o interruptor da Samsung para carregamento USB 3.0, que também suporta carregadores microUSB.

Essa porta de carregamento está protegida por uma espécie de protetor, e isso por uma boa razão: o aparelho é IP67 certificado, o que significa que é resistente à água e à poeira.

Segundo a Samsung é possível submergir o dispositivo em até um metro de água por um período de 30 minutos, sem acarretar qualquer problema ao desempenho. Mas alto lá! Isso não quer dizer que é possível usar o aparelho.

A parte traseira do S5 é onde pode se notar suas maiores mudanças. As cores são ricas e vibrantes, sendo o branco muito branco e os pretos ainda mais escuros.

O Galaxy S5 pode ser visto como um sucesso de público. Um aparelho grande, forte e poderoso. Um aparelho que desempenha bem seu papel proposto: é ágil, tira boas fotos e possui bateria com duração mais aceitável.

Por Jaime Pargan

Samsung Galaxy S5

Foto: Divulgação


Você procura um celular moderno e com as principais tecnologias do mercado? Então conheça o LG L70 Dual. Ele chama a atenção pelo design sofisticado, fino e extremamente leve. O aparelho tem um encaixe perfeito para as mãos, que além de facilitar o manuseio, proporciona mais segurança e evita possíveis quedas.

Por meio da tela de 4,5 polegadas, que conta com cores vivas e reais, você vai poder acessar aos aplicativos e aproveitar todos os recursos deste celular. Além disso, a tela não tem excesso de saturação e com isso fornece um excelente brilho, inclusive debaixo do sol. Assim, você vai poder mexer no seu celular com mais conforto a qualquer hora do dia.

Que tal tirar fotos nítidas e com qualidades através do celular? O LG L70 Dual conta com câmera 7 MP e flash LED. Desta forma, vai ficar fácil fotografar os melhores momentos, não acha? Além disso, se você gosta de fazer vídeos-chamadas, este smartphone da LG acompanha câmera frontal que tem resolução de 640X480. Logo, fica fácil conversar com os seus amigos e saber das novidades.

Já pensou em ter um celular com tela inteligente? O LG L70 Dual tem! Sabe quando você está olhando para a tela e ela, simplesmente, apaga? Isso não acontece neste aparelho, porque a tela vai apagar quando você desviar o olhar.

Para aproveitar todas as funcionalidades do LG L70 Dual e curtir os aplicativos, o sistema operacional é o Android 4.4 KitKat, que foi planejado para oferecer facilidade, praticidade e eficiência para você. Esse sistema da nova geração é mais leve e por isso otimiza o consumo da memória.

A navegação em alta velocidade neste aparelho da LG é garantida pela presença do processador core 1.2 GHZ. Além de acessar as redes sociais você vai poder jogar seus games favoritos. Entre outros destaques, você vai poder ter dois números diferentes em um único aparelho, porque ele comporta 2 chips. Assim, o LG L70 Dual oferece praticidade e os melhores recursos.

Por Babi

LG L70 Dual

Foto: Divulgação


Um dos maiores Frissons do mundo da tecnologia atualmente gira em torno do que a nova versão do Android trará ao mercado. Desde abril muitas especulações giram na internet falando sobre testes que já estavam sendo realizados em aparelhos que atuam com o sistema operacional, porém mesmo com essas informações, o que seria realmente as novidades do browser ainda se mantém meio que nubladas e sem consistência.

Aos poucos cada vez mais evidências vão sendo apresentadas ao público, indicando o provável caminho que o navegador tomará até chegar de vez ao mercado.

O Google acaba de dar mais sinais sobre o que poderá ser a nova atualização do Android. São elas:

1 – Ciclo Natural do Sistema:

O KitKat, nome dado ao sistema quando foi lançado em outubro de 2013. Desde o lançamento ele já foi considerado como não sendo uma versão sólida do sistema de Jelly Bean.

O sistema está atualmente em sua quarta fase e desde de 2011 o público já espera o lançamento da fase 5 e há indícios de que ela surja ainda em 2015.

A versão Ice Cream Sandwich foi lançada em outubro de 2011, o 4.1 Jelly Bean em julho de 2012; o 4.2 Jelly Bean em novembro de 2012; o 4.3 Jelly Bean em julho de 2013; e o 4.4 KitKat em outubro de 2013, considerando esta estatística é provável que a nova versão apareça no mercado em julho ou mesmo antes, se considerarmos que o Google I/O ocorre em junho.

2 – Aparição de novos ícones:

Tanto o iOS, Google Chrome e o Windows 8 possuem interface plana e neste cenário consideramos que o Android já está meio “atrasadinho”.

Segundo imagens que circularam na internet mostram o sistema operacional com o visual reformulado, o que provavelmente será o novo layout do sistema, outro indício também são os ícones interativos que acompanham a tendência tecnológica do mercado.

Por Jaime Pargan

Android

Foto: Divulgação


Renovar é a palavra chave para se manter à frente de um mercado cada vez mais competitivo. Sabendo disso, a Google começou a desenvolver um projeto diferenciado que promete revolucionar a vida dos amantes de tecnologia.

Embora os aparelhos móveis atuais sejam bastante atraentes em termos de funcionalidade e design, eles possuem algumas limitações que ainda impedem que o usuário tenha total controle sobre aquilo que possuem. Os smartphones e tablets de hoje em dia não permitem a adição de outros componentes que possam incrementar a experiência do usuário.

Diferentemente dos computadores de mesa, onde é possível adicionar uma câmera de maior qualidade, modificar os sistemas de som e até mesmo torná-lo mais rápido através da adição de processadores, os smartphones atuais limitam-se apenas ao hardware já existente e, caso o usuário queira algo mais avançado, ele necessita trocar completamente de dispositivo. A Google pretende mudar isso com algo jamais explorado por nenhuma outra companhia do ramo.

O Projeto Ara pretende proporcionar ao usuário a capacidade de moldar seu aparelho conforme a sua necessidade, com a adição de módulos separados e personalizados. Com isso, será possível, por exemplo, adicionar mais um conjunto de baterias ao smartphone e aumentar o tempo de utilização durante o dia ou adicionar mais memória ao aparelho.

A troca desses componentes poderá ser feita pelo próprio usuário, através do simples encaixe dos módulos que podem ser comprados separadamente toda vez que o usuário julgar que precisa de um “upgrade”.

Sem dúvida, essa será uma das maiores renovações do setor desde o surgimento dos smartphones. Segundo a própria Google, diversas fabricantes poderão vender módulos separados para o aparelho e quem sai ganhando com isso é o consumidor, que não precisará adquirir um smartphone novo a cada lançamento, já que poderá montar seu smartphone de acordo com as suas necessidades.

O projeto Ara ainda está no início, mas a Google calcula que as primeiras edições estarão à venda já no início de 2015.

Por Ebenezer Carvalho

Foto: divulgação


Para quem procura celulares com dois chips, a Nokia conta com várias opções para facilitar o dia a dia. Uma delas é o modelo Asha 503 que contempla um design diferente, arrojado e muito descolado.

O Nokia Asha 503 acompanha uma câmera de 5 MP com flash integrado que é ideal para você guardar e registrar todas as festas, viagens e momentos engraçados com os amigos. Se quiser depois, é só compartilhar estes eventos nas suas redes sociais. Além disso, com o Nokia Asha 503 você pode usar vários aplicativos, assistir aos seus filmes favoritos e ainda carregar com facilidade os vídeos das suas redes sociais. Ou seja, um celular prático e com muitas funcionalidades e recursos para você curtir e aproveitar.

Que tal estar com a câmera sempre pronta em suas mãos? Para registrar os momentos, é só você deslizar o dedo a partir da tela de bloqueio e depois é só passar as fotos para a suas redes sociais com um toque, simples e prático.

Para deixar tudo organizado, o Fastlane reúne todos os seus aplicativos, contatos e atualizações do Facebook. Ele também mostra as últimas curtidas, comentários e publicações. Assim, você está sempre conectado e não perde nenhuma novidade das redes sociais.

O celular também tem um design exclusivo e bem despojado com cores alegres e divertidas para você usar diariamente. Assim, você pode escolher usar um chip para dados, outro para mensagens de textos, ou qualquer outra tarefa que quiser. O celular memoriza as configurações de até 5 chips para você aproveitar e curtir. Logo, se quiser trocar fica muito fácil.

A tela do Nokia Asha 503 conta com recursos que a torna resistente contra arranhões, e isso faz com que o celular fique mais bonito e tenha uma durabilidade maior. Pesando, apenas, 111,4g este aparelho é ideal para quem procura beleza, praticidade e recursos que facilitem o cotidiano.

Por Babi

Nokia Asha 503

Foto: Divulgação


Na última sexta-feira, dia 11, uma pesquisa curiosa foi divulgada pelo jornal "The Wall Street Journal": você sabia que 44% dos usuários cadastrados na rede social Twitter jamais fizeram um único post ou publicaram alguma foto? Atualmente, são mais de 974 milhões de usuários registrados.

A pesquisa foi realizada pela consultoria Twopcharts, e aponta também que 30% dos usuários ativos mensais, cerca de 244 milhões, tuitaram apenas 10 ou menos de 10 vezes, sendo que apenas 13% tuitaram mais de 100 vezes.

Nos últimos dias, o Twitter vem buscando estar o mais semelhante possível ao Facebook, como estratégia de agradar os internautas. Na semana passada, foi ao ar uma nova versão do Twitter. Com ela, a foto do perfil ficou maior e outra modificação diz respeito ao espaço para colocar foto de capa, além de escrever uma mini biografia. Outra modificação significativa diz respeito aos tuítes mais importantes, os que possuem vídeo ou foto ficam com destaque.

Rede social em decadência?

Todas essas mudanças são estratégias com intuito de aumentar o engajamento dos usuários da rede social por meio de aparelhos móveis. Afinal, já não é novidade que os bons tempos do Twitter já passaram. Pesquisas mostram que a rede perdeu 24% de audiência em apenas um ano. A empresa Enken, de publicidade digital, divulgou que as pessoas que não acessaram o Twitter no último ano subiram de 20% para 25%. Para se ter ideia de que como os bons tempos ficaram para trás, em abril de 2009 o Twitter teve alta de 459% em acessos, a comparação foi feita com o mesmo período do ano anterior, abril de 2008.

Enquanto os acessos e o engajamento no Twitter caem, o Facebook está em evolução constante. A pesquisa realizada pela Experian Hitwise aponta que o Facebook é a preferência de 55% dos internautas, o Orkut 12,49% e o Twitter 2,3%.

Por Rafaela Fusieger

Twitter

Foto: Divulgação


Os celulares também terão que ser vendidos com a nova tomada, você sabia? É isso mesmo! Os três pinos do plug estarão presentes em todos os aparelhos. Se as tomadas da sua casa ainda não têm o modelo novo, pode se preparar para comprar um adaptador. De acordo com os dados do Governo, essas tomadas serão benéficas a todos e trarão mais segurança.

Para que essa segurança fosse garantida, várias alterações precisaram ser feitas. Dentre as principais mudanças encontradas estão:

  • Pinos Chatos: eles, que são muito frequentes nos aparelhos, não poderão mais ser usados para os produtos fabricados no país;
  • Pinos dos plugues: poderão ser dois ou três, variando de acordo com os aparelhos;
  • Importância do terceiro pino: ele servirá como aterramento, visando evitar sobrecargas e choques;
  • Diâmetro dos pinos: ele irá variar de acordo com a corrente elétrica necessária para cada tipo de aparelho. Por exemplo, os que operam com 10 amperes terão um diâmetro diferente dos que operam entre 10 a 20. Isso impedirá que equipamentos que necessitem de mais amperes possam ser ligados em instalações de até 10 amperes, o que poderia resultar em sobrecarga da rede.

Para o consumidor, a maior alteração é quando se adquire um produto com plugues triplos, pois muitas tomadas de construções mais antigas não estão adaptadas. Já os plugues duplos se adaptam às tomadas antigas sem causarem problemas. Construções mais novas, em sua maioria, já estão sendo feitas com o uso do novo padrão, mas quem mora em uma casa não adaptada precisará usar adaptadores para os plugues triplos, até que a reforma elétrica possa ser feita. Com o tempo, as vantagens e a segurança trazida por esse novo modelo chegarão a todos os consumidores. 

Gostou das novidades? Visite o blog diariamente e mantenha-se bem informado!

Por Milena Godoy


Os relógios inteligentes se tornaram uma febre por todo o mundo. Após o lançamento do Galaxy Gear no ano passado, cada vez mais empresas de tecnologia estão investindo pesado no desenvolvimento de seus próprios smartwatches.

A Samsung, como pioneira nesse setor, já anunciou novas versões de seus brinquedinhos junto da linha Galaxy S5. Além dos novos modelos do Gear, a companhia sul-coreana acaba de lançar também um update para facilitar a visualização das informações do display pelo usuário.

De olho na concorrência, a Samsung não perde tempo em garantir que seus produtos estejam sempre a frente no mercado, já que a LG e Apple também possuem planos de lançar seus novos modelos de relógios inteligentes ainda no primeiro semestre desse ano. De acordo com a companhia, uma das maiores vantagens das novas versões de seus smartwatches é a integração com diversos modelos da linha Galaxy.

O Galaxy Fit foi apresentado na feira MWC 2014 e mostra, dentre outros detalhes, aspectos da saúde do usuário como batimentos cardíacos e funções úteis na prática de atividades físicas. A tela de AMOLED curvada sem dúvida é um grande diferencial em relação à versão anterior. Com ela, a pulseira se ajusta perfeitamente ao braço do usuário, melhorando o visual. Apesar de todas as melhorias, o Galaxy Fit mostrava diversas informações na horizontal, detalhe que acabava obrigando o usuário a fazer movimentos incômodos com o pescoço para visualizá-las.

Com a intenção de facilitar a utilização pelo usuário, a Samsung liberou uma atualização do software do Galaxy Gear que permite a utilização do relógio na vertical, facilitando assim a visualização dos dados sem a necessidade de torcer o braço ou o pescoço. Apesar das informações, ainda não se sabe se a nova atualização estará disponível para todo o mundo no dia do lançamento.

O Galaxy Fit será vendido mundialmente no dia 11 de abril e terá como principal concorrente os relógios inteligentes da Apple e da LG.

Ebenezer Carvalho


A empresa Microsoft vai lançar a qualquer momento o seu novo sistema operacional Windows Phone 8.1. Na semana passada, algumas notícias relacionadas ao lançamento do programa e de como ele irá funcionar foram divulgadas. A própria marca tinha publicado uma página exclusiva para falar sobre o Windows Phone 8.1 no site da companhia, contudo ela foi retirada esta semana.

Os usuários da marca esperam que este lançamento seja um dos mais reveladores dos últimos anos. Eles aguardam que a Nokia e Microsoft divulguem novidades principalmente para o hardware dos aparelhos móveis, já que muitos ainda opinam que o sistema atual está abaixo dos sistemas mais conhecidos no mercado. A marca promete dar uma cara nova ao programa que integra os seus celulares e com pretensão de renovar a linha completa dos Lumias sem perder a funcionalidade que o sistema já possui.

A empresa já deu algumas dicas de que o lançamento se aproxima cada vez mais. A Nokia atualizou, por exemplo, o aplicativo Nokia Glance, que inclui um sistema que mostra informações interessantes quando o dispositivo está em modo de espera, com notificações sobre o tempo e outras informações. O usuário pode até personalizar esta opção e configurando de modo que as informações sejam mostradas sem que o uso de energia seja gasto de forma exagerada.

Ao que tudo indica, a marca não quer fazer o lançamento do novo Windows Phone 8.1 agora porque a data do evento em que a Microsoft realiza todo ano está marcado para acontecer entre os dias 2 e 4 de abril deste ano, o que iria ser menos uma novidade para o grande acontecimento. Caso não ocorra nesta data – por questões técnicas – o lançamento acontecerá logo após o evento, aproveitando ainda a atenção que a mídia dará as novidades da companhia.

Para quem se interessou em conhecer o aplicativo Nokia Glance, pode baixá-lo gratuitamente no Windows Phone Store. O tamanho do “programinha” é de 2 MB e já é compatível com o Windows Phone 8 e o futuro WP 8.1.

Por Carolina Miranda

WP 8.1

Foto: Divulgação


O Line anunciou seus planos de expansão das opções para ligação através do seu aplicativo a partir do mês de março. Os mais de 300 milhões de usuários que o app possui atualmente já têm o serviço de chamada e videochamada que podem ser realizadas com outros usuários do mesmo aplicativo. Esta nova expansão anunciada trata-se de um serviço separado, onde o usuário poderá realizar ligações através do seu aplicativo para telefones fixos e móveis.

Infelizmente, de início, o serviço será lançado apenas em alguns países como Japão, Estados Unidos, México, Espanha, Tailândia e Filipinas. Ele contará com dois tipos de planos, onde a escolha fica a critério do usuário, que é a opção de pagar por chamadas avulsas ou um pacote pré-pago de 30 dias. Ainda não se tem uma previsão da chegada do serviço ao Brasil, mas existe a possibilidade do mesmo chegar por aqui ainda neste ano.

A Naver, empresa responsável pelo Line, visando incentivar esta expansão, vem planejando oferecer o serviço para mais de 1,3 milhão de empresas e lojas do Japão, e 100 mil ligações gratuitas para os atuais usuários.

Com a chegada deste novo serviço, o Skype que até então não vinha sendo incomodado, terá um forte concorrente em se tratando de serviços VoIP.

Seguindo as tendências, o WhatsApp anunciou que também pretende inserir ligações por meio do aplicativo ainda este ano. E recentemente, o Viber lançou chamadas gratuitas para telefones fixos no Brasil.

Agora é aguardar o cumprimento de todas as promessas feitas pelos aplicativos, para que assim possamos avaliar qual oferece o serviço de melhor qualidade, com maior estabilidade e menor custo para que só então optemos pelo mais vantajoso. Até o momento, o que se sabe, é que teremos uma briga boa onde os usuários só têm a ganhar devido à concorrência.

Resta-nos aguardar a chegada de mais essa novidade no mercado.

Por Jaime Pargan

Line

Foto: Divulgação


Tratando-se de inovações, tecnologias móveis e facilidades, a conceituada feira Mobile World Congress (Barcelona-Itália: 24 a 27 de fevereiro) traz inovações e novidades que deixaria qualquer nerd boquiaberto com o deslumbre dos produtos. Certamente um dos pontos altos deste evento foi o anúncio do smartphone e tablet da nova geração Xperia apresentada pela Sony.

Nada modesto, leve, poderoso e resistente, o modelo tablet Z2 veio para abalar as estruturas da concorrente líder Apple. Com processador Qualcomm Snapdragon 801 de 2.3 GHz, memória RAM de 3 GB, tela de 10.1 polegadas com painel IPS fabricado com LEDs que tornam as cores mais naturais e cristalinas, e espessura de 6,4 mm (o mais fino da categoria). Será disponibilizado modelos com acesso Wi-Fi e outra versão com acesso 4G LTE.

Não bastando a configuração poderosa, o tablet Z2 Xperia ainda conta com 2 câmeras, sendo uma traseira de 8.1 megapixels e uma frontal de 2.2 Megapixels para os apaixonados por “selfies” e videoconferências. Para quem conheceu, agora, um pouquinho deste incrível brinquedinho, as novidades não param por aí. Além de ser o tablet mais fino e leve do mundo, ele também é o único e verdadeiro à prova d’água que existe!

Para quem ficou curioso com sua data de lançamento, a Sony disponibilizará a partir de meados do mês março a novidade, entretanto, não se tem ideia de quanto custará o Z2. O consumidor já pode se preparar para o susto em termos de valores, pois assim como o PlayStation 4 foi anunciado com valor exorbitante, certamente esta nova leva de produtos Sony não passará despercebida pelos nossos impostos.

Enquanto nada é definido, o consumidor estará esperando ansiosamente para conhecer a novidade que nada mais é do que uma das grandes obras da tecnologia nipônica previstas para o decorrer de 2014. Vale a pena conferir e, quem puder, adquirir.

Por Jaime Pargan

Sony Xperia Z2 Tablet

Foto: Divulgação


A Nokia apresentou os seus três smartphones – X, X+ e XL – equipados com o Android, mas muitos usuários ainda não conhecem as diferenças entre eles. A verdade é que os aparelhos apresentam configurações mais modestas e estão longe do Galaxy S5, Xperia Z2 e G Pro 2, considerados os tops de linha do segmento.

O XL é o equipamento mais poderoso dos três, pois conta com mais recursos do que os outros. O smartphone possui Android 4.1.2 e tem a maior tela de todos. São cinco polegadas com resolução de 800 x 480 pixels, enquanto o X e o X+ têm quatro polegadas. O XL também conta com a melhor câmera dentre os outros dois, são cinco megapixels, além de um sensor na frente de 2 MP, o que os demais não possuem. A bateria também é superior. Enquanto o X e o X+ contam com o componente de 1.500 mAh, o do XL é de 2.000 mAh.

No quesito das configurações, o Nokia XL conta com conectividades 3G, Wi-Fi e Bluetooth. O usuário também pode escolher entre o single ou o dual-chip. Já o processador é igual para todos: Dual-Core Snapdragon 400 de 1 GHz e os 4 GB de armazenamento interno, com suporte do cartão de memória de até 32 GB. O Nokia XL traz 768 MB de RAM, o mesmo que o X+. O X tem um pouco menos de RAM.

O Nokia X é o mais básico de todos. Tem o mesmo sistema, mas o tamanho é igual ao do X+, quatro polegadas. A câmera traseira tem apenas 3,15 megapixels, o que não dá tanta qualidade nas fotos. O X e o X+ não possuem o sensor frontal que o XL possui. Nas configurações, outra desvantagem do Nokia X: possui apenas 512 MB de RAM. O aparelho tem conexões 3G, Wi-Fi, Bluetooth e opções single ou dual-SIM.

Por Carolina Miranda

Nokia X, X+ e XL

Foto: Divulgação


O anel indiano mais comentado do momento é o tecnológico Fin. Este não é um simples anel, Fin é capaz de controlar TVs Smart, óculos de realidade aumentada, smartphones e apresentações. O anel inteligente ainda está na fase de arrecadação de verba para que ele possa virar realidade para os muitos consumidores que esperam ansiosos pelo seu lançamento.

O modelo foi fabricado com a intenção de que ele fosse capaz de se conectar via Bluetooth com vários gadgets comuns no mercado como tablets, TVs inteligentes, smartphones, entre outros. A forma com que ele atua está determinada pelos movimentos naturais das mãos, sendo assim é possível realizar uma variedade de comandos, por exemplo, se a pessoa desejar controlar as funções de outros aparelhos remotamente deverá movimentar o polegar a frente dos demais dedos, caso precise atender uma ligação, somente pressione a ponta do indicador com o polegar. Se precisar acessar o seu e-mail, toque a parte central do indicador com o polegar.

É possível realizar outros comandos como deixar o celular em modo silencioso, tudo depende da ativação de outros dedos e dos seus movimentos.

Como o anel inteligente também pode ser conectado a uma central multimídia dos carros, é possível diminuir a tendência do motorista em se distrair com facilidade, também é eficaz quando o usuário deseja conectar o anel com outros dispositivos de forma instantânea.

Fin seria efetivo até para deficientes visuais, pois poderiam controlar e fazer uso de smartphones com mais facilidade. Outra das vantagens do inovador dispositivo é a capacidade de controlar slides durante uma apresentação.

O anel inteligente pode captar até três comandos por dedo.

Como foi dito anteriormente neste texto, ainda o anel não está sendo fabricado para chegar no público final, entretanto está procurando patrocinadores no site do projeto wearfin.com. Caso queira possuir um anel Fin em primeira mão precisará desembolsar R$ 230 aproximadamente.

Por Melina Menezes

Fin

Foto: Divulgação


O Motorola XT621 Ferrari é um celular diferente, que se destaca, principalmente, pelo design imponente e diferenciado. O aparelho conta com contrastes de cores distintas e o logo da Ferrari, que faz o diferencial. Além disso, o celular conta com recursos e aplicativos que facilitam e organizam o dia a dia pessoal.

Dentre alguns recursos que fazem parte do Motorola XT621 destacam-se a memória RAM 1 GB, a memória interna de 1GB e a memória expansível que cabe até 32 GB. Assim, o usuário vai poder armazenar músicas, filmes, jogos e vários aplicativos, sem ficar se preocupando em ter que apagar um arquivo para caber outro.

Devido ao processador 1.2 GHZ o usuário vai poder navegar na internet, ouvir música e acessar as funções do aparelho com facilidade e agilidade, ou seja, sem correr o risco de um aplicativo travar, por exemplo.

As festas, passeios e baladas com os amigos vão poder ser registrados devido à presença da câmera de 5MB, que está situada na parte traseira do aparelho. Outra novidade da Motorola, é que a câmera acompanha flash Led que faz vídeo em HD. Ou seja, além de fotografar, o usuário vai poder filmar os melhores momentos com nitidez.

Para ficar por dentro das últimas novidades e conectar a internet a qualquer momento do dia, o Motorola XT621 Ferrari conta com conectividade por meio de wifi e, além disso, possui roteador Wi-Fi, em que o usuário pode compartilhar a conexão da internet com até cinco dispositivos.

O sistema operacional deste aparelho da Motorola é o Android 4.0, em que o usuário vai poder acessar vários aplicativos e recursos diferenciados. Além disso, o Motorola XT 621 conta com uma boa capacidade de bateria, porque ela possui utilização combinada de até 24 horas, sendo 1860 mAh.

Este aparelho da Motorola é leve, fino e pesa, aproximadamente, 135 g e tem o display de 4.0. O Motorola XT621 ainda contempla fibra de Kevlar na tampa traseira da bateria, que deixa o aparelho mais resistente e durável. 

Por Babi

Motorola XT621 Ferrari

Foto: Divulgação


O Galaxy Mega 5.8 Duos tem um sistema que funciona com dois chips, notícia interessante às pessoas que querem ter duas operadoras à disposição e por consequência conquistar vantagens em economizar nas ligações feitas no aparelho.

A tela composta de quase seis polegadas ajuda no sentido de trabalhar sem ter que se esforçar para enxergar o conteúdo. O visor também está composto com proteção antirreflexo que permite aos usuários trabalharem sem ter que se preocupar com o reflexo das luzes solares na tela. Esse tipo de tecnologia representa o verdadeiro alento, de modo principal entre as pessoas que sofrem por conta da visão sensível. O tamanho do painel permite também obter experiência de qualidade ao navegar via internet.

Não se pode ignorar a opção MULTI JANELA que ajuda aos usuários no sentido de fazer múltiplas atividades sem a necessidade de ter que minimizar os programas ou as janelas dos navegadores. Em termos práticos, a tela fica dividida sem que a velocidade do aparelho tenha menor desempenho.

Usuários também comentam de forma positiva, nos fóruns de notícias, a respeito da qualidade que existe na câmera do Galaxy Mega 5.8 Duos. Com a tecnologia presente no sistema, o aparelho tem a capacidade de tirar retratos com qualidade. Também existe a chance de realizar vídeos chamadas e personalizar as mensagens para amigos ou ao contato do trabalho.

O Galaxy Mega 5.8 Duos conta com sistema operacional Android que para parte dos especialistas representa o melhor que existe no globo terrestre, direcionado para smartphones. Com a tecnologia TFT na tela, os usuários possuem ampla quantidade de cores (16M). A resolução do tipo 960 x 540 ajuda também para melhorar a experiência ao fazer trabalhos no monitor do celular inteligente.

Para saber mais informações sobre o Galaxy Mega 5.8 Duos da Samsung clique aqui e acesse o site oficial.

Por Renato Duarte Plantier

Samsung Galaxy Mega 5.8 Duos

Foto: Divulgação


Recentemente durante o anúncio relativo ao balanço trimestral, Jen-Hsun Huang, o CEO da Nvidia, deu informações interessantes sobre os futuros planos que poderão se implementados pela companhia ainda em breve. De acordo com o que revelou Huang a empresa não está muito interessada no mercado “convencional” de smartphones, indo basicamente contra a corrente de algumas das principais do setor. Segundo ele a Nvidia pretende agora focar os seus esforços no desenvolvimento de celulares e tablets de ponta, os tais dispositivos apelidados de “superphones”.

Além de dizer que a empresa não está interessada no mercado convencional de celulares, Huang também informou que o interesse fundamental da marca é desenvolver e trabalhar em aparelhos que possam tirar todas as potencialidades e vantagens gráficas que seus processadores Tegra podem oferecer tal como já fazem alguns aparelhos visuais que evitam a ocorrência de uma colisão e displays nos bancos traseiros bem como alguns consoles.

A informação é de que os primeiros produtos que terão o novo processador Tegra 4i deverão ainda ser anunciados no primeiro trimestre. Não faz muito tempo a Nvidia também deu a conhecer que possuía planos em relação a celulares e dispositivos que envolviam nos projetos um processador de 64 bit com 192 graphic cores. Esse dispositivo for batizado de Tegra K1 e traz a promessa de oferecer a mesma qualidade dos consoles para os dispositivos celulares. Já quais os produtos que terão o Tegra K1 integrados deverão ser revelados pela fabricante apenas no segundo semestre deste ano.

Tempos atrás a Nvidia, que é de origem americana, fez sua estreia no mercado de smartphones acessíveis com a integração de seus chips Tegra 3 em aparelhos de diversas marcas como, por exemplo, Motorola, Lenovo e HTC entre outras. Mas com relação a esse ponto acabou ficando um pouco para trás das asiáticas Media Tek e Rockchip quando o ponto é a disputa dos mercados de smartphones mais baratos após o lançamento do Tegra 4. O motivo disso é justamente o fato de que a empresa desenvolvia chips mais avançados e potentes do que esse mercado exigia.

Por Denisson Soares

Processador Tegra 4i

Foto: Divulgação


Entre os smartphones que fazem maior sucesso de vendas da Samsung na temporada 2013/2014 vale o destaque ao Galaxy Trend Life. Esse aparelho traz o famoso sistema Android que para parte dos críticos consiste no melhor modelo operacional do mundo. De forma prática o processador que tem velocidade de 1GHZ transforma a experiência no momento em que usuários acessam as opções internas do celular inteligente ou fazem o acesso à internet.

As cores preta e branca fazem parte da composição original, com maior presença do tom preto que se faz onipresente na frente e atrás do aparelho. A tela traz tamanho de quatro polegadas. A empresa japonesa indica que os engenheiros de informação e tecnologia trabalharam de modo ativo para usuários terem maior nível de produtividade e melhores condições para visualizar os vídeos, as fotos ou páginas da web. O display funciona de modo amplo.

A Samsung garante no site oficial que o produto conta com navegação do sistema interno que além de ser mais rápida do que a versão anterior, também traz maior qualidade em termos de suavidade. A tela funciona com tecnologia que não absorve os reflexos das luzes solares.

Possível trabalhar na praia ou com a janela do escritório aberta, sem ter problemas para enxergar o conteúdo exposto no smartphone. Críticos indicam que aconteceu melhora significativa no campo da usabilidade, de forma principal com a interface Android 4.2, repleta de funções avançadas.

O telefone inteligente da Samsung tem conexão via internet com tecnologia WI-FI, ou seja, existe a possibilidade de se conectar em qualquer local que tenha o acesso disponível. Também há aplicativos que funcionam no sentido de transmitir notícias em forma de alertas. Os manuais funcionam em português. Atenção, ao realizar a compra nunca se esqueça de solicitar a garantia de fábrica inerente a qualquer produto da marca japonesa.

Por Renato Duarte Plantier

Samsung Galaxy Trend Life

Foto: Divulgação


O smartphone, seja qual for a marca e o modelo, é um grande sucesso em todo o Brasil, pois todos querem ter um, principalmente o público mais jovem que são aqueles que querem sempre estar conectados à internet, acessar redes sociais dentre outras ótimas funcionalidades que um smartphone disponibiliza. São várias as marcas de smartphones à disposição no mercado brasileiro, um grande destaque é a LG, conhecida mundialmente.

Se você quer adquirir um novo smartphone ou quer trocar o seu atual por um ainda mais moderno e atualizado a dica fica por conta do LG Nexus 5, além de ser totalmente moderno ainda dispõe de toda a qualidade e eficiência de produtos da LG. Caso você ainda não saiba o Nexus 5 foi fabricado juntamente em uma parceria do Google e a LG. O mesmo é um dos últimos lançamentos do mercado de smartphones e já tem um sucesso de venda muito bom. Este é um modelo top de linha e disputa com os melhores do mercado em sua categoria.

Um dos destaques do Nexus 5 é justamente o seu sistema operacional, nada menos que o Android 4.4 um dos mais avançados da atualidade que irá oferecer mais recursos, desempenho acima do normal e um visual totalmente diferente do que você está acostumado. Além disso, ainda é possível encontrar como destaque a tela Full HD de 5 polegadas, processador Snapdragon 800 Quad-Core Krait 400 de 2,3 GHz, 2 GB de memória RAM. Em relação à conectividade o Nexus 5 dispõe de: NFC, Bluetooth 4.0, 3G, 4G LTE, Wi-Fi além de tecnologia de carregamento sem fios.

A câmera do smartphone também chama bastante a atenção de quem gosta de tirar fotos, a mesma dispõe de nada menos que 8 megapixels acompanhada de recursos de estabilização óptica e flash LED. O aparelho foi colocado nas prateleiras do mercado brasileiro recentemente, em janeiro de 2014.

O preço sugerido do aparelho é de R$ 1.799,00, mas pode variar já que possui duas opções de armazenamento tanto de 16 GB quanto de 32 GB.

Por Bruno Henrique

LG Nexus 5

Foto: Divulgação


O mercado de telefonia móvel tem sido um dos que mais se aquecem atualmente, devido estarmos sendo submetidos a novas tecnologias desse tipo a cada semana. Durante a CES, exposição de novidades tecnológicas que ocorreu em Las Vegas (EUA), a pouco conhecida Huawei resolveu disputar um lugar entre as empresas emergentes, lançando seu novo smartphone Ascend Mate 2, um celular enorme, com uma bateria extremamente poderosa (a mais forte dentre os smartphones).

Dentre tantas outras coisas iguais aos demais, como o tamanho gigante, o que se destaca no novo aparelho telemóvel da Huawei é a capacidade que o mesmo tem em segurar carga e até mesmo carregar a bateria de outro smartphone, o que até então nunca foi visto.

De acordo com as informações oficiais, divulgadas no site da empresa, a novidade contará com uma bateria de 4.050 mAh, podendo durar até 2,5 dias, conforme o uso. Contando com a tecnologia 4G, a companhia fez um produto digno de estar entre os grandes do mercado.

O aparelho contará com uma tela de 6.1 polegadas, usará o sistema operacional Android 4.3, terá processador Qualcomm MSM8928 ou HiSilicon Cortex-A9 (ambos quad-core de 1,6 GHz), contará com memória RAM de 2GB, terá armazenamento de 16GB, aceitará cartões microSD de até 32GB, possuirá disponibilidade para conexões Wi-fi e Bluetooth e terá inúmeras funções ainda não vistas nos demais smartphones, como o Multitasking (janelas flutuantes para trabalhar com múltiplos apps) ou até mesmo o chamado modo luvas, em que o usuário poderá interagir quando está fazendo o uso de luvas. Além de todas as características que o tornam um dos melhores da categoria, o Ascend Mate 2 oferecerá uma câmera de 13 MP na parte traseira e uma surpreendente câmera frontal com 5 megapixels.

O segredo de sua bateria durar tanto pode ser a tela do smartphone, que possui uma resolução não tão boa, o que pode deixar muitos consumidores com um pé atrás na hora de adquirirem o produto. Com o preço ainda não divulgado, presume-se que o custo para adquirir um seja parecido com os smartphones da Samsung, porém, seu lançamento ainda não possui uma data definida.

Por Danilo Lacalle


Apresentado na CES 2014, em Las Vegas (EUA), o novo e menor aparelho já lançado pela Sony será o futuro dos dispositivos. Durante a conferência da companhia, o Sony Core (como é chamado o aparelho) foi o mais novo e atraente aparato da empresa. Considerado o menor gadget já lançado, sua apresentação não foi o suficiente para mostrar o real potencial do produto, porém, ficou nítido a capacidade que o mesmo terá de fazer a ligação entre o dispositivo e tecnologias vestíveis que possivelmente serão lançadas pela matriz, no Japão.

Sua principal integração será com a pulseira acompanhante de atividades físicas, a Smartband, que também será produzida pela Sony. O Core não será responsável por registrar as calorias que forem queimadas ou a quantidade dos passos e o tempo que o usuário passou correndo, mas ele poderá guardar o cotidiano inteiro do consumidor, através do rastreamento de todas as fotos que foram tiradas, fazendo o armazenamento de todos os momentos especiais e os demais eventos cotidianos. Isso será possível através do uso do aplicativo Lifelog.

A bateria do gadget terá uma duração de cinco dias, pois o aparelho será composto apenas por três LEDs, um motor de vibração (para anunciar chamadas e notificações) e um botão (para realizar todas as funções).

Apesar de ainda ser um produto vago, a Sony procura buscar parcerias com mais empresas para que o gadget seja cada vez mais multifuncional.

O preço do Sony Core girará em torno dos R$ 320. Além disso, um pacote de pulseiras também deverá ser lançado (inicialmente na Europa) pelo preço de R$ 60. O lançamento do novo aparelho em solo brasileiro está previsto somente para o segundo semestre de 2014, o qual poderá ser encontrado em lojas varejistas. Este eficiente e moderno gadget  será de grande utilidade para pessoas que necessitam controlar melhor seus treinos e seu cotidiano, podendo controlar melhor as informações de seu dia-a-dia.

Por Danilo Lacalle


Começou a ser vendido aqui no Brasil desde sexta-feira (17) o novo Xperia C, da Sony. O preço sugerido pela empresa é de R$ 999,00. O smartphone possui uma tela de 5 polegadas de ótima resolução e entrada para dois chips, satisfazendo o desejo de consumidores que necessitam de uma tela maior e de vários contatos telefônicos em um só aparelho. Ele está disponível para compra na loja virtual da empresa, a Sony Mobile.

O Xperia C possui um sistema operacional Android 4.2 Jelly Bean, processador MediaTek MT6589 de 1.2 GHz Quad-Core, bateria de 2.390 mAh, memória RAM de 1 GB, memória de armazenamento de 4G e uma tela sensível ao toque de 5 polegadas de alta resolução, de 960×540. A grande novidade é a câmera de 8 megapixels que vem com os sensores Exmor R e HDR, tecnologia exclusiva da Sony. Esses sensores capturam imagens com baixo ruído em ambientes com pouca luz disponível.

Você poderá tirar ótimas fotografias com a câmera traseira, orientado pelo guia de voz que o ajudará a encontrar a posição perfeita. Segundo a empresa, essas funcionalidades são ótimas para quem gosta de fotografar ou gravar vídeos. Há também a função Autorretrato, que pode ser aciona pelo comando de voz. Sensores como bússola, proximidade e acelerômetro também estão incluídos.

Com um design moderno, ele pesa apenas 153 gramas e tem espessura de 8.9 mm, com dimensões de 14,1 cm x 7,4 cm. Ele possui um aplicativo Walkman já instalado, que permite criar listas de reprodução utilizando o modo Clear Audio+. Esta é umas das tecnologias exclusivas da Sony para o aprimoramento da qualidade de áudio. É possível navegar na internet com as tecnologias Wi-Fi e 3G.

O Xperia C é um smartphone perfeito para os consumidores que optam por celulares modestos, mas que possuem ótimas configurações. Não há informações dos preços sugeridos pelas operadoras de telefonia.

Por Danilo Gonçalves

Sony Xperia C

Foto: Divulgação


Já pensou em controlar seu smartphone somente com movimentos da cabeça? Isso é o que Samsung está pesquisando, a fim de criar uma nova tecnologia. Segundo a patente da empresa, ela está trabalhando nesse recurso para incorporá-lo em seus futuros lançamentos de celulares, como no Galaxy S5. Esse novo recurso promete ser uma evolução na área da tecnologia.

Não foram revelados detalhes sobre o funcionamento da tecnologia. Sabe-se que ela poderá ser utilizada para controlar smartphones sem a necessidade de tocar na tela. O sensor fica localizado na câmera frontal do aparelho, que poderá detectar movimentos dos olhos, da cabeça e das sobrancelhas. Com um simples gesto poderá, por exemplo, abrir a calculadora ou o reprodutor de vídeos.

Um sistema bem semelhante é o rastreamento dos olhos, presente no Galaxy S4. Com ele é possível pausar vídeos ao desviar a atenção da tela e rolar uma página da web olhando para baixo do display. Essa tecnologia agradou os usuários, que esperam agora não utilizarem mais os olhos, e sim a cabeça. O executivo da Samsung confirmou que pretende estudar uma nova tecnologia de escaneamento de íris, mas não citou a finalidade desta. Na mesma semana dessa confirmação, houve o pedido da patente para um estudo do projeto. Mesmo com o pedido dessa patente, não significa que a leitura pelos movimentos será utilizada pela empresa em algum dos seus produtos.

As configurações previstas para o Galaxy S5 são uma câmera de 16 megapixels com alta resolução de imagem, novo design no acabamento metálico, um display maior e um processador atual de 64 bits. Além disso, ele poderá estrear um novo sistema operacional Android. A Samsung fará um evento em fevereiro ou março, durante a MWC 2014. É esperado que algum representante da empresa fale sobre as características do próximo aparelho que será lançado em breve.

Por Danilo Gonçalves

Samsung Galaxy S5

Foto: Divulgação


Já pensou em utilizar a urina para recarregar um celular? Pois é! Em tempos em que tanto se fala em sustentabilidade, o Bristol Robotics Laboratory, que está sediado na Inglaterra, está engatando um projeto que permitirá transformar a urina em energia elétrica.

O Bristol Robotics Laboratory recebe a ajuda da Fundação Bill and Melina Gates, para financiar este projeto. A Fundação entregou dinheiro para a equipe deste projeto, com a intenção de ajudar na produção desta nova bateria, que seria capaz de recarregar um smartphone.

A ideia é converter os resíduos inexplorados encontrados na urina, recuperar os níveis de energia elétrica nela encontrados e transformá-los em combustível sustentável. Tudo isso ocorre por meio de uma célula contendo micro-organismos capazes de gerar eletricidade utilizando a urina. Segundo os pesquisadores, a urina é rica em produzir essa substância, que favorece as células. Contudo, o grande desafio do laboratório é criar uma grande quantidade desses conversores, para que possam gerar energia suficiente. Essa célula contém a mesma bactéria que é encontrada no solo, no intestino humano e na água de esgoto.

Este é um projeto que, num primeiro momento, pode parecer estranho, mas que a longo prazo pode se transformar em uma grande revolução.

A ideia é que essa novidade, a longo prazo, possa gerar energia para uso doméstico e até mesmo para abastecer alguns povoados menores.

Mas este não é o primeiro projeto em que a urina é a principal matéria-prima. Em 2012, um grupo de adolescentes apresentou em uma feira de tecnologia realizada na Nigéria, um gerador de energia movido a urina. Com um litro da urina, este gerador era capaz de produzir energia para até 6 horas.

A Fundação de Bill Gates está engajada em vários projetos que são vistos de forma estranha pelas pessoas. Além de financiar este, a Fundação está ajudando na criação de um novo preservativo, feito de grafeno, um dos materiais mais resistentes já encontrados até hoje. 

É esperar para ver!

Por Larissa Nalin

Urina pode ser usada para recarregar celulares

Foto: Divulgação


No início da era dos smartphones era impossível pensar em um aparelho com Android barato que se aproximasse da funcionalidade dos top de linha. Porém, no ano de 2013, os chamados intermediários chegaram para diminuir o abismo até então existente. Talvez o melhor exemplo disso seja o Moto G da Motorola.

O Moto G tem preço bastante razoável (a partir de R$ 600), além de uma configuração que não deixa a desejar.

O aparelho possui tela com dimensões bem confortáveis para o uso, sendo em IPS LCD de 4,5 polegadas com resolução HD. Seu sistema e aplicativos se aproximam muito do Android transformando-o em um exemplo de custo/benefício. Ele é um aparelho de dois chips que possuem uma função específica para facilitar o gerenciamento dos SIM. O que falta neste smartphone é um slot para cartão de memória, além de não possuir a tecnologia 4G. A câmera também se encontra bem abaixo do que se espera de um Motorola. Ela até cumpre sua função em ambiente externo e bem iluminado, mas se for o contrário, não adianta esperar muita coisa. Usar o zoom não é recomendável e seu flash não traz a iluminação proposta.

O Moto G traz poucos aplicativos em sua memória, o que deixa o usuário à vontade para montar o aparelho a sua semelhança.

O smartphone pode ser encontrado com 8GB ou 16GB. Mas se você for fã de jogos pesados ou fizer muitos downloads, esqueça o de 8GB. A bateria do aparelho mantém a carga por um bom tempo, ou seja, em configurações normais dura em torno de 28 horas. Mas se levar ele ao mínimo pode durar até 40 horas.

Os concorrentes têm motivos para seu preocupar com este modelo da Motorola. Ele nivela por cima o mercado de intermediários se aproximando dos top de linha, com preço bem baixo em relação a sua funcionalidade. Alguns o chamam de Nexus, porém, barato.

Por Natália Mayrink De Lazzari

Motorola Moto G

Foto: Divulgação


O Ministério das Comunicações aprovou recentemente uma lista contendo 53 novos aplicativos nacionais desenvolvidos pelos fabricantes de aparelhos como a Huawei, LG, Samsung e Positivo. Os apps apresentados na lista irão estar integrados nos celulares das marcas que deverão receber isenção de impostos por aqui como, por exemplo, o PIS e o COFINS. Essa foi a forma encontrada pelo governo federal na tentativa de provocar uma redução nos custos desses aparelhos no país.

Na nova lista divulgada a LG conta com 21 aplicativos, a Positivo com 12 e a Samsung e Huawei com 10 cada. De acordo com as informações divulgadas pelo site TeleSíntese o foco principal dos softwares apresentados são as redes sociais, os setores de entretenimento, de notícias, compras e esportes. Este último, claro, devido à realização da Copa do Mundo no Brasil. Os novos programas aprovados serão integrados a uma lista já divulgada pelo Ministério das Comunicações.

Como é que isso funcionaria? Bom, a ideia apresentada até o momento é de que cada modelo de smartphone que seja isento de impostos deverá trazer integrado a quantidade mínima de cinco aplicativos. Também há a informação de que esse número poderá sofrer um aumento gradativo podendo chegar a ordem dos 50 até o fim do ano de 2014. Um detalhe importante é que todos os aplicativos serão disponibilizados em língua portuguesa e já podem vir instalados ou conforme o caso serem ativados pelos usuários por meio de guias de aplicação ou ainda por aplicação dedicada a tal fim.

Todos esses fatores poderão provocar uma redução nos preços desses modelos que poderá chegar a 8,9%. O problema (ou solução conforme a visão de cada um) é de que é restrita apenas a modelos que tenham um custo de até R$ 1.500. Entre os modelos que foram beneficiados com a tal redução estão os RAZR e Defy, da Motorola, os da linha Optimus, da LG e Lumia, da Nokia.

Por Denisson Soares

Apps para smartphones

Foto: Divulgação


Na última quarta-feira (04/12), apareceu um novo smartphone no site chinês da Samsung, o que mostra que o novo aparelho está chegando em breve à China, país com a maior população mundial.

O novo modelo chinês é chamado de Samsung Win Pro (SM-G3812), o que dá a entender que esse seja o sucessor do Win, modelo lançado no início de 2013. Até agora, não temos boas informações sobre o novo smartphone. Contudo, o Samsung Win Pro deve ter um design bem aproximado ao Galaxy S4 e configurações semelhantes ao do modelo Express 2.

Com relação à parte técnica, a principal diferença é seu processador Quad-Core de 1,2 GHz, display de 4,5 polegadas de resolução (960×540) e suporte para dois chips simultâneos. Além destas configurações, o Win Pro possui câmera traseira de 5 MP, já a câmera frontal (usada também para chamadas 3G) é do tipo VGA, de baixa qualidade. Também, está equipado com slot para microSD (a capacidade de armazenamento não foi divulgada ), bateria de 2.100 mAh, e provavelmente o sistema operacional será o Android 4.2 (chamado de Jelly Bean).

Não obtivemos informações concretas sobre a memória RAM e outros detalhes.  

Uma característica interessante que podemos dar destaque e que está presente no site oficial da Samsung na China é que o Win Pro também tem suporte para fotos com efeitos sonoros/sons.

Por enquanto, a Samsung não se pronunciou oficialmente sobre o novo smartphone, deste modo, não nos resta alternativas a não ser esperar para ter mais detalhes sólidos de quais são todas as verdadeiras características do Win Pro.  

Mas, se você estiver muito interessado sobre o novo gadget da Samsung, fique sabendo que não há informações de quando o aparelho deverá ser vendido fora da China, o que também inclui o Brasil nas vendas; nem mesmo foi informado o valor pelo qual ele será vendido na China.

Por André Barbosa

Samsung Win Pro

Foto: Divulgação


Em relação à linha de aparelhos do “tipo” intermediário denominada L, o LG Optimus L7 II pode ser considerado o mais completo.

O aparelho vem com o sistema operacional Android Jelly Bean (4.1.1) e processador Dual-Core com um clock de 1 GHz. Se compararmos esse smartphone com a sua primeira edição, vamos notar evoluções consideráveis. O aumento da bateria é uma delas, já que este modelo tem 2.400 mAh.

O visual do aparelho é simples não destoando de outros modelos da linha L. Ele pode ser encontrado nas cores branca e preta. A tela conta com 4,3 polegadas e apresenta um bom desempenho na visualização de vídeos, uma vez que conta com uma resolução de 800 por 480 pixels.

O hardware apresentado pelo LG Optimus L7 II não traz nada de mais. Na verdade as suas configurações são exatamente o que deveriam ser: medianas. O aparelho não dá muito trabalho sendo que pode ser considerado até mesmo com bom para realizar as atividades comuns como usar as redes sociais, jogar alguns games ou enviar mensagens. Vale ressaltar um ponto positivo apresentado por este dispositivo: ele conta com suporte para cartão microSD externo de 4GB. E ele já vem com o aparelho! A memória interna possui um espaço na média sendo 1,5GB disponível para uso chegando na soma total a 5,5GB de armazenamento. Com a utilização do cartão microSD de até 32GB será possível fazer a expansão da memória.

O sistema operacional Android integrado ao aparelho roda sem qualquer dificuldade já que o LG Optimus L7 II conta com o processador Qualcomm SnapDragon S1. A parte chata é que a RAM de 619 MB não ajuda na qualidade e até reduz a instalação de aplicativos que podem ser usados no aparelho.

No mais, esse smartphone conta com conexões Wi-Fi, GPS e Bluetooth. A coisa para por aí. O Optimus L7 II não tem conexão 4G (LTE) nem NFC.

Se olharmos para o LG Optimus L7 II veremos claramente as melhoras em relação aos anteriores. Entretanto, uma olhada mais profunda mostra um aparelho com configurações baixas, ainda mais se compararmos com o Moto G, que para completar, é mais barato.

Por Denisson Soares

LG Optimus L7 II

Foto: Divulgação


Você já ouviu falar em iPhone brasileiro? Não? Surpreendeu-se?

Para quem não sabia, o Brasil também tem um iPhone desenvolvido, produzido e vendido por aqui, mas poucos conhecem. Quem traz o aparelho desde o ano passado é a Gradiente. A empresa lançou um no ano de 2012 e anunciou o lançamento de seu segundo aparelho com o nome iPhone C600 para 5 de dezembro.

O Gradiente iPhone é um pouco mais barato que os tradicionais da gigante Apple, tem boas especificações técnicas, como câmera de 13 megapixels, dois chips, tela de 5 polegadas e roda Android. Tudo isso sai em torno de R$ 1.149, bem mais em conta do que o tradicional da gigante mundial.

Mas parece que o fato do aparelho ter um preço agradável não chamou a atenção. O que chamou a verdadeira atenção dos consumidores foi como a Gradiente conseguiu comercializar um aparelho com o mesmo nome dos dispositivos móveis vendidos pela Apple. Pois bem, a marca entrou com um pedido de registro sob o título iPhone em 2000 para o Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) e a Apple fez o mesmo pedido, só que em 2007, quando lançou seu primeiro produto. Ainda não se sabe o por quê a Justiça do Rio de Janeiro tirou da Gradiente a exclusividade da marca. Mas, de acordo com o juiz, foi decidido que o iPhone da Apple é um nome mundialmente conhecido e que seria praticamente impossível mudar isso agora, uma vez que ao ouvir o nome o consumidor imediatamente o relaciona com a Apple.

A única dúvida é: por que o pedido da Apple não foi negado quando já existia o nome para a Gradiente? A única coisa que sabemos é que a Gradiente poderá utilizar o mesmo título, mas sempre com o nome da empresa na frente para diferenciá-lo. 

Por Jaime Pargan

Gradiente iPhone C600

Foto: Divulgação


O mercado de dispositivos móveis principalmente em relação aos smartphones anda cada vez mais surpreendente. A corrida por novas tecnologias que vão muito além de baterias dobráveis ou coisas do tipo está cada vez mais quente. Um exemplo disso é o caso da Motorola que agora faz parte do Google. A Motorola Mobility divulgou recentemente que está decidida a obter o registro de patente de uma tatuagem! Mas tudo bem, não é nada de vaidade. A tal tatuagem supostamente deverá servir como microfone para smartphones e outros dispositivos móveis.

A documentação referente ao pedido de registro de patente foi divulgada na quinta-feira dia 07 pelo órgão responsável pelas patentes nos Estados Unidos, o Escritório de Marcas e Patentes ou na sigla em inglês USPTO. Entretanto, a submissão do pedido não é tão recente. Ela data do mês de maio d e2012.

De acordo com as informações apresentadas no referido ,a tatuagem eletrônica funcionária da seguinte maneira: Ela basicamente captaria os sons ao realizar a identificação das “flutuações do tecido da garganta ou do músculo” e posteriormente enviaria dados específicos para smartphones ou algum outro tipo de dispositivo sem que para isso houvesse a necessidade de fios para serem conectados a ela.

Para entender melhor como a tatuagem eletrônica funcionária, imagine que toda vez que precisasse fazer uma ligação telefônica com seu smartphone não fosse necessário levar o aparelho até a boca. A tecnologia que envolve a tal tatuagem vai além. De acordo com algumas especificações técnicas ela poderia enviar dados por Bluetooth ou NFC.

O mistério em relação de como a tal tatuagem seria feita ainda permanece já que a Motorola não divulgou quaisquer informações de como a mesma seria feita ou se seria ou não permanente. Ainda de acordo com o documento citado acima ela poderia ser ou não ser recarregável.

A Motorola foi comprada pelo Google em 2012 e de lá pra cá já lançou dois smartphones produzidos integramente com a toda poderosa da internet.

Por Denisson Soares

Motorola e Google

Foto: Divulgação


A Google vem trabalhando nos últimos tempos em uma maneira de conseguir integrar mais facilmente o mundo real com o mundo virtual. A mega gigante da internet deu mais um passo nessa direção. O que ela pretende é encontrar uma maneira eficaz de ligar as ações no ambiente online feita pelos consumidores com suas ações no “mundo real”. Para que essa novidade seja implementada a empresa vem desenvolvendo atividades que englobam o monitoramento dos smartphones 24 horas por dia. Isso quer dizer que o monitoramento será feito mesmo quando a pessoa não estiver utilizando o dispositivo.

De acordo com as informações publicadas no portal DigiDay, o programa do Google ainda está em fase de testes. O que ele faz basicamente se resume a cruzar os dados de localização dos smartphones para determinar de forma mais precisa quantos e quais os tipos de consumidores a visitarem suas lojas físicas. Na seqüência, o Google deverá conectar todas as visitas feitas pelo usuários às suas lojas físicas com pesquisas feitas via smartphone por meio de seu buscador. Aí vem a pergunta: O que o Google pretende com tudo isso? Isso é mais fácil de explicar. A companhia quer provar de qualquer maneira que os anúncios feitos para celulares realmente funcionam e que são lucrativos para as lojas.

Um exemplo de como isso funcionaria seria mais ou menos da seguinte forma: Quando o usuário pesquisasse por determinado termo em seu smartphone uma loja que oferecesse o produto poderia aparecer na lista de busca. Conseqüentemente, o Google poderia analisar os dados de localização do usuários com o banco de dados de anúncio da loja em questão e se certificar se o mesmo visitou ou não a mesma.

Um detalhe muito importante a se levar em consideração é que o próprio usuário é quem dá a permissão ao Google para fazer esse tipo de rastreamento. Ou seja, o usuário decide se habilita ou não o serviço. Mas vale lembrar que isso nem sempre é fácil ou bastante perceptível o que acaba muitas vezes levando o usuário a habilitar os serviços mesmo sem estar ciente do fato. Ou ponto é que esses rastreamentos não estão apenas sendo feitos para o Android. A companhia também pode rastrear a localização de usuários do iPhone através dos aplicativos desenvolvidos pela empresa para o iOS.

Por Denisson Soares


Além de pensar em como será o próximo lançamento, a gigante Apple, considerada a amante dos tecnomaníacos e apaixonados por tecnologia que consegue reunir milhares de pessoas nas portas de suas lojas a cada novo lançamento de algum produto novo, pode estar pensando em trazer novidades mais promissoras para seus ávidos e fiéis usuários. Isso porque a companhia para estar estudando a possibilidade de aumentar a tela de seus iPhones e, além disso, possivelmente trazer uma tela curva e sensores. As informações são da agência Bloomberg.

Seriam grandes mudanças. É o que afirmam as fontes procuradas pela agência, que dizem estar bem atualizadas sobre as intenções da companhia. Isso porque as telas dos novos aparelhos podem chegar em algo em torno de 11,9 cm e 14 cm, ou seja, bem maiores do que os iPhones lançados até hoje.

Já a questão da tela curva e dos sensores, possíveis novidades mais do que esperadas após o lançamento de dois aparelhos das concorrentes LG e Samsung, não foi algo detalhado, mas os rumores dizem que no início do ano que vem já poderemos ter mais notícias sobre o assunto.

A única coisa que se sabe até o momento, é que a Apple está investindo cada vez mais para atender, também, o público que procura aparelhos mais baratos. A marca anunciou que abrirá uma fábrica no Estado norte-americano do Arizona para fazer materiais de safira para seus dispositivos eletrônicos mais populares. O projeto foi anunciado no início da semana passada pelo governador do Estado, Jan Brewer, e pretende fornecer mais de 2 mil vagas de empregos – movimento criado após o exame que detalhou as enormes reservas de dinheiro da empresa e as condições de trabalho nas instalações de fábricas locadas pela Apple na China.

Aos apaixonados resta aguardar tudo que tecnologia Apple vem criando para conquistar seus fãs.

Por Jaime Pargan

iPhone com tela curva

Foto: Divulgação


O Google é um gigante do mundo da tecnologia e da informática, tendo como uma de suas principais empresas a Motorola, que pretende diminuir a quantidade de modelos de aparelhos no mercado, focando-se principalmente em smartphones.

De acordo com Dennis Woodside, presidente-executivo da Motorola, a ideia é ter uma linha mais enxuta, citando como exemplo o Moto G, acreditando que este modelo de smartphone deva atender a expectativa dos usuários, sobretudo daqueles que migrarem de smartphone ou até mesmo para aqueles que deixarem de lado o aparelho de telefone celular.

O lançamento do Moto G, no Brasil, ocorreu nesta última quarta-feira, 13 de novembro, data em que Woodside acrescentou que o Brasil é uma potência na compra de smartphones, por ser um país que ainda tem muita gente migrando do popular "celular" para os dispositivos móveis mais inteligentes, estando atrás apenas dos Estados Unidos da América.

A expectativa da Motorola em relação ao Moto G, no Brasil, é tão grande, que o país sul-americano foi o primeiro das Américas a receber o aparelho, que tem sua tela como a do Moto X, opção de dois chips de celular e rádio FM, ou seja, basicamente aquilo que há na maioria dos smartphones.

Dennis, em seu discurso, foi um pouco diferente de Guy Kawasaki, também executivo da Motorola, o qual afirmou que a Apple não compete com a Motorola e sim com ela mesma; já Woodside frisou que os usuários da Apple têm mais chances de mudarem de aparelho, mas que para aqueles que simplesmente trocarão seus celulares pelo Moto G, o fator preço tende a ser o diferencial preponderante.

Segundo o presidente-executivo da Motorola, sua empresa tem o foco nas pessoas, citando como exemplo os estudantes, que na maioria das vezes não querem pagar um alto preço por um dispositivo móvel, já que se contentam com a experiência de "relacionamento" com um "simples" smartphone.

Por Vinicius Cunha

Motorola Moto G

Foto: Divulgação


A tecnologia tem se tornado indispensável. A cada dia que passa novas tecnologias surgem para facilitar nossa vida. A Samsung tem acompanhado as tendências e aprimorado cada vez mais seus celulares e smartphones. Um grande exemplo é o seu mais novo lançamento. É a mais nova linha de smartphones que vem com um inovador sistema de recebimentos de chamadas.

Já ouvimos falar em celulares e smartphones que possuem entradas para mais de um chip, porém, sempre tivemos que abrir mão de uma ligação para atender outra. Com esse novo sistema esse problema não existe. Isso mesmo, já não é necessário perder ou suspender uma ligação para receber outra. Basta atender. É o inovador sistema Multi chip tecnicamente nomeada de Dual SIM Always On o que quer dizer dois chips sempre ligados.

O modelo escolhido para lançar essa exclusiva tecnologia foi o Galaxy S Duos. Ele vem com o moderno sistema Androide 4.0 e com um rápido processador de 1 GHz garantindo acesso de qualidade onde estiver. Ouve uma grande melhora na durabilidade no que diz respeito a bateria, pois, muitos reclamam que em modelos anteriores a carga elétrica não suportava muito tempo, tendo o usuário que efetuar nova recarga de energia. Isso acontece devido a grande sobrecarga de dispositivos e recursos que o aparelho possui. 

Houve melhoras em seu designer. Suas bordas foram arredondadas para diminuir a incidência de quebras em queda, para melhorar a pegada e pela própria estética que ficou melhor. Esse smartphone vem com 3GB de memória interna, o bastante para gravar os bons momentos em vídeos, músicas e áudio pessoal.

Outra grande novidade desse aparelho é o fato de já vir instalado o sistema de comunicação de mensagens instantâneas ChatOn. Uma grande inovação por parte da Samsung em colocar esse sistema em seus aparelhos, pois, qualquer usuário de celulares e smartphones da Samsung tem acesso a esse aplicativo, sem restrições a sistemas operacionais.

Com ele é possível enviar tanto mensagens, quanto imagens instantâneas gratuitamente para qualquer outro aparelho Samsung.

Por Gleison Nunes Uchoa

Foto: Divulgação


O avanço nas tecnologias tem sido tão grande nos últimos anos de forma que torna-se difícil até imaginar onde tudo isso vai parar. É cada vez mais difícil sentar para conversar com uma pessoa e esse diálogo não ser interrompido por uma ligação, uma mensagem de texto ou porque a outra pessoa não consegue tirar sequer por um minuto seus olhos da tela do celular.

No entanto, pela primeira vez desde junho de 2006, a base de telefonia móvel no Brasil teve queda mensal, com a desativação líquida de 173,6 mil linhas, segundo informações cedidas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) nessa quarta-feira, dia 6 de novembro de 2013.

Apesar de os motivos para essa queda total de assinantes não terem sido divulgados, a Anatel disse que as operadoras têm promovido uma espécie de limpeza de sua base, ou seja, linhas não utilizadas estão sendo retiradas intuindo uma redução de custos.

Frente ao mês de agosto, a redução do total de assinantes verificada no mês de setembro foi de 0,06%, sendo que o número total de linhas é de 268,27 milhões. Deste número, 211,34 milhões são de acessos pré-pagos (o equivalente a 78,78% do total) e 56,93 milhões são pós-pagos (o que equivale a 21,22%). A banda larga móvel representava 88,31 milhões de acessos, dos quais 552,63 mil eram realizados por terminais 4G.

O mercado continuou sendo liderado pela Vivo em setembro, com 28,56% de participação. Todavia, a empresa registrou o maior volume de desativações dentre todas as operadoras no período: 463,3 mil.

A TIM ficou em segundo lugar, com uma fatia de 27,17% do mercado e 31,7 mil desativações. A Claro foi a única operadora a adicionar linhas em setembro, com 321,2 mil adições, representando uma fatia de mercado de 25,14%. A Oi registrou desativação de 35,5 mil linhas, mantendo sua fatia de mercado em 18,64%.

Mais informações podem ser acessadas aqui.

Por Mikhael Costa


A Samsung apresentou os dados referentes ao seu lucro trimestral. A empresa sul-coreana teve um lucro recorde de 25,6%, sobretudo pela recuperação na negociação de chips de memória. Contudo, as vendas de celulares diminuíram em relação aos trimestres anteriores. O lucro líquido da empresa foi de 8,24 trilhões de wons (US$ 7,76 bilhões) entre os meses de julho e setembro. No mesmo período do ano passado, o lucro da Samsung foi de 6,56 trilhões de wons.

A empresa continua sendo líder de vendas de smartphones, sobretudo pelos recordes de vendas no primeiro semestre de 2013, impulsionadas pelo lançamento do Samsung Galaxy S4 e outros modelos, mas pode deixar a desejar se não for desenvolvido algo inovador e atrativo. A própria empresa previu a desaceleração e afirma que os números irão melhorar com as vendas de fim de ano, dessa forma foca-se na venda de chips no atual momento.

Só a divisão de smartphones e demais celulares da companhia rendeu mais de 6,7 trilhões de wons (US$ 6,3 bilhões), gerados principalmente pela linha Galaxy de aparelhos com diferentes preços, desde os mais caros aos mais em conta, que apresentam boas configurações mesmo com valores mais acessíveis. Apesar do “retrocesso”, esse foi o segmento que mais rendeu wons a empresa sul-coreana.

Alguns aparelhos não foram bem vistos pelo público, um deles é o Galaxy Gear, o relógio inteligente da Samsung foi devolvido por quase 30% dos compradores, o que pode fazer a empresa a repensar sua utilidade.

Ao todo, o lucro operacional no trimestre subiu para 10,2 trilhões de wons (US$ 9,6 bilhões), o que mostra um crescimento de 26% em relação ao lucro obtido no ano anterior. A divisão de chips chegou a render 2,06 trilhões de wons, um aumento de 100% em relação a 2012. 

Por Robson Quirino de Moraes


A Nokia revelou que mais Windows Phones serão inseridos no mercado, contrariando os que acreditavam que a série estava no fim.

O novo modelo é o Lumia 1520 que finalmente traz Windows Phone para uma geração além das anteriores. O sistema operacional Windows em smartphones criou dúvidas na mente de muitas pessoas quando chegou ao mercado, mas parece que vem mudando a percepção dos usuários, ganhando ainda mais mercado.

Os fãs do Windows Phone já há algum tempo se queixaram de que muitos modelos Windows Phone traziam especificações não satisfatórias, com telas de baixa resolução, lentidão e menor memória RAM. Até certo ponto, isso tem sido atenuado pelo desempenho do sistema operacional. Apesar de oferecer menos apps, muitos entusiastas do telefone observaram que o software Windows Phone tem acompanhado ou ultrapassado o desempenho do iOS, da Apple, que foi muitas vezes considerado o padrão ouro para a lisura no novo hardware. Isso significa que o novo Lumia chega para surpreender o mercado.

O Lumia 1520 traz 2GB de RAM, tela de 6 polegadas, com resolução de 1920×1080, e uma nova câmera 20MP PureView.

Nokia Lumia 1520

Foto: Divulgação

Como telefones Lumia mais recentes, a Nokia colocou um foco especial sobre a câmera do telefone. Pode não ter a resolução de 41MP enorme e o sensor do Lumia 1020, mas consegue incorporar algumas das mesmas características, como oversampling e uma parte traseira de sensor iluminado. Há também estabilização óptica de imagem, o que é uma grande ajuda para tirar fotografias nítidas em um smartphone.

O novo "Nokia Camera" da Nokia permitirá que os usuários tenham algum controle do módulo da câmera, incluindo suporte para arquivos de imagem RAW. O novo aplicativo da câmera substitui ambos os aplicativos personalizados que a Nokia já trouxe em telefones da série Lumia, como o Smart Camera ou software Pro Camera.

Por Jaime Pargan


A Justiça de Jales condenou a prestadora TIM a pagar uma indenização de R$ 5 milhões a instituições de caridade e outra indenização de R$ 6 mil ao cliente que entrou com uma ação contra a prestadora. A indenização de R$ 5 milhões é referente à reparação de danos sociais e o valor será doado a duas casas de saúde. Já a indenização de R$ 6 mil ao cliente se referente a danos morais.

O motivo da ação foi as interrupções das chamadas cobertas pelo plano Infinity Pré, em que a empresa oferece o valor da chamada a R$ 0,25 e R$ 0,50. Contudo, as chamadas eram interrompidas pouco depois de serem iniciadas.

A consumidora que entrou na Justiça conseguiu provar que a prestadora interrompia seguidamente as ligações. Elas duraram cerca de 5, 8 e 10 segundos, fazendo com que o cliente tivesse que realizar novas chamadas, pagando por novas tarifas, que apesar de serem cobertas pelo plano são mais caras.

A empresa já havia sido multada pela Anatel em maio, devido à má qualidade dos serviços prestados. Mesmo com a multa, não foi possível provar que a TIM derrubava as ligações de forma proposital, entretanto, mostrou que a empresa descumpriu os regulamentos que determinam padrões de qualidade que devem ser cumpridos pelas prestadoras de telefonia móvel.

O juiz considerou que a prática da empresa fere os princípios do código de defesa do consumidor e que a propaganda Infinity é enganosa. A TIM informou que irá recorrer da decisão.

Por Robson Quirino de Moraes


A Apple lançou no início do mês a mais nova versão top de linha do iPhone. No entanto, diferentemente do que vinha fazendo anteriormente, a companhia decidiu inovar e apresentou uma “versão de baixo custo” que no final das contas não era tão barata assim. O iPhone 5C é apenas 100 dólares mais barato e possui um hardware muito inferior ao seu “irmão mais bonito”, além de ter um acabamento em plástico e não ter o famoso leitor de impressões digitais acoplado. Com essas especificações, os usuários acabaram escolhendo o modelo completo 5C e o iPhone 5S foi enviado para escanteio, com quedas constantes nas vendas e diversas promoções em que o aparelho poderia ser adquirido até mesmo US$ 99 em algumas lojas nos EUA.

Com esse panorama, a Apple anunciou recentemente que não irá mais fazer tantos pedidos do 5C para seus fornecedores em Taiwan, de acordo com fontes do The Wall Street Journal. Ainda segundo a publicação, os pedidos foram cortados em cerca de 50%, já que o aparelho teve uma acentuada queda nas vendas pelo mundo todo.

Somente no primeiro final de semana de vendas, a Apple teve 9 milhões de unidades vendidas, tanto nas versões 5S quanto 5C. Apesar das vendas da versão mais barata estarem em queda, a versão top de linha está muito bem e não demonstra ainda muitos sinais de desgaste no mercado. Embora a diferença de preço entre os dois aparelhos seja bem pequena, a versão 5S é bem mais completa e funcional, algo que pode ter levado os consumidores a deixarem de lado a versão 5C.

Ebenézer Carvalho


Não há nenhuma dúvida de que a tecnologia tem ido cada vez mais longe. O desejo que parecia distante, de abranger os sentidos além da visão, audição e tato, já não é tão improvável assim. Recentemente uma companhia japonesa confirmou a produção de um dispositivo com capacidade de emitir cheiros. A ideia é de que odores e aromas acompanhem os torpedos enviados através do celular.

O dispositivo, no mínimo inusitado, foi nomeado de Scentee. Ele é conectado a um iPhone e sob o comando do celular libera cheiros. O Scentee conta com vários cartuchos especiais contendo odores específicos. Os cheiros podem ainda ser combinados a outros, para criar outros cheiros.

Vale acrescentar que o dispositivo Scentee deverá ser lançado no Japão em novembro. Segundo Adrian Cheok, professor da City University London e um dos desenvolvedores do dispositivo, será possível mandar uma mensagem bem humorada e agradável aos amigos acompanhada de um bom perfume.

Cumpre salientar que essa ideia de emissão de cheiros não é tão nova e há precursores. Na década de 60, por exemplo, foi criado o Smell-O-Vision, um sistema com a capacidade de produzir e propagar cheiros ao longo da projeção de um filme. O projeto em questão acabou não vingando. Resta saber se a ideia de mensagens com cheiro vai vir para ficar ou acabará sendo abandonada, como no caso do Smell-O-Vision.

Por Larissa Mendes de Oliveira Soares


Uma novidade bacana lançada esta semana foi o VaiMoto, um aplicativo que funciona nos aparelhos que possuem Android  a partir da versão Gingerbread 2.3.

Certamente a notícia vai facilitar a vida dos motoboys que trabalham como freelancer e sempre estão dispostos a novas tarefas.

Após efetuar o cadastro no App, o trabalhador passa a ficar disponível para realização de serviços para terceiros. A escolha é feita  através do valor e da necessidade de cada contratante, assim como um pregão eletrônico. Qualquer corrida que ficar combinada entre o motoboy e o cliente haverá uma cobrança de R$ 2 e os motociclistas terão até 50% de recebimento sobre o valor total do serviço.

App para Motoboys

Foto: Divulgação

Para se cadastrar é necessário estar com a CNH em dia e ter cadastro no Condumoto  – órgão responsável aos trabalhadores de moto frete. 

Segundo o diretor de operações da Startup o aplicativo tende a se espalhar por outras cidades da região Sudeste como Rio de Janeiro e Belo horizonte. O investimento para esta nova modalidade que promete quebrar barreiras e gerar boas oportunidades foi de R$ 2 milhões gentilmente disponibilizados pela empresa BR MotorSport. Para os clientes, a segurança do serviço também fica garantida com a visualização da rota feita pelo contratado através de um GPS.  

Por Luciana Ávila 


A Google é uma das maiores empresas da internet e tem expandido bastante a sua área de atuação após o lançamento do Android e graças ao mercado atual de smartphones. Seus aplicativos estão entre os melhores e, de acordo com pesquisas, estão presentes em praticamente todos os aparelhos com o SO Android na atualidade. A forma como a companhia cruza os dados de pesquisas realizadas pela massa internauta e utiliza em prol do usuário é única e caracteriza um diferencial da companhia em relação à outras empresas do ramo.

Foto: Divulgação

Segundo informações do site especializado Endgadget, a companhia americana agora está desenvolvendo um app capaz de captar a forma como o aparelho utiliza  os dados, algo que poderia melhorar a experiência do usuário em diversos aplicativos, assim como já acontece com o monitoramento das buscas. Ainda de acordo com o site, a Google deve recompensar de alguma maneira os usuários que contribuírem com informações sobre a utilização de seus aparelhos. Essa seria uma forma de estimular o envio de dados importantes para que a empresa possa desenvolver novos aplicativos baseados na experiência coletiva com o Android.

Uma das principais preocupações, entretanto, é com a privacidade, já que ainda não foram especificados quais dados seriam utilizados pela Google e como isso afetaria a experiência de uso de cada um. Outra preocupação também seria com o uso comercial das informações, já que uma das formas de monetização da empresa é baseada justamente nas buscas e preferências do usuário.  Além dos smartphones com o SO Android, a companhia também deve utilizar o monitoramento em iOS.

Por Ebenézer Carvalho


A quantidade de rumores sobre um determinado dispositivo indicam a proximidade de seu lançamento. É bom lembrar que no mundo da tecnologia, nenhum vazamento é de fato um vazamento, já que cada passo é cuidadosamente calculado pelas companhias para que os aparelhos despertem o interesse do público antes mesmo de serem oficialmente anunciados.

O Nexus 5 é talvez o aparelho o mais “vazado” dessa nova geração. Já caíram fotos na internet, diversos vídeos também já foram revelados e, inclusive, o aparelho foi esquecido sem querer (“querendo”…) em um bar.

Com relação ao design, o aparelho deve ser maior, de acordo com as imagens previamente publicadas. Essa é uma tendência natural do mercado para se manter competitivo, já que a maioria das grandes fabricantes já anuncia aparelhos maiores, como Samsung, Apple e Motorola. O Nexus 5 deve ter a LG como fabricante e uma tela de 5 polegadas, maior que a do seu antecessor, que era de 4,7 polegadas.

Já as especificações foram reveladas através de vazamentos de documentos oficiais de órgãos reguladores como a Anatel. Segundo os documentos, o aparelho deve ter um processador Snapdragon 800 quad-core de 2.3 GHz e 2 GB de RAM. A tecnologia deve ser a mesma presente no LG G2  e no Samsung Galaxy Note 3, o que o torna um dos aparelhos top de linha da atualidade.

O lançamento deve acontecer ainda este mês. Agora resta apenas aguardar para saber quais são as novidades que ainda não conhecemos sobre o dispositivo.

Ebenézer Carvalho


As prestadoras de telefonia têm apresentado uma gama de problemas e fazem com que os clientes recorram a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). O principal canal é o Call Center da Agência, que recebe milhares de ligações todo ano. Isso tem um custo exorbitante à Agência reguladora, que gasta aproximadamente R$ 20 milhões com o serviço, que é fruto da capacidade falha das prestadoras.

Como os clientes estão insatisfeitos com as prestadoras e não com a Anatel, a Agência estuda uma forma de repassar os custos do Call Center para as empresas, que irão arcar com os custos de manutenção do serviço.

Segundo o presidente da Anatel, João Rezende, a Agência estuda repassar os custos para as empresas, já que ele só existe por conta da incapacidade das companhias em satisfazer os clientes.

O serviço recebe reclamações e encaminha as prestadoras, que geralmente possuem 5 dias úteis para solucionar o problema. Muitas vezes o cliente não chega a buscar os tribunais por conta da ação da Anatel.

O Call Center da Anatel possui uma boa reputação entre os usuários, já que as empresas se esforçam para resolver o problema do cliente, pois os indicadores de atendimento podem ser danosos às empresas.

Vale salientar que as taxas de telefonia brasileira são as mais altas do mundo, entretanto, o serviço não condiz com os valores pagos. 

Por Robson Quirino de Moraes


Já estão disponíveis para pré-venda no Brasil alguns lançamentos da Samsung. São Galaxy Gear e o Galaxy Note 3, que entraram na pré-venda no sábado, dia 12 de outubro. O Galaxy Gear é o relógio inteligente da Samsung e o Galaxy Note 3 é o tablet de ótimo desempenho da empresa sul-coreana, que também afirmou que o Brasil receberá a nova linha de smartphones com Android 4.3.

Já com o Android 4.3, o Galaxy Gear possui compatibilidade somente com essa versão do Android, por essa razão os demais dispositivos que farão a integração com o relógio inteligente da Samsung devem possuir também a versão 4.3 do sistema operacional da Google. Contudo, em novembro o sistema operacional da linha de produtos da Samsung será atualizada, a partir daí será possível sincronizar o Galaxy Gear com Galaxy S4, S4 Mini, S4 Active, Galaxy Mega, Note II e Galaxy S3.

Foto: Divulgação

Já o Galaxy Note 10.1 2014 Edition chegará um pouco depois que os dois lançamentos. Ele será disponibilizado para o mercado brasileiro em novembro em duas versões. A primeira com suporte para conexão 4G e 32 GB de espaço de armazenamento (com valor de R$ 2.299) a outra terá suporte 3G e 16 GB de espaço de armazenamento mais cartão SD de 8 GB (com preço de R$ 1.999). Ambos os aparelhos estarão disponíveis nas cores branca e preta.

Por Robson Quirino de Moraes


Samsung Galaxy S5De acordo com a mídia coreana especializada, o Galaxy S5 deve ser anunciado oficialmente em janeiro do ano que vem. É bem provável que o anúncio antecipado seja devido ao fraco número de vendas do Galaxy S4 que não emplacou como a empresa coreana gostaria. O anúncio oficial do novo membro da linha Galaxy seria feito apenas em março, mas os números oficiais de vendas obrigaram um lançamento antecipado.

O novo Galaxy S5 gera muita expectativa, principalmente devido à possibilidade de apresentar um novo processador de 64-bit Exynos 5430 com 8 núcleos e tecnologia de capacidade de  multiprocessamento heterogêneo. Além disso, o aparelho deve vir com uma câmera de 16 MP capaz de tirar fotos em baixa iluminação e estabilização de imagem.

No entanto, não há como ter certeza das informações que na verdade não passam de rumores, por enquanto. Caso se confirmem, a empresa estará dando um passo tão largo quanto da Apple, sua principal rival. O iPhone 5S anunciado há algumas semanas foi pioneiro na utilização de processadores 64-bits e garantiu seu espaço no mercado da nova geração.

Agora resta apenas aguardar o anúncio oficial da companhia coreana para saber se estaremos diante de um aparelho tão competitivo quanto o iPhone 5S está sendo.

Por Ebenézer Carvalho


HTC One Max Após a chegada do iPhone, algumas companhias de smartphones estão se empenhando para trazer novidades do mesmo nível da gigante. De acordo com o jornal Wall Street Journal, a HTC apresentará no dia 15 de outubro, o seu lançamento HTC One Max.

A novidade do aparelho é o sensor de impressões digitais, que teve suas imagens divulgadas por um site chinês chamado Weibo.

Segundo algumas fontes do veículo, a impressão digital será utilizada para desbloqueio do telefone e para autorizar compra. Acredita-se que as suas funções serão semelhantes as do aparelho da Apple. Mas, ainda não há confirmação da marca sobre isso.

Sabe-se que ele terá tela Full HD de 5.9 polegadas, processador Quad-Core 2.3 GHz Snapdragon 800 da Qualcomm, bateria de 3.300mAh; 2 GB de RAM, 16 GB de memória interna – podendo ser expandidas através de um cartão microSD, e a mesma câmera Ultrapixel encontrada no HTC One.

Semelhante ao Touch ID do iPhone 5S, o novo dispositivo terá apenas algumas mudanças em relação ao da Apple. O sensor será localizado na parte traseira, posicionado entre a câmera e o slot do cartão SIM, e não na dianteira, como no iPhone.

Quem gosta das novidades do mercado de smartphones aguarda a chegada do HTC One Max para a partir daí verificar de fato se será possível compará-lo com a tecnologia do iPhone.

Por Jaime Pargan


Na semana passada a empresa coreana Samsung foi acusada de instalar um mecanismo que aumentava o desempenho do Galaxy Note 3 em cerca de 20% apenas na presença de testes de performance com softwares de benchmark. Na ocasião, o site especializado Ars Technica divulgou um relatório bastante elaborado e com detalhes específicos de como a CPU do aparelho estava programada para aumentar seu desempenho na presença de programas de avaliação de performance. Além disso, o site liberou uma listagem com diversos outros modelos que praticavam a mesma trapaça, que tem o objetivo de enganar o consumidor, simulando um aparelho com maior desempenho.

Frente a essas acusações, a Samsung se viu obrigada a cair na defensiva e afirmou que de forma nenhuma engana seus consumidores. Ela explicou que o Galaxy Note 3 possui a capacidade de aumentar a sua performance diante de quaisquer softwares que necessitem de desempenho substancial, caso dos programas de benchmark. Com isso, a empresa dá a entender que o mesmo aconteceria com jogos e outros aplicativos que exigissem mais capacidade do aparelho.

A empresa afirmou ainda ao site CNET UK que permanece “comprometida em passar aos usuários a melhor experiência possível com Galaxy Note 3”. No entanto, ela não conseguiu explicar porque apenas os softwares mais comuns de benchmark é que causavam a ativação do sistema de “boost” do aparelho.

A desconfiança surgiu após testes com os aparelhos Xperia Z1 e LG G2, que possuem o mesmo processador e tiveram desempenho muito inferior. O site afirma que a memória RAM dos aparelhos não influencia no resultado final. Ambos possuem 2 GB de RAM contra 3 GB do Galaxy Note 3.

Ebenézer Carvalho


As coisas parecem estar indo muito bem para a Sony. De acordo com Dennis Van Schie, executivo da área de Marketing, a companhia japonesa tem planos de se tornar a terceira maior fabricante de smartphones do mundo. Não bastasse isso, a empresa também planeja conquistar 20% do mercado.

Atualmente a Sony tem uma participação no mercado de 7%, mas isso deve aumentar gradativamente em pouco tempo, já que os lançamentos recentes da empresa estão com uma ótima aceitação.

Ainda segundo o executivo, a aquisição das ações da Ericsson ajudará a empresa a crescer mais rápido, já que agora ela pode trabalhar livremente em serviços, hardware e aplicativos nos seus aparelhos.

Além disso, o conhecimento obtido pela empresa com seus displays de TV’s será utilizado também na sua linha de smartphones.

Embora seja uma tarefa complicada, a empresa possui grandes chances de entrar na briga e ficar entre os três primeiros na venda de smartphones. Para isso, além do conhecimento em tecnologias e inovações, a empresa deverá investir pesado em marketing, pois somente assim conseguirá vencer a concorrência.

O valor de mercado da companhia em maio de 2012 foi de US$ 14 bilhões, o mais baixo em 31 anos. Para efeito de comparação, o melhor momento da empresa foi em setembro do ano 2000, quando a empresa atingiu a marca histórica de US$ 107 bilhões.

Ebenézer Carvalho


Novidades Facebook HomeDepois de apenas 6 meses após o seu lançamento, o Facebook Home já ganha algumas novidades.

Apesar de não serem exatamente novidades – porque Zuckerberg já havia divulgado que tem interesse em integrar a sua plataforma com outros sites – agora o Facebook Home também pode receber imagens do Flickr, do Tumblr, do Pinterest e, é claro, do Instagram.

Quem adicionar essas outras redes sociais ao feed pode também curtir as publicações dos respectivos sites apenas clicando duas vezes sobre elas. Além disso, agora é possível até esconder as publicações do próprio Facebook.

Com esse “incremento”, percebe-se que realmente Mark Zuckerberg quer e vai cumprir a sua promessa de que o Facebook Home não será somente um aplicativo e sim será feito de pessoas. Outro detalhe importante é que com essas mudanças, agora o Facebook Home passa a ser uma plataforma mais atrativa para diversas outras pessoas que são usuários mais frequentes de outras redes sociais. Com isso, a popularização do Home é algo que fica mais fácil de acontecer.

Entretanto, apesar da “fusão” com as redes sociais de imagens, a plataforma do Facebook ainda prioriza o Facebook Messenger, por exemplo, na hora de se utilizar um mecanismo de conversas instantâneas.

Se Zuckerberg conseguir fazer com que o mesmo número de pessoas que hoje tem o Facebook como página principal do navegador utilizem o Facebook Home, o sucesso será inevitável.

Por Guilherme Marcon


PressyEsse negócio de arrecadar uma grana para realizar algum tipo de lançamento no mercado de dispositivos móveis tem virado algo comum nos últimos tempos. Recentemente o projeto Pressy ganhou as manchetes com uma arrecadação de US$ 583 mil. A proeza foi conseguida por Nimrod Back, o cara por traz do projeto, por meio do site de financiamento Kickstarter.

O Pressy ganhou as manchetes não pelo fato de ser uma nova ideia (por isso também), mas é que o valor obtido chegou a ultrapassar a meta inicial em mais de dez vezes. Só a título de curiosidade inicialmente se pretendia arrecadar cerca de US$ 40 mil.

Os apoiadores, ou investidores, somaram mais de 24 mil pessoas. Para quem não sabe o que é o tal Pressy aí vai um resumo: o Pressy trata-se de um botão personalizável desenvolvido para celulares e smartphones. O dispositivo estava sendo vendido no site com preços que variavam entre US$ 17 e US$ 25. O comprador poderia conectar o pequeno aparelho na entrada de fone de seu smartphone e com a ajuda do aplicativo gratuito do Pressy (para Android) poderia configurá-lo aproveitando como bem entendesse todas as formas tudo o que botão poderia fazer.

Como o “negócio” funciona? Isso é simples: imagine que com um rápido toque você ligaria para tal pessoa e que com um toque mais longo para outra pessoa. As configurações não param por aí. É possível, por exemplo, fazer check-in em serviços de geolocalização ou identificar e enviar sua posição atual em caso de emergência.

A previsão é de que as primeiras unidades do dispositivo comecem a ser distribuídas para os financiadores do projeto a partir do mês de fevereiro de 2014. Outro detalhe é que a empresa não informou se ou quando haverá uma versão sendo disponibilizada para o iPhone.

Por Denisson Soares


Quem acompanhou as últimas notícias da semana sabe que, além do lançamento do iPhone ter levado multidões para a 5º Avenida em Nova York, o aparelho na cor dourada foi o mais pedido. Tanto que a gigante teve que solicitar mais produtos.

Para não ficar de fora da preferência dos consumidores, a Samsung também tentará agradá-los de uma maneira bem diferente, para quem estava acostumado com o modelo do Galaxy na cor branca, por exemplo. A companhia sul-coreana anunciou que fará um modelo dourado do concorrente.

O aparelho só poderá ser encontrado nos Emirados Árabes como uma edição limitada. Chamada de Gold Edition, o smartphone terá acabamento na cor do ouro. As opções do visual são: parte frontal marrom e parte frontal rosa, enquanto a tampa traseira chega em dourado.

Isso mostra que as marcas estão realmente atentas ao que os consumidores preferem, até nos detalhes mais simples. Isso porque não é só a rival sul-coreana que está anunciando por aí novidades no design. Rumores dizem que a Nokia também pode lançar, no mercado do Golfo, uma versão chamada Nokia Oro.

Aqui no Brasil, ainda não há indícios de que esses novos produtos chegarão nessas versões. O preço deles também não foi divulgado.

Samsung dourado

Samsung Galaxy dourado

Nokia Oro

Nokia Oro

Por Jaime Pargan


Para quem não sabe, o mês de setembro foi recheado de acontecimentos no mundo da tecnologia. Novos tablets chegaram, o gigantesco lançamento do iPhone levou uma multidão para NY, e para o Google também foi um mês importante. Afinal, o famoso Android completou 5 anos de idade.

Sempre em busca de inovação, a companhia está estudando outras novidades para trazer ao mercado: além da possibilidade do Google criar o seu próprio smartphone como os rumores dizem, também foi anunciado de que o Android estará disponível para outros equipamentos. Criando um novo conceito para o mundo da tecnologia.

Até o momento, o sistema operacional é encontrado apenas em smartphones e já alcançou mais de 900 milhões de aparelhos desde o seu início de funcionamento em 2008. Um ano antes, em uma época em que a Apple iniciava suas primeiras vendas de iPhone no mundo, o Google já vinha estudando a possibilidade de ter o seu próprio sistema.

No dia 23 de setembro de 2008, os curiosos puderam saber do que se tratava, e isso aconteceu quando o T-Mobile G1, o conhecido HTC Dream, chegou às lojas. Fabricado pela empresa taiwanesa, foi o primeiro aparelho a rodar o Android. Em poucos meses, fabricantes como Samsung, Nokia e LG aderiram ao sistema operacional desenvolvido pela empresa.

Por Jaime Pargan


Aproveitando o embalo do lançamento da nova versão do seu sistema operacional, o iOS 7, a Apple soltou também a nova versão do aplicativo de transferência de músicas, vídeos e mídias iTunes. A versão 11.1 é necessária em PCs ou Macs de usuários de iPods, iPhones e iPads para que a sincronização dos arquivos possa ser feita com aplicativos com o iOS 7 já instalado.

O programa traz também algumas novidades. Aberta a todos os usuários, o Genius Shuffle é um recurso que cria sozinho uma seleção variada de músicas, a partir de sua biblioteca do iTunes, de acordo com os gostos musicais do usuário esperados e identificados pelo próprio aplicativo. Ele cria playlists de músicas aleatórias a cada vez que o botão na barra de ferramentas é pressionado.

Outra novidade é a melhoria nas opções de podcast: agora é possível fazer a sincronização entre todos os seus aparelhos da Apple, para que fiquem com o mesmo conteúdo. Um recurso relacionado é o My Station, que possibilita a criação de listas de reprodução de podcasts para serem escutadas a qualquer momento.

Por fim, apenas para usuários dos EUA, o iTunes 11.1 traz o iTunes Radio, que faz sua estreia no Mac, que permite a navegação por estações reunidas automaticamente ou pelo usuário, que pode compartilhar a lista com outros aparelhos com iOS 7 e com o computador no qual o iTunes 11.1 está instalado.

Por Jorge Souza


Mais imagens do novo phablet da Nokia vazaram na internet. O aparelho, que deve ser lançado ainda esse ano, chama-se Lumia 1520 e é uma mistura de tablet com telefone, que roda Windows Phone. As imagens foram divulgadas no último dia 8 de setembro pelo The Verge, contudo, há poucas informações sobre o futuro lançamento da empresa finlandesa.

Há rumores de que o phablet  irá apresentar um processador Qualcomm Snapdragon 800, além de 2 GB de memória RAM e 32 GB espaço de armazenamento (podendo ser expandido usando cartão SD). A tela de 6 polegadas (com resolução de 1080p) e o tamanho um pouco menor o torna um tablet que pode ser usado normalmente como telefone, sem ocupar muito espaço.

O design é similar a outros modelos da linha Lumia, contudo, o phablet 1520 possui pequenos detalhes que podem agradar diversos públicos. Além da espessura, o aparelho é ideal para aqueles usuários que prezam por algo mais discreto, mesmo se tratando de um dispositivo que é por natureza grande.

Ainda não se sabe se o modelo apresentará uma caneta para facilitar nas tarefas com o touch e nem se serão feitas adaptações para uma tela maior.

Por Robson Quirino de Moraes


Android KitKatPrevisto para o lançamento em outubro, o novo Android foi anunciado pelo Google no último dia 3 de setembro. O Android KitKat também tem nome de doce, o mesmo do chocolate KitKat da Nestlé. As empresas fizeram um acordo que permite que o Google utilize o nome e a identidade visual do chocolate da marca.

O Android KitKat, ou somente Android K (nome abreviado) segue a tradição de usar nomes semelhante a doces, o que ocorre desde da versão Cupcake, lançada em 2009. A última lançada foi a versão Jelly Bean, em 2013.

Há informações que a versão seria chamada de LimePie (torta de limão), contudo para ter maior visibilidade, a empresa realizou a parceria com a Nestlé, que irá modificar as embalagens do chocolate Kitkat em 19 países. Nesta versão, há uma imagem do robô símbolo do Android dando uma mordida no chocolate.

Essa é a versão 4.4 do Android que, atualmente, é o sistema operacional mais usado em smartphones em todo o mundo. Estima-se que 80% dos aparelhos usam o sistema operacional do Google.

O Android passou a ser usado por ser uma alternativa mais barata e com diferentes possibilidades de mudanças e código livre. A popularização dos smartphones se deu, principalmente por sua criação.

Por Robson Quirino de Moraes


iPhones A Apple continua inovando no quesito tecnologia e na última sexta-feira, dia 30 de agosto, lançou nos Estados Unidos da América um programa que tem o objetivo de levar os proprietários de aparelhos usados e antigos a descartarem estes em suas lojas físicas, recebendo em troca uma espécie de crédito para aquisição de novos modelos.

Segundo a assessoria de comunicação da Apple, o programa funcionará como uma espécie de ajuda aos clientes que desejam adquirir novos modelos iPhones, o que ainda seria uma ajuda ao meio-ambiente. Especula-se que o valor de crédito possa chegar a US$ 280.

Com a reciclagem, a Apple espera diminuir consideravelmente o comércio de iPhones usados em sites de leilões, como o eBay e até mesmo através de redes sociais. Apesar de a cada dia ver os concorrentes lançando inúmeros modelos de smartphones, a Apple continua forte no mercado.

A menina dos olhos da empresa é o iPhone, mas este já fez mais sucesso com os consumidores, que veem em modelos que usam o sistema operacional Android um pouco mais de simplicidade, além de terem um preço mais acessível.

A Samsung continua sendo a "pedra no sapato da Apple".

Por Vinicius Cunha


A Motorola tem feito diversos lançamentos em smartphones, sobretudo após a aquisição da companhia americana pelo Google. A novidade da empresa fica por conta do Moto X, aparelho recém-lançado nos Estados Unidos. Contudo, a empresa está tímida quanto ao lançamento de tablets da marca. Isso devido a uma batalha judicial por conta de um nome usado pela Motorola.

Segundo o site de notícias American Lawyer, o nome Xoom, usado nos tablets da marca, é fruto de uma ação na Justiça com a empresa Xoom Corp, uma empresa americana de ações e transferências bancárias. Em 2011, a Xoom Corp entrou com uma ação contra a Motorola, sob a alegação de que a empresa violou o nome da marca, usando-o nos tablets.

A Motorola, por sua vez, recorreu da decisão e o processo perdurou por quase dois anos, contudo, a empresa decidiu acatar a decisão e não usará mais o nome Xoom, cedendo ao acordo.

Não se sabe quando a Motorola terá de desistir do nome usado nos tablets e se ela terá que ressarcir a Xoom Corp quanto ao uso do nome, que foi usado por quase dois anos.

Por Robson Quirino de Moraes


HTC ZaraCom o objetivo de alavancar as vendas de dispositivos no final do ano, a HTC estará lançando proximamente o novo smartphone da companhia.

Segundo informações de um site, o Phone Arena, o celular inteligente conhecido como HTC Zara estaria equipado com uma tela de 4,5 polegadas, memória RAM de 1 GB e 8 GB de memória interna, processador Qualcomm Snapdragon 400 1,2 GHz, slot para microSD, rodará o sistema operativo Android 4.3 Jelly Bean com interface 5.5 Sense, câmera traseira de 8 megapixels com flash de LED, bateria de 2.100 mAh e GPU Adreno 305. Ainda permanece a dúvida sobre o design do modelo, entretanto poderão ser vistos nele botões capacitivos, tecnologia Beat Audio e parte traseira emborrachada.

Fica o mistério quanto à data de lançamento, contudo acredita-se que o novo aparelho poderia ser apresentado junto ao HTC One Max lá pelo quarto trimestre deste ano, ou seja, especula-se que até final do ano o mercado de telefonia móvel poderá contar com esta outra opção.

O aparelho não virá para competir com os smartphones mais avançados tecnologicamente visto que ele é considerado um celular inteligente de linha média.

Por Melina Menezes





CONTINUE NAVEGANDO: