A Amazon lançou no dia 18 de junho o serviço Kindle Unlimited, que funciona semelhante ao famoso Netflix, porém, em vez de filmes e séries, o aplicativo dá acesso a uma biblioteca virtual com mais de 600 mil livros.

O programa funciona de forma simples, aqueles que já tiverem uma conta Kindle pagam uma mensalidade de US$ 10 para ter acesso ao catálogo. A lista de livros é imensa e promete agradar a todos os gostos, trazendo inclusive títulos famoso com os livros da série “Harry Potter”, “O Hobbit” e “O Senhor do Anéis”.

É necessário possuir uma conta Kindle para aproveitar o serviço. Com a conta em mãos você pode ler diretamente do seu Kindle ou em outros tablets através de aplicativo próprio. O app está disponível para Android, iOS e Windows Phone.

Testando o Kindle Unlimited de graça:

O serviço infelizmente só está disponível nos Estados Unidos, porém, é possível testar e, se você possui domínio da língua norte-americana, até ler um pouco do seu livro favorito. Para testar o programa primeiramente deve-se ter uma conta Amazon. 

1º Passo: Após logar no sistema, clique em “Minha Conta” ao lado do carrinho de compras.

2º Passo: Um menu suspenso será aberto, clique em “Gerencie seu Kindle”.

3º Passo: Será aberta uma nova janela de gerenciamento, do lado esquerdo da tela clique em “configurações do país”. Onde está escrito Brasil, mude para clique no botão ao lado, “Mudar”.

4º passo: É necessário inserir os dados de um endereço válido dos Estados Unidos. Você vai precisar de número, rua, cidade e o código postal de cinco algarismos dos EUA. Se você já tiver um parente morando lá, basta pedir autorização e utilize o endereço, visto que nenhuma cobrança será mandada para lá, tudo é feito pelo seu cartão de crédito.

Feito seu cadastro agora é só voltar na página do Kindle Unlimited e clicar no botão “Start your 30-day free trial”. Com isso, é possível agora buscar seu livro preferido e ver se ele possui a opção “Read for Free”.

Lembrando que o sistema é capaz de vincular a você apenas 10 livros. Quando você tentar pegar “emprestado” o 11º livro o próprio sistema irá sugerir a “devolução” do primeiro que você pegou.

O sistema da Amazon é muito interessante e aguardamos que venha para o Brasil com livros traduzidos, um ótimo incentivo a leitura com um preço bem em conta. Os amantes da leitura irão viajar horas e horas nas suas séries favoritas. Além disso, os livros não estão só disponíveis para quem tem um Kindle, donos de um Android, iOS ou Windows Phone também podem ter acesso a esse serviço através de um aplicativo próprio.

Boa leitura.

Por Felipe Henrique de Souza


Na tarde do dia 18 desse mês, a Amazon revelou seu primeiro smartphone, o Fire phone. Voltado para o consumidor mais exigente, o modelo chegará às lojas por US$ 199 (cerca de R$ 450, sem impostos) no dia 25 de julho deste ano.

Aqueles que quiserem a versão desbloqueada do smartphone têm duas opções: a de 32 GB de armazenamento custando US$ 650 ( equivalente à R$ 1.500 sem impostos), e a de 64 GB custando US$ 750 (aproximadamente R$ 1.700 sem impostos).

Para os usuários do Kindle Fire, o sistema operacional do aparelho será bem familiar. O Fire Phone vem equipado com o Fire OS 3.5, tela de 4,7 polegadas em HD, processador qual-core Snapdragon 800 e 2GB de RAM. A tela é protegida pela tecnologia Gorila Glass 3, conhecida no mercado por proteger seu smartphone contra arranhões.

O aparelho terá versões em 32 GB e 64 GB de espaço de armazenamento não expansíveis, porém, a Amazon garantiu que os usuários terão espaço ilimitado na nuvem para armazenamento de fotos.

Falando em fotos, o smartphone possui duas câmeras, uma traseira com 13 megapixels de resolução e uma frontal, com 2.1 megapixels, garantindo ao usuário uma boa qualidade para registrar seus melhores momentos.

O smartphone da Amazon promete inovar a maneira como você faz compras. Possuindo um botão dedicado à essa função, o Fire Phone é capaz de reconhecer mais de 70 milhões de itens através de sua câmera. O recurso é simples, você tira a foto de algo como a capa de um livro por exemplo, se esse livro estiver à venda na Amazon, você é automaticamente direcionado para a página de compra do item.

São inúmeras as possibilidades de reconhecimento. Você pode usar o recurso para reconhecer filmes, episódios de TV, músicas e fora os itens mais comuns do nosso dia-a-dia como livros, eletrônicos, revistas, etc.

O Fire Phone possui um recurso interessante que é similar ao paralaxe, do iOS 7, com funcionalidade em diversos aplicativos. Com quatro câmeras frontais capazes de reconhecer movimentos, você pode acessar menus ou funções adicionais apenas balançando ou girando o aparelho.

Esse recurso possibilita a utilização do aparelho com apenas uma das mãos, além de facilitar o uso de recursos avançados de aplicativos.

O Fire Phone da Amazon veio para abalar seus concorrentes. Com um hardware potente e pequenos detalhes, fazem desse aparelho um diferencial no atual mercado de smartphones. Imagine nunca mais ter problemas com fones de ouvidos enrolados, pois o aparelho vem com fones magnetizados que impossibilitam tal problema.

Fire Phone será lançado em 25 de julho de 2014.

Por Felipe Henrique de Souza

Foto: divulgação


 Parece que está cada vez mais próximo o dia em que a Amazon entrará no mercado de smartphones. Os testes dos aparelhos estão na fase final.

A empresa Amazon possivelmente entrará na disputa pelo seu lugar no comercio de celulares inteligentes, lançando para o mundo dois modelos distintos desse tipo de aparelho, um possuiria tecnologia 3D e eye-track (que detecta e responde  para onde o usuário olha) e o outro é do tipo popular.

Desde 2011, tem chegado na mídia informações desencontradas acerca da Amazon e a sua criação de smartphones, entretanto em maio de 2013 o que era especulação virou certeza quando o Wall Street Journal divulgou os dois aparelhos da marca. Depois de meses, foram liberados alguns detalhes sobre a configuração dos aparelhos.

De acordo com as informações obtidas, o novo modelo topo de linha iria se chamar Duke, mas no final a empresa decidiu por chama-lo de Smith. O “Smith” possuiria uma câmera em cada canto da parte dianteira do aparelho, conseguindo assim acompanhar os movimentos dos olhos e cabeça do usuário, podendo assim mover a interface, esse movimento geraria a impressão desta ser 3D.

No que tudo indica, o modelo do tipo popular chegaria no mercado ainda em 2013, porém o topo de linha seria comercializado somente em 2014.

Por Melina Menezes


A Amazon planeja expandir seus negócios com o desenvolvimento de novos aparelhos, informou o site Mashable.

Há mais de um ano, existem rumores que a empresa estaria projetando um novo smartphone. Na verdade, fontes familiarizadas com os planos da companhia revelaram que a empresa está trabalhando em dois novos aparelhos.

A grande novidade sobre isso é um suposto smartphone com tela 3D que usa uma tecnologia sensível à retina, o que exclui o uso de óculos especiais e possibilita aos usuários navegarem apenas movendo os olhos.

O Citigroup afirmou em nota que acredita que o celular estaria sendo projetado para o ano que vem. Mas, mesmo assim, os acionistas se animaram com a notícia e as ações da empresa subiram 1,5% na Nasdaq, bolsa americana de empresas de tecnologia.

Além da suposta fabricação dos smartphones, a Amazon que é detentora da maior e-commerce do mundo e do famoso leitor de livros Kindle, também estaria de olho em novos produtos. Um aparelho para tocar música por streaming e um para a televisão semelhante ao Apple TV seriam outras inovações que a empresa poderá lançar no mercado.

Por BCC


Segundo a Bloomberg, uma das mais respeitadas publicações de Economia do mundo todo, a Amazon está desenvolvendo um smartphone com plataforma Android para tentar competir com o iPhone da Apple.

Em sua publicação, o site citou duas fontes com conhecimento no assunto para poder fazer a afirmação. Uma fonte da Bloomberg alegou que a Foxconn seria uma grande parceira para realizar este projeto, porque a fabricante é a responsável pela fabricação de diversos produtos da Maçã.

Para complementar a estratégia do novo aparelho, segundo a Bloomberg, a Amazon ainda iria adquirir patentes que cobrem tecnologias sem fio, para assim se defender contra alegações de violação de patentes que poderão surgir no futuro.

Fica claro que, com o lançamento de um smartphone, a Amazon está tentando repetir o grande sucesso que obteve com o Kindle Fire, o tablet da empresa que vem equipado com uma versão totalmente modificada do sistema operacional da Google.

Todas as afirmações feitas pelas fontes da Bloomberg são bastante semelhantes ao que o analista do Citigroup, Mark Mahaney, disse em novembro do ano passado. O analista havia afirmado que a Amazon teria planos de lançar um smartphone.

Ao ser questionado, Drew Herdener, porta-voz da Amazon, não fez nenhum comentário sobre o assunto.

Por Guilherme Marcon


Existem vários rumores circulando pela internet de que o Facebook e a Amazon irão entrar no mercado de smartphones, mas isso não é exatamente uma novidade. Enquanto a Amazon se beneficia de sua rede de distribuições bem sucedida, o Facebook tem a popularidade e o dinheiro que são necessários para o lançamento de um aparelho capaz de competir com diversas empresas de peso no mercado, como o Google e a Apple.

Ted Morgan, CEO da Skyhook, empresa que ficou famosa por fornecer serviços de posicionamento por Wi-Fi para aparelhos com sistema Android e iOS, disse que uma das duas companhias está pronta para o lançamento de um novo aparelho de peso baseado no sistema Android. Apesar disso, ele alega que o dispositivo não irá fazer parte do programa Google Experience, o que significa que o novo aparelho não irá ter seu uso aprovado no Google Play.

Morgan ainda falou que os desenvolvedores estão ficando de queixo caído com as mudanças de direcionamento do Google, pois a empresa começou a impor medidas draconianas no que se refere aos conteúdos que podem ser desenvolvidos para a plataforma da empresa.

De acordo com o executivo, as companhias estão confiantes com o sucesso da Amazon no mercado de tablets e, segundo ele, isso torna forte a evidência de que a empresa pode ser a próxima a conseguir entrar no concorrido mercado de smartphones.

Por Guilherme Marcon


Já pensou em comprar um smartphone top de linha como o HTC Aria ou o Motorola BackFlip por apenas 1 centavo? Nos Estado Unidos, onde a guerra entre as operadoras é muito acirrada, isso é possível. E quem está oferecendo esses smartphones Android super-baratos é a Amazon.

É claro que por trás desse preço há um plano embutido de dois anos pela AT&T. Mas não deixa de ser uma oferta tentadora. E, nós, brasileiros ficamos loucos de inveja, já que por aqui um Motorola Backflip, por exemplo, não sai por menos de 1300 reais. Bem que as operadoras brasileiras poderiam oferecer ofertas desse tipo.

Além desses dois smartphones a Amazon também está vendendo o BlackBerry Bold 9700 por menos de 50 dólares no mesmo plano.

Por Maximiliano da Rosa





CONTINUE NAVEGANDO: