Sabemos que as tecnologias para celular não param de inovar e procurar meios para atender as necessidades e desejos de seus clientes cada vez mais exigentes. Sendo assim, nesse mundo sempre em busca de relacionamentos, foram criados uma série de aplicativos gratuitos para celular que visam ajudar as pessos que buscam uma paquera ou, quem sabe, um grande amor.

Aqui, para os leitores interessados no assuntos, divulgaremos alguns apps muito bons neste sentido.

Skout: Esse é um programa que ajuda o dono a encontrar pessoas próximas ou de qualquer região por meio de chats e bate-papos virtuais. Dá para mandar presentes para o ou a pretendente. Este app, pois, está disponível para  iOS (Apple Store) e Android (Google Play).

Meetmoi: Este aplicativo funciona da seguinte forma: o cliente coloca seus dados, adiciona seus gostos, o tipo de pessoa que está procurando, entre outras coisas. Siim,por meio desses dados,o sistema encontra alguém que tenha um perfil parecidocom o seu e que ''bate'' com as características apontadas em seu cadastro. No mais, assim que o sistema encontra alguém interessante, o smartphone emite um sinal.

Grindr: Um aplicativo para o público gay e simpatizante. Aqui, no entanto,é possível enviar fotos para a pessoa desejada, conversar via bate-papo e ter um resumo das atividades do parceiro(a) que você quer conhecer. O Grindr é para Android (Google Play), Blackberry (BlackBerry App World) e iOS (Apple Store).

Por Madson Lima de Oliveira


Um dos atrativos do iPhone, lançado em 2007, é a possibilidade de equipá-lo com diversos aplicativos. Mas quem tem o aparelho conhece bem as barreiras impostas pela gigante Apple para usufruir essas utilidades. A empresa alega que o bloqueio dos artigos é feito para que os usuários não realizem procedimentos que prejudiquem a invenção inovadora de Steve Jobs. Mas a legalização do jailbreak, reivindicado há anos pelos consumidores, vem para dar brechas às restrições da companhia do Vale do Silício.

A partir da medida, os aparelhos são desbloqueados de modo a possibilitar a instalação de aplicativos não oficiais, permitindo a utilização de utilitários que não necessariamente tenham sido comprados na App Store. A permissão foi concedida pelo órgão que administra os direitos autorais nos Estados Unidos (DMCA), por considerar que o consumidor tem direito de modificar o aparelho comprado por ele.

Apesar da decisão judicial, a Apple mantém sua posição contra o jailbreak, afirmando que não se responsabiliza pela garantia de iPhones que recebam instalação de aplicativos obtidos fora da loja oficial. E a Apple tem razão ao não querer se responsabilizar por esses aparelhos, pois a ação os expõe à invasões. Além disso, algumas extensões podem deixar os produtos mais devagar ou provocar um reinício inesperado.  Por isto, não custa se prevenir. Faça backups periódicos no seu aparelho, por meio do próprio iTunes, e evite a perda de seus contatos, anotações e outros dados.

Mas o jailbreak também traz vantagens. A simplificação do desbloqueio de operadora e a instalação de emuladores de jogos famosos como o PlayStation e o Game Boy Advance são algumas delas. A alternativa dispõe ainda de outras funções não oferecidas pelo sistema operacional padrão.

Para quem pesou bem os lados positivo e negativo do jailbreak e decidiu sair um pouco do controle da Apple, segue o passo a passo:

– Restaure e atualize seu aparelho para o IOS 4;

– Acesse o endereço www.jailbreakme.com de seu aparelho;

– Arraste o botão “Slide to jailbreak” para baixar e instalar o novo sistema;

– Um aviso é mostrado assim que a ação é finalizada. Ele informa que o Cydia foi adicionado na tela de início;

– Vá ao menu de aplicativos e procure o Cydia. Ele é o software que permitirá baixar seus aplicativos preferidos quase sem limites;

– Pronto! Você já pode desfrutar da liberdade concedida pela justiça americana.

Por Crislayne Andrade


O Google disponibilizou nesta semana na internet cerca de 5 mil imagens dos antigos Manuscritos do Mar Morto.

Esta iniciativa feita em parceria com a Autoridade de Antiguidades de Israel permite a divulgação de manuscritos bíblicos feitos há mais de 2 mil anos atrás em materiais como pergaminho e papiro e que foram descobertos na costa oeste do Mar Morto no período de 1946 a 1956.

Fonte: Osabetudo.com.br

 

Dentre as raridades postadas estão cópias do Livro do Deuteronômio e parte do Livro de Gênesis.

Os documentos históricos estão com 1215 dpi de resolução permitindo ver as imagens com recursos infravermelhos e cores iguais às originais.

Fonte: IDG Now

Por Ana Camila Neves Morais


Com o lançamento do iOS 6, a Apple retirou o Google Maps como aplicativo padrão de mapas dos seus aparelhos. Entretanto, muita reclamação sobre o mau funcionamento do app surgiu. O aplicativo padrão de mapas é baseado nos dados da empresa TomTom, o que resultou em erros geográficos e em poucos recursos e poucas opções dentro dos mapas.

Assim, para a alegria dos usuários de iPhones, iPads e iPods, o Google relançou o seu aplicativo de mapas, que agora é compatível com o novo sistema operacional da Maçã. O novo app não foi incorporado à plataforma móvel, porém pode ser baixado gratuitamente.

De acordo com o Google, o aplicativo de mapas para iOS é compatível com qualquer aparelho que tenha iOS 5.1 ou superior, além disso, o funcionamento do novo app gira em torno do sistema de mapas da gigante de buscas, que é sempre atualizado com mais de 80 milhões de pontos de interesse e empresas.

Qualquer usuário que possua um aparelho com as versões do iOS compatíveis com o novo aplicativo já podem fazer o download dele via App Store. Além disso, o app está disponível  em 29 idiomas e para mais de 40 países.

Por Guilherme Marcon


Uma semana após seu lançamento, A Mozilla Foundation liberou a mais nova versão do seu navegador oficial, o Firefox 4 Mobile, exclusivo para os sistemas operacionais Android e Memo.

O que frustou muita gente é que o navegador continua não suportando versões Flash, apostando somente nas linguagens HTML5 e CSS. O novo navegador possui mais agilidade na rolagem das páginas, correção do tamanho do texto conforme o zoom, função copiar/colar.

A nova versão chaga a ser três vexzes mais rápida do que o navegador original do Android, além dos gráficos e desempenho do sistema JavaScrip estarem mais aprimorados.

O Firefox 4 Mobile já está disponível para download no site www.mozilla.com e na loja virtual Android Market.


A partir de agora os usuários de celular têm mais uma opção de loja para baixar aplicativos. Especialmente os clientes da TIM que tenham algum modelo de celular com acesso à Java. Chamada de TIM AppShop, a loja conta com cerca de 500 aplicativos para download compatíveis com mais de 100 aparelhos diferentes de diversas marcas.

A TIM AppShop foi criada em parceria com a fabricante de chips Qualcomm, e tem o objetivo de ser opção para usuários que tenham aparelhos mais simples, ou seja, que não sejam smartphones. Com os aplicativos disponíveis será possível expandir a capacidade dos aparelhos através de aplicativos para os mais variados fins.

Uma das vantagens da loja de aplicativos da TIM sobre as demais é que o usuário poderá pagar a assinatura do aplicativo. Isso quer dizer que no caso de se trocar o aparelho e manter o chip, será possível baixar o mesmo aplicativo sem pagar nada.

Além disso, o tráfego de dados gerado para baixar o aplicativo para o celular não será cobrado.

Por Maximiliano da Rosa





CONTINUE NAVEGANDO: