Economia estagnada e em crise, escândalos cada vez maiores na Petrobrás, nada disso tira o ânimo dos brasileiros quando o assunto em questão são os smartphones. É o que apontou um estudo divulgado pela IDC Brasil nesta segunda-feira (22).

Denominado de ”IDC Mobile Phone Tracker Q3”, o estudo apontou um crescimento nas vendas de aparelhos smartphones no Brasil no terceiro trimestre deste ano. Ao todo, no período referente aos meses de julho a setembro, foram comercializados cerca de 15,1 milhões de celulares smartphones.

Comparado ao segundo trimestre de 2014, esse número significou em um aumento de 11% nas vendas e, se comparado ao terceiro trimestre de 2013, as vendas destes aparelhos apresentaram um salto de 49%.

Ainda dentro deste terceiro trimestre, foram comercializados 4,7 milhões de aparelhos celulares com menos funcionalidades, os chamados “feature phones”.

Segundo o estudo, o fator que mais contribui para alavancar de forma tão expressiva a venda de smartphones no país, foi, sem dúvida, a queda dos preços destes aparelhos.

Há três anos, estes telefones repletos de recursos e inovações eram comercializados por cerca de R$ 900,00. Já no segundo trimestre deste ano, os valores de bons aparelhos deste segmento caíram para R$ 700,00, em média, e no trimestre seguinte, os preços tiveram uma queda ainda maior, chegando a custar cerca de R$ 590,00.

Outros dois pontos que contribuíram para este aumento foram às ações de marketing de algumas redes varejistas, que ajudaram a criar uma familiaridade com os consumidores, conquistando, assim, sua confiança e o crediário facilitado encontrado na maioria das grandes redes.

A expectativa é que este último trimestre do ano tenha um volume de vendas ainda maior, pois, somente no mês de outubro, foram comercializados em todo território nacional cerca de 7 milhões de novos smartphones. Isso significa que, só em outubro, foram vendidos quase a mesma quantidade de aparelhos que havia sido comercializada no ano inteiro de 2011.

O estudo realizado pela IDC Brasil identificou ainda que os consumidores buscam principalmente a famosa relação entre custo e benefício antes de concretizarem suas compras. Hoje, os brasileiros consideram que um bom aparelho não precisa ser aquele mais caro ou mais famoso encontrado no mercado e que boas opções de smartphones podem ser encontradas com preços variando entre R$ 450,00 a R$ 900,00.

Este estudo mostrou também que 91% dos smartphones de todo país utilizam o sistema operacional Android. Na segunda colocação, estão os aparelhos que utilizam o Windows Phone e na terceira colocação os aparelhos que utilizam o sistema iOS.

Em relação à tela, é crescente a preferência dos consumidores por aparelhos com displays superiores a 4 polegadas.

Ainda sobre telas maiores, o estudo do IDC Brasil projeta um crescimento de 15% nas vendas de aparelhos com telas acima de 5 polegadas, os chamados “phablets”, até o término deste ano.

Por André F.C.

Foto: divulgação


Motorola DVX As versões populares de smartphones estão se tornando cada vez mais comuns entre as fabricantes. Diferente de uma versão de entrada, que possui hardware muito inferior em relação aos melhores modelos do mercado, as fabricantes estão cada vez produzindo aparelhos com boa qualidade de hardware a preços mais baratos, de forma a atingir um público mais extenso.

A Motorola lançou em agosto o Moto X, já sob a supervisão do Google. O aparelho possui uma tela AMOLED de 4,7 polegadas com resolução de 720 por 1280 px e tecnologia Gorilla Glass. O processador é Dual-Core de 1,7 GHz e uma memória RAM de 2GB que permitem rodar a última versão do Android, 4.2 Jelly Bean tranquilamente.

A câmera traseira do dispositivo possui singelos 10 megapixels e flash de LED. O aparelho também filma em HD e possui uma câmera frontal para a realização de videochamadas. O preço é bastante salgado: R$ 1.499,00, muito além de outras marcas boas com a mesma capacidade.

Sabendo disso, a Motorola planeja o lançamento de versões mais baratas do aparelho, seguindo a mesma tendência da Apple que também anunciou o iPhone 5C como uma versão mais barata.

O aparelho mais barato surgiu em fotos liberadas pelo FCC, uma espécie de agência reguladora, como a Anatel, nos EUA. Outros vazamentos revelam que o suposto nome do aparelho deve ser Motorola DVX e deve custar em torno de US$ 200, bem mais barato que o valor atual.

Por Ebenézer Carvalho


Os aparelhos de baixo custo geralmente fazem bastante presença e sucesso no mercado brasileiro. E dessa vez foi a marca Motorola que resolveu lançar aparelhos com muita qualidade e com um preço bastante acessível para o nosso mercado.

O lançamento da vez, foi mais um smartphone da linha Razr, que já faz parte da linha da empresa já há algum tempo. O nome do novo aparelho é Motorola Razr D1 e impressiona pela suas características e qualidades, dificilmente achadas em um celular nessa faixa de preço.

O novo aparelho da Motorola vem equipado com um hardware muito bom, que conta com um processador de 1 Ghz, memória ram de 1 GB além de um câmera de 5 megapixels com autofoco e um espaço interno de 4 GB, podendo ser expandido com o uso de cartões micro SD. Além disso, o smartphone ainda conta com uma tela touch de 3,5 polegadas.

O grande diferencial que podemos ver nesse novo aparelho, sem dúvidas, é a sua bateria, que com uma potência um tanto quanto grande para um aparelho desse tamanho e valor tem tudo para não deixar o seu usuário na mão.

O lançamento da Motorola chega ao Brasil disponível em duas cores, preto ou branco e vai custar de R$ 480,00 a R$ 600,00.

Por Henrique Nicolau


Existe uma nova empresa de celulares situada na florida chamada Blu Life One, ainda é pouco conhecida mas esta ganhando espaço de forma surpreendente no mercado com seus smartphones pois possuem configurações bem  parecidas com os aparelhos da Samsung Galaxy S3 e tem um grande diferencial em seu preço.

O top de linha da Blu Life One traz uma tela de 5 polegadas IPS HD, 1GB de memória RAM, 16 GB de armazenamento interno com expansão para 32 GB com cartão micro SD, 2 câmeras com a traseira de 13 MP e a frontal de 5 MP sendo que as duas gravam com resolução de 1080 px. O aparelho vem desbloqueado com o preço de US$ 299, bem mais em conta que o aparelho Galaxy S3 da Samsung.

A empresa também tem em sua linha o smartphone Life View com tela de 5.7 MP (porém possui uma configuração mais simples) e o Life Play que é um aparelho reprodutor de mídia dirigido ao publico adolescente. Ambos também estão sendo vendidos ao preço de US$ 299 dólares.

Esse preço baixo só é possível pelo fato da Blu não ter um grande investimento em marketing e assim não é repassado no preço final.

Por Mariana Rodrigues


A fabricante japonesa Sony traz ao Brasil o smartphone Xperia J com um design curvado, possui a tela de 4 polegadas e o processador Qualcomm de 1 GHz, roda o Android 4.0 ou Ice Cream Sandwich e a câmera tem foco automático com resolução de 5 MP.

Para quem procura por menor preço de smartphone no mercado o Xperia J é o aparelho ideal, mesmo com as configurações básicas ele oferece recursos como internet e download de App.

Esse smartphone oferece os apps como o Walkman, que permite compatilhar suas musicas no Facebook e o Álbum que organiza as fotos em forma de mapa.

O Smartphone será vendido exclusivamente pela operadora de telefonia móvel Claro, na faixa de preço de R$ 149 no plano Claro ilimitado 100 e o aparelho desbloqueado custará R$ 699.

Ainda será lançado mais dois modelos da linha Xperia no Brasil no primeiro semestre deste ano, um deles é o Xperia ZQ divulgado pela Sony na CES em Las Vegas em janeiro do ano passado e o outro é o Xperia E Dual que será mais barato do que o Xperia J.

Por Mariana Rodrigues


O smartphone Neo N003 será lançado neste ano na China. Este modelo será o mais barato do mundo e com as melhores configurações da atualidade.

A configuração do aparelho é: tela de 5 polegadas Full HD 1920×1080, um processador quad-core MediaTek MT6589, câmera traseira de 13 megapixels e bateria de 3000 mAh que leva um bom tempo para descarregar. O design do N003 é simples, bonito e bem fino.

O custo do N003 é de ¥ 899, o equivalente a US$ 145 ou R$ 280. Seu preço faz parecer que o produto é razoável, mas olhando para as funcionalidades torna-se um bem de consumo que todos gostariam de ter. Infelizmente a Neo não tem planos para fabricar no ocidente.

A fabricante está tentando manter esse aparelho fora dos holofotes por causa do carro-chefe da marca N002, que é muito vendido.

A empresa também pretende lançar a versão Premium do N003 no valor de ¥ 1.499, equivalente a R$ 469, só para não ficar com a fama de barateira.

Antes do lançamento do N003 o smartphone mais barato do mundo era o iOcean X7 que custa ¥ 999, equivalente a R$ 312.

Por Mariana Rodrigues





CONTINUE NAVEGANDO: