Os modelos Nexus 6 e Moto Maxx são smartphones fabricados pela Motorola, destacando-se por ocuparem posições top de linha. O modelo Nexus 6 foi disponibilizado em outubro, mas não foi lançado em território brasileiro. O modelo Moto Maxx, por sua vez, foi disponibilizado em novembro e chegou ao Brasil com a versão do Droid Turbo, denominação vinda dos Estados Unidos. Veja a seguir as diferenças entre os dois aparelhos:

Os dois dispositivos possuem potências idênticas. Eles são compostos pelo processador Qualcomm Snapdragon 805 quad-core de 2,7 GHz e uma memória RAM de 3 GB. O armazenamento de ambos os aparelhos é de 64 GB e não pode ser ampliado com cartão de memória.

Apesar da Motorola ter compactado as funcionalidades dos aparelhos, alterando da menor forma possível, o Android do smartphone Nexus 6 é difícil de ser vencido. Este dispositivo possui originalmente o recente Android 5 Lollipop. O modelo Moto Maxx, por sua vez, possui o KitKat 4.4.4 atualizado para a versão recente.

Foto: divulgação

O grande modelo Nexus 6 possui 5,96 polegadas, enquanto o Moto Maxx possui 5,2 polegadas. É escolha do usuário se as telas ampliadas sejam um ponto positivo ou negativo. Os dois aparelhos possuem telas AMOLED, além da resolução quad HD de 1440 x 2560 pixels.

Entretanto, o Moto Maxx se destaca neste sentido por ter um display menor, enquanto sua densidade é de 565 pixels por polegada, superando o Nexus 6, que possui 496.

O smartphone Moto Maxx têm incríveis 3.900 mAh de capacidade, onde o aparelho pode ser usado em até 40 horas sem ser recarregado. O Nexus, por sua vez, possui bateria de 3.220 mAh, recordando o fato dele possuir uma tela bem maior, sendo um fator determinante para o maior consumo de bateria.

Foto: divulgação

O preço do Moto Maxx é de R$ 2.199,00, enquanto não há expectativa ainda para que o Nexus 6 seja recebido no Brasil.

Por Felipe Couto de Oliveira


O Moto Maxx, o mais novo produto top de linha lançado no Brasil pela Motorola, foi oficialmente apresentado. A linha Moto, que já vinha mostrando ótimos produtos com preços mais acessíveis, agora trás um smartphone para o segmento prêmium, com um hardware poderoso e acabamento resistente, inovando em materiais de revestimento.

Um dos grandes destaques do Moto Maxx é a bateria nada modesta que possui 3900mAh, garantindo 40 horas de autonomia, e ainda é acompanhada por um carregador Turbo Motorola, que fornece até 6 horas de adicionais com apenas 15 minutos de recarga.

O hardware é composto por uma tela OLED Quad HD de 5,2 polegadas e 565 ppi, um potente processsador Qualcomm Snapdragon 805, 3GB de memória RAM e memória interna com 64 GB de armazenamento.

Traz ainda uma câmera de 21 MP (que permite gravação de vídeos em 4K) e suporte para 4G LTE. A lente tem abertura f/2.0, o que permite que mais luz atinja o sensor, gerando imagens mais claras, mesmo em ambientes com pouca iluminação.

As dimensões do aparelho são de 73,3mm x 143,5mm x 11,2mm. O peso é de 176 gramas.

O já mencionado acabamento inova no material usado para oferecer uma resistência invejável. A Motorola utiliza uma textura de nylon balístico premium na parte externa, sobre uma fina camada de fibra Kevlar, o tipo de material que é usado nos coletes à prova de balas.

E como não bastasse, há um nanorrevestimento repelente à água, por dentro e por fora do aparelho. A tecnologia Corning Gorilla Glass completa o combo para oferecer resistência à tela.

Apesar de repelir a àgua, a Motorola deixa claro que isso não significa que o aparelho pode mergulhar em uma piscina. Ou seja, o Moto Maxx não é à prova d’água, mas resiste à chuva e acidentes eventuais com líquidos.

O Moto Maxx já está disponível para vendas no Brasil, com preço de R$ 2.199,00.

Por Daniel Cavalcante

Foto: divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: