Na segunda quinzena deste mês a Blackberry informou publicamente que o Conselho Administrativo da empresa anda trabalhando na intenção de encontrar “estratégias alternativas” que contribuam para o aumento do valor da empresa bem como de suas vendas. Uma das alternativas comentadas foi a venda da empresa o que para alguns não é uma boa ideia, principalmente para quem comprar.

Um dos principais nomes que acreditam nesse mal negócio é Jean-Louis Gassée, que além de ser um ex-executivo da Apple também já foi presidente da PalmSource. Nas palavras de Gassée, em entrevista para o jornal americano The New York Times, comprar a Blackberry seria um ato de necrofilia.

Para alguns não pode chegar a tanto, mas uma coisa é certa: Nos últimos tempos a empresa vem passando por uma tempestade que parece não ter mais fim. Mesmo que se coloque a Blackberry à venda não existem no mercado muitos investidores interessados na empresa.

Vale lembrar que no passado algumas das grandes companhias da área de tecnologia como a Microsoft manifestaram interesse na compra da empresa. Outro ponto que devemos levar em consideração é que mesmo havendo companhias de tecnologia de porte menor interessadas no negócio – até porque neste caso seria interessante para elas explorar a marca e suas tecnologias – outra barreira é levantada. O motivo aqui é que o governo do Canadá onde a empresa é sediada, que não é muito a favor desse tipo de aquisição uma vez que para ele haveria algumas implicações de segurança nacional.

Por outro lado, alguns especialistas na área sugerem que o que o fechamento do capital da empresa seria uma boa alternativa para dar tempo para que a mesma focasse em sua marca e em sua evolução sem ter que se preocupar a quantas anda suas ações no mercado.

Para se entender melhor em que tornado a Blackberry se encontra basta dar uma olhada em suas ações. Apenas neste ano, o valor das mesmas despecaram 19%. Em uma visão ainda mais significativa basta observar que em 2008 a empresa tinha um valor de mercado de US$84 bilhões e que hoje não passa dos US$4,8.

O que resta é desejar sorte para que a companhia tenha êxito com a nova linha de aparelhos Blackberry 10 e que consiga encontrar uma saída para o tormento.

Para saber mais sobre a Blackberry clique aqui e acesse o site da empresa em português.

Denisson A. Soares


Para os usuários de smartphones BlackBerry, um dos maiores problemas está em sua loja de aplicativos, que é extremamente limitada se comparada as suas principais rivais, Google Play (Android) e AppStore (para iPhone).

Porém essa história está começando a mudar, com o novo sistema operacional da marca canadense, o BlackBerry 10, muitos desenvolvedores começam a criar seus aplicativos para a plataforma, o que é um grande passo da empresa para conseguir atingir mais usuários.

Dessa vez foi o Skype que foi lançado para a plataforma, aclamado programa que consegue unir mensagens com ligações através de redes Wi-Fi e 3G.

O aplicativo permite que seus usuários criem uma conta e consigam se comunicar sem gastar com o seu plano de ligações e mensagens. Muito popular principalmente para realizar videochamadas o aplicativo, que agora pertence a Microsoft, faz grande sucesso em todo mundo.

A interface não mudou em nada para o novo OS e continua da mesma forma que vinha no Q10, bem parecido com o que conseguimos ver em aparelhos com Android e iOS.

Esse é um grande passo da BlackBerry para conseguir entrar no mercado dos grandes smartphones, principalmente para um público mais geral, já que a marca consegue um lugar de bastante destaque no ramo corporativo.

Por Henrique Nicolau


BlackBerry R10 com BB10A empresa canadense BlackBerry responsável pelo lançamento de aparelhos com esse mesmo nome está preparando mais novidades.

Recentemente a empresa fez fortes investimentos para acompanhar a evolução do mercado de smartphones e recuperar o espaço que perdeu nos últimos anos para os aparelhos com Android e iOS da Apple, e lançou aparelhos com o novo sistema chamado de BlackBerry 10.

O BB10 é um sistema operacional desenvolvido para ser executado por aparelhos da empresa e que é muito similar aos concorrentes. Com praticamente todas as principais funcionalidades do Android e o iOS da Apple, o BB10 conta com uma loja de aplicativos virtuais com quase tudo que o usuário precisa quando pensa em soluções oferecidas por aplicativos.

O sistema conta com um emulador para o iOS o que facilita a conversão dos aplicativos para a plataforma da empresa, essa conversão no entanto deve ser feita pelos próprios desenvolvedores da aplicação.

A grande novidade anunciada é que além dos aparelhos Z10 e Q10, únicos que rodavam o sistema até então, está saindo do “forno” o novo R10. Segundo as informações, o aparelho será um pouco mais simples que seus irmãos mais velhos, no entanto virá com 2GB de memória RAM para processamento, 8GB de armazenamento interno e câmera de 5 Megapixels que são configurações bastante robustas.

O R10 terá teclado físico tipo QWERTY para usuários que não conseguem se adaptar aos teclados virtuais. 

Por Bruno Hardt


A marca canadense BlackBerry, muito conhecida pelos seus smartphones principalmente no ramo corporativo, vem sofrendo muitos prejuízos com os recentes lançamentos de outras marcas. Principalmente em questão de seus sistema operacional, que não consegue bater os tão aclamados Android e iOS.

Pensando nisso, a empresa disponibilizou recentemente um serviço inovador que permite que usuários de outros sistemas “experimentem” o OS da marca.

Para fazer isso, basta que os usuários de Android ou iOS, acessem o site blackberry.com/glimpse. Dessa forma, uma espécie de demonstração interativa de seu novo sistema operacional, o BlackBerry 10. Ao acessar o site, o usuário deve seguir as indicações que aparecem na tela, geralmente um ponto verde e ir interagindo com o sistema.

A nova estratégia de Marketing da empresa tenta compensar o tempo perdido e principalmente mostrar aos principais concorrentes como Iphone e a linha Galaxy da Samsung, que a marca tem bastante poder ainda no ramo e que vem com tudo nessa nova interface.

Apesar de um excelente sistema, a BlackBerry ainda terá que investir um pouco mais para conseguir chegar nos dois lideres do segmento, principalmente pela sua loja de aplicativos, que sofre um sério problema de disponibilidade e quantidade de apps.

Por Henrique Nicolau


Para quem ainda tinha receio sobre se o BlackBerry 10 iria emplacar como um smartphone a altura dos concorrentes (Apple, Android e Windows) surge o primeiro número expressivo. A loja online do sistema operacional já ultrapassou a marca de 100 mil aplicativos com menos de 3 meses de atividade, lançada em janeiro deste ano junto com novos aparelhos  Z10 e Q10.

Pode parecer pouco tempo se pensarmos nos concorrentes que já batem a casa dos milhões de aplicativos, mais considerando o pouco tempo desde o lançamentom esse número pode indicar um futuro bastante promissor. Esse número engloba desde aplicativos exclusivos, até os adaptados de outras plataformas para o BB10. O dispositivo conta com um emulador que facilita a conversão de aplicativos do Android para o seu sistema operacional, mais isso deve ser feito pelos próprios desenvolvedores dos aplicativos.

Os esforços para consolidar o BB10 como sistema operacional de peso ainda não se esgotaram, a RIM (fabricante do BlackBerry) chegou um pouco atrasada ao mercado e entrou no meio de uma guerra de gigantes já bem estabelecidos. Com esses números sendo divulgados, espera-se que diminua o receio do consumidor que ainda não se decidiu sobre qual plataforma usar, escolha a marca que sempre contou com um público bastante fiel pelo seu pioneirismo na era da telefonia inteligente.

Por Bruno Hardt





CONTINUE NAVEGANDO: