A Samsung, famosa produtora sul-coreana de eletro-eletrônicos, já disponibilizou em seu site a pré-venda do Galaxy Note 4.  

Famoso pelo seu tamanho incomparável, que dar ao celular um ar de tablet, em sua nova versão, a Samsung apresenta a tela Quad HD Super Amoled. Segundo a empresa, esse novo tipo de tela produz imagens nítidas, que vão além dos limites que olho humano pode enxergar.

Além disso, com essa tela, as imagens ficam quatro vezes mais nítidas que uma tela de HD comum.

Para trazer ainda mais agrados aos consumidores, agora, a tela é de 5,7’’, perfeita para vídeos, leituras de ebooks e, para os mais ousados, até curtir um filminho ao lado da namorada em um dia frio. 

A câmera está mais potente. A captura da câmera traseira pode chegar aos 16 MP e a câmera frontal aos 3,7 MP, com lentes com abertura f/1.9. O smartphone ainda oferece um estabilizador digno de câmeras profissionais, que proporciona fotos sem borrões, mesmo se o fotógrafo tremer.

O aparelho conta, ainda, com a função de Seleção Inteligente. Ao adquirir o smartphone, ele virá como uma espécie de caneta denominada S-Pen. Segundo a Samsung, a utilização deste instrumento se torna mais eficiente que o uso do mouse.

O aparelho ainda conta com a função Photo Note. Basta tirar fotos de livros, lembretes e anotações. Automaticamente, os escritos serão convertidos para o modo digital e você poderá editá-los como quiser.

O aparelho conta, também com a função de multipossibilidades. A ferramenta possibilita que o usuário abra diversas janelas ao mesmo tempo, o que proporciona a realização de várias tarefas concomitantemente. 

O aparelho chega ao mercado brasileiro com um preço médio de R$ 2.899,00.  Apesar de ser um excelente smartphone, o usuário deve analisar o custo/benefício, a real necessidade de se ter um aparelho desse porte e a condição financeira para adquiri-lo. 

Por Maria Luiza Sampaio

Foto: divulgação


Oficialmente divulgado há poucos instantes, a Apple atualizou a versão brasileira do seu site incluindo os preços do iPhone 6 e do iPhone 6 Plus no Brasil. Os aparelhos entraramm em pré-venda na última sexta-feira (7). As entregas, bem como a disponibilidade nas lojas físicas, terão início na próxima sexta-feira (14).

A versão mais simples do smartphone, o iPhone 6 com 16 GB de armazenamento, custará R$ 3.199. A versão mais cara de todas, o iPhone 6 Plus com 128 GB de armazenamento, chegará às mãos do consumidor por R$ 4.399.

No site da Apple é possível parcelar os valores em até 12 vezes sem juros ou em 24 vezes, com juros que variam de 0,9% a 3,9%. Para pagamento à vista há desconto de 10%.

Confira os preços oficiais dos novos iPhones no Brasil:

iPhone 6 com 16 GB – R$ 3.199

iPhone 6 com 64 GB – R$ 3.599

iPhone 6 com 128 GB – R$ 3.999

iPhone 6 Plus com 16 GB – R$ 3.599

iPhone 6 Plus com 64 GB – R$ 3.999

iPhone 6 Plus com 128 GB – R$ 4.399

Segundo o site da Apple, estarão disponíveis aqui versões nas cores prateada, dourada e cinza espacial. Os aparelhos comercializados por esse valor são desbloqueados e compatíveis com conexão 4G de qualquer uma das operadoras brasileiras.

Diante dos valores abusivos do novos aparelhos no Brasil, resta saber quais as prioridades dos brasileiros diante da crise que nos assola, e que foi "mascarada" pelos interesses do atual governo no período eleitoral.

A inflação descarada massacrando os brasileiros desde abril, o aumento da gasolina, da taxa de energia elétrica e dos juros e queda nas ações da Petrobrás. 

É possível que o mercado brasileiro não atenda às expectativas da Apple. Pois o ajuste financeiro está bem abaixo da expectativa de mercado, desfavorecendo às empresas brasileiras. Ao mesmo tempo, a Presidente Dilma Rousseff anunciou que há necessidade de redução de gastos, neste momento.

Por Isabelle da Rocha Camara

Foto: divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: