O app, chamado de Caixa de Quadrinhos, pode ser baixado gratuitamente para iOS e Android

Depois de encantar a várias gerações com as histórias e peripécias da Turma da Mônica, Mauricio de Sousa lança um aplicativo com gibis da sua criação. O app chama-se Caixa de Quadrinhos.

Não há brasileiro que nunca tenha ouvido falar da Mônica, Cebolinha, Cascão, Magali e seus amigos. Esta turminha já viveu muitas aventuras e permitiu que as crianças desenvolvessem a sua criatividade em diversos livros para colorir.

Agora, eles chegam para encantar um novo público infantil, o tecnológico. Em um mundo repleto de tecnologia, as crianças vivem hoje uma infência bem diferente da que existia há uns anos atrás.

Smartphones, tablets, notebooks e afins, não são aparelhos desconhecidos para a maior parte das crianças que possuem acesso à eles, inclusive, os pais têm incentivado este consumo precoce de materiais tecnológicos. 

O lançamento da Turma da Mônica como app causou alegria não só nos pequenos como também em muita "gente grande" que poderá reviver os bons momentos infantis.

O aplicativo conta com mais de 500 gibis da Mônica e seus amigos lançados a partir da década de 80. O app é liberado para tablets e smartphones.

Quem quiser ler os gibis desta forma virtual, poderá efetuar dois tipos de assinatura: uma mensal, no valor de US$ 5 para iOS e R$ 13,07 para dispositivos Android, ou anual, de R$ 104,96 para aparelhos que rodem o sistema operacional Android e US$ 40 para iOS.

O aplicativo permite selecionar a história que deseja ler pelo personagem protagonista e também poderá baixar as edições para ler quando estiver sem acesso à internet.

O download do aplicativo pode ser feito de forma gratuita para ambos sistemas operativos.

A intenção de Mauricio é ir bem mais além. No futuro, ele pretende fazer a tradução do app para outros idiomas. Também é prevista a colocação de uma banca virtual, onde possam ser comercializados os novos gibis da Turma da Mônica.

Por Melina Menezes

Foto: divulgação


O Ministério das Comunicações aprovou recentemente uma lista contendo 53 novos aplicativos nacionais desenvolvidos pelos fabricantes de aparelhos como a Huawei, LG, Samsung e Positivo. Os apps apresentados na lista irão estar integrados nos celulares das marcas que deverão receber isenção de impostos por aqui como, por exemplo, o PIS e o COFINS. Essa foi a forma encontrada pelo governo federal na tentativa de provocar uma redução nos custos desses aparelhos no país.

Na nova lista divulgada a LG conta com 21 aplicativos, a Positivo com 12 e a Samsung e Huawei com 10 cada. De acordo com as informações divulgadas pelo site TeleSíntese o foco principal dos softwares apresentados são as redes sociais, os setores de entretenimento, de notícias, compras e esportes. Este último, claro, devido à realização da Copa do Mundo no Brasil. Os novos programas aprovados serão integrados a uma lista já divulgada pelo Ministério das Comunicações.

Como é que isso funcionaria? Bom, a ideia apresentada até o momento é de que cada modelo de smartphone que seja isento de impostos deverá trazer integrado a quantidade mínima de cinco aplicativos. Também há a informação de que esse número poderá sofrer um aumento gradativo podendo chegar a ordem dos 50 até o fim do ano de 2014. Um detalhe importante é que todos os aplicativos serão disponibilizados em língua portuguesa e já podem vir instalados ou conforme o caso serem ativados pelos usuários por meio de guias de aplicação ou ainda por aplicação dedicada a tal fim.

Todos esses fatores poderão provocar uma redução nos preços desses modelos que poderá chegar a 8,9%. O problema (ou solução conforme a visão de cada um) é de que é restrita apenas a modelos que tenham um custo de até R$ 1.500. Entre os modelos que foram beneficiados com a tal redução estão os RAZR e Defy, da Motorola, os da linha Optimus, da LG e Lumia, da Nokia.

Por Denisson Soares

Apps para smartphones

Foto: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: