Confira as características e preços do novo iPad da Apple.

Para quem estava ansioso com as últimas tendências de tecnologia em iPad da Apple vem aí uma novidade. A empresa Apple divulgou recentemente o lançamento do “iPad” 2017, sendo que o aparelho possui tela retina com 9,7 polegadas e brilho maior que o seu antecessor. Ele vem com chip A9 de 64 bits, além de bateria econômica, câmera traseira e frontal com tecnologia HD, e sensor de toque, Touch ID.

O iPad versão 2017 chegou às lojas no dia 24 de março de 2017, nos Estados Unidos e em outros países da Ásia e da Europa. Todavia, o iPad 2017 só chegará ao Brasil a partir do mês de maio de 2017.

Em relação às cores, o modelo é ofertado em cor prata, dourada e cor cinza. Os preços serão atrativos, cerca de US$ 329 pelo modelo com Wi-Fi de 32 Giga Bytes e US$ 459 pela versão com Wi-Fi e celular de 32 Giga Bytes também. A novidade é que será lançado um modelo do iPad com 128 Giga Bytes, acrescido de apenas mais US$ 100. A Apple também comercializará capas em várias cores, de poliuretano para o iPad por apenas US$ 39, nos Estados Unidos.

Enquanto isso no Brasil, os preços do produto já foram anunciados: custará cerca de R$ 2.499 pela versão 2017 do iPad com sistema de Internet Wi-Fi com 32 Giga Bytes, e R$ 3.199 pela versão com Wi-Fi e celular também de 32 Giga Bytes. Os iPads de 128 Giga Bytes custarão R$ 500 a mais. No nosso país os preços são mais salgados.

Já em relação ao processador, a Apple realizou um upgrade no modelo 2017 do iPad. O aparelho vem com o chip A9 de 64 bits, igual ao dos smatphones tipo iPhones, modelos 6S e SE. Ademais, a bateria durará cerca de dez horas de uso ininterrupto.

Corra para adquirir o seu!

Por Anneliese Gobbes Faria

iPad 2017


Com poucos passos é possível distribuir o sinal plano de dados para outros aparelhos

Você quer usar o seu iPhone ou iPad como roteador e não sabe como fazer todo esse processo? Pois bem, os dispositivos que contam com o sistema operacional iOS apresentam essa opção que faz a distribuição do sinal do seu plano de dados para outros celulares.

Para fazer isso o usuário dos aparelhos deverão acessar o menu “Ajustes”, aquela engrenagem que fica na tela inicial. Depois disso, clique em “Acesso Pessoal”. O próximo passo será habilitar a opção que tem esse mesmo nome e selecionar uma senha.

Caso as suas conexões de Bluetooth ou wi-fi estejam desabilitadas, o iOS vai exibir um sinal de alerta para ver se você deseja ligar as mesmas. Você também poderá selecionar “Apenas USB” para que aconteça a conexão somente de um dispositivo adicional através de cabo.

O sistema operacional da Apple vai lembrar o usuário que algumas taxas adicionais poderão ser cobradas devido o uso de mais aparelhos na mesma rede de dados. Outros aparelhos que estejam conectados em uma mesma conta do recurso iCloud, que é o sistema de armazenamento em nuvem da Apple, vão poder utilizar o Acesso Pessoal sem que se necessite a ativação manual.

Para que seja possível conectar outro aplicativo à internet através do wi-fi, o usuário deverá apontar uma senha de oito caracteres, no mínimo. Após isso, você deverá fazer a busca da rede com o nome do aparelho que está fazendo a distribuição do sinal. No sistema operacional da Apple, o usuário consegue acompanhar qual o número dos aparelhos que fazem uso do mesmo sinal de wi-fi.

Com relação às conexões através do Bluetooth, você deverá emparelhar os aparelhos e fazer a confirmação por meio do código de segurança que vai ser apresentado. Outra maneira é fazer a conexão do aparelho em um PC através do cabo USB. Com isso, o segundo dispositivo vai ser conectar à internet de maneira automática.

Outros sistemas operacionais como é o caso do Android e o Windows Phone também oferecem a possibilidade de utilizar o aparelho como roteador de internet para outros aparelhos. Cada um tem a sua especificidade e em outras matérias contaremos a você sobre como fazer o processo nestes sistemas operacionais.

OSCAR ARIEL COLAÇO


A Apple já está atrasada para anunciar o seu novo iPad, visto que o mercado já apresentou uma série de novidades e a empresa até agora está devendo uma nova informação ao mercado. Mas não é à toa que a Apple está demorando em fazer o anúncio, pois a empresa está concluindo uma novidade para o aparelho que poderá trazer uma entrada USB! A notícia já foi até confirmada pelo Wall Street Journal.

O novo iPad da Apple vai contar com uma série de novas funcionalidades, para conquistar o posto de "melhor tablet do mercado" e, claro, tornar-se um dos mais vendidos também. Além da entrada USB 3.0, o novo iPad de 12,9" poderá contar ainda com conexão de teclado e também mouse, pois estes acessórios têm sido cada vez mais procurados pelos usuários de tablets.

Os iPads já lançados no mercado disponibilizam apenas uma entrada para fone de ouvido e outra para o cabo de energia. Com estas novas opções, que são antigas reivindicações dos usuários, o iPad ganha novo fôlego para continuar sendo um dos modelos mais procurados, neste tão concorrido mercado de tablets.

O Galaxy Note Pro, que é um dos principais concorrentes do iPad, conta com uma tela de 12". Já o da Microsoft, o Surface Pro 3, já tem a entrada USB 3.0. A intenção da Apple é bater estes seus dois principais concorrentes, lançando o iPad com tela de 12,9" e entrada USB 3.0. Além das conexões para teclado e mouse.

E tem mais um motivo para a Apple estar demorando em divulgar seu novo iPad, é que a empresa está implementando uma tecnologia que vai permitir que o dispositivo tenha sua bateria recarregada em um curto espaço de tempo, o que também seria mais um ponto a favor para a empresa que assim, estaria colocando no mercado, um tablet que realmente traz diferenciais e que atrairiam novos consumidores.

Com todas estas novidades, a previsão é que o novo iPad chegue ao mercado somente no segundo semestre deste ano.

Por Russel

iPad com USB

Foto: Divulgação


Usuários de iPhone e iPad têm agora uma nova opção para resolver problemas de armazenamento e de transferência de arquivos, com um único produto, prático e sem complicações.

O pendrive, batizado como iXpand, é a solução da SanDisk. Ele se interage com o dispositivo mobile iOS através de conectividade Lightning, realizando transferência sem dores de cabeça, cabos e conexões lentas de Internet com um servidor na nuvem. As velocidades de leitura e escrita desse dispositivo USB são de 13MB/s e 14MB/s, respectivamente.

Mas o iXpand não se limita a copiar arquivos de dentro do pendrive. Ele também possui uma conexão USB comum, possibilitando espetar em qualquer computador com porta USB, seja Mac ou Windows, e fazer a copia de seus arquivos.

Além disso, com o pendrive, você pode copiar fotos e vídeos, em seu espaço de armazenamento e vizualizá-los diretamente no iPad ou iPhone. Suporta inclusive os formatos não nativos de vídeos AVI, WMV, MKV, MP4, MOV.

Com o app iXpand, que pode ser encontrado na App Store para download, é possivel configurar para o pendrive, assim que for conectado, realizar uma sincronização automática com o gadget. O aplicativo também permite que o usuário opte por criptografar seus arquivos, escolhendo uma senha, que pode facilmente ser decriptografado no PC, e vice-versa.

Já estão disponíveis à venda no exterior modelos de 16GB, 32GB e 64GB, compatíveis com iPhone 6, iPhone 6 Plus, iPhone 5S, iPhone 5C, iPhone 5, iPad Air 2, iPad Air, iPad mini 3, iPad mini 2, iPad mini com iOS 8 ou iOS 7.

Os valores são de US$ 59 (16GB), US$79.99(32GB) e US$ 119(64GB), respectivamente. A aceitação deste lançamento foi muito positiva e o estoque dos dois primeiros modelos (16GB e 64GB) esgotaram no site da SanDisk.

O iXpand chega ao Brasil no primeiro trimestre do ano que vem. Ainda não foi revelado quanto custará aos bolsos brasileiros.

Por Daniel Cavalcante

Foto: divulgação


Além dos novos iPhones a Apple também está apostando no iOS 8, o novo sistema operacional da empresa para plataforma móvel, rodando tanto no iPhone quanto no iPad.

O visual do iOS 8 é praticamente o mesmo de seu antecessor, a Apple não quis mudar muito para não dificultar para os usuários que estão cada vez mais habituados com o iOS. Mas nem por isso o novo iOS deixou de trazer novidades e elas são muitas!

Uma melhoria que vai agradar é quanto ao dicionário que sempre tentou ajudar aos usuários, mas muitas vezes acabou atrapalhando com sugestões de palavras erradas. Mas no iOS 8 as sugestões serão mostradas no topo do teclado e para que esta sugestão seja aceita, será preciso que o usuário toque na palavra. Antes, a inclusão da sugestão era feita quando se pressionava a tecla de espaço e por isso havia muitos erros, pois o usuário acabava inserindo sugestões erradas sem saber.

O Aplicativo de Notas também ganhou uma importante melhoria, principalmente para quem desejar inserir uma imagem em suas anotações, assim o aplicativo ficou mais completo e funcional.

O Aplicativo de Mensagem também passou por melhorias e ficou muito parecido com o WhatsApp, pois permite conversas em grupo, além de gravação de vídeo, capturar foto e até compartilhar a localização do usuário. Se quiser gravar, será preciso que você pressione o ícone do microfone e fique pressionando por alguns instantes.

Mas um dos recursos que mais vai chamar a atenção é o Time-lapse e Timer na câmera, que deixará o aparelho tirando fotos, mas seguindo um intervalo de tempo e no final será gravado um vídeo onde as fotos serão mostradas em sequência e o efeito é muito interessante. Antes, os usuários precisavam baixar algum aplicativo que oferecesse esta opção, mas agora não será mais preciso. O problema foi que a Apple disponibilizou o tempo de 3 ou 10 segundos para tempo de espera, não deixando a cargo do usuário escolher este intervalo de tempo.

O iOS 8 é na verdade, uma atualização do iOS 7, mas trouxe muitas novidades e os usuários certamente vão aprovar.

Por Russel

iOS 8

Foto: Divulgação


A tecnologia é algo presente no cotidiano de milhões e milhões de pessoas em todo o mundo. Dessa forma, a integração entre pessoas e tecnologia movimenta bastante o mercado tecnológico mundial. Sendo assim, o lançamento de novas tecnologias como, por exemplo, tablets, smartphones entre outros é quase que necessário.

Para o seu iPhone ou iPad estar completo, ou seja, dispor de várias funcionalidades a dica é justamente fazer o download ou adquirir aplicativos. Isso mesmo, os aplicativos se tornam cada vez mais comuns atualmente, pois é através deles que a diversão e a interação entre os usuários estão garantidas. Vale ressaltar que existe um grande número de aplicativos disponíveis, sendo muitos deles gratuitos e outros pagos, porém, ambos são interessantes e possuem ótimas finalidades.

Para aqueles que estão em busca de novos aplicativos para integrá-los em seu iPhone ou iPad, saiba que uma das indicações é justamente o Snapchat. Caso ainda não o conheça saiba que este aplicativo possui uma excelente funcionalidade e irá ajudar ainda mais você e seus amigos na forma de interação. O aplicativo dispõe de uma nova forma de interação do iOS, que é justamente o envio e recebimento de fotos em tempo real, sendo que com um tempo limitado de exibição.

A grande vantagem do aplicativo é justamente quanto ao fato do mesmo não se limitar a apenas mensagens, ou apenas imagens, com ele é possível realizar a comunicação por meio de ambas as ferramentas. Vale ressaltar que os usuários podem controlar por quanto tempo seus amigos poderão ver a sua imagem ou foto. Com os poucos segundo de visualização a brincadeira fica cada vez mais divertida, haja vista a curiosidade dos usuários.

O aplicativo em si pode ser adquirido de forma gratuita basta acessar o Play Store por meio de seu aparelho. Para usufruir desta ferramenta é necessário ter o iTunes instalado para baixar o mesmo para iPhone. O mesmo é compatível com:  iPhone / iPod touch (4ª geração) / iPod touch (5ª geração) / iPad 2 Wi-Fi / iPad 2 Wi Fi + 3G / iPad (3ª geração) / iPad Wi-Fi + 4G / iPad (4ª geração) / iPad Wi-Fi + Celular (4ª geração) / iPad Mini e iPad Mini Wi-Fi + Celular.

Por Bruno Henrique

Snapchat

Foto: Divulgação


Durante a CES 2013, que aconteceu no início de janeiro em Las Vegas, a Polaroid apresentou seus novos acessórios para dois dispositivos da Apple, o iPad e o iPhone.

Como era de se esperar, os acessórios que foram exibidos agem diretamente nas câmeras dos dois gadgets, melhorando-as e dando efeitos profissionais. Entretanto, dessa vez a empresa resolveu apresentar cases personalizados e coloridos para modificar a aparência dos aparelhos e também protegê-los.

No evento a Polaroid apresentou três novas lentes, sendo para o iPhone, para o iPad “normal” e para o iPad Mini. As lentes são uma telephoto, que quando um objeto é clicado na tela ele é aproximado, uma fisheye, que dá o efeito de imagem arredondada ou olho de peixe, e uma telezoom, que proporciona mais qualidade quando se quer tirar fotos de pessoas ou objetos que estão há 1 metro a frente.

A fisheye e a telephoto têm acabamento em metal, enquanto que a telezoom é revestida por um plástico branco. Além disso, as três possuem tamanho “avantajado” e são bastante chamativas.

Mas mesmo com as características interessantes das novas lentes, uma das coisas que mais chamou a atenção foi o preço. Uma das três lentes pode sair por quase US$ 30 e os kits com capinha colorida podem custar quase US$ 20.

Por Guilherme Marcon


Há pouco tempo, a Kaspersky, empresa de antivírus de origem russa, encontrou o primeiro vírus existente para o sistema operacional do iPhone e iPad, o iOS. O malware estava oculto em um aplicativo chamado "Find and Call", que estava na App Store.

De acordo com a Wired, o programa roubava os dados da agenda do dono do dispositivo, como e-mails e números de telefone. A proposta do suposto "Find and Call" era de organizar a lista de contatos do aparelho. Os dados roubados eram vendidos no mercado negro e disponibilizados em listas de spam, por meio das quais o link para download gratuito do aplicativo era enviado.

Na loja de aplicativos da Apple, milhares de pessoas efetuaram o download do app e tiveram seus aparelhos infectados. Somente após muitas reclamações é que o software foi removido da loja, com a afirmação de que ele “violava as diretrizes” da App Store. Na Google Play, o "Find and Call" ficou disponível apenas por algumas horas, pois a Google foi rápida ao retirá-lo.

O software em questão foi o primeiro que conseguiu driblar a burocracia da Apple na disponibilização de um programa em sua loja de aplicativos.

Por Guilherme Marcon


A Apple Store lançou nesta sexta-feira (dia 29 de junho) o aplicativo "NaTV", que tem por objetivo oferecer informações sobre a programação da TV aberta e a cabo, além de também dar acesso à programação dos cinemas brasileiros. O aplicativo estará funcionando, a princípio, somente para os aparelhos iPhone e iPad.

Utilizando o app, o usuário também poderá fazer um check-in para que os amigos saibam o que ele está assistindo.

O "NaTV" foi criado pelo publicitário André Franco, que se inspirou em outros aplicativos já existentes, como o "GetGlue".

O programa foi criado em parceria com a Fox. Além disso, outros convênios estão sendo feitos e, com isso, o conteúdo deverá ser ampliado e melhorado com o passar do tempo. Aliás, o criador do aplicativo pensou em até vender os itens que estão sendo apresentados numa novela, por exemplo, sem precisar sair do aplicativo.

No Brasil, outro aplicativo semelhante ao "NaTV" já tinha sido criado. É o "Viva Cinema", que traz a programação dos filmes na TV e no cinema e oferece a possibilidade do check-in, assim como o "NaTV".

O aplicativo já está disponível na Apple Store.

Fonte: Apple Store

Por Matheus Camargo


Recentemente, a Epson lançou um novo aplicativo para iPhone e iPad chamado de iProjection, que é o primeiro a ser compatível com a maior parte dos projetores da empresa. Este app serve para controlar a distância dos projetores que possuem conexão Wi-Fi da companhia, sendo que, ao ser instalado no smartphone ou tablet, ele permitirá o controle de todos os equipamentos Epson no mesmo local, podendo tanto ativá-los como acessar os seus arquivos.

O iProjection funciona em qualquer dispositivo que possua sistema operacional iOS 4.2 ou versões posteriores. Além de ser compatível com o Keynote da Apple, o app possui compatibilidade com Excel, PowerPoint e Word (da Microsoft), PDF da Adobe e todos os arquivos de imagem em PNG ou JPEG.

De acordo com Brian Savarese, diretor de produtos, a Epson resolveu criar esse aplicativo, pois observou que o mercado de tablets e smartphones vem se popularizando muito rapidamente, o que mostrou a necessidade de um app útil para professores e empresários que utilizam equipamentos da empresa em seu dia a dia. Com isso, o iProjection exclui a necessidade de fios e colabora de maneira intuitiva com as apresentações projetadas pelos usuários.

Com o seu lançamento, o aplicativo já está disponível para download gratuito na App Store da Apple. 

Por Guilherme Marcon


A Microsoft acaba de lançar um ótimo para usuários do iPhone e iPad. O aplicativo chama-se  e promete auxiliar os usuários na criação de imagens panorâmicas.

O aplicativo funciona utilizando um método de captura interativa, ele captura o conjunto de imagens de um determinado ambiente e cria uma imagem em 360° do ambiente.

O Photosynth também permite visualizar a fotografia panorâmica imersiva e salvá-la no site do aplicativo (www.photosynth.net).

Apesar disso, o aplicativo falha quando o assunto é compartilhamento das fotos. Ele não permite que usuários possam compartilhar as fotos no Facebook, muito menos enviá-las para outros usuários.

O aplicativo é compatível com a versão IOS 4 para iPad, iPhone ou iPod Touch.

Mais informações do aplicativo podem ser encontradas no site do iTunes.


Celulares são, basicamente e grosso modo, a extensão do dia-a-dia de cada pessoa. A escolha de um modelo específico com determinadas funções, plano (pré ou pós-pago) e alguns outros detalhes ilustram como se comporta a pessoa – em partes, claro. A personalização de aparelhos, não apenas celulares, denota ainda mais essa descrição.

Visando o público que adora enfeitar notebooks, videogames, BlackBerrys, iPhone e iPod, a Stickbox, companhia especializada em adesivos decorativos, anunciou o lançamento de uma linha de skins para cada uma dessas plataformas.

Desde adesivos simples a outros mais decorados, o público descolado tem a seu dispor grande leque de opções. Para causar grande diferencial, a Stickbox possui sociedade com vários designers e artistas talentosos.

As variedades da empresa se estendem desde decoração de ambiente a diversos outros produtos, além de adesivos específicos para sinalização.

Para informações e compras, acesse o site da Stickbox.

Por Luiz Felipe T. Erdei


A Apple e a Unesco se uniram e criaram um aplicativo para o iPhone e iPad  específico para o turistas.

O “Fotopedia Heritage” contém cerca de 20 mil fotos dos Patrimônios da Humanidades espalhados mundo a fora. Desde patrimônios mais conhecidos como Notre Dame até ruínas de Tel Beer Sheva.  

O aplicativo traz também fotos oficiais e dicas de aplicativo, tudo gratuitamente. Outro aplicativo novo disponível aos turistas é destinado a turismo na Austrália. O Escritório de Turismo Australiano desenvolveu um aplicativo que com 16 rotas turísticas, com mapas e informações dos principais pontos turísticos. Também é disponível para iPhone e gratuito.

Por Fernanda Peixoto


A Vivo começou um processo de cadastros para interessados em adquirir o microSIM, o chip de telefonia compatível com iPad. Isso sinaliza que a operadora poderá ser a primeira e única a vender o iPad 3G. O cadastro pode ser feito pelo site da operadora ou pelo telefone de atendimento o *8486. Depois de se cadastrar a operadora poderá entrar em contato com os interessados em até sete dias úteis.

Inicialmente os microSIMs estarão disponíveis para clientes da região Centro-oeste e Sudeste. A data prevista para começar a vender o chip é primeiro de Junho ao preço de 10 reais. Lembrando: a data para cadastro vai do dia 15 ao dia 31 de Maio.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: MacMagazine


Às vezes eu fico espantado com as coisas incríveis que as pessoas conseguem imaginar e pôr em prática. No caso do iPad já fizeram de tudo um pouco. Conseguiram até rodar o Windows 95 e o XP nele. Recentemente um hacker botou até o sistema Android a rodar num iPhone.

Agora a moda dos jogos e usar o iPhone como joystick do iPad. Parece complicado de entender? Tudo bem, no início eu também achei. Mas é bem simples. No caso do jogo de corrida PadRacer, por exemplo, o iPad serve como pista de corrida.

Para jogar basta ter um ou dois iPhones por perto e conectá-lo ao iPad via Bluetooth ou rede sem fio. Depois disso você passa a controlar os carros através dos celulares da Aple como se eles fossem gamepads.

O mais legal de tudo é que para controlar a direção dos carros é só virar os iPhones como se fossem volantes.

O jogo custa 5 dólares e a diversão é garantida.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Gizmodo


Assim como ocorreu com o iPhone e o iPod, a onda de clones do iPad continua crescendo. Além da HP, Microsoft e uma infinidade de empresas de segunda linha, agora quem confirmou ao lançamento da sua versão foi a Toshiba. A notícia foi dada pelo próprio CEO da empresa japonesa.

Previsto para estar nas lojas no início de 2011, o tablet ainda não tem nome, nem foram divulgadas muitos detalhes do aparelho. De concreto, o que se sabe é que ele terá 10 centímetros. E poderá ter duas telas. Além disso, os usuários poderão escolher entre duas versões: uma com Windows 7 e outra com o Google Android.

A pergunta que todos fazem é se esses clones todos poderão fazer frente ao iPad. Afinal, o tablet da Apple já foi lançado, já vendeu milhares de peças, e todos já conhecem suas qualidades e defeitos. E enquanto os outros só prometem, a Apple faz. E o que todos querem mesmo saber mesmo é quando sai a versão 2.0 do iPad?

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Pop News


O iPad foi anunciado especialmente para ser um leitor de livros digitais, e se tornar o matador do Kindle, até então o mais popular equipamento do gênero. Mas, ao que parece, ele chega para ser mais que um simples tablet com funções multimídia. Ao invés de livros, o que mais se vê falar antes do seu lançamento são sobre os jogos portados de outras plataformas, especialmente do iPhone.

Isso mostra o tino comercial de Steve Jobs, capaz de criar um produto que muitos julgam inútil, e que gera filas nas portas das lojas Apple nos Estados Unidos. E a tendência então é que muitos usarão o produto não apenas como simples tablet para ler livros e efetuar tarefas como navegar na internet ou escrever e-mails.

Um dos primeiros jogos lançados para o iPad é shoot’up, isto é, um jogo de tiro em primeira pessoa no estilo Quake, ou Unreal. E muito mais vem por aí: jogos de guerra, futebol, golf…

Afinal, para que serve o iPad: para trabalhar ou se divertir?

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: G1





CONTINUE NAVEGANDO: