O gadget transfere conteúdos de forma rápida e fácil

Na última quarta-feira, 25 de março, a SanDisk lançou oficialmente no Brasil dois modelos de pen drives destinados a smartphones. Os dois modelos lançados pela SanDisk são: SanDisk Ultra Dual Drive USB 3.0 e o iXpand. Como já foi destacado, estes aparelhos também possuem suporte para smartphones, dessa forma, será possível transferir conteúdos de forma rápida e fácil, diretamente de seu aparelho smartphone para um PC ou MAC.

O surgimento deste tipo de aparelho é resultado da grande necessidade de fazer backups em smartphones.

É importante destacar que o Ultra Dual Drive dispõe de conexão USB 3.0, sendo que esta é nada menos que dez vezes mais rápida que a 2.0. O aparelho em questão é capaz de funcionar em dispositivos com sistema operacional Android e que estejam habilitados para o OTG.

Esse formato, OTG, possibilita a conexão de dispositivos externos de armazenamento de dados USB diretamente ao seu smartphone. Sem que o mesmo esteja ativado, não será possível utilizar o Ultra Dual Drive. Já no desktop, o aparelho possui suporte para Windows Vista 7 e 8. Para a versão Mac, o Ultra Dual Drive é compatível com OS 10.6 ou versões posteriores.

O outro lançamento foi iXpand, como já foi destacado nesta matéria. O mesmo é destinado a iPhone ou iPad e é capaz de se conectar a Mac ou PC. O mesmo possui uma funcionalidade bem interessante: é capaz de rodar vídeos e músicas diretamente em sua unidade. O mesmo já é acompanhando de uma mídia exclusiva que não requer o iOS para funcionar.

Como o gadget possui bateria interna, você poderá assistir vídeos, bem como escutar músicas sem gastar a bateria de seu aparelho.

A única exigência para que estes pen drivers funcionem é que o usuário instale os aplicativos SanDisk Memory Zone (destinado do Dual Drive) e o iXpand Sync (destinado ao iXpand). Tais aplicativos terão como funções: transferência de dados, gerenciamento e otimização do smartphone.

O Ultra Dual Drive possui os seguintes preços sugeridos: R$ 69,90 (16 GB), R$ 119,90 (32 GB) e R$ 229,90 (64 GB). Já o iXpand possui como preços sugeridos: R$ 399,90 (16 GB), R$ 599,90 (32 GB) e R$ 779,90 (64 GB).

Por Bruno Henrique

Foto: divulgação


Além do novo recurso, está previsto a disponibilidade de um iPhone rosa

A divulgação do novo MacBook da Apple foi muito atrativa para os consumidores. Um dos fatores principais é a implementação do Force Touch ao trackpad do aparelho, uma funcionalidade que era especulada para iniciar somente no Apple Watch.

A tecnologia possibilitou que a empresa deixasse de usar botões em seu trackpad, com a função do controle do mouse do aparelho, devido ele ter a possibilidade de responder conforme a pressão fornecida pelo usuário, tendo conhecimento desta forma caso será usado um clique padrão ou caso serão abertas novas alternativas, como seria realizado com o clique feito no botão direito.

Contudo, o recurso também poderá estar disponível nos próximos iPhones disponibilizados pela Apple. Esta funcionalidade irá possibilitar que o dispositivo tenha a sensação das pressões de várias intensidades sobre o visor e tenha reações conforme a força colocada na tela.

A previsão também informa à respeito da possibilidade dos smartphones terem a resposta háptica que é anunciada para os notebooks e relógios inteligentes da empresa.

Somado à implementação do Force Touch aos próximos iPhone, está sendo previsto a possibilidade de implementação de uma nova cor à linha de dispositivos da companhia. O cor-de-rosa poderá ser uma das opções fornecidas, somada às três comuns alternativas: Gold, Silver e o Space Gray, tendo uma nova alternativa de cor para o público feminino.

Com a divulgação dos novos MacBooks no esquema de cor idêntico do iPhone, há a oportunidade de que os notebooks também tenham o fator novo. Entretanto, ainda é muito cedo para iniciar a formação de perspectivas, sendo necessário esperar uma previsão para garantir esta possibilidade.

De acordo com postagem do The Wall Street Journal, os novos iPhones também possuirão esta atrativa funcionalidade em sua tela sensível ao toque, tendo a possibilidade de identificarem o contato realizado pelo usuário para fazerem algumas funcionalidades, que irá possibilitar um nível completamente novo na dinâmica de utilização do sistema.

Por Felipe Couto de Oliveira

Foto: divulgação


O app, chamado de Caixa de Quadrinhos, pode ser baixado gratuitamente para iOS e Android

Depois de encantar a várias gerações com as histórias e peripécias da Turma da Mônica, Mauricio de Sousa lança um aplicativo com gibis da sua criação. O app chama-se Caixa de Quadrinhos.

Não há brasileiro que nunca tenha ouvido falar da Mônica, Cebolinha, Cascão, Magali e seus amigos. Esta turminha já viveu muitas aventuras e permitiu que as crianças desenvolvessem a sua criatividade em diversos livros para colorir.

Agora, eles chegam para encantar um novo público infantil, o tecnológico. Em um mundo repleto de tecnologia, as crianças vivem hoje uma infência bem diferente da que existia há uns anos atrás.

Smartphones, tablets, notebooks e afins, não são aparelhos desconhecidos para a maior parte das crianças que possuem acesso à eles, inclusive, os pais têm incentivado este consumo precoce de materiais tecnológicos. 

O lançamento da Turma da Mônica como app causou alegria não só nos pequenos como também em muita "gente grande" que poderá reviver os bons momentos infantis.

O aplicativo conta com mais de 500 gibis da Mônica e seus amigos lançados a partir da década de 80. O app é liberado para tablets e smartphones.

Quem quiser ler os gibis desta forma virtual, poderá efetuar dois tipos de assinatura: uma mensal, no valor de US$ 5 para iOS e R$ 13,07 para dispositivos Android, ou anual, de R$ 104,96 para aparelhos que rodem o sistema operacional Android e US$ 40 para iOS.

O aplicativo permite selecionar a história que deseja ler pelo personagem protagonista e também poderá baixar as edições para ler quando estiver sem acesso à internet.

O download do aplicativo pode ser feito de forma gratuita para ambos sistemas operativos.

A intenção de Mauricio é ir bem mais além. No futuro, ele pretende fazer a tradução do app para outros idiomas. Também é prevista a colocação de uma banca virtual, onde possam ser comercializados os novos gibis da Turma da Mônica.

Por Melina Menezes

Foto: divulgação


O acessório com pegada filantrópica visa alertar os consumidores sobre algumas espécies em extinção

Recentemente, a Samsung lançou dois excelentes aparelhos, o Galaxy S6 e o S6 Edge, que trazem uma série de novidades e tecnologia de ponta, porém, a empresa recebeu diversas críticas vindas dos usuários de modelos anteriores a estes, que contam com uma bateria selada. Os protestos vieram de todos os lados e ganharam força nas redes sociais.

Mesmo sendo este um problema que conta com uma solução relativamente simples, é um problema que incomoda bastante e a empresa vem pagando pelo erro.

Uma das opções mais práticas seria o uso de um carregador portátil, acessório que é vendido separadamente, mas pode ser encontrado com facilidade nas lojas que comercializam produtos para telefonia. Estes carregadores portáteis poderão lhe ajudar com uma ou até duas cargas extras, podendo ser o socorro no caso de alguma emergência.

Polêmicas à parte, a Samsung quer melhorar a imagem da empresa junto ao público consumidor, por isto, a sul coreana está lançando uma linha de acessório que oferece mais segurança e conforto ao segurar o aparelho, além de carregar o smartphone, e o principal, promete conscientizar as pessoas sobre os animais que estão correndo risco de extinção.

A campanha "Charge the life" está presente nos novos carregadores portáteis da empresa que trazem quatro espécies de animais ameaçados de extinção, sendo eles: Panda Gigante, Panda Anão, Raposa do Deserto e o Mico-Leão Dourado.

E uma parceria da Samsung com o Google possibilitou o lançamento do aplicativo "Charge the life", parte integrante da campanha, que poderá ser baixado gratuitamente para ser utilizado com um novo acessório, onde será apresentada uma versão virtual do animal que o usuário escolher. O animal virtual vai reagir ao nível de carga da bateria externa.

Estes carregadores serão vendidos em duas versões, uma com 8.400mAh e outra com 11.300mAh. O design é moderno e o tamanho é reduzido, sendo pouco maior que o modelo de outras empresas que já estão presentes no mercado.

O preço ainda é um mistério, assim como a data de lançamento do acessório, por isto, os usuários terão que continuar aguardando a novidade, inclusive os brasileiros, que não sabem nem se o acessório será comercializado por aqui.

Por Russel

Foto: divulgação


O Samsung Galaxy S6 Edge teve o prêmio especial de “Best New Handset, Tablet ou Device”, que se trata do melhor aparelho novo divulgado no Mobile World Congress 2015. O prêmio foi fornecido pela GSMA, que o colocou como o dispositivo mais qualificado do congresso, o que possibilita que a Samsung conquiste o prêmio pela segunda vez seguida, tendo levado o prêmio do Samsung Gear Fit no último ano.

O Galaxy S6 Edge foi recebido possuindo um novo padrão para o visual, produção e performance na tecnologia móvel da Samsung. Ele não se trata somente por ser qualificado por seu design em relação aos outros modelos da série Galaxy, mas também por ser mais potente, considerando a sua utilização e funcionalidade. O prêmio implementa a liderança da companhia, considerando a tecnologia em produção e sua prontidão para agradar as várias buscas dos consumidores.

O Samsung Galaxy S6 Edge é um aparelho Android com especificações invadora em todos os aspectos, que possibilita ser de bom agrado para qualquer modo de entretenimento, em qualquer momento e local, sendo um dos aparelhos móveis mais qualificados já produzidos.

O aparelho possui display de 5.1 polegadas e a resolução é uma das mais elevadas recentemente presentes, sendo de 2560×1440 pixel. Os recursos fornecidos pelo dispositivo são diversos e todos de elite.

Iniciando pelo LTE 4G, que possibilita a transferência de dados e ótima navegação na internet, como também conectividade Wi-fi e GPS existente no dispositivo. Há também leitor multimídia, videoconferência e bluetooth. É ressaltado a qualificada memória interna de 128 GB, entretanto, com a ausência de capacidade para ampliação.

O aparelho também possui uma câmera de 16 megapixels que possibilita tirar fotografias com agrado em uma resolução de 4640×3480 pixels e gravar vídeos em full HD com a atrativa resolução de 3840×2160 pixels. A espessura de somente 7 milímetros coloca o dispositivo como um dos aparelhos mais finos presentes.

Por Felipe Couto de Oliveira

Foto: divulgação


Os objetivos da Xiaomi de estarem no território brasileiro estão cada vez mais próximos de ocorrerem. O brasileiro Hugo Barra, vice-presidente internacional da companhia, está fornecendo algumas informações no Facebook para dar ânimo aos consumidores locais, entretanto, uma grande dificuldade está sendo verificada por ela no Brasil, sendo a manufatura local e aplicação de impostos.

A grande meta da companhia é continuar com os valores idênticos que a Xiaomi adota fora do país no território brasileiro, também. Devido os impostos nacionais, os aparelhos móveis possuem valores inflados, onde pode-se citar o iPhone.

A Xiaomi, entretanto, deseja permanecer os valores competitivos também no território brasileiro, verificado que esta é a operação pioneira da companhia fora do continente asiático.

Mesmo que a Xiaomi esteja se empenhando para possibilitar que seus produtos sejam vendidos no Brasil, ainda não existe previsão da data para que os dispositivos estejam nas lojas.

Em pouco tempo a empresa irá iniciar as comercializações de seus acessórios no continente europeu. Como já é popular, a empresa utiliza o sistema de comercializações pela internet e, devido a isto, irá abrir um site de comercializações da companhia, entretanto, não irá colocar nenhum aparelho móvel para comercializar.

Segundo detalhes do CNET, a companhia também tem o objetivo de abrir uma loja com estilo idêntico nos Estados Unidos. Da mesma forma como no continente europeu, os objetivos serão acessórios e, desta forma, aparelhos móveis e outros produtos não terão disponibilidade. Os consumidores terão a oportunidade de adquirirem fones de ouvido, headphones e aparelhos vestíveis, como o Mi Band, que tem o valor de somente US$ 13.

No território brasileiro será um pouco distinto, onde haverá a possibilidade da compra dos aparelhos móveis da empresa, e possivelmente também estarão presentes acessórios.

Os brasileiros apenas estão em dúvida sobre os preços dos produtos, uma vez que a Xiaomi é famosa por seus valores baixos e o Brasil é famoso por ampliar tudo com vários impostos.

Por Felipe Couto de Oliveira

Foto: divulgação


O juiz Luiz Moura Correia determinou que os serviços do WhatsApp fossem suspensos temporariamente no Brasil e um dos motivos seria o fato da empresa não estar contribuindo com a justiça que verifica o tráfego de imagens e vídeos de pedofilia dentro da rede do WhatsApp.

E tão logo a notícia do bloqueio do WhatsApp começou a circular pelas redes sociais, os usuários logo trataram de baixar aplicativos concorrentes, para não ficarem sem se comunicarem com seus contatos. Aplicativos como o Viber e o Telegram estão entre os mais baixados por aqueles que não querem ficar sem um aplicativo deste gênero em seu smartphone.

A intenção do Juiz é forçar a empresa responsável pelo WhatsApp a contribuir com a justiça, em relação às investigações realizadas pela polícia piauiense. Os concorrentes aproveitaram a questão para divulgarem ainda mais os seus aplicativos que trazem soluções bem parecidas com as do WhatsApp.

Na tarde desta quinta-feira (26), o Telegram registrou mais de 2 milhões de downloads e isto foi só na período da tarde. Por causa disso, o Telegram ficou instável durante todo o dia, pois não esperava contar com um número tão grande de usuários.

O Viber, outro concorrente do WhatsApp, conseguiu manter o serviço e conquistou um número recorde de novos usuários, se tornando o segundo aplicativo do gênero mais utilizado no Brasil.

Como o Viber já imaginava que isso iria acontecer, trabalhou para garantir agilidade para os novos milhares de downloads que iriam ser realizados. Mais de 3 milhões de downloads, em menos de 24 horas foram feitos. O Viber, que já conta com mais de 500 milhões de usuários em todo o mundo e aqui no Brasil, aproveitou o bloqueio do WhatsApp para conquistar ainda mais novos clientes.

E como o WhatsApp não se pronunciou oficialmente, os usuários continuam correndo atrás de uma solução e, assim, aplicativos concorrentes, sejam de grandes ou pequenas empresas, aproveitam para conseguirem aumentar o número de usuários.

Por Russel

Foto: divulgação


A Apple tentou inovar e lançou novos emojis com temas variados, buscando justamente mostrar que há uma grande variedade de "visuais" para os usuários escolherem, mas a empresa acabou sendo acusada de racismo.

Os novos emojis estão sendo adicionados ao iPhone, ao iPad e também ao Mac para representarem pessoas das mais variadas etnias, por exemplo, negros, asiáticos, entre outros. Essa era para ser uma atitude louvável, mas o problema é que tem muita gente enxergando tal atitude como um ato de racismo.

Os asiáticos são os que mais estão fazendo críticas à novidade da Apple, mas pessoas do mundo inteiro já começam a se mobilizar contra os novos emojis da empresa que traz seis novas opções para tons de pele. 

Por exemplo, a tonalidade amarelada é indicada para representar os orientais, mas muitos usuários estão achando que o tom é amarelo demais. Pelas redes sociais, encontramos pessoas reclamando que o tom amarelo ficou muito forte, indicando que isto está mais para racismo do que para uma diversidade racial.

Até os orientais estão reclamando, dizendo que não escolhem um determinado emoji por ser de um amarelo muito intenso.

A Apple garantiu que os ícones estão seguindo as recomendações do "Consórcio Unicode", respeitando os padrões das letras, números, símbolos e demais caracteres. Essa documentação do Unicode informa que as cores representam as pessoas de acordo com a tonalidade da pele e foi criada em 1975.

A cor amarela sempre foi utilizada para o smilley, que já é tão conhecido do público e que vem sendo utilizado há anos. Alegando que não há racismo, a Apple já pensa em mudar as cores, por causa da forte pressão que vem sofrendo.

Ao todo, são 300 novos emojis disponibilizados pela Apple, contendo também bandeiras e vários outros símbolos. Para ver as opções do tom de pele, basta manter o dedo sobre o emoji de seu interesse.

Quem tem um iPhone ou um iPad e ainda não encontrou estes novos emojis, basta ativar o recurso, abrindo o aplicativo e indo na opção "Geral", depois em "Teclados" e "Adicionar novo teclado", onde então poderá selecionar a opção de Emoji.

Por Russel

Foto: divulgação


A empresa chinesa Xiaomi já está com todos os seus preparativos para iniciar a fabricação dos seus primeiros smartphones no Brasil, contudo, ainda serão lançados alguns protótipos para que os consumidores brasileiros conheçam um pouco sobre os produtos da marca.

Mesmo ainda não tendo lançado nenhum tipo de aparelho telefônico por aqui, a empresa chinesa já está no Brasil e conta com um escritório, o qual está cuidando de todos os detalhes da chegada da marca ao mercado brasileiro.

Segundo informações ligadas a Foxconn, a qual fabrica os aparelhos dessa marca na China, ela deve ser a principal parceira também da Xiaomi aqui no Brasil.

Ao contrário da Xiaomi, a Foxconn já possui três fábricas aqui no país, sendo elas em Manaus e as outras no interior de São Paulo, nas cidades de Jundiaí e Indaiatuba, o que indica que a empresa chinesa provavelmente usará as fábricas do estado de São Paulo para produzir os seus primeiros aparelhos.

Esta escolha deve ter como principal finalidade a facilidade com que a cidade de São Paulo oferece para a comercialização, bem como o grande número de mão de obra qualificada disponível para produção destes primeiros exemplares.

O que podemos garantir é que os protótipos iniciais irão ficar prontos na segunda metade de março do corrente ano. A produção em grande escala irá acontecer no mês de abril, ou seja, conforme o cronograma já anunciado pela empresa chinesa, o produto tem previsão de ser lançado no mercado brasileiro ainda neste primeiro semestre.

Um aparelho dessa empresa já foi certificado pela Anatel, fato este que, pela lógica, indica que deve ser este o primeiro modelo a ser lançado aqui no Brasil.

Esse modelo foi batizado com o nome de Redmi Note 4G e é um Phablet que possui uma tela de 5,5 polegadas, o qual tem especificações intermediárias e atualmente é vendido no exterior por um preço de aproximadamente R$ 450.

Por Adriano Oliveira

Foto: divulgação


Quem pensa que a Apple não tem mais o que inventar, engana-se, pois a empresa acaba de conseguir uma patente para fazer com que o iPhone seja transformado em uma poderosa máquina de realidade virtual e, assim, o usuário terá bem na palma de suas mãos um aparelho portátil que poderá abrir na frente dos olhos do usuário uma tela virtual.

Com esta patente, a Apple agora trabalha ainda mais em seu novo gadget, que vai utilizar o iPhone para gerar uma tela com conteúdo diversificado e, assim, teremos um aparelho que produz realidade virtual!

O gadget terá o formato de um óculos, mas não há nenhuma previsão para o lançamento do mesmo, porém, só esta notícia já serviu para aquecer ainda mais este mercado, pois, a partir do momento que a Apple está trabalhando neste projeto, já é motivo de preocupação para as demais empresas do setor, que terão que inventar algo melhor ou pelo menos semelhante.

A Apple apenas informou que seu novo aparelho será comandado através de um controle remoto e a moldura é que vai abrigar a tela à frente dos olhos do usuário.

Mas, neste mercado tão concorrido, onde a especulação é uma poderosa arma contra a concorrência, nem tudo é o que parece ser. A Apple pode estar usando deste artifício apenas para confundir o mercado e, principalmente, as empresas concorrentes.

Para se ter uma ideia, em 2014 a Samsung chegou a anunciar um projeto bem semelhante a este, o "Gear VR". A mesma informou na época que iria desenvolver um projeto juntamente com a Oculus VR e que seu gadget seria compatível  com o Galaxy Note 4, que vem com tela de 5,7".

Outras empresas que já desenvolvem projetos neste sentido são o Google e o Facebook, ou seja, a "novidade" da Apple não é tão nova assim, pelo contrário, a empresa já estava ficando defasada, já que as principais concorrentes já estavam trabalhando nesta área e parecia que só a Apple ainda não tinha um projeto para realidade virtual.

Este anúncio foi mais uma forma da empresa da maçã dizer que está viva e trabalhando em pesquisas para trazer novidades ao mercado.

Por Russel

Foto: divulgação


Não é difícil imaginar as vantagens de possuir um smartphone do Project Ara, do Google. Mas já imaginou se os blocos removíveis do celular também fossem compatíveis em outros gadgets? É isso o que a Phone Blocks pretende com seu smartwatch Blocks.

A companhia de Paul Eremenko, filiada à Intel, anunciou há pouco tempo o seu relógio modular que ainda está em fase de desenvolvimento, mas já conversa com o Google para firmar uma parceria. Esse pode ser um incrível salto de ambas companhias à frente das concorrentes que já surgiram no mercado modular.

O smartwatch terá sensores que possibilitam o usuário escolher quais funcionalidades ele deseja adquirir, bem como a fabricante de cada módulo que desejar. Portanto, o aparelho será totalmente customizável, assim como o Project Ara.

E, caso se confirme compatível com o projeto do Google, o Block também poderá receber peças do smartphone modular. Bastará escolher as funcionalidades do celular que deseja carregar de forma mais portátil e encaixar no relógio.

Isso poderá representar também um grande salto na indústria dos wearables, que, apesar de começar a causar um certo barulho e encher as vitrines com lançamentos, ainda não se popularizou no mercado como os smartphones ou tablets.

Com o smartwatch Block, os usuários dos aparelhos do Ara terão diversas funcionalidades disponíveis, sem precisar desembolsar muito dinheiro a mais. Será muito mais vantajoso ter no braço um relógio que pode compartilhar as funções do celular.

Assim sendo, não é difícil perceber que o acordo entre Ara e BLOCKS será benéfico não só para os usuários, mas também para ambas empresas.

O Block foi exibido ao público no CES 2015, na banca da Intel, já que o projeto recebe apoio financeiro dela, além de também ter como parceira a Samsung.

Os módulos compõe o bracelete do smartwatch, e suas funções variam entre GPS, cartão SIM e baterias adicionais. O Tizem é uma das opções de sistema operacional.

Por Daniel Cavalcante

Foto: divulgação


Se você está em busca de um aplicativo de armazenamento e edição de fotos que seja bastante profissional, uma grande indicação fica por conta de Adobe Lightroom mobile. Para quem ainda não o conhece, saiba que este é o app que acompanha o Adobe Lightroom 5.

Vale ressaltar que o mesmo requer uma conta para seja utilizado, bem como é disponibilizado de forma gratuita por 30 dias, após isso, o usuário decide se vai adquirir um plano pago ou não.

Um dos grandes destaques desse app é justamente quanto ao fato de o mesmo ser bastante completo e possuir opções de edição bastante avançadas. Dentre os vários ajustes que você poderá fazer em sua foto, podemos destacar: regular balanço de branco, temperatura, autotonalidade, exposição, contraste, destaques, sombras e etc.

Outro grande destaque de Adobe Lightroom mobile é a disponibilidade de edição a qualquer momento. Além disso, é importante destacar que será possível editar desde fotos provenientes de smartphones até a imagens raw de câmeras DSLR. Além disso, também será possível sincronizar todas as suas edições com o Lightroom 5, versão para desktop.

O aplicativo aqui destacado também dispõe de uma organização incrível. São várias opções divididas por categorias e bem destacadas. A interface da aplicação também é extremamente intuitiva e muito simples de navegar.

Caso esteja interessado em utilizar a versão para Android, saiba que a mesma é compatível com Android 4.1 e versões posteriores. Para fazer o download da aplicação, acesse o site oficial Baixaki.

Para os interessados em utilizar Adobe Lightroom na versão iOS, saibam que o mesmo necessita do iOS 7.0 instalado ou versões posteriores. O download da versão destinada a iOS pode ser feito através do site oficial iTunes.

É importante destacar que o usuário terá a sua disposição os cinco planos listados abaixo:

– Plano de Fotografia da Creative Cloud

– Plano completo da Creative Cloud

– Creative Cloud ― Programa de Fotografia do Photoshop

– Creative Cloud Student and Teacher Edition

– Plano completo da Creative Cloud para equipes

Por Bruno Henrique

Foto: divulgação


Acaba de chegar ao mercado um dos serviços mais inusitados disponíveis através da internet. Trata-se do Picatto, um serviço que disponibiliza aos usuários da rede social Instagram tatuagens das postagens realizadas no aplicativo.

Isso mesmo, quem gostou tanto de sua postagem na rede social e não se conforma de exibir a imagem apenas no Instagram, agora tem a chance de trazer sua foto para a realidade e, diferentemente da forma mais convencional que utiliza papel fotográfico, a base para a impressão é a própria pele.

Trata-se de uma tatuagem temporária, que ficará na pele do usuário apenas por uma semana. Ela é removível com água e uma boa opção para quem não quer se comprometer com uma tatuagem de verdade, que não sai facilmente da pele.

Para utilizar o serviço, basta ter uma conta ativa no Instagram, que é gratuita, e conectá-la à conta do Picatto. Dessa forma, o serviço acessará as suas postagens na rede, dando a opção de transformá-las em tatuagens.

O Picatto é dos Estados Unidos, porém ele oferece seus serviços em todo o mundo. A aplicação da tatuagem é feita pelo próprio usuário após receber a imagem em sua casa através do correio. O Brasil é um dos países contidos na lista de disponibilidade do serviço.

Assim como no Instagram, as imagens que virão na forma de tatuagem também terão uma proporção quadrada.

Não é possível comprar apenas uma imagem como tatuagem para testar, já que o site vende as tatuagens em pacotes com 12 unidades. O preço atual deste pacote é de U$ 14,99, o que corresponde a aproximadamente R$ 40 na cotação atual do dólar.

Os desenvolvedores do serviço apostaram em uma forma muito original de interagir fisicamente com a rede social. Aliás, são as inovações que estão fazendo sucesso no mundo pós-internet, já que a disponibilidade de serviços através de dispositivos portáteis tornou a vida muito mais acessível, porém, dá aos cidadãos acesso a infinitas maneiras de gastar seu dinheiro, sendo que apenas quem chamar mais atenção terá lucro em seus negócios.

Por Rannier Ferreira Mendes

Foto: divulgação


Para quem não se contenta em apenas ter o último smartphone lançamento do mercado e gosta de ostentar um pouco, a Microsoft acaba de anunciar duas versões de smartphones com peças em ouro.

Isso mesmo, os modelos Lumias 830 e 930 serão vendidos em versões alternativas com revestimentos laterais e a logomarca da Nokia na tampa traseira em ouro.

A Microsoft não é a primeira empresa a fornecer esse tipo de produto, que inclusive já é categorizado no mercado como smartphone de luxo.

Foto: divulgação

Ainda não há informações quanto aos preços que serão vendidos os aparelhos, mas, é claro, que nem todo mundo deve esperar comprar um, já que as vendas serão limitadas a algumas regiões, assim como dependerá de disponibilidade das operadoras que serão vendidos, pois não estará presente na Microsoft Store.

Os modelos são idênticos aos lançados na versão “comum”, com o mesmo hardware, porém, com essa alteração de cor e material na parte externa dos smartphones.

Sabe-se que serão vendidas versões de tampas traseiras brancas ou pretas de ambos os modelos, mas os lançamentos acontecerão em momentos diferentes, com prazos que poderão estender-se até o final de fevereiro deste ano.

Seguindo a lógica de numeração dos modelos dos smartphones, o 930 é uma linha um pouco superior ao 830, mas ambos são, sem dúvida, as opções topo de linha da Microsoft no momento.

Foto: divulgação

O Lumia 830 possui tela de 5 polegadas, com resolução 720p, um processador Snapdragon 400 de quatro núcleos a 1,2 GHz, possui 1 GB de memória RAM, 16 GB de memória de armazenamento (expansível), câmera traseira de 10 MP e frontal de 0,3 MP.

O Lumia 930, por outro lado, possui tela de 5 polegadas, porém com resolução 1080p, roda um processador Snapdragon 800 de quatro núcleos a 2,2 GHz, possui 2 GB de memória RAM, 32 GB de memória de armazenamento interno, sua câmera traseira PE de 20 MP, enquanto que a frontal possui 1,2 MP.

Por Rannier Ferreira Mendes


Com o desenvolvimento de diversas tecnologias relacionadas a telas e materiais novos para smartphones, as baterias não tiveram grande avanço, ou seja, elas duram pouco e demoram uma eternidade para serem recarregadas.

Essa realidade já mudou um pouco em relação ao tempo de duração de uma carga completa, com aplicativos e sistemas operacionais otimizados para economizarem energia nos aparelhos. Porém, quando o smartphone é usado intensamente, não há solução a não ser recarregar!

Pensando nisso, a empresa israelense Storedot desenvolveu um novo modo de recarregar bateria de celular que é capaz da dar uma carga completa em uma bateria de 2000 mAh em apenas 3 minutos.

A empresa, que recebe investimentos da Samsung, demonstrou a nova tecnologia em um celular Samsung modificado, já que as baterias comuns encontradas em aparelhos no mercado não são capazes de receber tanta carga em tão pouco tempo, tendo o risco de explodirem.

A corrente necessária para recarregar a bateria pode chegar a 40 A, o que é um valor altíssimo em relação aos 2 A que normalmente são submetidas as baterias da marca do smartphone. Neste caso, a bateria utilizada é feita de um polímero especial e o carregador também é muito mais potente.

Porém, mesmo com investimentos vindos da Samsung, a empresa fabricante da bateria já chamou a atenção de mais de 15 empresas interessadas na tecnologia.

Esse novo modo de recarregar tão rapidamente resolveria muito o problema do consumo rápido da bateria, já que, mesmo acabando relativamente rápida a carga, recarregar seria muito mais rápido.

A Storedot acredita que no ano que vem já será possível encontrar smartphones no mercado com esse tipo de bateria inclusa. Além disso, a empresa já trabalha em outro projeto que promete carregar rapidamente também baterias de maior capacidade.

Vale lembrar que, por ser muito recente a tecnologia, ainda não há informações a respeito de possíveis danos às baterias ao longo do tempo. Para isso, diversos testes precisam ser realizados, de forma que uma melhoria não cause um problema em outro setor.

Por Rannier Ferreira Mendes

Foto: FINBARR O'REILLY / REUTERS


Os leitores que viveram na época dos walkmans e eram apaixonados por esses aparelhos exclusivos para reproduzir música, podem se interessar por este player da Sony. Exibido na CES 2015, o Walkman NW-ZX2 é um gadget que busca resgatar a experiência dos antigos tocadores musicais portáteis.

A diferença é que ele dispõe daquilo que a tecnologia atual pode oferecer, rodando Android, mas sem perder o foco na música. Ou seja, não é um aparelho que você poderá usar para rodar outros aplicativos mais pesados.

O visual retrô reforça o objetivo de nos remeter aos antigos walkmans. O corpo é todo em alumínio e couro, e nas laterais possui botões físicos grandes, também de alumínio, para controlar a reprodução da sua playlist.

Embora pareça um desperdício adquirir um aparelho relativamente grande e pesado como este, as vantagens para os amantes da música ficam evidentes observando mais de perto.

Ao contrário de muitos dispositivos feitos para navegar na Internet e utilizar aplicativos dos mais diversos tipos, o Walkman da Sony vem preparado para armazenar muitas músicas. Sua memória interna é de 128 GB e pode ser expandida com cartões microSD de até 256 GB.

Além disso, temos suporte aos formatos de áudio que tem a capacidade de preservar toda a qualidade das músicas. Entre eles estão SD, WAV, FLAC, AIFF, ALAC, MP3 e WMA. Considerando o grande espado para armazenamento, podemos gravar músicas em alta qualidade.

E para aquelas músicas gravadas em arquivos de baixa qualidade ou streaming, o Walkman possui recursos de melhoria da qualidade do som.

Embora o aparelho esteja rodando o Android 4.2 (Jelly Bean), este sistema é mais do que o suficiente para cumprir seu propósito. Como foi dito antes, os uruários deste Walkman devem ter em mente que seu uso é focado na apreciação de músicas. Por isso, o acesso ao Google Play se justifica para a instalação de aplicativos como Spotify e Deezer.

Claro, para isto ele conta com conectividade Wi-Fi, Bluetooth e NFC.

O Walkman tem previsão de lançamento no mercado para segundo trimestre, nos Estados Unidos, no valor de US$ 1.100.

Por Daniel Cavalcante

Foto: divulgação


Quem nunca esteve em um momento único e quis registrar uma selfie, porém, quando foi olhar depois, a foto estava muito escura e não deu pra ver nada? Esse é o grande problema de utilizar a câmera frontal para tirar fotos em locais em que a luminosidade ambiente não é boa.

Pensando nesse recorrente problema, a Lenovo inventou um flash portátil para selfie chamado Xtension Selfie. Isso mesmo, trata-se de um pequeno aparelho que é acoplado ao celular para garantir a luminosidade necessária que o usuário precisar para registrar a selfie.

O produto foi apresentado durante a CES 2015, juntamente com o novo smartphone da Lenovo, o Vibe X2 Pro. O aparelho, que foi desenvolvido para tirar boas selfies, já que possui uma câmera frontal de 13 MP, com a mesma qualidade da câmera traseira, tem uma ótima relação com o Xtension Selfie, já que a única coisa que faltava no smartphone era um flash dianteiro.

Mesmo sendo apresentado em conjunto com o smartphone, o flash portátil, de acordo com a própria Lenovo, funcionará em qualquer aparelho que estiver executando o sistema operacional Android.

A conexão do flash ao smartphone é bastante simples, já que é utilizada a saída de fone de ouvido do celular para acoplar o flash e, considerando que a entrada é padrão, com pinos conectores de 3,5 mm, basta introduzir e ativar a iluminação.

Vale lembrar que o Xtension Selfie não é uma mera luz que ilumina o rosto de quem sairá na selfie, mas sim um dispositivo pensado em fornecer uma boa qualidade de fotografia. Para tal, a Lenovo colocou 8 lâmpadas de LED posicionadas em uma circunferência metálica, de forma que a luz espalhe pelo ambiente e não fique focada apenas no rosto das pessoas.

A energia para acender a luz do flash vem de uma bateria recarregável, sendo que a Lenovo promete que ele tem autonomia para cerca de 100 selfies. Ainda não há informações sobre a distribuição do dispositivo pelo mundo, mas o preço já foi firmado e este gira em torno de U$ 29, uma quantia justa pela funcionalidade e inovação do produto.

Por Rannier Ferreira Mendes

Foto: divulgação


Um gadget para controlar smartphones à distância, muito simples em seu design e de fácil uso, foi apresentado na CES 2015, em Las Vegas, no dia 05 de janeiro. Trata-se do Ring, um anel capaz de executar comandos no seu smartphone através de gestos desenhados no ar.

Com o Ring, o usuário poderá abrir aplicativos, reproduzir músicas e controlar playlists, entre diversas possibilidades de comandos a serem executados no smartphone, e até mesmo controlar eletrodomésticos e casas com dispositivos automatizados.

Para utilizar, basta o usuário parear o gadget com seu dispositivo mobile via conectividade Bluetooth, instalar o aplicativo do Ring (disponível para smartphones Android e iPhone) e usar o aparelhinho como um anel comum no dedo indicador.

Há um pequeno botão que deve ser tocado com o polegar e uma série de movimentos que podem ser executados com o dedo no ar. Cada movimento executará uma função específica no celular.

Entre as funções disponíveis, estão a repdodução de músicas, passar e retroceder faixas da playlist e compartilhar imagens em redes sociais. Mas, claro, é possível personalizar os movimentos, desenhando-os na tela do aplicativo do Ring, e associá-los a novos comandos.

Mas, além disso, será possível, futuramente, utilizar o Ring para automação de casas, através de um hub, e configurar para realizar gestos que acendem lâmpadas, aparelhos ou acionar alarmes.

Este complemento ainda não tem data para lançamento, mas já se sabe que séra vendido separadamente, por U$ 90 (aproximadamente R$ 250, descontando os impostos).

A bateria do Ring tem a duração bem aceitável de até três dias de uso antes de precisar de uma recarga. 

Quanto ao visual, foi disponibilizado na cor prata metálica, mas deverá ganhar uma versão preta em outro material, em breve. O gadget teve uma pré-venda no site dos fabricantes, que já se esgotou, pelo preço de US$ 270 (cerca de R$ 730, descontando os impostos).

Por Daniel Cavalcante

Foto: divulgação


Ao contrário do que muitos comentavam, a Microsoft não abandonou a produção de aparelhos celulares. A empresa iniciou 2015 com uma excelente novidade: o lançamento do novo modelo Nokia 215 em duas versões.

O aparelho deve apresentar baixo custo, cerca de 30 dólares, ou seja, aproximadamente 80 reais, sem os impostos e taxas adicionais.

A empresa visa atrair o público que deseja possuir um celular simples e com menor custo em relação aos smartphones que lideram o mercado internacional.

O aparelho terá acesso à internet e aplicativos como o Facebook e Twitter já virão instalados. Apesar disso, o modelo não será um smartphone, portanto, não executará o sistema operacional Windows Phone.

Segundo a própria empresa, o celular terá tecnologia 2G, suporte a armazenamento externo de até 32GB, navegador nativo e conexão bluetooth. Rádio FM, MP3 e câmera de 0.3 MP também estarão disponíveis no dispositivo. As cores disponíveis são: verde, preto e branco.

A versão principal possui entrada para apenas um cartão SIM e bateria de 1100 mAh, que promete autonomia de 29 dias.

Já a versão Dual SIM promete manter o cliente longe da tomada por até 21 dias. Esses dados são estimados com uso moderado do aparelho.

O modelo é voltado aos países emergentes, por esse motivo, se tornou o celular o mais barato a possuir conexão com a internet. A tecnologia 2G é suficiente para os países em que o modelo será inicialmente lançado.

As pesquisas afirmam que 60% da população mundial ainda não possuem conexão coma internet e a empresa planeja diminuir essa porcentagem, lançando modelos simples, com baixo custo e conectividade.

O Nokia 215 deve chegar aos países do continente Africano, China, India, Oriente Médio e Leste Europeu ainda no primeiro semestre de 2015. Ainda não existe previsão sobre o lançamento do modelo em território brasileiro. 

Com esse lançamento, a Microsoft anuncia que outras as ofertas e lançamentos de modelos com baixo custo estarão presentes esse ano.

Por Wendel George Peripato

Foto: divulgação


Atualmente, os smartphones são uma febre espalhada pelo mundo inteiro. O aparelho atrai a todas as idades, devido à sua gama de funcionalidades e à infinidade de aplicativos e recursos que podem ser instalados nesse tipo de aparelho, que vão desde jogos de última geração até rastreadores e aplicativos de grande utilidade na vida cotidiana.

Aproveitando essa grande aceitabilidade do mercado, com relação a esses aparelhos, as empresas que os fabricam ficam travando uma briga constante, a fim de ver quem consegue fazer um aparelho com maior número de funcionalidades e com o design mais bonito.

É nesse sentido que a empresa Alcatel irá lançar no mercado o seu mais novo smartphone, que terá o nome de Pixi 3, esse aparelho tem grandes chances de ser lançado e revelado oficialmente durante a CES 2015.

A empresa está apostando que o grande atrativo desse aparelho será a possibilidade que ele dará ao consumidor de escolher qual sistema operacional irá usar. Essa escolha terá de ser feita na loja, no ato da compra do aparelho, sendo que estarão disponíveis três sistemas operacionais, sendo estes o Windows Phone, o Firefox OS e, o famoso e mais querido pelos usuários de smartphones, o Android.

Outra novidade bastante interessante é que este aparelho também será fabricado com quatro opções de tamanho de tela, sendo elas, 3,5 polegadas, 4 polegadas, 4,5 polegadas ou 5 polegadas.

A única diferença que haverá entre esses quatro tamanhos de aparelho é que, em sua versão menor, o Pixi 3 não irá oferecer aos usuários a conectividade com redes 4G LTE, conexão essa que será disponibilizada em todos os outros tamanhos do telefone.

O certo é que, até o presente momento, a empresa fabricante desse aparelho não realizou a divulgação de maiores detalhes sobre esse aparelho, tais como, qual tipo de processador, memória ou quaisquer outros detalhes com relação aos hardwares que serão utilizados.

Então, se você gostou dessa novidade e deseja saber mais detalhes, vale a pena ficar ligado nas inovações que serão trazidas na CES 2015.

Por Adriano Oliveira

Foto: divulgação


Aproveitando a CES 2015, as fabricantes de smartphone exibiram suas novidades para este ano. Mesmo não sendo uma apresentação digna da qualidade do aparelho apresentado, a LG expôs um banner do G Flex 2, o seu mais novo smartphone de tela curva.

O LG, que chama a atenção por seu design, é mais ergonômico e mais indicado para ser colocado no bolso, evitando que o aparelho se quebre, já que esta reclamação foi frequente por usuários do iPhone 6 Plus, que não possui a tela curva, por exemplo.

Diferentemente da tendência atual de aumentar o tamanho dos smartphones a cada lançamento, a LG diminui de 6 para 5,5 polegadas o tamanho do ecrã, de forma a facilitar o manejo dos usuários.

Outro ponto forte do dispositivo é o fato de ser o primeiro smartphone a utilizar o novo processador Qualcomm Snapdragon 810, que possui oito núcleos a 2,0 GHz e CPU de 64 bits.

A memória RAM incluída no aparelho é do modelo DDR4 de 2 GB, enquanto que sua capacidade de armazenamento de massa é de 16 GB, porém pode ser expandida através da inserção de cartão Micro SD.

A tão óbvia tela curva possui resolução de 1920 x 1080 pixels, com 403 ppp (e não a esperada resolução 2K), do tipo P-OLED (plástico), protegida por um revestimento especial para o modelo que garante maior resistência.

A câmera do aparelho é de 13 MP, o suficiente para capturar belas imagens, já que conta também com OIS e autofoco laser. A captura de fotos pela câmera frontal produz imagens de até 2,1 MP.

Uma tecnologia inserida neste modelo, chamada Fast Charge, permite que a bateria do dispositivo seja carregada mais rapidamente. Além disso, ele já virá de fábrica com a última versão do Android, a 5.0 Lollipop.

Ainda não há informações a respeito de seu preço no mercado, porém, sabe-se que ele chegará primeiramente na Coréia do Sul até no final de janeiro e só depois para o restante do mundo.

Por Rannier Ferreira Mendes

Foto: divulgação


Um dos programas utilizados para executar músicas e vídeos em computadores de maior sucesso recentemente, o VLC Player, acaba de ter uma versão para Windows Phone disponibilizada.

O programa, conhecido pelo seu ícone de cone de trânsito, já teve uma versão beta disponibilizada para alguns usuários restritos durante o ano de 2014, porém, no dia 4 de janeiro de 2015, a versão completa foi adicionada à Windows Phone Store.

Devido a problemas de licenciamento, o app já esteve presente na App Store da Apple, porém foi retirado e é cogitada sua volta. Por não ser a primeira plataforma móvel a receber o aplicativo, acredita-se que ele será muito bom nos dispositivos móveis da Microsoft.

De acordo com representantes da desenvolvedora do app, essa versão não é uma atualização da beta lançada, ou seja, a versão antiga não receberá mais atualizações e os usuários deverão baixar o novo aplicativo em seus smartphones.

Como um sinal de que a empresa dará suporte aos usuários deste aplicativo, uma atualização já foi lançada na terça-feira, apenas dois dias após seu lançamento, com algumas correções de erros e a adição de alguns recursos.

Essa preocupação, quanto ao lançamento de atualizações, vem de um histórico da Microsoft de não dar o suporte que os usuários esperavam em seus aplicativos disponíveis na loja. Essa realidade mudou recentemente, quando a Microsoft decidiu entrar de cara no ramo dos dispositivos móveis, crescendo significativamente o número de apps na loja.

Outro sinal de que a empresa de Bill Gates está focada no ramo da telefonia foi o recente lançamento do Lumia 535, que deixou de usar a marca Nokia que os antigos usavam, passando a ser exclusivamente Microsoft.

Pode-se dizer que essa preocupação da Microsoft veio um pouco tarde, já que os usuários do iOS da Apple e do Android do Google estão em números significativamente maiores que os do Windows Phone e a quantidade de pessoas que já possuem um smartphone hoje é muito maior que há uns dois anos atrás, por exemplo.

Talvez, se esses investimentos tivessem acontecido anteriormente, muitos usuários que compraram seu primeiro smartphone poderiam ter escolhido um Windows Phone. Mas, para aqueles que escolheram a opção da Microsoft, o VLC Player pode ser baixado gratuitamente através do link da Windows Phone Store.

Por Rannier Ferreira Mendes

Foto: divulgação


A Consumer Electronics Show, conhecida apenas como CES, é um evento que reúne as maiores marcas que produzem equipamentos eletrônicos pelo mundo. O objetivo do encontro é apresentar as novidades que as empresas prepararam para inserir no mercado.

Neste ano de 2015, a conferência realizada em Las Vegas aconteceu no Convention Center, começando no dia 6 de janeiro e terminando no dia 9 do mesmo mês.

Dentre as fabricantes que marcaram presença e chamaram a atenção logo no primeiro dia do evento está a Asus. A empresa conhecida por muitos como fabricante de placas-mãe de computadores lançou um smartphone chamado de Zenfone 2, que entrou para a história como primeiro aparelho da categoria a possuir 4 GB de memória RAM.

Para uma questão de comparação, o mais recente lançamento da Apple, o iPhone 6, tem apenas 1 GB de memória RAM e é considerado um dos aparelhos no topo do mercado. A ousadia da Asus em produzir um aparelho com tanta capacidade chamou a atenção do mundo todo.

Além da memória RAM, o aparelho conta com o processador Intel Atom Z3580, com quatro núcleos, 64 bits e 2,3 GHz. Outra inovação foi a disponibilidade de uma versão um pouco inferior do aparelho, que vem com 2 GB de RAM, ou seja, ela é destinada aos usuários que não precisarão de tanta memória RAM no smartphone.

A memória de armazenamento de massa virá em duas opções: 16 GB e 32 GB, porém o usuário poderá expandi-la através de cartão Micro SD em qualquer um dos modelos.

A tela do aparelho possui 5.5 polegadas, o mesmo tamanho da tela do iPhone 6 Plus, com tecnologia IPS e resolução de 1920 x 1080 pixels. Como outras características, ele possui entrada para dois cartões SIM, rede 4G e um sistema de carregamento de bateria acelerado.

As câmeras disponibilizadas no smartphone são de alta qualidade, com a principal de 13 megapixels auxiliada por duplo flash em dois tons e a frontal com 5 MP.

O Zenfone 2 já virá de fábrica com a nova versão do Android lançada pelo Google, o 5.0 Lollipop. Mesmo com tanta inovação e recursos, o Asus Zenfone 2 chegará ao mercado por apenas U$ 199, o que corresponde a aproximadamente R$ 500.

Por Rannier Ferreira Mendes

Foto: divulgação


O tão aguardado iPhone 6 e o iPhone 6 Plus chegaram ao Brasil, mas o alto preço fez com que muitos deixassem de adquirir os novos aparelhos. Uma opção, seguida por muitas pessoas, foi comprar os aparelhos no exterior, mas será que vale a pena?

Realmente, analisando pelo lado financeiro é um ótimo negócio comprar o iPhone no exterior, mas é preciso analisar todas as questões, principalmente a da compatibilidade, já que isto pode se tornar uma grande dor de cabeça para o consumidor.

Outra questão que precisa ser muito bem analisada é quanto a garantia do aparelho.

O fato de seu iPhone, comprado no exterior, vir com garantia, não significa que aqui no Brasil ele poderá gozar desta garantia, já que a Apple não oferece garantia global, ou seja, se você comprar um iPhone 6 diferente do que é vendido aqui no Brasil, ele não terá garantia.

Mas, uma decisão judicial está obrigando a Apple a dar garantia a todos os aparelhos, sejam eles comprados aqui no Brasil ou no exterior, por isto, caso seu aparelho dê algum problema ele até poderá contar com a garantia, mas será bem mais complicado do que se o aparelho tivesse sido comprado aqui.

Cuidado também com os aparelhos bloqueados, pois, se você comprar no exterior um iPhone bloqueado, isto será um grande transtorno. Então, sempre compre aparelhos que estejam desbloqueados e que não tenham nenhum vínculo com as empresas de telefonia e outros países.

Tanto o iPhone 6 quanto o iPhone 6 Plus são compatíveis com a rede 4G de banda 7 – 2600Mhz, sendo assim, independente do país onde você comprar seu aparelho, ele será compatível com a internet de alta velocidade aqui no Brasil, se utilizarem a tecnologia GSM.

Nos Estados Unidos, as operadoras utilizam tanto a GSM como também a CDMA, mas, aqui no Brasil, desde 2012, que somente a tecnologia GSM é utilizada para os aparelhos, então cuidado para não comprar um aparelho fora deste padrão.

As operadoras Sprint e Verizon, nos Estados Unidos, utilizam somente o padrão CDMA, ou seja, jamais compre um iPhone destas operadoras, pois certamente ele não vai funcionar aqui no Brasil.

E se for comprar seu iPhone na Europa, vale a mesma dica, compre somente se o iPhone for compatível com GSM, ou seja, o aparelho deverá utilizar o chip SIM para ser ativado.

Por Russel

Foto: divulgação


A Tommy Hilfiger encontrou uma nova solução para o clássico problema com a carga da bateria de smartphones, tablets e outros dispositivos móveis. São jaquetas projetadas para captar a energia solar e assim recarregar os gadgets enquanto andamos pela rua ou nos encontramos em viagem.

Disponíveis em versões masculina e feminina, a roupa possui painéis solares destacáveis nas costas, o que facilita a captação da luz do sol, e cabos USB pelo lado de dentro.

O produto é fabricado em parceria com a Pvillion, uma empresa especializada na produção de painéis de energia solar.

Foto: divulgação

A roupa-carregador é bem versátil. Além de ser destacável e resistente à água, a jaqueta também recarrega baterias com energia elétrica. Caso você não tenha condições de esperar a carga através da luz do sol, ou o clima não esteja favorável a isso, você ainda pode ligá-la na tomada com um adaptador USB e sair vestindo seu carregador sem maiores problemas.

Além disso, a jaqueta é capaz de recarregar até dois dispositivos ao mesmo tempo. Para isso, ela possui em seus bolsos duas saídas USB, por onde você conecta para recarga.

Quanto à capacidade, a Tommy Hilfiger garante o armazenamento de energia com capacidade de recarregar até quatro aparelhos com bateria de 1.500 mAh. Isso é bem superior a muitos caregadores portáteis que já encontramos por aí e, dependendo do clima, essa quantidade pode ser amplamente aumentada durante o dia. No entanto, não há informações quanto ao tempo de recarga.

Foto: divulgação

O único inconveniente é que os casacos podem se tornar um problema térmico em dias de calor, tornando-se assim inviáveis de se vestir. Já imaginou usar casacos na praia? Deve no mínimo causar olhares curiosos. Nossa expectativa é que a tecnologia alcançe níveis em que os painéis se tornem mínimos e discretos.

Os casacos estão à venda pelo site da Tommy Hilfiger e em lojas dos EUA pelo valor sugerido de US$ 599 (cerca de R$ 1.500).

Por Daniel Cavalcante


Sabe aquela mensagem que você enviou e dois segundos depois se arrepende do envio? O novo aplicativo denominado Strings promete a deleção permanente da mensagem antes mesmo que o destinatário leia, claro que esse fato depende da sua agilidade em apagar a mensagem.

E não pára por aí, esse aplicativo também permite ao usuário se deseja que outras pessoas façam o download de suas fotos e vídeos e sejam compartilhadas com outras pessoas, ou seja: o aplicativo promete voltar para a era da privacidade e liberdade de expressão, sem a exposição desnecessária.

Infelizmente, o aplicativo ainda está disponível somente para iOS, não funcionando para quem utiliza Android ou Windows Phone. Porém devemos ter esperança de novidades em breve.

O app foi recentemente lançado nos EUA e é semelhante ao Whatsapp, porém, com uma relevante diferença no quesito privacidade. Mas, lembre-se de que os dados, imagens e mensagens que o usuário decidir compartilhar, mesmo através de serviços que prometem garantir a privacidade, poderiam ser facilmente acessados, afinal, é um aplicativo novo e, como tal, está sujeito à bugs e invasões de hackers.

É necessário um número de telefone para utilizar o app, seu perfil não é público, somente as pessoas adicionadas à sua lista de contatos podem interagir com você e observar o seu conteúdo.

Qualquer um poderá ser adicionado e removido em qualquer tempo, não há probabilidade de fazer o download ou compartilhar o seu conteúdo pessoal sem a sua aprovação, caso ocorra algum screenshot, o aplicativo promete detectá-lo e a conta de origem será suspensa.

No caso de saída de uma conversa, tudo o que você disse que será removido juntamente com você, assim como na exclusão de  uma foto, vídeo ou chat criado por você será excluído no dispositivo de cada participante, bem como no caso da exclusão de sua conta.

Ainda não há data para  lançamento do app em outros países, porém, como é novidade, não deve demorar muito, afinal estamos na era tecnológica e, o melhor, com promessa de privacidade, que é o mais importante nos tempos atuais.

No Site independent, é possível ler mais sobre a novidade em mensagens de texto.

Por Erica Oliveira de Souza

Foto: divulgação


Uma tela touch screen, capaz de ser dobrada três vezes com alta durabilidade, foi apresentada na cidade de Yokohama durante o festival Display Innovation 2014. O display foi apresentado sem estar aplicado em nenhuma plataforma, mas demonstrou do que é capaz. Agora, os desenvolvedores buscam fabricantes e montadoras interessados na tecnologia.

Embora displays dobráveis não sejam exatamente a última grande novidade do mercado, ainda é uma tecnologia nova que tem muito o que evoluir. Essa tela possui, no entanto, algo que pode ser mais um passo rumo à popularização desse tipo de lançamento, pois apresenta maior durabilidade do que até então foi visto.

Foto: Nikkei Technology

O novo produto foi desenvolvido por um grupo de japoneses do Semiconductor Energy Laboratory (SEL). A tela touch screen é um Super AMOLED com 8.7 polegadas e resolução de 1920 x 1080 pixels. A densidade é de 254 pixels por polegada.

Esse display pode não ser resistente para a vida toda, mas suporta ser dobrado até mais de 100 mil vezes, e este pode ser o grande diferencial em relação a outros lançamentos do gênero. O grupo do SEL incorporou uma tecnologia de semicondutores chamada CAAC (C-Axis Aligned Crystal, traduzindo, Cristal Alinhado em Eixo-C).

Até agora temos visto algumas telas dobráveis apresentarem problemas de durabilidade e perda na qualidade de pixels, devido ao uso de semicondutores de amorfo. Com a tecnologia cristalina, podemos ver resultados muito melhores, duráveis e com maior qualidade de imagem.

Além da tela de 8.7 polegadas, foi apresentado um outro display de 5.9 polegadas com resolução de 720p, porém sem suporte para touch screen.

Como dito antes, ainda não temos nenhum produto utilizando as novas telas, de fato. Mas a tecnologia CAAC já é utilizada por algumas empresas, como a Sharp, na fabricação de televisores.

Se a produção dessas novas telas para dispositivos mobile tiver um custo acessível, podemos esperar novos smartphones com essa novidade para um futuro bem próximo.

Por Daniel Cavalcante


A Asus vem ganhando destaque no segmento de smartphones, inclusive no Brasil. Com o Zenfone 5, a fabricante tem cativado um público e ganhou a atenção dos consumidores deste mercado.

Agora, a empresa apresentou nessa última semana, na China, o Pesasus X002, um smartphone que parece seguir a linha do Zenfone5 em termos visuais. Ele começa a ser vendido por lá com o valor de 799 yuan, o equivalente a cerca de 350 reais.

O gadget tem detalhes em alumínio e especificações de um smartphone intermediário. A tela de 5 polegadas conta com resolução HD (1280 x 720p), dual chip, chipset MediaTek MT6732, CPU quad core Cortex-A54 rodando a 1,5 GHz. A memória RAM é de  2 GB e o armazenamento interno de 16 GB.

As câmeras tem 5 e 8 MP (frontal e traseira, respectivamente) contam com uma função que torna possível capturar uma série de imagens, combinando-as, para gerar uma única fotografia de 30MP. O resultado é um alto nível de detalhamento, apesar do tamanho do arquivo final ser bem grande.

A bateria tem 2500 mAh, o que pode significar uma autonomia bem aceitável. O sistema operacional é o Android KitKat com a interface Zen UI, da Asus, já conhecida na linha Zenfone. Embora a empresa nada tenha dito sobre a atualização para o Android Lollipop, a hardware deste aparelho é compativel com essa versão do sistema operacional da Google.

Ao que parece, a estratégia da fabricante é concorrer com a Xiaomi, que tem colocado aparelhos no mercado visando atingir o melhor custo-benefício com produtos nessa mesma categoria de configurações.

Resta saber agora se a Asus vai atuar dessa mesma forma no mercado de outros países, levando aparelhos como este Pesagus X002.

Ainda não há notícias sobre o possível lançamento desse smartphone no Brasil, mas nosso mercado tem recebido bem os últimos lançamentos da marca, portanto podemos esperar otimistas.

Por Daniel Cavalcante

Foto: divulgação


O BlackBerry Rio é um smartphone alvo de especulações, do qual já ouvimos falar bastante, e que provavelmente será o sucessor do Z3. Os rumores já confirmavam que o produto estava sendo desenvolvido.

A BackBerry teve um 2014 satistatório, considerando que esteve bem próximo do fundo do poço nos últimos tempos. Os lançamentos deste ano foram o Z3, o Passport, com o diferencial em seu design quadrado, e o Classic, com seu trackpad que agradou os fãs mais leais da tradição da marca.

Agora, enquanto muitos aguardavam novidades para o próximo ano, algumas imagens de renders vazaram revelando detalhes sobre o BackBerry Rio.

Os rumores dizem que o gadget terá tela de 5 polegadas e sua resolução será de 1.280 × 720 pixels. O design se assemelha em muitos aspectos ao Z3. O processador seria um MSM8960 dual-core de 1,5 GHz e a memória RAM seria de 2 GB. O armazenamento interno de 16 GB seria expansível através de microSD.

A imagem mostra que a câmera traseira possui 8 megapixels e frontal teria 2. Ainda segundo as fontes, haveria um microfone duplo e a bateria contaria com 800 mAh.

Se os rumores se confirmarem, este será outro smartphone intermediário da fabricante canadense. Poderemos encontra-lo nas cores branco e preto.

O valor especulado para este futuro lançamento é de US$ 300 (cerca de R$ 795). Ainda não há nenhuma previsão de data para o lançamento, mas se já existem imagens sendo vazadas, podemos esperar ainda no primeiro trimestre de 2015.

Alguns esperam o Rio para Fevereiro. É possível que, assim como o Z3, o Rio seja lançado em mercados emergentes.

Ainda que este aparelho seja mediano, e com muitas semelhanças com o Z3, podemos esperar que a BlackBerry mantenha sua estratégia de oferecer dispositivos com diferenciais interessantes, afim de continuar na sua caminhada rumo à recuperação de um mercado do qual já foi líder.

Por Daniel Cavalcante

Foto: divulgação


O que não era comum e até mesmo nem se cogitava ser objeto de estudo de cientistas há aproximadamente 10 anos tem dado muito que falar. O assunto é justamente o uso de smartphones, que revolucionou a forma de encararmos nossos aparelhos celulares.

Neurocientistas da Universidade de Zurique fizeram estudos relacionando a frequência de uso de dispositivos com tela sensível ao toque e a resposta cerebral à estimulação dos dedos.

Em conclusões, eles perceberam que a relação desses fatores é proporcional, ou seja, o uso constante do touchscreen aumenta cada vez mais a atividade cerebral resultante do estímulo tátil dos dedos, principalmente polegares e indicadores.

O foco do estudo é devido ao intenso, e talvez até indiscriminado, uso de aparelhos de tela sensível ao toque atualmente. Além da facilidade fornecida por essa tecnologia, o toque na tela aproxima mais a ação de dar um comando à sua execução do que o uso de um joystick ou de botões fazia.

Além disso, o tempo dispensado em operar smartphones é significativamente maior do usado em aparelhos celulares comuns, já que a quantidade de funções e recursos nos primeiros é infinitamente maior.

Enquanto um celular antigo era capaz de efetuar ligações, enviar mensagens em um teclado muito pouco prático e quando muito tinha uma internet WAP bastante lenta, o smartphone fornece entretenimento 24 horas por dia se o usuário quiser.

As lojas de aplicativos fornecem programas que se equiparam aos disponibilizados em computadores, inclusive com alguns utilizando sensores de imagem, proximidade e localização que um notebook ou computador de mesa, por exemplo, não são capazes de fornecer.

Outro fator que prende o usuário ao celular atual é a quantidade de redes sociais disponíveis nesses aparelhos. Apps do Facebook, Instagram, Twitter e Whatsapp conectam usuários no mundo todo, fornecendo uma vida virtual nunca antes vista em redes mais antigas, como os extintos Orkut e MSN Messenger, por exemplo.

Porém, uma ressalva feita pelos neurocientistas aponta que a mesma área estimulada no cérebro pelo uso dos smartphones também está ligada com disfunções motoras e dor, ou seja, por mais que a tecnologia faça nosso cérebro se potencializar, alguns efeitos colaterais inesperados também podem acompanhar.

Por Rannier Ferreira Mendes

Foto: divulgação


A empresa Mozilla é conhecida por muita gente por produzir o navegador de internet Firefox. No entanto, ela também possui outros softwares disponíveis, assim como dispositivos móveis.

Talvez devido à gratuidade do Mozilla Firefox, os usuários do mundo virtual sempre associam a marca ao navegador, como uma alternativa ao controverso Internet Explorer, disponível nos computadores pelo mundo.

Recentemente, a Mozilla lançou seu novo smartphone, o Fx0. Diferentemente do que muitos pensam, esse já e o décimo sexto dispositivo móvel lançado pela marca. Vale lembrar que esses aparelhos rodam um sistema operacional próprio, o Firefox OS; o que não é comum nessas fabricantes “menores” de smartphones, que normalmente rodam o Google Android ou o Microsoft Windows Phone.

Quanto à sua posição no mercado, o Fx0 é um aparelho mediano, ou seja, suas configurações de hardware ficam entre os aparelhos chamados de entrada, que possuem características mais básicas, e os topos de linha fabricados, que possuem as melhores inovações tecnológicas disponíveis no momento de sua produção.

Dentre as suas especificações técnicas, o Fx0 possui um processador Snapdragon, de quatro núcleos, com 1,2 GHz cada, sua memória RAM é de 1,5 GB e seu espaço de armazenamento interno é de 16 GB; porém, como a grande maioria de smartphones que apresenta uma única opção de capacidade de armazenamento, sua memória de massa é expansível com cartões Micro SD.

A tela do aparelho é do tipo IPS, com 4.7 polegadas e resolução de alta definição. Quanto aos recursos fotográficos, o smartphone possui uma câmera principal de 8 MP e uma frontal de 2,1 megapixels, destinada a selfies e videoconferências.

Quanto às tecnologias disponíveis, ele suporta NFC, LTE, rede 4G e WebRTC. Como um diferencial em relação aos demais aparelhos disponíveis no mercado, a Mozilla resolveu produzir um aparelho com a carcaça transparente, ou seja, é possível visualizar todos os componentes internos com o smartphone montado.

Por enquanto, o aparelho está sendo vendido apenas no Japão, porém em breve será distribuído para as demais regiões do globo.

Por Rannier Ferreira Mendes

Foto: divulgação


Caso você esteja planejando trocar de smartphone ou tablet por um top de linha, talvez seja uma uma boa ideia aguardar um pouco mais pelos próximos lançamentos. A Samsung começou a produzir massivamente módulos de 4 GB de memória RAM para notebooks, smartphones e tablets. Isso significa que, além da maior memória, novos recursos podem aparecer nos próximos produtos.

Em seu recente anúncio a fabricante disse que obteve sucesso no desenvolvimento do primeiro chip de memória com capacidade de 8 gigabits. Atualmente, a maioria dos dispositivos mobile top de linha vem com 3 GB de memória RAM.

Agora, com os novos módulos LPDDR4, o mercado dará um salto em um dos quesitos de hardware mais importantes no desempenho de um aparelho e, claro, isso irá favorecer a melhoria de muitos recursos, o desenvolvimento de novas funções que exigem mais memória e qualquer evolução que dependia de mais memória RAM.

A nova memória de 8 gigabits terá 40% de economia no consumo de energia em relação ao padrão atual, o LPDDR3. E, mesmo assim, seu desempenho será 50% maior. Ou seja, com maior economia de bateria, talvez aparelhos mais finos e telas maiores e mais poderosas possam surgir.

A arquitetura combina quatro chips de 8 gigabits e de 20nm, que permite uma taxa de troca de dados a 3.200 Mbps. A nova tecnologia oferecerá compatibilidade à gravação e exibição de vídeos em 4K e, claro, tornará possível o uso de mais aplicativos ao mesmo tempo, melhorando o tempo de resposta na troca de janelas, e favorecerá recursos como de imagens contínuas em alta definição.

Segundo a Samsung, o foco para sua nova tecnologia será aplicado em notebooks ultra-finos também. Afinal, com um chip com maior capacidade de memória e menor consumo de bateria, irá favorecer o espaço físico desse tipo de aparelho.

Tablets e smartphones agora poderão investir mais em telas grandes com resolução 4K. Portanto, os próximos lançamentos top de linha podem incluir todas essas características.

Por Daniel Cavalcante

Foto: divulgação


Ao longo das semanas recentes, muitas especulações estão sendo emitidas pela mídia sobre a Samsung. A empresa está próxima de disponibilizar seu novo produto que será destaque no mercado, que é o Galaxy S6, e muitas notícias têm circulado na internet.

Uma destas notícias relata que o modelo Galaxy S6 possuirá uma carcaça fabricada totalmente em alumínio e outra notícia é que as duas laterais da tela terão características em curvas.

Este fato é extraordinário, pois será uma alternativa da Samsung contrária a todas as suas fabricações até o momento. Ainda com a atualização dos smartphones Galaxy Note 4 possuindo bordas metálicas, a companhia jamais produziu um Android com sua carcaça totalmente fechada em alumínio.

Pode-se dizer com isto que o consumidor do Galaxy S6, com estas possibilidades de caraterísticas, não possuirá acesso à bateria do aparelho.

Não existe nenhuma foto ou divulgação desta construção metálica e do possível dispositivo, entretanto, o site HDBlog.it afirma que estas notícias são provenientes de fontes de autoridade. Em outros momentos, a matéria da Itália também divulgou de forma correta alguns aparelhos. Desta forma, é preciso acompanhar estas informações e, mesmo assim, verificar com mais clareza se isto é verdade.

Esta matéria nega a possibilidade da disponibilidade do dispositivo na CES 2015, estipulando a possibilidade de lançamento para o segundo trimestre do ano, momento que a empresa costuma divulgar um novo smartphone de destaque no mercado.

Sobre o detalhe do dispositivo possuir duas bordas da tela com curvaturas, o site afirma que isto pode ser uma garantia para o modelo padrão do GS6. Isto significa que não existirá um modelo Galaxy S6 padrão e um Galaxy S6 “Edge”. Mesmo assim, as curvaturas estão superficiais, ao contrário do que é encontrado no Note Edge, de forma a não prejudicar o uso.

O site também volta a afirmar a possibilidade da existência de modelos com processadores distintos.

Por Felipe Couto de Oliveira

Foto: divulgação


A cada dia aparecem novos lançamentos no ramo dos smartphones. A Huawei lançou o smartphone Honor 6 Plus, sendo apostado como um possível rival do iPhone 6 Plus da Apple. O modelo Honor 6 Plus promete ser mais bem sucedido do que o aparelho da Apple.

O dispositivo Honor 6 Plus possui configurações bem diversificadas, permitindo que o usuário tenha possibilidades diferenciadas para o uso do aparelho. O modelo possui um ecrã de 5.5 polegadas, um processador exclusivo Huawei Kirin 925 octa-core, resolução Full HD, armazenamento interno de 16/32 GB, que pode ser ampliada em até 120 GB através de cartão microSD, memória RAM de 3 GB, bateria de 3.600 mAH, 4G cat 6 e ainda EMUI 3.0.

Da mesma forma como os modelos recentes disponibilizados, o dispositivo possui boas configurações para navegação e suas funcionalidades são velozes, garantindo que sua acessibilidade não falhe.

Mesmo assim, vale ressaltar que o ponto principal do aparelho não está em suas especificações, mas seu grande ponto de destaque é a câmera. O dispositivo possui duas câmeras de 8 MP cada uma. A câmera do dispositivo permite foco duplicado para a utilização em fotografias.

A grande câmera do Honor 6 Plus não é uma exclusividade no segmento da tecnologia, entretanto, é um dos pontos principais para o aparelho. A potencialidade para o ajuste de abertura possibilita dar um aspecto de autoridade para as fotos, enfatizando-se a mudança de foco de imagem, que possibilita focar ou desfocar objetivos de forma livre.

A configuração de dupla focagem não possibilita apenas um aprimoramento das fotos no fator de profundidade, mas permite também um acompanhamento no clique de imagens em lugares com baixa luminosidade.

A configuração de ajuste da abertura entre o f/0.05 ao f/16 possibilita uma margem significativa para uma melhoria dos jogos com luz, possibilitando também vários filtros para unir à edição.

Por Felipe Couto de Oliveira

Foto: divulgação


O modelo Lumia 630 foi disponibilizado no mercado em maio de 2014, sendo destinado como um smartphone de entrada da Microsoft. O aparelho possui configurações muito semelhantes com o modelo Lumia 625. Este último é considerado como um aparelho com nível médio e foi disponibilizado no mercado em setembro de 2013. Veja a seguir as características de cada um deles.

O aparelho Lumia 630 possui uma tela de 4,5 polegadas, uma memória RAM de 512 MB, câmera de 5 megapixels, armazenamento interno de 8 GB, que pode ser ampliado através de cartão microSD, e também um processador quad-core de 1,2 GHz.

No território brasileiro, o preço do dispositivo pode variar de R$ 400 até, aproximadamente, R$ 500, ultrapassando diversos smartphones rivais da categoria. Desta forma, ele se destaca por ter um ótimo custo-benefício.

Foto: divulgação

O modelo Lumia 625 possui caraterísticas de hardware muito semelhantes com o modelo Lumia 630. O Lumia 625 tem processador igual, sendo o Qualcomm Snapdragon 400 de 1,2 GHz, possui também armazenamento interno igual ao Lumia 630, com 8 GB.

A memória RAM é de 512 MB e sua câmera é exatamente a mesma, com uma resolução de 5 megapixels. Entretanto, sua tela tem 4,7 polegadas.

Ao ser disponibilizado no Brasil, o dispositivo foi vendido por aproximadamente R$ 1 mil. Entretanto, ele é vendido no momento atual em algumas lojas de e-commerce pelo preço de R$ 630.

Foto: divulgação

De forma geral, o que diferencia o modelo Lumia 630 do Lumia 625 trata-se do último ter acesso à rede 4G, que é um fator determinante aos usuários que buscam velocidade para a navegação na internet ou visualização de vídeos on-line.

Tanto o Lumia 630 como o Lumia 625 têm slot para cartão microSD, onde eles se distinguem pelo fato do Lumia 630 permitir cartões de até 128 GB, enquanto o Lumia 625 permite somente até 64 GB.

Por Felipe Couto de Oliveira


Os modelos Nexus 6 e Moto Maxx são smartphones fabricados pela Motorola, destacando-se por ocuparem posições top de linha. O modelo Nexus 6 foi disponibilizado em outubro, mas não foi lançado em território brasileiro. O modelo Moto Maxx, por sua vez, foi disponibilizado em novembro e chegou ao Brasil com a versão do Droid Turbo, denominação vinda dos Estados Unidos. Veja a seguir as diferenças entre os dois aparelhos:

Os dois dispositivos possuem potências idênticas. Eles são compostos pelo processador Qualcomm Snapdragon 805 quad-core de 2,7 GHz e uma memória RAM de 3 GB. O armazenamento de ambos os aparelhos é de 64 GB e não pode ser ampliado com cartão de memória.

Apesar da Motorola ter compactado as funcionalidades dos aparelhos, alterando da menor forma possível, o Android do smartphone Nexus 6 é difícil de ser vencido. Este dispositivo possui originalmente o recente Android 5 Lollipop. O modelo Moto Maxx, por sua vez, possui o KitKat 4.4.4 atualizado para a versão recente.

Foto: divulgação

O grande modelo Nexus 6 possui 5,96 polegadas, enquanto o Moto Maxx possui 5,2 polegadas. É escolha do usuário se as telas ampliadas sejam um ponto positivo ou negativo. Os dois aparelhos possuem telas AMOLED, além da resolução quad HD de 1440 x 2560 pixels.

Entretanto, o Moto Maxx se destaca neste sentido por ter um display menor, enquanto sua densidade é de 565 pixels por polegada, superando o Nexus 6, que possui 496.

O smartphone Moto Maxx têm incríveis 3.900 mAh de capacidade, onde o aparelho pode ser usado em até 40 horas sem ser recarregado. O Nexus, por sua vez, possui bateria de 3.220 mAh, recordando o fato dele possuir uma tela bem maior, sendo um fator determinante para o maior consumo de bateria.

Foto: divulgação

O preço do Moto Maxx é de R$ 2.199,00, enquanto não há expectativa ainda para que o Nexus 6 seja recebido no Brasil.

Por Felipe Couto de Oliveira


Atualmente, um número muito grande de pessoas estão trocando seus aparelhos celulares mais simples por um smartphone, que conta com inúmeros recursos que os celulares mais antigos não possuem. Dentre tantas opções de aparelhos, o consumidor fica perdido na hora da compra.

Para ajudar na escolha do seu novo celular, apresentamos algumas dicas a seguir:

1 – Sistema operacional

É importante usar plataformas já conhecidas, pois estas contém mais aplicativos e melhor suporte. Os sistemas mais conhecidos e renomados são: iOS (iPhone), BlackBerry, Symbian, Android e Windows Phone.

O Android e o Windows Phone podem ser colocados em aparelhos de diversos fabricantes, sendo que respeitem alguns requisitos. Antes de adquirir o seu smartphone procure informações sobre esses sistemas com outros usuários, no site do fabricante e em fóruns de discussão, por exemplo.

2 – Duração da bateria

Tome cuidado com as informações sobre a duração da bateria, pois muitas vezes o fabricante especifica que a bateria dura várias horas, mas não explicita que isso acontece somente em situações em que o usuário exige pouco do celular.

Por esta razão, é interessante pesquisar na internet e com amigos que já possuam o smartphone, quanto tempo a bateria dura quando redes 3G , Wifi e Bluetooth estão ativadas.

3- Câmera

É importante verificar se o modelo desejado é capaz de gerar imagens com qualidade. Para que isso aconteça, é recomendável o aparelho possuir, no mínimo, 2 megapixels, para obter fotos com resolução razoável. E bom averiguar se o aparelho também grava vídeos.

A maioria dos modelos já vem com o flash integrado, a iluminação é feita por meio de LEDs, e fornece resultados satisfatórios quando o usuário precisa capturar imagens no escuro ou em lugares com pouca iluminação.

4 – Acessórios

Verifique os acessórios que acompanham o seu smartphone e quais  são oferecidos separadamente. Hoje em dia, a maioria dos aparelhos oferecem os seguintes itens: carregador de energia, cartão de memória e fone de ouvido.

Antes de concluir a sua compra, confira se o fabricante disponibiliza acessórios opcionais que podem te interessar, como bateria extra, capas de proteção, teclado externo, entre outros.

Por fim, tenha cuidado com smartphones falsificados e pesquise bem antes de realizar sua compra.

Por Raquel Alice

Foto: divulgação


A Samsung é líder em trazer novidades, e disponibiliza um dispositivo onde a expectativa é ter bons resultados. Ocorreu a divulgação do Galaxy Core Max, modelo SM-G5108Q, que promete novidades para os usuários. Ele faz parte da linha intermediária do Galaxy, possuindo uma boa tela Super Amoled, sistema dual-chip, além do Android 4.4 KitKat, incluindo a interface TouchWiz.

A linha da empresa apresenta aspectos iguais na parte visual do Galaxy. O aparelho tem um hardware com nível médio, onde inclui um processador quad-core de 1,2 GHZ, possui 8 GB de memória internet e 1 GB de memória RAM.

O modelo possui um display de 4,8 polegadas, que é bem inferior em relação aos anteriores, entretanto, é inigualável ao considerar a tecnologia Super Amoled aplicada, onde possui uma resolução HD de 960 x540 pixels.

O aparelho é atrativo pelo fato de possibilitar um aspecto econômico na sua utilização através da bateria 2200 mAh, onde o prazo de execução tem a possibilidade de ser similar aos dispositivos Android.

O grande fator novo do aparelho envolve sua capacidade fotográfica. O dispositivo possui duas câmeras, sendo uma na parte de trás, que possui 8 megapixels, que é uma linha comum nos dispositivos Galaxy, entretanto, o maior fator novo trata-se da câmera da parte da frente, que possui 5 megapixels.

Este ponto divergente possibilita grande capacidade para os consumidores que amam fotografar frontalmente ou em autorretratos, uma vez que é a grande escolha para se praticar selfies.

O dispositivo tem um bom visual, onde ele possui bordas arredondadas, o que possibilita ser mais flexível no ato de mover o dispositivo, da mesma forma como em outros dispositivos Android que são populares na empresa.

O aparelho foi mostrado na China, entretanto, não existem informações sobre os valores, a data para vinculação no mundo e também quando ele poderá ser recebido no Brasil.

Pode-se esperar que o aparelho começará a ser distribuído nos primeiros seis meses de 2015, que será o período que diversas companhias farão a distribuição de smartphones.

Por Felipe Couto de Oliveira

Foto: divulgação


A Anatel – Agência Nacional das Telecomunicações – já homologou e autorizou a venda no Brasil do primeiro smartphone da chinesa Xiaomi, que já recebeu o apelido de "Apple da China", devido a semelhança entre seus aparelhos e os da empresa de Steve Jobs.

Trata-se do Redmi Note 4G, que provavelmente será o primeiro smartphone da companhia a chegar ao mercado brasileiro.

O certificado de homologação é um documento necessário que atesta os aparelhos para que estes fiquem de acordo com os parâmetros e as regras da agência. Apenas com ele, um produto de rádio conferência, como celulares, podem ser comercializados no país.

De acordo com o certificado de homologação expedido pela Anatel, somente os modelos importados serão vendidos aqui. O Redmi Note 4G será fabricado em na unidade fabril de Pequim, na China. Suas configurações não são nada modestas, principalmente pelo valor cobrado no país de origem. No mercado asiático seu valor é de 999 yuans, o que equivale a R$ 370.

O Redmi conta com um processador Snapdragon Quadcore, além da capacidade de armazenamento interno de 8 GB e memória RAM de 2 GB. A tela de 5,5 polegadas oferece uma resolução de 1280×720 pixels. Ele possui duas câmeras, sendo a principal de 13 Megapixels e a frontal de 5 MP. Ele vem equipado com uma versão modificada do Android 4.4 KitKat com aparência parecida com a do iOS, da Apple.

A companhia, desde o segundo trimestre de 2014, é a que mais vende aparelhos celulares na China, de acordo com a consultoria Canalys. A Xiaomi ultrapassou até mesmo a sul-coreana Samsung. Só entre os meses de abril e junho ela comercializou mais de 15 milhões de celulares.

Já existe um escritório da empresa no Brasil em São Paulo. Vale lembrar que o avanço da Xiaomi é de responsabilidade de um brasileiro. Hugo Barra é ex-funcionário do Google e hoje é vice-presidente da divisão internacional da Xiaomi. Ela é conhecida pelos aparelhos baratos e de bom desempenho.

Por Ana Rosa Martins Rocha

Foto: divulgação


A Tonino Lamborghini é uma empresa que constrói produtos de luxo, criada pelo filho do fundador da fabricante de carros Lamborghini. Assim como os carros, os produtos como relógios, fones de ouvido e smartphones possuem traços característicos da marca: altíssima qualidade e estilo, sem se preocupar com preço.

Quem nunca pensou em ter uma Lamborghini? Para os produtos Tonino Lamborghini, o comprador não precisa ser milionário, mas apenas ter bom gosto e condições de investir em um luxo um pouco maior do que está disponível no mercado regular.

Como novidade da marca, o smartphone Tonino Lamborghini 88 Tauri está programado para entrar no mercado em janeiro de 2015. Seu nome é baseado na constelação homônima e suas especificações o fazem uma verdadeira estrela entre as opções de aparelhos disponíveis no mercado.

Como dito por representantes da própria marca, assim como os motores dos carros Lamborghini, os smartphones precisam ter peças muito potentes para satisfazerem todas as necessidades e desejos do consumidor. Quanto à disponibilidade, os aparelhos serão fabricados em uma quantidade limitada.

Quanto às especificações técnicas, ele virá com um processador Snapdragon 801 SoC, de 2.3 GHz quad core (muito semelhante ao processador do Galaxy S5, que é o smartphone de referência da Samsung).

O aparelho também contará com memória RAM de 3 GB e uma bateria de 3400 mAh, que promete mantê-lo por até 1.000 horas em standby. A tela é gigante, com 5 polegadas, Full HD, 10 pontos multi-touch e com proteção contra oleosidade.

A câmera principal do smartphone será de 20 megapixels, que é uma resolução suficiente para tirar belas fotos. A câmera frontal também não fica muito atrás, com 8 MP, uma alta qualidade, já que é destinada para selfies e chamadas de videoconferência.

O sistema operacional disponível será o Android, possivelmente saindo das lojas com a versão 4.4.4 KitKat. Externamente, o design também chama muita atenção, com opções de cores chamativas e curvas atípicas em smartphones.

O preço do aparelho ainda não foi anunciado, porém vale lembrar que a ideia da marca nunca foi colocar um dispositivo no mercado que ganharia consumidores pelo preço, mas pela qualidade e o nome da marca.

Por Rannier Ferreira Mendes

Foto: divulgação


A Samsung anunciou que planeja reduzir a quantidade de modelos de smartphones em até 30% em 2015, segundo a matéria do The Wall Street Journal. A decisão, que soa um tanto drástica, é uma estratégia para recuperar a fatia do mercado que a coreana vem perdendo nos últimos meses.

Não é novidade que a Samsung está com suas vendas bem abaixo da expectativa. Os lucros da fabricante caíram de 15% para 7% em 2014. Diante de tais números, é óbvio que algumas medidas seriam feitas.

A redução da quantidade de lançamentos de novos modelos, mais especificamente os de baixo porte, visa reduzir a grande variedade para um melhor aproveitamento de componentes e design. Isso deverá resultar em maior praticidade na manutenção, redução de custos de fabricação, mais eficácia no suporte e maior eficiência nos lançamentos.

Para os usuários, a mudança mais notória deverá ser algum aumento na qualidade dos celulares de baixo porte. Podemos esperar alguma padronização de alguns dos componentes em todas as categorias, ainda que isso signifique um aumento do preço final.

Também podemos contar com a descontinuação de alguns modelos que se encontram hoje no mercado. Claro, os modelos da linha Galaxy deve não apenas continuar, mas receber uma maior concentração dos esforços da empresa coreana.

Se tratando de branding, é mais valioso ser uma empresa de poucos excelentes produtos, do que de muitos lançamentos regulares e baratos que não trazem muito impacto. Muito menos lucro.

Talvez, decisões como essa sejam um reflexo da saturação do mercado de smartphones. Se for o caso, veremos mais empresas adotando essa linha, o que não é necessariamente ruim.

Os próximos aparelhos da Samsung deverão ter um maior ciclo de vida, mesmo nas linhas de produtos de baixo custo, o que fortalecerá as marcas e trará maior valor à fabricante no mercado. Também poderá resultar em maiores esforços em inovação nas linhas existentes, para buscar diferenciais em relação à concorrencia.

Por Daniel Cavalcante

Foto: trustedreviews.com





CONTINUE NAVEGANDO: