Aqui no Brasil, quando a franquia chega ao fim, o usuário continua navegando na internet, porém, com uma velocidade bem inferior, mas essa prática pode estar com os dias contados, pois as operadoras pretendem adotar uma nova prática onde, no final da franquia, o cliente perca o acesso à internet, assim, a "velocidade reduzida", chegaria ao fim.

E a Vivo, maior operadora do país, com 79 milhões de clientes será a primeira adotar tal medida e a implementação ocorrerá primeiro entre os clientes que usarem celular pré-pago e futuramente será levado também aos usuários dos planos pós-pagos.

O pacote de navegação mais comercializado pela Vivo é o de 75MB, que custa R$ 6,90 por semana. Quando o cliente atinge o limite de 75MB a velocidade da internet é reduzida automaticamente. A partir de novembro, quando o cliente usar os 75MB ele simplesmente ficará sem conexão, a não ser que adquira um pacote adicional de 50MB pelo valor de R$ 2,99 sendo que deverá utilizar os 50MB nos próximos 7 dias.

As demais operadoras já estão trabalhando para implementarem esse novo método. A TIM e a Oi já estão estudando este projeto, assim como a Claro, para que todas possam fazer com que os clientes adquiram novos pacotes adicionais, sempre que usar toda a franquia.

Os clientes destas operadoras já estão reclamando de tal procedimento que é novo no Brasil, mas já é bastante utilizado lá fora, por exemplo, nos Estados Unidos assim como na Europa, o sistema funciona desta forma, quando a franquia termina é preciso adquirir o pacote adicional para continuar navegando, lá, não tem "velocidade reduzida". Nos Estados Unidos, um pacote comercializado pela Verizon, de 2GB custa US$ 60, cerca de R$ 150,00 e quando o cliente utiliza a metade da franquia, já recebe um torpedo alertando para ele adquirir um pacote adicional de 1GB pelo valor de US$ 15.

Os clientes não ficarão nada satisfeitos com esse novo formato, mas é uma tendência que não tem mais volta, então, é melhor se acostumar e principalmente, se adaptar ao novo formato.

Por Russel

Internet no celular

Foto: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: