Acaba de chegar ao mercado um dos serviços mais inusitados disponíveis através da internet. Trata-se do Picatto, um serviço que disponibiliza aos usuários da rede social Instagram tatuagens das postagens realizadas no aplicativo.

Isso mesmo, quem gostou tanto de sua postagem na rede social e não se conforma de exibir a imagem apenas no Instagram, agora tem a chance de trazer sua foto para a realidade e, diferentemente da forma mais convencional que utiliza papel fotográfico, a base para a impressão é a própria pele.

Trata-se de uma tatuagem temporária, que ficará na pele do usuário apenas por uma semana. Ela é removível com água e uma boa opção para quem não quer se comprometer com uma tatuagem de verdade, que não sai facilmente da pele.

Para utilizar o serviço, basta ter uma conta ativa no Instagram, que é gratuita, e conectá-la à conta do Picatto. Dessa forma, o serviço acessará as suas postagens na rede, dando a opção de transformá-las em tatuagens.

O Picatto é dos Estados Unidos, porém ele oferece seus serviços em todo o mundo. A aplicação da tatuagem é feita pelo próprio usuário após receber a imagem em sua casa através do correio. O Brasil é um dos países contidos na lista de disponibilidade do serviço.

Assim como no Instagram, as imagens que virão na forma de tatuagem também terão uma proporção quadrada.

Não é possível comprar apenas uma imagem como tatuagem para testar, já que o site vende as tatuagens em pacotes com 12 unidades. O preço atual deste pacote é de U$ 14,99, o que corresponde a aproximadamente R$ 40 na cotação atual do dólar.

Os desenvolvedores do serviço apostaram em uma forma muito original de interagir fisicamente com a rede social. Aliás, são as inovações que estão fazendo sucesso no mundo pós-internet, já que a disponibilidade de serviços através de dispositivos portáteis tornou a vida muito mais acessível, porém, dá aos cidadãos acesso a infinitas maneiras de gastar seu dinheiro, sendo que apenas quem chamar mais atenção terá lucro em seus negócios.

Por Rannier Ferreira Mendes

Foto: divulgação


No dia 30 de setembro o Orkut chegará ao fim! A rede social que foi sucesso no mundo todo, e principalmente aqui no Brasil, acabou caindo no esquecimento, uma vez que os usuários migraram para o Facebook e posteriormente para o Twitter.

Hoje o Orkut é só uma lembrança e em outubro não vai mais existir, conforme já foi anunciado pelo Google.

Mas uma nova rede social já está sendo concluída e em breve estará à disposição dos brasileiros, concorrendo com o Facebook e principalmente com o Twitter, que hoje conta com a preferência da maioria dos usuários. Até os programas de televisão incentivam o público a usarem o Twitter, subindo tag para seus programas.

Porém, o fundador do Orkut está preparando a "Hello", nova rede social que promete chegar repleta de novidades, atraindo os usuários para conhecerem as novas opções. Certamente, em um primeiro momento, muita gente vai querer se cadastrar e conhecer as novidades, mas, o mais difícil é manter este público ativo na nova rede.

Buyukkokten criou o Orkut e depois de mais de 10 anos, está pronto para lançar a Hello Network, uma startup que está sendo desenvolvida ainda, mas que em breve estará recebendo as inscrições de milhões de pessoas no mundo todo, dispostas a conhecerem a nova mania mundial.

O objetivo da "Hello" é fazer uma rede social mais divertida, que garanta uma experiência nova aos seus usuários, de forma que eles poderão se conectar para compartilhar experiências e seus amores.

A cor padrão da nova rede poderá ser o "roxo", assim como era no Orkut, mas pode ser que no lançamento a cor seja alterada, para dar um ar de "novo" à nova rede.

Por enquanto, a rede social "Hello" não está disposta a disponibilizar páginas para empresas e muito menos vender publicidade, mas isso, com o tempo, poderá mudar, tudo depende do sucesso, da aceitação da nova rede pelo público.

O Google é o principal investidor da nova rede social, mas a empresa preferiu não comentar sobre o assunto. Pode ser uma estratégia permanecer no anonimato, pois, além de ficar sem o Orkut, o Google não tem obtido êxito com o Google +. Assim, se a Hello fracassar, não estaria ligada ao Google.

Quem estiver interessado em participar da versão beta, pode efetuar seu cadastro, preenchendo o formulário disponível no endereço: www.hello.com/about.

Por Russel

Foto: divulgação


Em um mundo de Facebook, a Tuenti, rede social espanhola, abre seu espaço com a proposta de conectar “amigos reais”. Segundo o presidente executivo da companhia espanhola, Zryn Dentzel, o WhatsApp seria um aplicativo similar, mas permite que mais conteúdos sejam publicados, como fotografias.

O vice-presidente de desenvolvimento corporativo, Sebastián Muriel, os usuários do Tuenti no Brasil já são mais de 10 mil, e há ao menos 100 mil pessoas testando os serviços da rede social na América Latina.

O diferencial da rede social espanhola é ser direcionada à relações entre amigos de verdade e criar círculos menores, em que se há mais privacidade para conversas e compartilhamentos, enfim, o foco é facilitar a comunicação entre pessoas que se conhecem. Segundo Dentzel: “Percebemos que as redes sociais estavam se tornando mais complicadas e com muito conteúdo. Não eram suficientemente focadas na comunicação. Por isso, saímos de uma rede social de alto engajamento para nos tornarmos uma plataforma de comunicação”.

Além disso, diferentemente do Facebook, os dados dos usuários não ficam disponíveis nas ferramentas de busca do Google, preservando ainda mais a privacidade.

O Tuenti está disponível em PC, iOS, Android, Blackberry e Windows Phone, sendo esse também um diferencial em relação ao WhatsApp, que não está disponível para PC e não salva suas informações. O usuário pode se cadastrar, sem necessidade de convites, gratuitamente.

Por Joana Junqueira borges





CONTINUE NAVEGANDO: