Os objetivos da Xiaomi de estarem no território brasileiro estão cada vez mais próximos de ocorrerem. O brasileiro Hugo Barra, vice-presidente internacional da companhia, está fornecendo algumas informações no Facebook para dar ânimo aos consumidores locais, entretanto, uma grande dificuldade está sendo verificada por ela no Brasil, sendo a manufatura local e aplicação de impostos.

A grande meta da companhia é continuar com os valores idênticos que a Xiaomi adota fora do país no território brasileiro, também. Devido os impostos nacionais, os aparelhos móveis possuem valores inflados, onde pode-se citar o iPhone.

A Xiaomi, entretanto, deseja permanecer os valores competitivos também no território brasileiro, verificado que esta é a operação pioneira da companhia fora do continente asiático.

Mesmo que a Xiaomi esteja se empenhando para possibilitar que seus produtos sejam vendidos no Brasil, ainda não existe previsão da data para que os dispositivos estejam nas lojas.

Em pouco tempo a empresa irá iniciar as comercializações de seus acessórios no continente europeu. Como já é popular, a empresa utiliza o sistema de comercializações pela internet e, devido a isto, irá abrir um site de comercializações da companhia, entretanto, não irá colocar nenhum aparelho móvel para comercializar.

Segundo detalhes do CNET, a companhia também tem o objetivo de abrir uma loja com estilo idêntico nos Estados Unidos. Da mesma forma como no continente europeu, os objetivos serão acessórios e, desta forma, aparelhos móveis e outros produtos não terão disponibilidade. Os consumidores terão a oportunidade de adquirirem fones de ouvido, headphones e aparelhos vestíveis, como o Mi Band, que tem o valor de somente US$ 13.

No território brasileiro será um pouco distinto, onde haverá a possibilidade da compra dos aparelhos móveis da empresa, e possivelmente também estarão presentes acessórios.

Os brasileiros apenas estão em dúvida sobre os preços dos produtos, uma vez que a Xiaomi é famosa por seus valores baixos e o Brasil é famoso por ampliar tudo com vários impostos.

Por Felipe Couto de Oliveira

Foto: divulgação


O Ministério das Comunicações aprovou recentemente uma lista contendo 53 novos aplicativos nacionais desenvolvidos pelos fabricantes de aparelhos como a Huawei, LG, Samsung e Positivo. Os apps apresentados na lista irão estar integrados nos celulares das marcas que deverão receber isenção de impostos por aqui como, por exemplo, o PIS e o COFINS. Essa foi a forma encontrada pelo governo federal na tentativa de provocar uma redução nos custos desses aparelhos no país.

Na nova lista divulgada a LG conta com 21 aplicativos, a Positivo com 12 e a Samsung e Huawei com 10 cada. De acordo com as informações divulgadas pelo site TeleSíntese o foco principal dos softwares apresentados são as redes sociais, os setores de entretenimento, de notícias, compras e esportes. Este último, claro, devido à realização da Copa do Mundo no Brasil. Os novos programas aprovados serão integrados a uma lista já divulgada pelo Ministério das Comunicações.

Como é que isso funcionaria? Bom, a ideia apresentada até o momento é de que cada modelo de smartphone que seja isento de impostos deverá trazer integrado a quantidade mínima de cinco aplicativos. Também há a informação de que esse número poderá sofrer um aumento gradativo podendo chegar a ordem dos 50 até o fim do ano de 2014. Um detalhe importante é que todos os aplicativos serão disponibilizados em língua portuguesa e já podem vir instalados ou conforme o caso serem ativados pelos usuários por meio de guias de aplicação ou ainda por aplicação dedicada a tal fim.

Todos esses fatores poderão provocar uma redução nos preços desses modelos que poderá chegar a 8,9%. O problema (ou solução conforme a visão de cada um) é de que é restrita apenas a modelos que tenham um custo de até R$ 1.500. Entre os modelos que foram beneficiados com a tal redução estão os RAZR e Defy, da Motorola, os da linha Optimus, da LG e Lumia, da Nokia.

Por Denisson Soares

Apps para smartphones

Foto: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: