Novo dispositivo será lançado em breve e será compatível com smartphones.

A MWC (Mobile World Congress) deste ano trouxe diversas novidades para o mercado mobile, como o anúncio dos novos high-ends de grandes marcas como a Samsung e a LG. Entre as marcas de menor destaque atualmente, temos a HTC, que apresentou na feira, além de novos smartphones, seu dispositivo de realidade virtual que será lançado em breve, compatível com smartphones.

O aparelho de realidade virtual, foi feito em parceria com a Steam, sistema online de jogos, mostrando que, possivelmente, o aparelho deve contar com algumas funcionalidades específicas e interessantes para aqueles que gostam de jogar na plataforma virtual e porque não, também nos smartphones.

O dispositivo HTC Vive será lançado em abril deste ano, estando em pré-venda desde o dia 29 de Fevereiro, por US$ 799 ou cerca de R$ 3.196 na cotação do dólar atualmente, ainda desconsiderando os impostos, preço que foi alvo de diversas críticas, já que é considerado elevado para um dispositivo de realidade virtual, principalmente se levarmos em consideração que a HTC é nova no ramo, não possuindo nenhum histórico com tais aparelhos, o que diminui a confiança do mercado, fazendo com que o preço se torne um grande empecilho para a popularização da marca.

Para se ter uma ideia, grande parte das críticas vem dos Estados Unidos, o que mostra que, de fato, o preço é bem elevado.

A empresa também não anunciou exatamente quais são os recursos disponibilizados por seu dispositivo de realidade virtual e nem sequer se possuirá algum diferencial em relação a outros modelos já disponíveis no mercado, ou funcionalidades exclusivas para os smartphones da marca, o que gerou ainda mais críticas a respeito da empresa, tanto entre a mídia, como entre os usuários.

Porém, a expectativa é que o dispositivo tenha uma grande integração com os smartphones, como possibilidade de fazer ligações por meio do dispositivo anunciado, além de outras funções integradas entre o dispositivo de realidade virtual e os smartphones.

O resultado da conferência da HTC, não é dos melhores, e acaba por gerar ainda mais insegurança em torno do nome da marca, que já vem passando por uma grande crise e demitiu recentemente diversos funcionários por necessidade de cortar gastos para poder se manter.

Os smartphones apresentados pela marca também foram motivo de diversas críticas na rede. Mesmo com as críticas, a empresa de Taiwan crê que o dispositivo pode fazer sucesso e ''reviver'' a empresa no mercado.

Por Isis Genari

HTC Vive

Foto: Divulgação


A HTC tem se mostrado uma empresa comprometida a criar os melhores modelos de celulares. A empresa taiwanesa teve um grande destaque com o lançamento do modelo HTC Google Nexus no início deste ano.

Recentemente, a corporação anunciou seu novo modelo de smartphone, o HTC One M9.  O novo gadget possui design semelhante ao modelo anterior, que foi considerado por muitos o melhor smartphone já projetado. Possui bordas arredondadas e tampa em alumínio escovado, que traz maior ergonomia. Além disso, o material utilizado causa uma boa aparência ao modelo. 

O dispositivo possui display de 5 polegadas, tamanho comum nos smartphones atuais do mercado. A resolução Full HD é capaz de satisfazer todas as necessidades do cliente.  O HTC One 9 conta com o que existe de melhor no mercado atualmente. Possui processador de oito núcleos Snapdragon 810 2GHz, 3 Gb de memória RAM e chip gráfico Adreno 430.A capacidade de armazenamento disponível é de 32 Gb, o que é considerado comum em modelos de alta performance. É possível aumentar a capacidade até por meio de um cartão MicroSD de até 128 Gb. Atualmente, as fabricantes têm retirado essa opção de seus modelos. 

O novo modelo conta com o novo sistema operacional Android Lollipop, o que se torna mais um ponto a favor do modelo. O HTC One 9 deve agradar aos que preferem um sistema operacional bastante limpo, que se aproxima do Android puro.  A HTC segue as tendências dos novos lançamentos, e inseriu uma câmera traseira de 20 megapixel. Apesar disso, o modelo não possui a mesma qualidade de imagem se comparado a modelos topo de linha de suas concorrentes.

Fotos tiradas em locais com baixa luminosidade podem resultar em imagens com ruído.  A capacidade de duração da bateria foi melhorada em relação ao modelo anterior. Dessa forma, o usuário poderá passar mais tempo longe das tomadas. 

A HTC é uma empresa bem conceituada no mercado de telefonia. Ao que tudo indica, o novo smartphone é um concorrente em potencial para o novo Galaxy S6.

Por Wendel George Peripato

HTC One M9

HTC One M9

Fotos: Divulgação


Seguindo as grandes companhias fabricantes de smartphones com seus lançamentos para 2015, a HTC poderá anunciar em breve seu mais novo smartphone intermediário, o HTC Desire 626.

Por não apresentar o produto na CES 2015 que foi realizada nos últimos dias, o lançamento do smartphone provavelmente será feito em uma conferência da própria empresa. Vale lembrar que suas concorrentes do mercado asiático já apresentaram vários produtos desde o começo do ano.

Mesmo sendo apenas rumores, surgiram na internet imagens e lista com as especificações técnicas do novo modelo da HTC, que combinam com as características que já estavam sendo esperadas para a nova versão do smartphone intermediário da HTC.

O termo intermediário sinaliza que o aparelho não será nem o flagship da empresa, ou seja, não comporá os modelos topos de linha, porém não será da classe de smartphones de entrada, que são aqueles mais baratos e com configurações mais básicas.

Quanto à aparência, surgiram duas imagens, uma mostrando uma versão preta com os detalhes rosa, enquanto a outra é branca com detalhes bege. Os detalhes coloridos estão nas bordas, formando as laterais do aparelho, em um círculo que contorna a câmera traseira e na logomarca da HTC na tampa traseira do smartphone.

Dentre as especificações vazadas, podemos ver um processador MediaTek, octa-core, com cada núcleo a 1,7 GHz, memória RAM de 2 GB e memória de armazenamento interno de 16 GB.

A tela possivelmente será de 5 polegadas, seguindo a tendência atual de telas grandes, com resolução 720p (1280 x 720 pixels), a câmera traseira com resolução de 13 MP, enquanto que a frontal com 5 MP.

Dentre outras especificações está uma bateria de 2.000 mAh e o sistema operacional Google Android 4.4 KitKat com interface Sense 6, especialmente desenvolvida para aparelhos HTC.

Mesmo não sendo confirmada a presença do modelo no cardápio da HTC de 2015, uma conferência da empresa está agendada para março, então possivelmente esses rumores poderão ser confirmados ou não ainda no primeiro trimestre do ano.

Por Rannier Ferreira Mendes

HTC Desire 626

HTC Desire 626

Fotos: Divulgação


Diversas companhias apostam nas câmeras fotográficas ao considerar os aprimoramentos na resolução e em suas funcionalidades. A HTC é uma empresa de Taiwan de aparelhos portáteis, sendo a pioneira para atualizações no potencial da câmera da parte da frente.

O modelo Desire Eye é direicionado para o “selfie”, que possui uma atrativa câmera na parte da frente de 13 MP com flash em dual-led, considerando suas funcionalidades comuns. O modelo ainda possui um visor de 5,2 polegadas com resolução de 1080 p.

O recente aparelho chegou com vários comentários e grandes promessas, que abrangem a parte visual e também a parte técnica. O smartphone apresenta um visual diversificado, atrativo, que é direcionado para as pessoas que apontam para visuais diversos em seus dispositivos móveis.

Através de boas configurações técnicas, o dispositivo tem a expectativa de trazer algo diferenciado para o mercado, sendo um fator de boas promessas para as pessoas ao redor do mundo.

Considerando a parte externa, o aparelho possui um visual extrovertido, apresentando bordas arredondadas e corpo de policarbonato. No meio superior frontal do aparelho está presente uma câmera frontal que é bem qualificada, sendo o principal ponto do dispositivo. Na parte traseira, em sequência, câmera da parte de trás possui flash dual-led.

O processador presente no aparelho é o quad-core Qualcomm Snapdragon 801, onde ele funciona com 2,3 GHz, sendo auxiliado por uma memória RAM de 2 GB e também um armazenamento interno de 16 GB, onde existe a possibilidade de extensão para até 128 GB através de cartão microSD.

A sua operação é permitida com o sistema Android 4.4.2 HTC Sense UL v6 KitKat, que é o destaque. O aparelho possui uma bateria de 2400 mAh, que possibilita um bom prazo para a operação.

Por Felipe Couto de Oliveira

Foto: divulgação


A tecnologia muda rápido, a maneira de usá-la muda ainda mais rapidamente e o mercado tem que correr para se adaptar a essas mudanças constantes.

A nova geração de celulares e smartphones que chega às lojas em 2015 traz mudanças sensíveis nas prioridades das interfaces e designs dos lançamentos, estimuladas pelas novas demandas dos consumidores e que têm potencial para trazer novas tendências na produção de telefones. É o caso do modelo One M9, da taiwanesa High Tech Computer Corporation, empresa que se lançou na guerra dos smartphones contra gigantes como Apple e Samsung e que está ganhando terreno rapidamente.

O HTC ONE M9 tem previsão de lançamento para o fim do primeiro trimestre de 2015, e traz uma bateria de lítio-enxofre, novidade que tem muito potencial para substituir as clássicas baterias de lítio já presentes no mercado e que já demonstraram não ser suficientes para aguentar a alta demanda de energia dos novos produtos. Além da nova fonte de energia, a câmera frontal de 5 megapixels, com mais resolução do que a câmera principal de muitos modelos relativamente recentes, foi feita para o crescente número de amantes de selfies.

Já para quem gosta de ouvir música alta ou quer um efeito de cinema em seus vídeos e filmes, o sistema BoomSound é uma inovação muito bem-vinda. O posicionamento das caixas de som na parte frontal do aparelho parece uma coisa simples, mas traz uma grande diferença quando se assiste a um vídeo na tela de 5.5 polegadas do ONE M9. Apesar de não ter uma qualidade excepcional para músicas, o BoomSound traz uma grande diferença em diálogos e efeitos sonoros de filmes e jogos, relativamente mais alto que seus concorrentes.

No que toca à capacidade de processamento, o lançamento da HTC será muito mais poderoso que seu predecessor: o Snapdragon 810 Octa-Core 64-bit tem uma maior velocidade de rederização 3D, além de consumir menos energia. Mesmo sem previsão de lançamento no Brasil, o HTC ONE M9 já está conquistando os corações daqueles que estão sempre ligados nos mais recentes queridinhos do mercado de smartphones.

Por Cássio Coutinho Bogdan

HTC One M9

HTC One M9

HTC One M9

Fotos: Divulgação


Os rumores sobre o aparelho estavam certos e a HTC lançou o HTC One mini 2, uma versão menor e com configurações mais modestas do que o aparelho top da fabricante, o HTC One M8. A versão mini da fabricante taiwanesa destina-se aos usuários que gostaram do design do aparelho e quer uma versão menor e mais compacta, que serve bem nas atividades do cotidiano. O design é bem elegante, com traseira curva futurista.

O modelo vem equipado com um processador Snapdragon 400 de quatro núcleos, com clock de 1,2 GHz, além de 1 GB de RAM, 16 GB de armazenamento interno e entrada para cartão de memória MicroSD (não foi informada a capacidade aceita pelo aparelho).

A câmera é de 13 pixels comuns, diferente do Ultra Pixel do M8, ainda há uma câmera frontal é de 5 MP, que permite fazer selfies com alta definição e videoconferências. A empresa ainda disponibiliza uma gama de aplicativos específicos, entre eles o touch Up, um editor de fotos, que permite eliminar olhos vermelhos, ajustar o contorno do rosto e demais tratamentos.

A HTC parece ter aprendido e lançou uma versão mini com características intermediárias , que podem concorrer na sua faixa de smartphones.  No primeiro mini, o modelo tinha uma configuração muito semelhante que o One Max, contudo somente a tela era menor e isso encareceu o produto. Com as novas configurações, ele passou a ser mais competitivo, sobretudo no preço, que deve ser menor, dessa forma, a empresa atinge um novo público-alvo.

O aparelho ainda vem com alto – falantes estéreo BoomSound que proporcionam uma ótima qualidade de som. A bateria é de 2.100 mAh, que permite usar o aparelho por até 16 horas de conversação.

O HTC One mini 2 será lançado no mercado europeu, asiático e norte americano no mês de junho e não há previsão para chegar aqui. O valor ainda não foi divulgado pela fabricante taiwanesa. 

Por Robson Quirino de Moraes

Foto: divulgação


É célebre o ditado que diz que “quem não dá assistência abre espaço para a concorrência”. No atual momento da HTC isso é mais do que verdade, olhando pelo lado positivo. Assim como em qualquer outra área comercial as empresas fabricantes de celulares além de objetivarem um alto número nas vendas de seus dispositivos também querem a todo custo conquistar a fidelidade de seus usuários. E é exatamente nesse ponto que a HTC tem se dado bem. A empresa não marca presença entre as que são líderes desse mercado. Mas isso não impediu que seus usuários continuassem fiéis à marca. De acordo com informações divulgadas através do site GSM Arena, no mínimo 46% dos compradores do recém-lançado smartphone HTC One M8 já possuíam um dispositivo da companhia.

De acordo com dados levantados pelo CompareMyMobile, um site especializado no que concerne a troca de aparelhos e que também analisa e divulga dados em relação a receptividade de novos modelos em comparação a opções anteriores, do número apontado acima, cerca de 13% já eram possuidores do dispositivo topo de linha da marca, o HTC One. Essa parcela trocou a versão 2013 pela versão 2014 do aparelho sem pestanejar.

Agora uma informação que realmente preocupa alguns – menos a HTC – diz respeito às análises gerais e aos números que foram apresentados pelas mesmas. Para se ter ideia do que acontece nessa fase boa da companhia basta citar o fato de que os índices de troca de smartphones da Apple e também da Samsung pelo novíssimo HTC One M8 se revelaram bastante altos.

Segundo as informações divulgadas uma parcela total de 23,7% dos novos clientes da marca são oriundos de outras empresas, mas em especial das duas citadas acima. O fato é comprovado quando os detentores dos maiores índices de abandono são o iPhone 5 e o Galaxy S4. No caso do Galaxy o percentual de abandono é de 8% enquanto que para o iPhone é de 7%.

Por Denisson Soares

HTC One M8

Foto: Divulgação


HTC ZaraCom o objetivo de alavancar as vendas de dispositivos no final do ano, a HTC estará lançando proximamente o novo smartphone da companhia.

Segundo informações de um site, o Phone Arena, o celular inteligente conhecido como HTC Zara estaria equipado com uma tela de 4,5 polegadas, memória RAM de 1 GB e 8 GB de memória interna, processador Qualcomm Snapdragon 400 1,2 GHz, slot para microSD, rodará o sistema operativo Android 4.3 Jelly Bean com interface 5.5 Sense, câmera traseira de 8 megapixels com flash de LED, bateria de 2.100 mAh e GPU Adreno 305. Ainda permanece a dúvida sobre o design do modelo, entretanto poderão ser vistos nele botões capacitivos, tecnologia Beat Audio e parte traseira emborrachada.

Fica o mistério quanto à data de lançamento, contudo acredita-se que o novo aparelho poderia ser apresentado junto ao HTC One Max lá pelo quarto trimestre deste ano, ou seja, especula-se que até final do ano o mercado de telefonia móvel poderá contar com esta outra opção.

O aparelho não virá para competir com os smartphones mais avançados tecnologicamente visto que ele é considerado um celular inteligente de linha média.

Por Melina Menezes


Segundo o The Verge, a HTC, em parceria com a operadora de telefonia americana Sprint, estaria desenvolvendo um sistema de personalização de smartphones, entretanto o projeto foi abortado antes mesmo de ser anunciado no mercado visto os altos custos que traria para as empresas.

De acordo com informações cedidas, o serviço seria chamado de Design Studio e seria fornecido pela internet. Desta forma, os consumidores poderiam escolher o modelo de smartphone, selecionando as cores e detalhes externos do modelo 8XT como os botões que controlam volume, parte periférica da câmera traseira e caixa de som.

Numa tentativa de chegar a um nível de exclusividade como o da empresa americana Apple, a HTC está buscando oferecer uma linha mais ou menos self- service em termos de design do aparelho.

Como foi dito anteriormente, o projeto não vingou, a HTC preferiu adotar cores diferentes para o seu novo modelo e equipá-lo com Windows Phone.

Embora o serviço tenha sido abortado, a empresa não descarta colocá-lo em prática futuramente, isso porque mais companhias tem manifestado sua vontade de realizar este serviço e outras já o possuem, desta forma a HTC deverá acompanhar as tendências de mercado.

Por Melina Menezes.


O site DigiTimes postou em seu site essa semana que a empresa HTC está analisando o uso de Liquidmetal em seus futuros lançamentos de smartphones. A empresa poderia também estar negociando uma parceria com a taiwanesa Jabon International, uma das principais distribuidoras desse tipo de material hoje em dia.

O Liquidmetal é um tipo de material que já está no mercado desde 2003, porém seu uso ainda é um tanto quanto restrito, utilizado principalmente na construção de tacos de golfe e raquetes de tênis, além disso, algumas fabricantes de relógios estão optando por utilizar esse material.

No mercado de telefonia, apenas a Apple mostrou interesse há algum tempo em utilizar o Liquidmetal, porém, o material não fez parte de nenhum dos novos lançamentos da empresa.

A grande dificuldade em utilizar esse tipo de material, sem dúvidas, é seu manuseio que sem experiência se torna extremamente difícil.

Provavelmente a principal característica que levou a HTC a analisar o uso do Liquidmetal é sua extrema resistência, que comparado aos componentes utilizados nessa indústria hoje em dia, torna-se muito superior.

Por Henrique Nicolau


Já estavam circulando diversos rumores sobre um novo lançamento da HTC, porém estes foram confirmados e a empresa lançou, de fato, o aparelho J Butterfly, que é o primeiro smartphone do mercado a possuir uma tela Full HD com 1080p. Ao anunciar oficialmente o aparelho, a HTC saiu na frente da empresa Oppo, da China, que iria lançar o Find 5 X990 – possuidor de tela Full HD.

O novo J Butterfly conta com display de 5 polegadas sendo Super LCD 3, com 1920 x 1080 pixels de resolução, podendo transmitir 440 pixels por polegada, superando o iPhone 5 (que exibe 326 ppi) e o Xperia S (que exibe 342 ppi).

Além disso, o novo smartphone da HTC será vendido com configurações superiores ao Samsung Galaxy S3, sendo sistema operacional Jelly Bean, processado Snapdragon S4 com quatro núcleos e 1.5 GHz, memória RAM de 2 GB, capacidade de armazenamento interno de 16 GB com capacidade de expansão via microSD. Entretanto, a bateria será de 2020 mAh, inferior à do S3 que possui 2100 mAh.

Para completar, o J Butterfly possui proteção contra poeira e água, câmera na parte da frente com 2 MP e na parte de trás com 8 MP (capaz de filmar com 1080p), e suporte a NFC e rede 4G LTE. De início, o aparelho será vendido apenas no Japão em três cores diferentes: branco, vermelho e preto. Nada foi dito pela HTC sobre um possível lançamento mundial.

Por Guilherme Marcon


Pensando no público feminino a HTC lançou está semana o modelo Rhyme. O smartphone tem como principal atrativo a sua cor roxa e um acessório chamado “Charm” (que ao ser preso na bolsa, irá piscar avisando quando uma chamada está sendo recebida).

Com relação às suas configurações, o HTC Rhyme possui tela touchscreen de 3.7 polegadas (resolução de 480×800 pixels), acelerômetro, sensor de proximidade, memória interna de 4GB, memória RAM de 726 MB, Processador de 1GHZ, entrada para cartão MicroSD, câmera traseira de 5MP (com Flash LED), câmera frontal VGA, sistema Android Gingerbread, entre outros.

Com relação aos seus aplicativos. O aparelho apresenta Rádio FM, MP3 Player, Visualizador de Documentos, Discagem por Voz, Gmail, Google Maps, Google Search, YouTube, Picasa, Google Talk, entre outros.

A bateria do aparelho é Li-Ion 1600 mAh.

Com relação ao preço, o HTC Rhyme deve chegar ao mercado americano custando aproximadamente US$199.


A HTC, empresa considerada a quinta maior fabricante de celulares em todo o mundo, lançou dois modelos de smartphones com foco nos usuários do Facebook. A companhia divulgou também o lançamento do primeiro computador tablet, o Flyer que tem tela de 7 polegadas, a qual o usuário poderá manusear com uma caneta stylus.

Aproveitando a boa aceitação do mercado mundial, a HTC inseriu no mercado novas versões dos modelos de sucesso Desire, Wildfire e Incredible. Toda essa leva de novidades está sendo produzida com o sistema Google Android, líder no mercado.

A empresa quer aproveitar o embalo das redes sociais que impulsionou a pequena INQ Mobile, hoje muito bem posicionada no mercado devido aos aparelhos desenvolvidos exclusivamente voltados para esse nicho.

Por Vivian Fiorio


Atualmente, os vazamentos de informações estão fazendo a alegria dos sites de tecnologia do exterior. Bom, a notícia que eu trago não chega a ser um vazamento. São apenas rumores. Mas a verdade que praticamente tudo o que tem surgido ultimamente acabou se confirmando. Um exemplo é o Nokia N8, que deve ser lançado ainda em Setembro, ou o Macbook que apareceu no Vietnã.

Agora há rumores de um novo smartphone da HTC chamado Mondrian. E ele deve trazer duas novidades. Uma é o fato de não rodar o Android. No lugar dele, entra o Windows Phone 7. E como sabemos, o SO da Microsoft, sucessor do Windows Mobile vai requerer hardware bastante poderoso. Por isso, o Mondrian deve vir com uma versão mais potente do processador Snapdragon, chamado de Scorpion com clock de 1.3 Ghz.

A demora em sair o primeiro aparelho com o Windows Phone 7 pode ser justamente por causa da falta de hardware poderoso o bastante para não se engasgar com o sistema.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: TechGuru


Por aqui a rede 2G predomina, a 3G engatinha e ainda não se decidiu qual padrão será adotado para a quarta geração de telefonia móvel, se o WiMax ou a LTE. Enquanto isso os americanos estão há pouco mais de um mês de poder por as mãos num smartphone 4G, o HTC EVO. Utilizando a tecnologia WiMax, que pode ser até 50 vezes mais rápida que a 3G, o EVO chegará às lojas dos EUA no dia 4 de Junho.

Com duas câmeras, rodando o Android 2.1, processador de 1 Ghz, 512 MB de RAM, 1GB de espaço interno sem contar o cartão de memória, wi-fi, bluetooth, e a possibilidade de compartilhar seu sinal com até nove aparelhos via rede sem fio, é pra acabar com a concorrência.

Há ainda uma saída HDMI para conectar a aparelhos de TV, e a possibilidade gravar vídeos em alta resolução. Tudo isso por apenas 200 dólares, sem contar o plano da operadora.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Terra


A Palm foi pioneira no segmento de PDAs, equipamentos que foram os precursores dos smartphones atuais, e durante muito tempo liderou o mercado. Mas de uns tempos para cá a empresa parece que se estagnou e parou no tempo, e foi perdendo terreno cada vez mais para seus concorrentes.

Isso levou especialistas a especularem sobre uma possível venda da companhia. Tanto que as ações da empresa voltaram a subir. Rumores davam conta recentemente que uma das possíveis compradoras poderia ser a Lenovo, mas a empresa negou qualquer tipo de negócio com a Palm.

Nesta semana, porém, novas notícias surgiram e há quem garanta que a empresa foi mesmo posta à venda. Os novos rumores apontam a HTC como candidata mais provável a adquirir a Palm, e indicam que as duas empresas já teriam iniciado as negociações, estando perto de fechar o negócio.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Reuters


Mais uma vez a HTC sai na frente e anuncia o primeiro smartphone com tecnologia 4G. Para quem não sabe, o 4G tem velocidade dez vezes maior que o 3G. O modelo chama-se HTC Evo e virá equipado com o processador snapdragon de 1 Ghz, o mesmo do Nexus One. O aparelho também contará com uma câmera de 8MP.

Por enquanto, a venda do Evo ocorrerá apenas em algumas cidades (27 para ser mais exato) dos Estados Unidos onde a tecnologia 4G está sendo testada pela operadora Sprint. O Brasil, vocês devem saber, só estará pronto para usufruir da evolução da rede 3G por volta de 2014.

A HTC não informou a data de lançamento do Evo, e muito menos o preço. Mas a previsão é que o aparelho comece a ser vendido em Junho, nos Estados Unidos.

No vídeo abaixo você já pode ter uma idéia de como é o aparelho.

Por Maximiliano da Rosa


Não há nada de excepcional no Nexus One, o primeiro celular do Google (na verdade é da HTC). E muito menos se justifica todo o barulho produzido em torno dele. O sistema operacional é o Android, e ao que tudo indica, faz um bom casamento com o hardware do aparelho.

O design é simples e eficiente. Dotado de um processador veloz, o Snapdragon de 1Ghz, e câmera de 5MP, o Nexus faz o estilo da turma que prefere usar apenas a tela (com suas 3,7 polegadas e resolução de 800×480) para realizar operações, sem necessidade de teclado. O ponto favorável, nesse caso, é a possibilidade de trabalhar com comandos de voz de maneira simples e eficaz. Embora não se saiba se isso funcionará em outras línguas que não seja o inglês.

Seu lançamento está previsto para terras brasileiras apenas no segundo semestre. E quando acontecer, há possibilidade de vir com menos recursos, pois a HTC pretende lançar um modelo mais simples para os mercados emergentes. Ou seja, ele poderá chegar em mãos tupiniquins com tela menor e sem a câmera.

Por Maximiliano da Rosa



O aparelho HTC Touch2 é um aparelho fino, elegante e sofisticado e o único que vem com o Windows Mobile 6.2

Seguindo a tendência de trocar as teclas por uma tela touchscreen muito mais prática e de fácil manuseio, tem resolução de 240×320 pixels, para facilitar o uso de seus usuários.

Possui o sistema operacional Windows Mobile 6.2, o que permite a leitura e edição de planilhas, arquivos de textos e PowerPoint (. doc, .xls e .ppt) e os arquivos em pdf.

Alem de todas estas novas tecnologias, ainda dispõem de todas as funções normais e comuns, como alerta, relógio, USB, jogos, melodias personalizáveis, radio, GPS, entre outras.

Mais que um celular, um ícone da tecnologia em seu bolso.

Por Jose Alberi Fortes Junior


Google fará uma atualização de software para o seu smartphone, o Nexus One. O pacote de atualização inclui a habilitação do multitouch para busca e galeria e a ativação de busca com imagens pelo Google Goggles.

Os usuários devem receber uma mensagem de notificação para efetuarem a atualização deste software no site do aparelho.

O Nexus One é fabricado pela HTC e foi lançado nos Estados Unidos no dia 05 de janeiro deste ano e custa cerca de US$ 529. Ainda não há previsão para a comercialização do smartphone da Google aqui no Brasil.

O celular da Google utiliza o sistema operacional Android 2.1, possui tela touchscreen de 3,7”, processador de 1GHz, 512 MB de RAM, cartão de 4GB de memória, GPS, Câmera de 5 megapixels com LED, 3G e Wi-Fi.

A novidade é que ele consegue transcrever voz para texto e possui microfones com capacidade de reduzir ruídos e direciona a voz quando o usuário estiver dirigindo.


Você certamente ou conhece alguém que tenha, ou já possui um smartphone (celular inteligente). Certo? Pois saiba que eles vieram para ficar, e prometem acirrar a competição entre as fabricantes. O resultado disso é que poderemos ter preços muito bons, aliados à qualidade crescente.

Até mesmo a fabricante de computadores Dell promete entrar forte nesse setor, juntamente com outras marcas como por exemplo a Huawei. Para se ter ideia de como o mercado ficará apertado em 2010, a HTC (quarta maior fabricante de smartphones do mundo), já prevê queda em seu faturamento bruto no 1º trimestre.

“A guerra dos celulares inteligentes será boa notícia para os consumidores, mas a feroz competição inevitavelmente pressionará os preços e margens de lucro dos produtores”, segundo Neil Mawston (Strategy Analytics).

Abaixo uma foto de um modelo de smartphone da Dell:





CONTINUE NAVEGANDO: