Mozilla pretende lançar smartphone custando US$ 25




O poder de compra das pessoas mudou muito de acordo com os anos, e isso, devido a inúmeros fatores econômicos. A cada ano, a inflação ameaça, a bolsa de valores oscila, os preços dos produtos aumentam e caem em proporções diferenciadas, mas de uma forma ou de outra as pessoas conseguem se manter e não abrem mão do conforto familiar.

Prova disso, vem do poder de compras da população com relação a produtos tecnológicos. Pesquisas de diversos institutos revelam que para cada cidadão o numero de celulares são 2, por exemplo.


Estabelecimentos já disponibilizam seu Wi-Fi gratuitamente em muitos pontos do país, para agregar a clientela, casas serão projetadas para funcionarem de acordo com comandos desenvolvidos para seu funcionamento daqui há alguns anos. E essa realidade já existe em países bem mais avançados que o Brasil.

Por maior que seja a desigualdade social, a inclusão digital, que é uma das metas governamentais está chegando cada vez mais ao país.

Inclusão digital cada vez mais próxima:


A criadora do navegador Firefox, a Fundação Mozilla, se uniu a uma fabricante indiana e anunciou que irá criar uma linha de smartphones que custarão apenas US$ 25 (R$ 56). O aparelho, que têm previsão para começar a ser desenvolvido já nos próximos meses, contará com sistema operacional móvel Firefox OS.

A ideia é de que os aparelhos de baixo custo cheguem primeiramente na Índia e posteriormente em países emergentes, o que poderá incluir o Brasil. Depois de lançados, os celulares serão oferecidos ao mercado com propostas para que haja o desenvolvimento de aplicativos que funcionem em HTML5.

Parceiras da Mozilla, a Alcatel e ZTE informaram que irão se comprometer na intensificação da produção de celulares compatíveis com o software.

Aqui no Brasil, os primeiros modelos com Firefox OS chegaram em outubro de 2013. O LG Fireweb e Alcatel Onetouch Fire, quando lançados, custaram cerca de R$ 450 e R$ 200, respectivamente.

Esse avanço serve como exemplo para mostrar que a tecnologia influencia não apenas e economia, mas o modo de vida de cada indivíduo, que passou a adotá-la não apenas como ferramenta para entretenimento.

Por Juliana Alves de Souza

Prot?tipo smartphone da Mozilla

Foto: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *