Ferramenta possibilita que usuários com Windows 10 possam transformar o smartphone em computador.

Os adeptos do Windows Phone costumam comentar que o sistema operacional mobile da Microsoft é bom, rápido e funcional, porém carece de bons e variados aplicativos em sua loja. A Play Store, do Google, por exemplo, tem milhares de apps em apenas uma categoria. Já a Windows Store, apesar de ter bons produtos, não oferece a mesma variedade.

Mas quem pensa que a marca norte-americana não se importa com seus usuários de smartphones, engana-se. Durante a BUILD 2015, evento de tecnologia organizado pela própria Microsoft, a marca revelou um novo recurso que pode facilitar a vida de seus usuários: é o Continuum.

A princípio, seu recurso pode parecer básico, sem muita utilidade, pois o que o Continuum faz é transformar o smartphone em um pequeno computador, adicionando teclado e mouse para os dispositivos que possuem seu sistema operacional. Isso significa que agora os usuários de Windows Phone 10 poderão utilizar seus dispositivos conectados a monitores e aparelhos de televisão com HDMI.

Esse recurso faz com que, além dos aplicativos poderem ser executados com uma resolução maior, reproduzindo em telas como essas, também seja possível utilizá-los como se estivesse mexendo realmente no computador.

Porém, para que o usuário entenda perfeitamente, a Microsoft deixa claro que esse recurso não é disponível para qualquer aplicativo que use Windows Phone. Ele é restrito para os apps multiplataforma, ou seja, aqueles que rodam tanto em computadores como em dispositivos móveis (tablets e smartphones).

Pode parecer simples, mas esse novo recurso introduz um novo jeito na tecnologia, deixando-a mais acessível. Assim, os usuários poderão editar textos e imagens com ainda mais facilidade e rapidez, itens fundamentais no mundo corrido de hoje.

Agora resta saber quando sua maior rival, a Apple, lançará recursos parecidos para iPhones e computadores que utilizem seu sistema operacional e também se o fará de graça ou em versão paga, como a maioria de seus aplicativos e recursos.

Por Felipe Villares

Continuum

Foto: Divulgação


Com o passar dos anos, a tecnologia na construção de dispositivos eletrônicos avançou consideravelmente e permitiu a criação de aparelhos cada vez menores e mais portáteis. Isso não ocorreu apenas com os celulares, mas também com os computadores e notebooks, que agora possuem componentes de hardware menores e muito mais potentes que a sua geração anterior. Um bom exemplo disso pode ser observado no modelo Ultra Slim 13Z940 da LG, que é considerado o notebook mais leve do Brasil e pesa apenas 980 gramas.

O modelo é a melhor opção para quem trabalha e necessita de um equipamento com hardware poderoso e que possa ser carregado com facilidade entre uma viagem e outra. Além da leveza, o aparelho possui uma tela FullHD de 13,3 polegadas com resolução de 1920×1080p e possui apenas 13,6 mm de espessura. Com mais de 8 horas de duração, a bateria também agrada bastante os usuários que necessitam do notebook para trabalhar e não têm tempo para recargas constantes.

Já no interior do notebook, a LG não poupou esforços para deixá-lo com as mesmas configurações de alguns dos maiores tops de linha da atualidade. O processador é um Intel Core I7 de quarta geração que garante um ótimo desempenho. A memória RAM de 4GB também garante a velocidade na execução de praticamente quaisquer programas e jogos. Por outro lado, o armazenamento interno é de apenas 128 GB via SSD, com entrada para cartões SD. Esse tipo de armazenamento tem se tornado cada vez mais comum em dispositivos Ultra Slim, como é o caso do 13Z940, justamente por ocupar pouco espaço e garantir a leveza do conjunto. Além disso, o notebook ainda conta com conexão Bluetooth 4.0, USB 3.0 e uma webcam modesta de apenas 1,3 MP.

Em relação ao preço, o modelo deve ser vendido no Brasil por cerca de R$ 3.300, bastante salgado em comparação com o mesmo modelo vendido no exterior. 

Por Ebenezer Carvalho





CONTINUE NAVEGANDO: