Atualização do aplicativo para sistema operacional do iPhone permite que sejam enviadas mensagens offline.

O WhatsApp é a ferramenta para envio de mensagens que mais tem sido usado no Brasil ultimamente. Conquistando pessoas de todos os gostos e idades, o aplicativo tem inovado em suas funções a cada atualização, a conexão via vídeo, por exemplo, é uma das últimas funcionalidades que o aplicativo disponibilizou.

Se você tem um iPhone e utiliza o WhatsApp, se ainda não recebeu o pedido de atualização, em breve receberá. Entre os reparos e aperfeiçoamentos que o aplicativo recebeu, ganha destaque a função de enviar mensagens quando o aparelho não possui conexão ativa com a internet.

Antes dessa melhoria, acontecia um bloqueio quando o usuário tentava enviar mensagens sem estar conectado à internet, pois o próprio aplicativo bloqueava o botão de envio nessas ocasiões. Com a melhoria, as mensagens ficam numa espécie de fila de espera, prontas para serem disparadas assim que uma conexão for detectada.

Essa novidade já havia sido lançada para o sistema operacional Android.

Outras melhorias:

Além da possibilidade de enviar as mensagens offlines, descartando o cansaço de ter que reabrir a conversa para enviar quando a conexão é reestabelecida, o WhatsApp trouxe alguns outros aprimoramentos. Dentre eles, duas atualizações são dignas de destaque: aumento do limite de envio de mídia e um menu de uso de dados.

Anteriormente, era possível enviar no máximo 10 ficheiros por vez, seja foto ou vídeo. Com a atualização, é possível enviar até 30 arquivos por vez. Também é possível gerenciar o armazenamento, através de uma espécie de painel de uso de dados do WhatsApp. Lá é possível visualizar a quantidade de memória específica que as mídias do aplicativo estão ocupando, para, se for o caso, excluir arquivos especificados e liberar memória no dispositivo. Juntamente com essa função, é oferecida a opção de escolher os arquivos que quer apagar pelo tipo. Exemplo: pode-se apagar todos os vídeos de uma conversa, preservando apenas as imagens, ou o contrário.

A atualização começou no fim do mês passado (janeiro) e deve chegar de forma gradativa aos usuários do sistema operacional iOS, portanto, vale a pena conferir a Apple Store a fim de não perder tempo para realizar a atualização.

Por Carolina De Marco Brandenbergher

Whatsapp iOS


App para iOS custa apenas US$ 30 e oferece os mesmos efeitos sintetizadores dos aparelhos físicos.

Já se foi o tempo em que os famosos sintetizadores musicais eram a moda ao redor do mundo todo, principalmente nos shows de rock, entre os anos 60 e 70. Os sintetizadores criam um som diferente do normal, criando efeitos que enlouqueciam as multidões. Entre os nomes mais comuns na época, temos o "moog", empresa que ganhou o respeito dos fãs de rock durante esse período pelos efeitos que criava com seus dispositivos que faziam muitos fãs "viajarem" enquanto ouviam suas músicas favoritas. Entretanto, os sintetizadores, já nem tão comuns e extremamente caros, algo em torno de US$ 10.000, irão se tornar bem mais baratos e graças aos smartphones!

A empresa Moog está lançando o seu aplicativo Model 15 para os usuários do iOS e deve fazer com que, não somente os maiores fãs das músicas de rock com os efeitos dos sintetizadores, como também os mais novos e que possuem curiosidade em manusear mesmo que virtualmente o aparelho, possa fazê-lo por apenas US$ 30, uma diferença monstruosa se compararmos com os US$ 10.000 de um aparelho físico da empresa nos bons tempos.

O Model 15 traz absolutamente todas as funcionalidades de um modelo real de sintetizador da empresa, trazendo até mesmo o mesmo visual e design dos seus sintetizadores. O app foi criado por meio da API disponibilizada pela empresa da Maçã e que faz com que o aplicativo possa funcionar em dispositivos que contem com o iOS de 64 bits como os iPhones, embora seja mais recomendável utilizar o app em um iPad Pro ou no modelo convencional, pela enorme possibilidade de recursos, tanto gráficos como funcionais.

O aplicativo da Moog já está disponível para download na App Store para todos os usuários do sistema e não há por enquanto nenhum tipo de informação quanto a um possível lançamento do aplicativo para o Android ou mesmo para Windows Phone, o que deve decepcionar esses usuários, porém, já era algo esperado.

Entretanto, os usuários do iOS devem se animar bastante, pois o Model 15 é um dos modelos lendários de sintetizadores da empresa, porém, ela ainda pretende lançar outros aplicativos para reproduzir fielmente outros grandes aparelhos que marcaram a empresa na história do rock, como o Model 55 e 35.


Project Islandwood permite adaptar aplicativos disponíveis apenas para o iOS para o Windows Phone.

Um dos maiores, senão o maior problema atualmente do Windows Phone, é a falta de aplicativos disponíveis para o sistema, possivelmente pelo fato de apenas 1% do mercado ser de Windows Phones, número que era maior, mas sofreu uma queda de 57% no último ano.

A questão é que não é simples adaptar um app para um outro sistema, sendo um processo que pode levar meses, o que afasta as empresas do sistema, já que muitas vezes, pode parecer pouco lucrativo perder tanto tempo com apenas 1% dos usuários.

Agora, para acabar ou ao menos reduzir esse problema, surge o Project Islandwood. O Projeto da Microsoft faz com que seja possível adaptar aplicativos disponíveis apenas para o iOS para o Windows Phone em apenas alguns minutos, o que pode aumentar o interesse das empresas em adaptar seus aplicativos ao sistema da Microsoft.

Por outro lado, embora a ideia trazida pelo Project Islandwood, seja ótima e deve trazer benefícios para os usuários do Windows Phone, o projeto, mesmo adaptando os aplicativos para o sistema, acaba por usar o mesmo pacote visual do iOS, no Windows Phone, o que não é uma notícia muito boa para os usuários, já que isso pode acabar gerando alguns problemas, como ícones desproporcionais e dificuldade para acessar algumas funções dentro do app.

A Microsoft também possuía em mente outro projeto, o Project Astoria, que visava trazer os apps do Android para o sistema, mas acabou sendo abortado, o que não deve mudar muito o cenário, já que a maior parte dos aplicativos do Android também estão disponíveis no iOS.

Um exemplo de uso do Project Islandwood, é um desenvolvedor que resolveu adaptar, por meio do projeto, o jogo Canabalt, do iOS, para o Windows Phone, e conseguiu isso em apenas 5 minutos, uma excelente notícia para os desenvolvedores.

Como dito, porém, infelizmente apenas a adaptação de apps para o Windows Phone, não deve resolver todos os problemas do sistema ou aumentar muito sua atratividade, é claro que existe um impacto muito positivo, mas o sistema da Microsoft ainda sofre com questões como atraso no lançamento de atualização, como a do Windows 10 Mobile, que deveria ter ocorrido no final do ano passado e só deverá chegar de fato, no final de Fevereiro.

Por Isis Genari

iOS e Windows

Foto: Divulgação


A Apple deixou de assinar a versão iOS 9.2 para todos os seus dispositivos móveis. Com isso, os usuários não poderão mais fazer o downgrade e retornar à versão anterior do sistema.

No dia 4 de fevereiro, a Apple deixou de assinar a versão anterior do iOS 9.2.1, o iOS 9.2, para todos seus dispositivos móveis, iPhone, iPad e iPod Touch. Tal mudança faz com que os usuários dos aparelhos da Maçã não possam mais fazer o downgrade e retornar à versão anterior do sistema, o que poderia ser feito pelo iTunes até então.

A notícia já era esperada, visto que a Apple faz um grande esforço para manter todos seus usuários com a versão mais recente do sistema, não somente por questões de segurança, já que cada atualização conta com correções de bugs e erros no sistema, mas também pelas atualizações no sistema acabarem por dar um pequeno ''upgrade'' nos dispositivos, tornando-os muitas vezes, mais rápidos e otimizados do que nas versões anteriores do sistema. Além, é claro, do fato de cada atualização contar com novos recursos para os usuários, além de facilitar a vida dos desenvolvedores de apps.

A mudança deve ter um impacto um pouco maior, entre aqueles que utilizam o jailbreak em seu dispositivo, uma espécie de desbloqueio do sistema da Apple que garante aos usuários poder instalar aplicações provenientes de terceiros em seu aparelho.

Porém, como existem diferenças mínimas entre ambas as versões do sistema, a mudança acaba por não ser tão impactante assim, mesmo para esses usuários, já que a última versão do iOS conta muito mais apenas com correções de erros e pequena otimização no desempenho do sistema da Apple, do que novas funções ou grandes mudanças no SO.

Outro fato que faz com que a impossibilidade do downgrade não seja preocupante para os usuários é que a última versão do iOS não apresentou grandes problemas ou erros após seu lançamento, e, inclusive, o fato da Apple não assinar mais a versão anterior do sistema, mostra que, provavelmente, na visão da empresa, o sistema atual é estável o suficiente para manter os usuários na última versão do iOS.

A Apple atualmente está trabalhando na próxima versão do iPhone, que chega a sua sétima geração e esse sim, deve contar com grandes e importantes novidades para os usuários, e informações a respeito do dispositivo devem ser liberadas em breve.

Por Isis Genari

iOS 9.2

Foto: Divulgação


Vendas de smartphones iPhone com iOS registraram queda no último trimestre de 2015 no Brasil.

A empresa de pesquisas Kantar Worldpanel divulgou alguns dados na última quarta (27) que demonstram um declínio de venda dos smartphones iPhone com o sistema operacional iOS no mercado brasileiro. No último trimestre de 2014 as vendas representavam 5,5%, contra 2,8% no último trimestre de 2015.

Por outro lado, a venda de dispositivos com Android subiu de 89% para 91,8%. Smartphones com Windows Phone, sistema operacional da Microsoft, tiveram alta nas vendas de 4% para 5,1% no mesmo período de comparação. A outra parte se divide em outros sistemas operacionais como BlackBerry, por exemplo. Apesar do desempenho no mercado nacional, o Windows Phone registrou forte queda de vendas pelo mundo e padece lentamente na concorrência do mercado de smartphones.

Os resultados obtidos no Brasil refletem o que já vem ocorrendo em outros mercados de outros países. Nos Estados Unidos também houve queda, o iOS foi de 47,7% para 39,1% no mesmo período citado pela pesquisa. No Japão, os índices também registraram queda: 60,2% para 54,1%.

Os resultados demonstram que o iOS ocupa apenas a sexta posição no ranking de sistema operacional mais utilizado no país. Entretanto, ressalta-se que existe apenas um aparelho com o sistema operacional iOS, o iPhone, enquanto que os outros sistemas operacionais estão presentes em vários modelos de smartphones.

O sistema operacional do Google (Android) reina soberano no topo do ranking de sistemas operacionais mais utilizados no Brasil, com 56,7% de todos os aparelhos utilizados.

O ranking, segundo a pesquisa, ficou da seguinte forma: Android com 56,7%, Symbian (31,5%), Windows Phone (4%), RIM (2,7%), Bada (0,7%), iOS (0,4%) e 3,9% para os demais sistemas.

Apesar da perca de espaço do sistema operacional, a Apple afirma que a marca em si ainda é líder de vendas em vários mercados, como Estados Unidos e China, principais referências.

A empresa afirma que o Android ganhou o gosto popular pela grande variação de preço disponível, o que não ocorre com os produtos da Apple e seu iPhone.

Por André César

iPhones

Foto: Divulgação


App para iOS ajuda usuários a criar apresentações musicais.

Muita gente com talentos musicais busca pela tão sonhada oportunidade de destaque em um dos ramos mais difíceis de reconhecimento. O aplicativo Acapella surgiu na tentativa de quebrar esse conceito.

Através da novidade é possível enviar uma apresentação e harmonizá-la com instrumentos, assobios, palmas, entre outros. O fruto da criatividade final pode ser divulgado nas principais redes sociais do mundo como, por exemplo, Facebook, Twitter ou Instagram.

Disponível para iOS 8 ou superior, ele está sendo ofertado de forma gratuita por tempo limitado. Há opção do idioma Português e o usuário pode gravar um clipe de até 01 minuto sem ter de pagar nada ou então optar pelas opções pagas que proporcionam de 03 a até 10 minutos de gravação.

Por meio do aplicativo, é possível gravar as partes de uma ou mais músicas em separado e depois exportá-las juntas. Muitos youtubers já utilizavam essa técnica, contudo, o esquema era bem mais trabalhoso. O passo a passo do Acapella é simples, fácil, rápido e permite abusar da criatividade.Caso sua música tenha um ritmo mais difícil de acompanhar, umas das funcionalidades oferece um contador de batidas que facilita todo o processo.

O Acapella foi lançado há cerca de dois meses e já possui 10 milhões de usuários ativos que, de maneira geral, elogiam a performance do app. O jornal The Guardian considerou que o rápido crescimento demonstra que a internet está obcecada com o aplicativo musical.

Mas afinal, de onde vêm o  sucesso? Sem grandes pormenores, o número elevado de downloads é consequência da experiência de usuário positiva. A probabilidade de se deparar com um desses vídeos nas redes sociais é bem alta, afinal, quem não gostaria de ter seu trabalho reconhecido ou visto por algum produtor famoso capaz de mudar sua história?

Alguns dos vídeos enviados pelo app já se tornaram virais através de milhares de compartilhamentos. A curta duração incentiva a visualização.

E então? Você vai se arriscar? Caso a resposta seja sim, corra agora mesmo para a Apple Store e aproveite para testar enquanto o aplicativo é gratuito.

Por Beatriz


Pesquisa revelou que usuários do Android estão migrando para aparelhos com iOS.

Ao que tudo indica, a Apple deve estar extremamente contente com os resultados alcançados recentemente com o iOS, por meio do seu novo Smartphone, o iPhone 6s. Por que? Uma pesquisa divulgada nesta semana pelo Consumer Intelligence Research Partners (CIRP) mostrou que nunca tantos usuários do sistema operacional Android optaram por comprar um smartphone com sistema operacional iOS instalado.

Segundo a pesquisa do instituo norte-americano, um dos motivadores dos donos de Android comprarem um iOS, é a versão Plus dos celulares da Apple, que possuem uma tela maior. Por outro lado, a versão Plus sai mais cara, o que é ótimo para Apple, que acaba por conseguir um lucro maior. Estima-se que no ano anterior, a versão Plus foi escolhida por 25% dos consumidores, enquanto neste ano, a escolha pela versão com tela maior, foi de 37% dos consumidores, uma alta de 12%.

A pesquisa mostra que 26% daqueles consumidores que compraram o iPhone 6s no mês de seu lançamento, já possuem um dispositivo Android, número superior ao de versões anteriores, como no lançamento do iPhone 6, onde 12% eram usuários Android (14% de aumento) e no caso do iPhone 5s, onde 23% possuíam um aparelho Android em casa (aumento de 3%).

Segundo Mike Levin, que é um dos fundadores da Consumer Intelligence Research Partners, essa pesquisa mostra uma tendência, que é a opção dos consumidores por aparelhos com o iOS, num período de longo prazo, em detrimento dos aparelhos Android.

A dúvida que fica é como esses dados seriam, ou são, no Brasil, onde os preços dos produtos da Apple são altíssimo e limitados a poucas pessoas com reais condições de comprar, e alguns que arriscam tudo para ter um aparelho da marca.

Por outro lado, o fato da maior parte dos consumidores do iPhone estar nos Estados Unidos e Europa, comprar um iOS tendo um Android, não pode ser classificado logo de cara como uma troca, visto que nesses países, é comum encontrar pessoas com smartphones dos dois sistemas operacionais que dominam o mercado atualmente.

Por Gabriel Mazzo

Android e iOS


Competição visa premiar os desenvolvedores dos melhores aplicativos do ramo empresarial e de negócios para a plataforma do iOS 9.

A FileMaker, empresa subsidiária da Apple, está com inscrições abertas para uma competição muito interessante que visa premiar os desenvolvedores dos melhores aplicativos do ramo empresarial e de negócios para a plataforma do iOS 9.

Como funciona?

É necessário que os participantes tenham desenvolvido um app que seja compatível com o sistema iOS 9 e também capaz de aproveitar o design da tela do novo iPad Pro. Os jurados levarão diversos quesitos em consideração como, por exemplo: real aproveitamento no mundo empresarial, design, estética, aproveitamento das funcionalidades do iOS 9, mobilidade, criatividade, facilidade de uso, entre outros.

Um dos critérios de avaliação que apesar de não ser obrigatório, será levado em consideração pela comissão julgadora é a ideia de sustentabilidade. “O aplicativo é capaz de causar algum impacto positivo no meio ambiente?”.

É válido lembrar também que a empresa aceita participantes de todo o mundo, desde que tenham idade mínima de 18 anos de idade.

Qual a premiação?

A empresa  File Maker escolherá 02 ganhadores e estes levarão para casa um iPad Pro e terão ainda seus nomes e história publicados nas mídias sociais e blog da empresa. Caso o vencedor seja uma empresa, os prêmios serão entregues a equipe responsável pelo desenvolvimento do app.

O cadastro inclui a concordância com os termos e condições, informações pessoais e de contato ou a respeito da empresa, resumo do aplicativo e funcionalidades e screenshots por meio de URLs.

Os termos, condições e maiores detalhes a respeito da competição estão disponíveis no site da empresa.

A FileMaker oferece softwares para o desenvolvimento e criação de apps de bancos de dados exclusivos para Windows, Apple, Mac e outros. A plataforma da empresa já conta com mais de 20 milhões de usuários espalhados ao redor do mundo.

Quem quiser se arriscar na disputa possui até o dia 30 de novembro para realizar a inscrição por meio do site www.filemaker.com/r/contest. Em caso de dúvidas, envie um e-mail para socialmedia@filemaker.com.

Por Beatriz 

FileMaker

Foto: Divulgação


Novo sistema operacional foi lançado oficialmente e está disponível para iPhone, iPad e iPod Touch.

Quarta-feira, dia 21 de outubro, foi um dia marcante para os clientes da Apple. O que marcou esta quarta-feira foi justamente o lançamento da versão pública e oficial do iOS 9.1. O novo sistema operacional vem acompanhado de novidades e está disponível para clientes do iPhone, iPad e iPod Touch.

Confira mais detalhes na continuação desta matéria.

Vale destacar que a nova versão começou a ser enviada para os usuários na manhã do dia 21 de outubro. A versão oficial foi lançada após passar por nada menos que cinco versões betas. Tais versões betas foram testadas por desenvolvedores e usuários que se cadastraram para testar as versões.

Dentre as novidades menos alarmantes estão os papéis de parede. A Apple atualizou os clássicos papéis de parede de Júpiter, Marte e Netuno. Além disso, a marca também incluiu uma paisagem do deserto entre os papéis de parede.

Umas das principais novidades estão nos famosos emojis, haja vista o iOS 9.1 ter investido pesado nesta categoria. Portanto, temos uma grande quantidade de novos emojis que vão desde aos novos tipos de comidas até mesmo os tradicionais.

E para aqueles que utilizam bastante o Live Photos, saibam que a Apple atualizou o software. As devidas correções foram feitas após alguns relatos de problemas com o uso do software em questão por parte de usuários considerados tradicionais. Juntamente com as melhorias tivemos a chegada de um recurso que sabe identificar quando o usuário movimenta sua câmera para cima ou para baixo visando finalizar uma gravação.

Além disso, outra grande novidade é a Apple TV que será lançada em 26 de outubro. Trata-se da Apple TV de quarta geração que possui compatibilidade com o iOS 9.1.

Outro detalhe bastante interessante é que a Apple trouxe mais estabilidades para o uso do CarPlay, Fotos, Safari, Músicas e nas buscas. A interface multitarefa, por exemplo, passou por melhorias e agora dispõe de uma performance ainda mais superior.

Por Bruno Henrique

iOS 9.1

Foto: Divulgação


A tecnologia se torna uma grande aliada na conquista de um cargo público

Quem está se dedicando aos estudos, se preparando para um concurso público, pode encontrar nos aplicativos importantes aliados. No mercado há uma grande quantidade de Apps, gratuitos e pagos, que auxiliam os concurseiros a se preparem melhor para os estudos. O importante é procurar conhecer alguns destes para saber qual atenderá melhor suas necessidades.

O "Estratégia Concursos" é um destes aplicativos para ajudar os concurseiros, oferecendo mais de 30 mil questões, abrangendo 10 disciplinas ao todo. O interessante deste aplicativo é que o próprio usuário pode criar seus simulados e até visualizar as estatísticas para cada uma das provas, ao mesmo tempo em que vai acompanhando seus resultados.

Com o "Estratégia Concursos" também é possível acompanhar seu desempenho no decorrer dos estudos e, assim, saber se você está melhorando ou não. O "Estratégia Concursos" é gratuito e está disponível para iOS e Android.

Já o "Concursare Concursos" oferece até vídeo-aulas de matérias variadas, como português, atualidades, matemática e até direito constitucional. Em cada uma das matérias disponíveis você encontrará uma subdivisão onde você poderá estudar as matérias de forma mais aprofundada.

Este aplicativo também é gratuito, mas infelizmente não oferece a opção de simulados. Optando pela assinatura mensal, você passa a ter acesso ilimitado ao conteúdo. Disponível para iOS e Android.

Para os concurseiros que gostam de criar seus planos de estudo, o "Gabaritar" é o mais indicado. Com ele, você pode até criar seus planos para cada concurso que for realizar. No aplicativo tem a opção de marcar o tempo de estudo para cada disciplina e você pode ter acesso ao tempo recomendado para cada matéria.

Apesar desse aplicativo ser gratuito, quem quiser ter acesso a alguns conteúdos específicos terá que efetuar um pagamento. Disponível para iOS e Android.

E tem ainda o aplicativo "Concurso Fácil" que é uma excelente opção! Com ele você pode criar simulado e incluir filtros por banca, órgão e até ano. Tem ainda uma ferramenta que oferece simulado aleatório, onde o próprio aplicativo é quem escolhe as questões para você responder.

Com as estatísticas você poderá acompanhar como está o seu desempenho. Infelizmente, está disponível somente para o sistema operacional Android.

Por Russel

Foto: divulgação


O app, chamado de Caixa de Quadrinhos, pode ser baixado gratuitamente para iOS e Android

Depois de encantar a várias gerações com as histórias e peripécias da Turma da Mônica, Mauricio de Sousa lança um aplicativo com gibis da sua criação. O app chama-se Caixa de Quadrinhos.

Não há brasileiro que nunca tenha ouvido falar da Mônica, Cebolinha, Cascão, Magali e seus amigos. Esta turminha já viveu muitas aventuras e permitiu que as crianças desenvolvessem a sua criatividade em diversos livros para colorir.

Agora, eles chegam para encantar um novo público infantil, o tecnológico. Em um mundo repleto de tecnologia, as crianças vivem hoje uma infência bem diferente da que existia há uns anos atrás.

Smartphones, tablets, notebooks e afins, não são aparelhos desconhecidos para a maior parte das crianças que possuem acesso à eles, inclusive, os pais têm incentivado este consumo precoce de materiais tecnológicos. 

O lançamento da Turma da Mônica como app causou alegria não só nos pequenos como também em muita "gente grande" que poderá reviver os bons momentos infantis.

O aplicativo conta com mais de 500 gibis da Mônica e seus amigos lançados a partir da década de 80. O app é liberado para tablets e smartphones.

Quem quiser ler os gibis desta forma virtual, poderá efetuar dois tipos de assinatura: uma mensal, no valor de US$ 5 para iOS e R$ 13,07 para dispositivos Android, ou anual, de R$ 104,96 para aparelhos que rodem o sistema operacional Android e US$ 40 para iOS.

O aplicativo permite selecionar a história que deseja ler pelo personagem protagonista e também poderá baixar as edições para ler quando estiver sem acesso à internet.

O download do aplicativo pode ser feito de forma gratuita para ambos sistemas operativos.

A intenção de Mauricio é ir bem mais além. No futuro, ele pretende fazer a tradução do app para outros idiomas. Também é prevista a colocação de uma banca virtual, onde possam ser comercializados os novos gibis da Turma da Mônica.

Por Melina Menezes

Foto: divulgação


O mercado de "relógios inteligentes" vem recebendo altos investimentos, mas ainda não conseguiu conquistar o consumidor que não vê muita utilidade nos relógios que estão sendo lançados no mercado, preferindo adquirir um smartphone com uma configuração mais robusta e dispensando o acessório.
Mas as grandes empresas têm investido cada vez mais e estes relógios já começam a mostrar funções realmente interessantes, que já começam a despertar o interesse dos consumidores.

E na disputa por um pedaço maior deste mercado vale tudo! O Google, por exemplo, está preparando o seu Android Wear para ser compatível com o iPhone! A nova versão do seu aplicativo para o Android Wear, será compatível com o sistema operacional iOS e o Google não tem poupado esforços para concluir o trabalho o mais rápido possível.

Quem anunciou primeiro esta novidade foi o site 01net, que publicou a notícia de que o suporte para relógios com Android, compatível com os dispositivos da Apple estarão chegando ao mercado em breve.

Em maio será realizada a conferência anual da empresa, o Google I/O e tudo indica que será neste evento o anúncio da novidade compatível com o iOS. Mas tem um detalhe muito importante que vai definir o anúncio, ou não, da novidade, que é o resultado das vendas do Apple Watch que será lançado antes de maio. Ou seja, se o Apple Watch não for um sucesso de vendas, o Google pega carona e anuncia sua novidade, mostrando ao público que seu Android Wear é compatível com o iPhone e assim tenta emplacar de vez o seu relógio inteligente no mercado. Há, inclusive, alguns modelos de alto nível, por exemplo, o LG G Watch, o Samsung Galaxy Gear Live e também o Moto 360.

Até o momento, os relógios inteligentes do Google só funcionam com os smartphones que rodam o sistema operacional Android, enviando notificações, atendendo ligações, mandando SMS, entre outras funções.

Mas a Apple está apostando alto no seu próprio relógio inteligente e não quer o relógio do Google vendendo mais que o seu e, para isso, promete um produto com novidades que o mercado ainda não conhece e que serão revolucionárias!

O mercado mundial e o Google aguardam ansiosamente pelo Apple Watch.

Por Russel

Android Wear

Foto: Divulgação


Conhecida por ter os dispositivos mais seguros disponíveis no mercado, a Apple virou notícia nos últimos dias por ter uma brecha em seu sistema que era aproveitada pelo governo britânico para espionar usuários de iPhone.

Edward Snowden, que é conhecido por revelar detalhes dos programas de vigilância do governo dos Estados Unidos, tornou pública a prática que a agência de espionagem britânica GCHQ usava para rastrear os smartphones da Apple através de um selo da empresa chamado UDID.

Esse selo, que em tradução literal significa identificador de dispositivo único, é um recurso que permite que os iPhones tenham apenas um computador por padrão para sincronizar os dados. Ao sincronizar o iPhone com o computador, esse código único do UDID relaciona diretamente o proprietário do smartphone com o próprio aparelho.

Através dessa identificação, é possível ter informações do iPhone juntamente com o usuário e seu computador. Essa triangulação de informações permitia que a GCHQ localizasse em tempo real qualquer usuário de iPhone. De acordo com Snowden, o app que tinha falha e permitia essa localização do aparelho era justamente o navegador Safari, que já vem por padrão em todos os iPhones.

Com a notícia espalhada, a Apple já tomou as providências para que esse fato não continuasse acontecendo e os usuários do smartphone da Apple podem ficar despreocupados quanto a essa forma de localizar indivíduos.

Porém, diversos outros smartphones estão disponíveis no mercado, com outros sistemas operacionais, então nunca se sabe o que essas agências de espionagem conseguem.

Mesmo com toda essa fama de blindagem das informações dos usuários, diversas celebridades de Hollywood tiveram suas contas do iCloud hackeadas, que é o serviço de armazenamento de nuvem da Apple.

Dentre os arquivos vazados, estiveram fotos íntimas de diversas atrizes, como a Jennifer Lawrance, conhecida por protagonizar a série de filmes Jogos Vorazes.

Com diversos exemplos públicos de vazamento de informações de usuários, cabe a cada um refletir a quantidade de informações pessoais que é segura de manter em dispositivos móveis e mesmo em contas online.

Por Rannier Ferreira Mendes

Apple


Sabe aquela mensagem que você enviou e dois segundos depois se arrepende do envio? O novo aplicativo denominado Strings promete a deleção permanente da mensagem antes mesmo que o destinatário leia, claro que esse fato depende da sua agilidade em apagar a mensagem.

E não pára por aí, esse aplicativo também permite ao usuário se deseja que outras pessoas façam o download de suas fotos e vídeos e sejam compartilhadas com outras pessoas, ou seja: o aplicativo promete voltar para a era da privacidade e liberdade de expressão, sem a exposição desnecessária.

Infelizmente, o aplicativo ainda está disponível somente para iOS, não funcionando para quem utiliza Android ou Windows Phone. Porém devemos ter esperança de novidades em breve.

O app foi recentemente lançado nos EUA e é semelhante ao Whatsapp, porém, com uma relevante diferença no quesito privacidade. Mas, lembre-se de que os dados, imagens e mensagens que o usuário decidir compartilhar, mesmo através de serviços que prometem garantir a privacidade, poderiam ser facilmente acessados, afinal, é um aplicativo novo e, como tal, está sujeito à bugs e invasões de hackers.

É necessário um número de telefone para utilizar o app, seu perfil não é público, somente as pessoas adicionadas à sua lista de contatos podem interagir com você e observar o seu conteúdo.

Qualquer um poderá ser adicionado e removido em qualquer tempo, não há probabilidade de fazer o download ou compartilhar o seu conteúdo pessoal sem a sua aprovação, caso ocorra algum screenshot, o aplicativo promete detectá-lo e a conta de origem será suspensa.

No caso de saída de uma conversa, tudo o que você disse que será removido juntamente com você, assim como na exclusão de  uma foto, vídeo ou chat criado por você será excluído no dispositivo de cada participante, bem como no caso da exclusão de sua conta.

Ainda não há data para  lançamento do app em outros países, porém, como é novidade, não deve demorar muito, afinal estamos na era tecnológica e, o melhor, com promessa de privacidade, que é o mais importante nos tempos atuais.

No Site independent, é possível ler mais sobre a novidade em mensagens de texto.

Por Erica Oliveira de Souza

Foto: divulgação


Se você é um bom amante de automobilismo já deve ter testado alguns jogos em seu iPad ou iPhone. No entanto, pode ter ficado perdido devido ao enorme catálogo de opções de games desta categoria. Há diversos jogos de desenvolvedoras bastante competentes para você passar o tempo se divertindo em seu dispositivo móvel.  

Atualmente os amantes de games de corrida podem ter quase uma experiência de simulador diretamente de seu aparelho móvel. Pensando em selecionar as melhores dicas relacionadas a jogos de corrida para dispositivos da Apple, elaboramos uma lista com três jogos incríveis. Confira abaixo:  

– Asphalt 8: Airborne:

Esse jogo também está disponível para aparelhos Android e Windows Phone, além dos dispositivos da Maçã. A série do Asphalt é uma das mais reverenciadas entre os games de corrida. Sua oitava edição traz algumas modificações referente as demais. A melhoria nos gráficos é algo que deixou o game ainda mais impressionante e apaixonante para os jogadores. Certamente você se sentirá impressionado ao rodá-lo em seu aparelho móvel.  

No Asphalt 8: Airborne há diversos carros para você escolher. Os 47 carros disponíveis estão divididos em classes, onde poderá acelerá-los em diversos circuitos, entre eles Brasil, França, Islândia, Japão e outros. Apenas no modo carreira existem 180 eventos e oito temporadas.

É possível jogar com outros adversários reais com o sistema multiplayer. Neste modo as corridas estão divididas em "Eliminação", "Clássico" e "Infecção". O Asphalt 8: Airborne ainda possibilita os jogadores gravarem suas melhores performances no modo carreira. Desta forma é possível utilizar os dados gravados com outros adversários.  

Asphalt 8: Airborne

– GT Racing 2: The Real Car Experience:

Assim como o Asphalt 8: Airborne, este game está disponível para as outras duas principais plataformas (Android e Windows Phone) além do iOS. Ele segue o gênero de simulador de corrida com gráficos incríveis e muito realismo. O jogo conta com uma variedade bastante ampla de carros – 67 no total – que são elaborados de uma maneira bastante realista. Marcas como Ferrari, Nissan, Ford, Audi, entre outras famosas estão presentes.

O GT Racing 2: The Real Car Experience é desenvolvido pela consagrada desenvolvedora Gameloft. Assim os jogadores do game poderão esperar uma boa experiência ao executarem o título em seus aparelhos móveis. O jogo disponibiliza ao jogador um número expressivo de eventos, 1.300 no total. Além disso, atualizações regulares possibilitam novos eventos exclusivos.  

Seu grande diferencial está relacionado a quantidade de carros, pistas e eventos disponíveis. O aspecto gráfico, assim como no Asphalt 8, é impressionante. Há quatro tipos de câmera que possibilitarão ao usuário uma experiência mais ampla da franquia. Ajustes para ajudar os iniciantes a controlar os carros também estão presentes. É possível disputar corridas com amigos e conhecidos por meio do modo multiplayer.   

GT Racing 2: The Real Car Experience

– Real Racing 3:

Este é o principal concorrente do GT Racing 2. Ele apresenta gráficos interessantes que proporcionarão ao jogador um realismo bastante expressivo. No game estão presentes 45 carros com detalhes bastante realistas e diversas pistas. Em relação à versão anterior do game, o Real Racing 3 apresenta muitas novidades. Além de um realismo maior devido à melhoria gráfica, o game conta agora com um sistema de danos persistentes nos carros. Assim, se o jogador não reparar os defeitos oriundos de uma corrida, eles estarão presentes no próximo evento. É possível mudar o ângulo da câmera em várias direções, assim como acontece em outros títulos da categoria. Mas a principal novidade desta versão do game é o TSM (Time Shifted Multiplayer). Ao se divertir neste modo o jogador pode montar uma inteligência artificial capaz de simular como seria um jogador real.

O ponto que pesa contra o Real Racing 3 é sua exigência. Nem todos os dispositivos são capazes de suportá-lo, visto que seus recursos gráficos são bastante acentuados. Além disso, ele ocupa cerca de 2 GB do armazenamento interno de seu device.

Real Racing 3

Fotos: Divulgação

Por William Nascimento


Com o acesso em massa a smartphones e tablets, o número de vídeos produzidos e enviados para a internet aumentou consideravelmente nos últimos anos. E com isso os serviços de hospedagem de vídeos como YouTube, Vimeo, Instagram, Vine, entre outros, ganharam bastante relevância.  

Junto a isso, os aplicativos de edição de vídeos para smartphones e tablets cresceram assustadoramente. Seja qual for o sistema operacional de seu eletrônico (Android, iOS ou Windows Phone) você terá diversas alternativas de apps para editar suas cenas. Para ajudá-lo a escolher bons aplicativos para editar seus vídeos, elaboramos uma lista com três opções para seu aparelhos iOS, Android ou Windows Phone.  

Para iOS, iMovie:

Este é o software de edição de vídeos da Apple, feito sob medida para os usuários de iPhone, iPod ou iPad. Ele permite que os usuários façam uma edição bastante profissional, podendo inserir músicas, texto, entre outros efeitos visuais bastante interessantes. Por meio do iCloud é possível ter suas edições em todos os dispositivos Apple.  

Ao final da edição é possível compartilhar a criação em diversos serviços de streaming de vídeos, além das redes sociais como o Facebook.

O iMovie está disponível na App Store por US$ 4,99.  

iMovie

Para Android, Video Maker Movie Editor:

O Video Maker é um dos editores de vídeos mais conhecidos no universo Android. Ele possui ferramentas poderosas de edição que certamente serão bastante agradáveis para os usuários. Assim como o iMovie é possível compartilhar suas criações em redes sociais e plataformas de streaming de vídeos como o YouTube. Com ele é possível cortar partes do vídeo ou dividi-lo em várias partes. O usuário também pode realizar a adição de efeitos de vídeo, deixando as criações com uma aparência mais profissional. Adicionar imagens, músicas de fundo e exportação de arquivo em HD também estão presentes na aplicação.

O Video Maker Movie Editor está disponível gratuitamente na Google Play.  

Video Maker Movie Editor

Para Windows Phone, Movie Creator Beta:

Esta é a versão do editor de vídeos do Windows Phone feito pela própria Microsoft. Objetividade e simplicidade são as características principais do aplicativo. Tenha a certeza que você não se sentirá perdido ao utilizá-lo. Com apenas alguns simples passos, é possível escolher um trecho, um tema e completar a edição com uma música e título. Com o Movie Creator Beta é possível aplicar filtros, mudar a ordem das cenas, editar a duração da produção, rotacionar, inverter, inserir moldura, entre outras funcionalidades. Como os outros ele permite o compartilhamento da produção diretamente no aplicativo.

O app funciona apenas com Windows Phone 8.1 e está disponível gratuitamente na loja oficial da Windows Phone Store.

Movie Creator Beta

Fotos: Divulgação

Por William Nascimento


Usuários de iPhone e iPad têm agora uma nova opção para resolver problemas de armazenamento e de transferência de arquivos, com um único produto, prático e sem complicações.

O pendrive, batizado como iXpand, é a solução da SanDisk. Ele se interage com o dispositivo mobile iOS através de conectividade Lightning, realizando transferência sem dores de cabeça, cabos e conexões lentas de Internet com um servidor na nuvem. As velocidades de leitura e escrita desse dispositivo USB são de 13MB/s e 14MB/s, respectivamente.

Mas o iXpand não se limita a copiar arquivos de dentro do pendrive. Ele também possui uma conexão USB comum, possibilitando espetar em qualquer computador com porta USB, seja Mac ou Windows, e fazer a copia de seus arquivos.

Além disso, com o pendrive, você pode copiar fotos e vídeos, em seu espaço de armazenamento e vizualizá-los diretamente no iPad ou iPhone. Suporta inclusive os formatos não nativos de vídeos AVI, WMV, MKV, MP4, MOV.

Com o app iXpand, que pode ser encontrado na App Store para download, é possivel configurar para o pendrive, assim que for conectado, realizar uma sincronização automática com o gadget. O aplicativo também permite que o usuário opte por criptografar seus arquivos, escolhendo uma senha, que pode facilmente ser decriptografado no PC, e vice-versa.

Já estão disponíveis à venda no exterior modelos de 16GB, 32GB e 64GB, compatíveis com iPhone 6, iPhone 6 Plus, iPhone 5S, iPhone 5C, iPhone 5, iPad Air 2, iPad Air, iPad mini 3, iPad mini 2, iPad mini com iOS 8 ou iOS 7.

Os valores são de US$ 59 (16GB), US$79.99(32GB) e US$ 119(64GB), respectivamente. A aceitação deste lançamento foi muito positiva e o estoque dos dois primeiros modelos (16GB e 64GB) esgotaram no site da SanDisk.

O iXpand chega ao Brasil no primeiro trimestre do ano que vem. Ainda não foi revelado quanto custará aos bolsos brasileiros.

Por Daniel Cavalcante

Foto: divulgação


A tecnologia tem ajudado e facilitado a vida da sociedade nas mais diferentes áreas. Hoje é possível ter acesso à informação de onde estiver e quando quiser. Com a popularização dos smartphones e tablets as possibilidades aumentaram consideravelmente. E claro, chegou até o setor de saúde com aplicativos que ajudam a manter o peso, praticar atividades físicas, entre outras funções.

Há diversas variedades de aplicativos para a manutenção do condicionamento físico e equilíbrio alimentar. Para ajudar na escolha de um bom aplicativo, realizamos uma lista de apps com finalidades semelhantes, mas com seus próprios diferenciais. Confira abaixo:

– 7 Minute Workout:

Se você é atarefado e não encontra muito tempo disponível para treinar o 7 Minute Workout foi feito para você. O aplicativo traz 12 atividades físicas que podem ser realizadas em apenas 30 segundos cada, com 10 segundos de pausa entre as séries. As atividades são baseadas no HICT (High Intensity Circuit Training). Para praticar os exercícios indicados no aplicativo basta uma cadeira e uma parede. O app é gratuito e está disponível para iOS e Android.

7 Minute Workout

– RunKeeper:

O RunKeeper permite que seus usuários sigam de perto suas estatísticas de atividades físicas bem como dados sobre seu desempenho corporal. Com o app é possível estabelecer metas para atingi-las em um tempo previamente programado. O aplicativo disponível para iOS e Android é bastante popular com mais de 20 milhões de usuários espalhados pelo mundo. Ele permite integrar atividades com mais de 70 outras aplicações.

RunKeeper

– MyFitnessPal:

O popular aplicativo é um dos que apresenta uma das maiores bases de dados alimentares disponíveis no Google Play. Ele é bastante indicado para aqueles que desejam eliminar ou ganhar alguns quilos. O app permite que o usuário adicione em sua base alimentos e refeições, inclusive editando o conteúdo nutricional. O MyFitnessPal é gratuito e disponível para aparelhos da Apple e equipados com Android.

MyFitnessPal

– Runtastic:

Este aplicativo é indicado para os apaixonados por atividades físicas. Ele possibilita uma maior autonomia em treinamentos o que é precioso para os atletas amadores e profissionais. Sua principal diferença em relação aos outros aplicativos do gênero é a possibilidade de elaborar treinamentos focados em seus objetivos. Ele está disponível para aparelhos Android e iOS.

Runtastic

Fotos: Divulgação

Por William Nascimento


Uma empresa chamada SimplePrints desenvolveu um aplicativo de impressão de fotos para iOS que está batendo recordes de downloads – já passam de 1 milhão de usuários que instalaram o aplicativo em seus celulares, e que agora pretende disponibilizá-lo também para Android.

Lançado em dezembro de 2012, o SimplePrints surgiu como um aplicativo projetado para tornar o processo de construção de um livro de fotografias menos demorado e complexo. Com ele, todo aquele processo de escolha e organização de fotos se transforma em apenas algumas etapas: escolha algumas fotos, um layout e pronto.

A ideia é que você possa gastar alguns minutos para que possa completar seu “photobook” em menos de meia hora ao invés de acessar sites de lojas de fotografias e passar horas enviando suas fotos e depois montando o livro. A montagem final pode ser impressa em álbuns de capa dura com medidas que começam em 20 x 20cm, custando a partir de US$ 14,95. Os álbuns ficam prontos em menos de 48 horas e são enviados internacionalmente dentro de 4 a 7 dias. Remessas prioritárias também estão disponíveis, porém com um custo de frete bem mais alto, para os clientes que quiserem receber o produto com mais rapidez.

O representante da empresa, que atualmente conta com apenas 14 funcionários e uma receita milionária, diz que foram retiradas do processo todas as opções que distraíam os clientes e os faziam perder tempo na fabricação do álbum, deixando apenas os itens essenciais, como fontes e cores.

Agora que o aplicativo estará disponível também para Android, o foco da empresa é melhorar e agilizar ainda mais o processo de criação dos álbuns com ferramentas de sugestão e recomendação automáticas de fotos e layouts, filtros automáticos e detecção facial, para poder competir, tanto no iOS quanto Android, com gigantes do ramo, que também têm investido no desenvolvimento de aplicativos para dispositivos móveis, facilitando a vida dos usuários que, hoje em dia guardam a maioria das fotos em seus celulares, e não mais em cartões de memória, pen drives e HDs externos.

Por Felipe Foureaux Freitas

SimplePrints

Foto: Divulgação


A nova atualização do iOS (8.1) já está disponível, e traz com ela algumas novas possibilidades impressionantes. Antes de mais nada, teremos a introdução do “Apple Pay”, a nova forma de pagamento via celular embutida nos últimos modelos do iPhone (6 e 6 Plus) e iPad (Air 2 e Mini 3). Mas o novo sistema operacional também oferece a capacidade de enviar e receber mensagens de texto e ligações do seu telefone direto no seu Mac, o retorno do “rolo da câmera” e a versão beta da biblioteca pública do iCloud. E muito mais.

A primeira grande atualização do iOS 8 é uma mistura de características que não vingaram na versão original juntamente com mudanças que a fabricante adicionou baseada nos feedbacks de usuários, como o retorno do rolo da câmera. A possibilidade de fazer e receber chamadas através do Mac, bem como utilizar o serviço de SMS no PC, foram anunciadas na Feira Internacional de Desenvolvedores da Apple (WWDC, sigla em inglês), porém a falta de compatibilidade do novo iOS para os celulares com o antigo OS para PC fez com que fosse necessário aguardar uma atualização deste último, o que explica o porquê da funcionalidade não ter sido disponibilizada na primeira versão do 8. Essa característica de compartilhamento dos meios de comunicação é uma grande melhoria, visto a capacidade de receber e enviar, mensagens ou chamadas, a contatos que não utilizam “iDevices”, mudando a visão de que os dispositivos da marca só funcionam entre si em algumas funcionalidades.

O retorno do rolo da câmera elimina certo desconforto no gerenciamento de mídias que acontecia na versão anterior. Quanto ao novo sistema de pagamento da Apple, a princípio será restrito às redes comerciais que aderirem à opção, sem contar que, assim como a maioria das novidades tecnológicas, ainda não estará disponível no Brasil.

O iOS 8.1 estará disponível na opção Software, dentro de “Geral”, no app de Ajustes, caso tenha uma conexão boa, ou se preferir também é possível realizar a atualização via cabo, conectando o dispositivo a um computador que tenha o iTunes instalado. Para utilizar as novas ferramentas de comunicação compartilhadas com seu Mac, terá de instalar neste a versão X 10.10, grátis na Mac App Store online.

Por Felipe Foureaux Freitas

iOS 8.1

Foto: Divulgação


O considerável avanço tecnológico nas últimas décadas proporcionou um estilo de vida muito diferente que em décadas passadas. Hoje, podemos estar conectados com nossos amigos durante o tempo que desejarmos, seja qual for a distância. Isso é possível graças à evolução do meio tecnológico informacional, que disponibilizou novos serviços e aparelhos.

Para quem é daqueles que não largam o seu aparelho de celular como, por exemplo, o famoso iPhone, saiba que quanto mais aplicativos você tiver em seu aparelho mais interatividade e funcionalidades à sua disposição é possível encontrar.

Por esses e outros motivos é sempre bom dispor de muitas opções em seu celular, dessa forma, a interatividade e a sua diversão estarão garantidas.

Caso você goste bastante de gravar vídeos, sejam eles mais reservados a sua família ou até mesmo com seus amigos, saiba que uma boa indicação de aplicativo é o MatchCut Music Video Editor. Para quem ainda não conhece esse aplicativo, ele é um dos melhores editores para sistema iOS do mercado. Vale ressaltar que este se trata do editor mais rápido para o sistema.

Através do Music Video Editor o usuário poderá realizar uma grande quantidade de tarefas como, por exemplo, criar filmes compactos a partir de gravações de pequenas cenas. É importante destacar que essas pequenas cenas podem ser juntadas futuramente e formarem uma produção bastante extensa de grande qualidade.

Um dos pontos positivos desse programa é justamente quanto a sua praticidade, pois é possível criar filmes profissionais em segundos, isso devido à facilidade em usar as ferramentas disponibilizadas pelo editor.

O procedimento de criação do filme é relativamente fácil. O início de tudo é justamente quanto às gravações, em que você pode selecionar quantas cenas desejar. Além disso, você ainda pode escolher sua música favorita como trilha sonora de seu pequeno filme.

O próprio editor irá sincronizar, automaticamente, a música, bem como as cenas enviadas por você. No final do procedimento é possível fazer upload do vídeo no Youtube e em seguida enviá-lo para suas redes sociais favoritas.

O aplicativo é disponibilizado gratuitamente e pode ser instalado após efetuar o download do mesmo através do site oficial Baxaki. O editor é compatível com iPhone, iPod Touch e iPad. O app funciona com iOS 6.0 ou superior.

Por Bruno Henrique

Foto: divulgação


Há muito tempo atrás, muito antes dos smartphones invadirem nossas vidas, um programa de computador reinava soberano nas mensagens instantâneas, o ICQ. Os internautas da velha guarda vão se lembrar muito bem desse programa e, se muitos estavam tristes com o fim do Orkut, podem ficar felizes com a volta do aplicativo agora para iOS, Android e Windows Phone.

O app veio para competir diretamente com o WhatsApp, sendo totalmente gratuito e com recursos como chamada em vídeo, conversas em grupo e o envio de imagens e textos.

Um recurso bem interessante do aplicativo é do de poder enviar documentos em PDF e DOC em suas mensagens. Também é possível trocar mensagens com celulares que não possuem o aplicativo instalado, registrando as respostas do destinatário no corpo do programa.

Além da troca de arquivos convencional, a reencarnação do ICQ trouxe um recurso de busca de imagens na internet dentro do próprio aplicativo, sendo assim é possível o envio delas para seus contatos. Essa mesma busca permite a personalização do seu App com as mesmas imagens, deixando-o bem bonito e com a sua cara.

A facilidade e interação são pontos fortes do novo ICQ, as chamadas em vídeo são bem simples, facilitando as coisas para quem use o programa para fins corporativos ou mesmo para o usuário casual. Se você está em uma conversa com uma pessoa e simplesmente adiciona alguém na conversa, pronto, já se torna um bate-papo em grupo. Simples e prático.

O registro é simples, basta informar o seu número e esperar a configuração automática para utilizar o programa.

O novo ICQ pretende agradar as pessoas da velha guarda da internet e também os mais novos. Seus recursos visuais incríveis e personalização são o forte dessa versão. Quem nunca ouviu falar do programa tem um bom motivo para conhecer. Para os mais novos, pergunte aos seus pais o que é ICQ e provavelmente você ouvirá boas histórias.

Baixe o aplicativo nos seguintes LINKS:

– Aplicativo para iPhone: Download;

– Aplicativo para Android: Download;

– Aplicativo para Windows Phone: Download.

Para conferir e baixar versões do ICQ em outros sistemas móveis, clique no LINK e selecione sua versão.

Há também uma versão para Windows 8: Download.

Por Felipe Henrique de Souza

ICQ

Foto: Divulgação


Durante evento realizado em São Fracisco, nesta segunda-feira 2 de junho, a Apple apresentou o novo sistema operacional para os iPhones e iPads que provavelmente chegarão ao mercado ainda este ano. O Worldwide Developers Conference (WWDC) da Apple, a marca conhecida pelo icone da maçã, é, atualmente, um dos eventos do universo da tecnologia mais aguardado.

Segundo o site G1, dentre as inovações apresentadas pelo novo sistema, encontra-se um recurso denominado "HealthKit", que concentra dados de aplicativos da área da saúde, e um serviço chamado "HomeKit", para possibilitar aos equipamentos da marca controlarem dispositivos da casa como fechaduras inteligentes, termostatos e até a iluminação.

Em relação às imagens, segundo informações do site americano da Apple, o novo sistema tornará mais simples o manuseio para você encontrar suas fotos favoritas, além de ferramentas excelentes e potentes de edição.

Ainda segundo informações site oficial da marca, O iMessage ganhou melhorias que o aproximam do WhatsApp, sendo possível mandar e receber mensagens de áudio e de vídeo, sem necessariamente abrir o aplicativo.

Certamente, a grande inovação desta nova versão do sistema é a aba de notificações que permite ao usuário interagir com os conteúdos, sem necessariamente acessar o aplicativo em questão.

No iOS 8 você vai encontrar uma nova maneira conveniente para responder às notificações. Atalhos úteis para as pessoas que você conversa mais e recursos para gerenciar seus e-mails de economia de tempo.

De forma geral, o IOS 8 vem com a característica marcante de facilidade de uso aliada a qualidade dos aparelhos, visando deixar mais acessível o manuseio. O novo sistema operacional será compatível com os seguintes aparelhos da marca: iPhone 4s, iPhone 5, iPhone 5c, iPhone 5s, iPod touch, iPad 2, iPad Air, iPad mini.

Por Thiago José Fernandes

Foto: divulgação


A concorrência em esfera global quando o assunto é tecnologia é algo bastante grande, por isso, as várias empresas do ramo sempre estão em busca de novidades, ou seja, novos serviços, aplicativos e aparelhos que visem satisfazer o seu cliente. Uma dessas empresas é justamente o Google, uma das maiores de todo o planeta.

Devido a sua grande estrutura e o grande número de usuários em todo o mundo, o Google sempre está em busca de novos serviços, aplicativos entre outros tipos de tecnologia, haja vista manter a sua soberania em seu ramo.

A boa notícia da vez é destinada aos usuários de aparelhos mobile iOS e Android. Saibam que a empresa anunciou recentemente a disponibilização de dois novos aplicativos por meio do iTunes e da Google Play, que são justamente softwares independentes do Docs, ou Documentos Google e Planilhas Google.

Como todas as novidades visam oferecer mais praticidade aos usuários, então como o próprio nome já deixa em aberto, as ferramentas oferecem a você a possibilidade de usar um dos programas citados em seu smartphone ou tablet para criar ou até mesmo editar de uma forma direta seus documentos ou planilhas. Essa é uma boa alternativa para aqueles que não gostam do Google Drive, pois esta era a única opção disponível anteriormente.

Como já era de se esperar, além de facilitar a vida dos usuários, o Google também pretende lançar concorrência aos softwares móbile recém-lançados pelo Windows Office além o Dropbox, onde ambos possuem softwares voltados para a mesma finalidade que os lançados pelo Google.

Para aqueles que estão interessados nos novos aplicativos aqui destacados, saibam que os mesmos já estão disponíveis no Google Play. Para efetuar o download das ferramentas é bastante simples, basta acessar suas respectivas páginas, efetuar o login e realizar o download. Abaixo seguem os links das respectivas versões:

Android

Google Docs

Planilhas Google

iOS

Google Docs

Planilhas Google

Por Bruno Henrique


A guerra dos smartphones ocorre desde a criação do iPhone pela Apple. Há mais ou menos 8 anos, os aparelhos mais modernos tinham uma tela de capacidade bastante reduzida, uma quantidade enorme de botões físicos e uma interface simples demais se comparada com os aparelhos atuais.

O primeiro iPhone foi destaque no mundo inteiro exatamente pelo fato de possuir um Sistema Operacional próprio que fazia de tudo. A tela de toque, enorme aliada a um design limpo, sem excesso de botões destacava o aparelho dos demais celulares da época. Além disso, o iPhone era um minicomputador, que permitia a navegação na web, realizar videochamadas, ouvir músicas, assistir a vídeos e diversas outras experiências que até então eram impossíveis com outros aparelhos. Pouco tempo depois, o Google apresentou o seu próprio Sistema Operacional para smartphones, já que o iOS da Apple era exclusivo para os iPhones. Com isso, diversas companhias como a Samsung e a LG começaram a produzir e desenvolver novas tecnologias para a criação de seus modelos de smartphones. A partir daí todos nós conhecemos a história; a batalha entre as empresas e seus sistemas operacionais tomou forma e chegamos ao mercado que temos atualmente.

Ao ver o seu império ser tomado aos poucos pelo Android, a Apple tratou de tomar providências para garantir a sua liderança no mercado. Com isso, teve início uma guerra por patentes que a empresa da Maçã insiste em manter. Em mais um dos recentes julgamentos da Apple contra o Google, o vice-presidente da divisão Android, Hiroshi Lockheimer, afirmou que os engenheiros do Google nunca copiaram nenhum dos recursos do iPhone no Android. Ele afirmou ainda que, na verdade, eles tentaram se diferenciar o máximo possível do iOS da Apple.

Como forma de defesa, o Google afirmou que muitas das funcionalidades existentes no Android foram desenvolvidas antes da Apple. A maioria das testemunhas de defesa do Google são executivos da empresa que trabalharam nos projetos de criação do Sistema Operacional Android.

O fato é que nesse duelo de gigantes, quem sai ganhando é o consumidor, que terá a garantia de produtos inovadores e de qualidade, seja quem for o vencedor.

Por Ebenezer Carvalho

Android e iOS

Foto: Divulgação


A cada nova atualização do seu sistema operacional iOS, a Apple tem o objetivo de melhorar os seus serviços. Para isso, a próxima atualização da marca deverá usar o próprio serviço de armazenamento de arquivos na nuvem para facilitar a vida dos usuários de Mac, iPhone e iPad. Graças ao iCloud, o iOS 8 poderá ser equipado com novos aplicativos para gerenciamento e edição de conteúdo de arquivos hospedados nos servidores da Apple.

Esta informação veio do famoso site de tecnologia 9To5Mac. De acordo com a notícia, a Apple está em fase inicial de desenvolvimento de dois aplicativos, o Preview e o TextEdit, ambos já disponíveis no Mac OS X e para o iOS. Contudo, para inovar, a Apple não quer que o projeto seja exatamente o mesmo. A mudança será no quesito de visualização, ou seja, para o Mac eles são totalmente funcionais para visualizar PDF, editar arquivos e imagens, no celular, serão como links para o iCloud.

Os futuros programas terão o objetivo de sincronizar e facilitar a visualização de documentos salvos pelo Preview e pelo TextEdit no iCloud, além de instigarem os usuários a gerenciar e editar documentos PDF pelo iBooks e outros arquivos pelo kit de programas iWork. Dessa forma, a marca criou uma incrível lógica de interligar todos esses serviços da empresa.

Segundo ainda o site de tecnologia, ainda não se sabe se os aplicativos estarão prontos para uso dos consumidores da marca até o fim do ano, momento provável do lançamento do iOS 8. Além disso, também não se sabe se toda essa estrutura poderá ser aproveitada no sistema. Contudo, a Apple trabalha insistentemente para que tudo possa ocorrer no tempo previsto. Não bastasse isso, a empresa estaria focada em reestruturar o iCloud, adicionando novas ferramentas e possibilidades.

Caso essa informação esteja realmente correta e divulgando os reais objetivos da Apple, as novas opções do iOS 8 estão no foco da marca. Porém, mesmo trabalhando a todo vapor para a realização disso tudo, a companhia está focada também em outras grandes novidades, como o aplicativo de saúde Healthbook, um novo app Mapas e também um aplicativo exclusivo do iTunes Radio.

Por Carolina Miranda


Especialistas indicam que um dos maiores feitos da Blackberry durante a vida no mercado foi criar aplicativos que enviam mensagens para plataformas IOS e Android, que nos dias atuais são consideradas as mais famosas do mundo.

Não se pode ignorar o fato de que, em pouco tempo, esse tipo de tecnologia virou fenômeno no mercado. Por esse motivo que a empresa se especializa cada vez mais para desenvolver atualizações referentes a esse tipo de serviço que, para parte dos consumidores, representa ponto fundamental, não apenas ao lazer, como também para trabalhar.

Quem compra os novos celulares inteligentes, que possuem a versão atualizada das plataformas BLACKBERRY, deve ficar animado nessa nova temporada, de forma principal ao levar em conta dois tipos de funções que há tempos estavam sendo requisitados: Channel e Voice.

De fato, os dois tipos de recursos estavam presentes nas versões originais da BLACKBERRY. Porém, entre sistemas operacionais IOS e Android que possuem Messenger, essa representa uma novidade que promete conquistar sucesso. Quem tem sistema IOS no smartphone vai possuir sistema com o nome de “BBM 2.0”, ao ponto de que donos de Android devem obter a alcunha denominada “BBM”.

Voice e Channel são dois aplicativos esperados há tempos por parte do público consumidor. Porém, a empresa diz que as novidades estão além da expectativa. Ou seja, usuários também possuem a oportunidade de compartilhar não apenas fotos, como também arquivos simples, ou mesmo o local no qual estão localizados com o smartphone. Existe a possibilidade de se integrar com o DROPBOX. Também há cem novos EMOJIS.

VOICE: Consiste no serviço que possibilita aos consumidores realizarem ligações de voz. A novidade está no fato de fazer a atividade via internet sem ter que gastar dinheiro.

CHANEL: Representa serviço no qual usuários têm a possibilidade de comentar sobre tópicos que trazem assuntos específicos.

Por Renato Plantier


O popular app de mensagens da BlackBerry, o BBM, terá versões para iOS e Android já a partir desta semana. A criação de versões específicas para aparelhos de empresas concorrentes (o IOS é da Apple, enquanto o Android é do Google) faz parte do projeto da empresa de expandir novamente seu mercado, já que a BlackBerry, anos atrás, quase dominou o mercado de smartphones, mas hoje passa por situação delicada que envolveu rumores sobre, inclusive, a venda total da empresa.

A novidade não é tão recente assim. A BlackBerry, empresa canadense, já havia anunciado no primeiro semestre a sua intenção de abrir os serviços e expandir o uso do aplicativo BBM a outras plataformas. Seu lançamento, agora, faz com que o aplicativo, um dos pioneiros na troca de mensagens sem a cobrança de tarifas (como as de envio de SMS), passe a concorrer com os populares messengers do Facebook, com o WhatsApp, MeeGo, com o Twitter e com os aplicativos nativos de trocas de mensagens da Apple e do Android.

A previsão é que o download do aplicativo BBM seja disponibilizada gratuitamente entre sábado e domingo

Por Jorge Souza


A marca canadense BlackBerry, muito conhecida pelos seus smartphones principalmente no ramo corporativo, vem sofrendo muitos prejuízos com os recentes lançamentos de outras marcas. Principalmente em questão de seus sistema operacional, que não consegue bater os tão aclamados Android e iOS.

Pensando nisso, a empresa disponibilizou recentemente um serviço inovador que permite que usuários de outros sistemas “experimentem” o OS da marca.

Para fazer isso, basta que os usuários de Android ou iOS, acessem o site blackberry.com/glimpse. Dessa forma, uma espécie de demonstração interativa de seu novo sistema operacional, o BlackBerry 10. Ao acessar o site, o usuário deve seguir as indicações que aparecem na tela, geralmente um ponto verde e ir interagindo com o sistema.

A nova estratégia de Marketing da empresa tenta compensar o tempo perdido e principalmente mostrar aos principais concorrentes como Iphone e a linha Galaxy da Samsung, que a marca tem bastante poder ainda no ramo e que vem com tudo nessa nova interface.

Apesar de um excelente sistema, a BlackBerry ainda terá que investir um pouco mais para conseguir chegar nos dois lideres do segmento, principalmente pela sua loja de aplicativos, que sofre um sério problema de disponibilidade e quantidade de apps.

Por Henrique Nicolau


De acordo com o analista Peter Misek, da Jefferies, que visitou recentemente os fornecedores asiáticos da Apple, o iPhone 5S e o suposto iPhone de baixo custo da companhia, poderão chegar atrasados, por problemas na pré-produção. De acordo com ele, o lançamento do iPhone de baixo custo poderia ser adiado para o quarto trimestre deste ano, e um possível iPhone 6, provavelmente não iria sair até 2014.

"iPhone 5S está tendo problemas de pré-produção com a produção em massa do aparelho de pelo menos um mês. Isto combinado com o atraso discutido publicamente do iOS 7 coloca a disponibilidade do aparelho para Julho em risco", disse Misek, de acordo com StreetInsider. "Continuamos acreditando que não há quase nenhuma chance do iPhone 6 ter seu lançamento em 2013, devido à questões de fornecimento."

Além do iOS7 e iPhone 6, o atraso do iPhone 5S deverá afetar a produção de outros produtos da Apple. Misek disse que a atualização do iPad Mini também será adiada. Finalmente ele disse que uma iTV em 2013 é improvável.

Se os cálculos de Misek estiverem corretos, há provavelmente muita discussão em Cupertino, para lançar o novo produto o mais rápido possível.

O adiamento também poderá enfraquecer as vendas de aparelhos no segundo e terceiro trimestre, de acordo com Misek.

Por Atila Felipe


A conhecida empresa de brinquedos e jogos de tabuleiro, Grow, agora tem mais um departamento, a Grow Digital. Isso significa que a empresa está entrando no mercado de jogos para celular, a começar apostando em edições para os dispositivos móveis de seus maiores clássicos de mesa.

O primeiro jogo a entrar no mercado é o famoso Imagem & Ação (lançado originalmente em 1989) que em sua versão tradicional já vem divertindo crianças e adultos há mais de duas décadas. O Imagem & Ação Friends, como foi batizado, estará disponível nos próximos dias para o Facebook e dispositivos Android e iOS (Apple). Terá versões gratuitas (o que significa com propagandas) e pagas (sem esse inconveniente) por US$ 2,99 na Apple Store e R$ 6,00 na GooglePlay.

O jogo é totalmente interativo e o foco é a interação entre os amigos que agora pode acontecer de forma remota.

A responsável pelo desenvolvimento foi a empresa brasileira Sioux.

O jogo deve agradar, pois carrega um nome já reconhecido e com credibilidade e, segundo a empresa, os fãs de jogos da marca podem aguardar mais três lançamentos ainda nesse ano.

Por Bruno Hardt


Parece que a Microsoft está investindo bastante para poder alavancar o sucesso de sua plataforma móvel.

A nova ideia da companhia foi contratar diversos desenvolvedores de aplicativos para o iOS da Apple para participar de um evento realizado em sua sede em Mountain View, nos Estados Unidos. A companhia conseguiu passar uma excelente impressão para todos os desenvolvedores que estiveram presentes no encontro.

Segundo o MIT Technology Review, os desenvolvedores de aplicativos para a plataforma da Apple gostaram bastante do que lhes foi apresentado e se mostraram bastante interessados em colocar seus títulos de sucesso na loja de aplicativos do Windows Phone.

Tim Burks, o homem que ajudou na articulação com os desenvolvedores no Vale do Silício e também fundou sua companhia própria neste mercado, disse ao MIT Technology Review que está muito impressionado com todo o cuidado que a Microsoft está tendo com suas ferramentas e com o suporte que ela oferece aos desenvolvedores do Windows Phone 8.

Tim ainda brincou e disse que a Apple e a Microsoft oferecem um excelente material e um ótimo ambiente para que seus desenvolvedores de aplicativos para plataformas móveis poderem trabalhar, e isso agrada bastante.

Por Felipe Santos Bonfim


Desde o mês de setembro alguns poucos usuários do sistema Android já andavam testando um novo recurso do Facebook: a sincronização automática de fotos. A novidade da rede social agora está sendo disponibilizada também para usuários do iOS.

Não difícil de entender o funcionamento básico deste novo recurso. A coisa funciona mais ou menos da seguinte maneira: todas as imagens captadas pela câmera do usuário do smartphone serão automaticamente enviadas para a rede social. Mas não se preocupe, as fotos enviadas automaticamente para a rede social permanecerão em um álbum denominado de “Sincronização do telefone”, nada mais propício com o nome. Esse álbum criado será completamente privado. O usuário é quem dará o destino que bem entender para as imagens salvas no mesmo. Ou seja, ele pode publicá-las ou simplesmente deixá-las lá.

Vale lembrar que a ferramenta se trata de um recurso novo e que por isso ainda se encontra em fase de testes. Isso faz com que alguns poucos usuários dos já referidos sistemas possam fazer uso do recurso.

E como o usuário poderá saber se o recurso está disponível para o seu smartphone? Isso é bastante simples. Para fazer a verificação o usuário precisa apenas acessar a área de fotos no app do Facebook e observar o final da página. Se a opção “Sincronizar“ estiver lá, basta ativá-la. Não há diferença do iOS  para o Android em relação a isso.

Por Denisson Soares


Logo após ter tomado conhecimento de um bug que permitia que os usuários adquirissem aplicativos do iOS sem nenhum custo, a Apple tratou de procurar uma solução para corrigir a falha. Porém, apesar de todos os esforços feitos pela companhia, ela ainda não conseguiu encontrar uma formar de bloquear os usuários, evitando que eles burlem as compras in-app.

Tudo isso começou quando Alexey Borodin, um hacker russo, criou um site intitulado in-AppStore, que facilita as compras de itens in-app sem a necessidade de o usuário pagar por ele, graças a uma falha que o próprio rapaz encontrou. A Apple ainda chegou a derrubar o servidor na qual a página estava hospedada, para tentar limitar o uso do bug por mais usuários, mas o hacker foi mais ágil e conseguiu distribuir o site em vários servidores pela Rússia, país famoso por dificultar o acesso de companhias estrangeiras aos seus “servers”.

A Apple deverá se empenhar bastante para conseguir tirar o bug do ar, não apenas para se livrar dos problemas, mas também porque a falha envolve diversos aplicativos de terceiros, que por conta disso deixam de lucrar com a comercialização de seus itens.

Natallie Harrison, representante da Apple, disse que a segurança do serviço da empresa é muito importante para eles e para seus desenvolvedores, e por esse motivo todos os relatos de atividades fraudulentas são levadas bastante a sério pela Apple.

Por Guilherme Marcon


Como todos sabem, a Apple anunciou o novo sistema operacional iOS 6 neste ano durante a WWDC 2012. Assim, surgiram as versões Beta, sendo que a Beta 2 já veio com mapas disponíveis para o território brasileiro, contendo hospitais, postos de gasolina, e outros. O que dá indícios de que talvez a Siri comece a falar português ou ao menos funcionar corretamente dentro do território brasileiro.

Com certeza as funções que estão surgindo nas versões Beta indicam algumas características que estão sendo desenvolvidas para o novo iPhone 5, que deve ser anunciado em setembro deste ano.

A Apple informou que a versão Beta 2 do iOS 6 irá expirar no dia 31 de julho e, mesmo sem anunciar quais mudanças foram feitas entre a versão 2 e 3 do sistema operacional, a Maçã indicou que serão feitas 200 mudanças entre a versão final do SO e a sua antecessora.

A versão Beta 3 foi lançada 21 dias após o lançamento da Beta 2 e está disponível apenas para desenvolvedores, sendo que sua data para expirar é 30 de setembro. A boa notícia é que ela será a última versão para testes do iOS 6, que tem previsão de lançamento para o próximo trimestre.

Por Guilherme Marcon


Uma hora isso ia acontecer. Segundo dados da Nielsen e NPD, duas empresas de consultoria, smartphones que utilizam o sistema operacional móvel Android, ultrapassaram as vendas do iPhone, que utiliza o sistema iOS da Apple.  É a primeira vez, desde o início da pesquisa, que a Apple ficou em segundo lugar no market share de sistemas operacionais móveis.

De acordo com a pesquisa da Nielsen, o Android está presente em 27% dos aparelhos, enquanto o iOS tem 23% do total. O fato de vários fabricantes terem adotado o SO da Google em seus aparelhos é o principal motivo do aumento de participação do Android, tendo em vista que apenas os smartphones da Apple possuem o iOS. Já para a NPD, o Android tem 28% do mercado, contra 21% do iOS.

Por Camila Porto de Camargo

Fonte: G1





CONTINUE NAVEGANDO: