Modelo é uma smartphone com ótima configuração, muitas novidades e um preço bem mais em conta que os tops de linha.

No final do último mês de agosto, a Lenovo/Motorola finalmente apresentou ao mercado o novo Motorola One e também a versão Power, o evento se deu durante a IFA 2018, em Berlim, na Alemanha e atraiu olhares do mundo todo, pois é um smartphone com ótima configuração, muitas novidades e um preço bem mais em conta que os tops de linha. O Motorola One Power, por exemplo, atende com tranquilidade a grande maioria dos usuários, podendo rodar os aplicativos mais usados do momento com agilidade, ainda que se mantenha várias janelas abertas.

Setembro era para ser o mês dos novos iPhones, a Apple preparou um mega evento para lançar seus novos modelos, mas estes smartphones acabaram tendo que dividir os holofotes com o Motorola One Power, que tem feito muito sucesso e promete ser um dos líderes de vendas nos próximos meses.

Tanto o One como o One Power rodam o sistema operacional Android One que é a versão mais pura do SO do Google, estes modelos serão os primeiros da empresa a receberem a mais última versão do sistema operacional da gigante de buscas na internet, o Android Pie. E a Motorola ainda garantiu aos futuros donos do smartphone One Power que o aparelho receberá as versões do SO que serão lançadas, porém, não especificou até quando estas atualizações poderão ser feitas.

Quem vê o Motorola One e o One Power, praticamente não verá diferença no design, pois são bem parecidos e até lembram o iPhone X, exceto a parte inferior que é mais próxima do Galaxy S. No topo tem o entalhe e a câmera traseira lembra muito os novos modelos lançados pela Apple.

A diferença entre os dois novos modelos da Motorola está na configuração, pois o One Power é mais potente, como o nome já diz. A tela é de 6,2" e resolução Full HD+. É um smartphone grande e isso deve ser analisado antes da compra, pois é ótimo para quem gosta de assistir a vídeos no aparelho e também jogar, mas pode ser um pouco complicado para aqueles que precisam levar o celular para todos os lados. Cada usuário tem suas necessidades e é preciso analisar bem as características do smartphone para depois não se arrepender.

Outra vantagem do One Power está em sua bateria, de 5.000 mAh, capaz de manter o aparelho longe da tomada elétrica todo o dia, mesmo quando o smartphone é utilizado de forma mais intensa. Quanto ao processador, ele conta com um Snapdragon 636 que aliado a 6GB de memória RAM, roda com tranquilidade os APPs mais utilizados do momento. As câmeras traseiras contam com 15MPG e 5MP, enquanto a frontal é de 12MP, garantindo boas fotos mesmo quando há pouca luminosidade. Não há um resultado fantástico nas fotos e vídeos, mas atende com folgo o usuário comum. O espaço para armazenamento interno é de 64GB, assim como na versão One. Vale ressaltar que tem uma versão com 4GB, um pouco mais barata, para quem não precisa rodar vários aplicativos ao mesmo tempo.

A tela é IPS LCD, Full HD+ com resolução de 1080 x 2160 pixels, chipset Qualcomm Snapdragon 636 SDM636 e aceita cartão micro SD de até 256MB. Tamanho de 75,9mm x 155,8mm x 10,0mm. Pesa 170gramas, sendo um modelo que não deixa nada a desejar para os tops de linha.

Mesmo com tantos novos modelos tops sendo lançados no último mês de setembro, o Motorola One Power não deixou de ser um destaque neste concorrido mercado e mostra que a Motorola continua sendo capaz de oferecer bons aparelhos, com preços mais acessíveis. A dica é pensar bem em como irá transportar este smartphone, devido ao tamanho e no mais, o usuário pode ficar tranquilo, pois terá um ótimo aparelho em mãos.

Por Russel

Motorola One Power


Segundo rumores, o Motorola One contará com processador Snapdragon 625, 4GB de memória RAM e o espaço interno para armazenamento será de 64GB, sendo expansível com cartão microSD.

Quem deseja conferir as novidades do Motorola One já conta os dias para o lançamento do modelo que pode chegar ao mercado brasileiro já no mês de outubro e nesta última quinta-feira, dia 27, a empresa enviou para toda imprensa um convite para um evento que será realizado no dia 4 do próximo mês, no prédio do Google em São Paulo. Apesar do convite não revelar do que se trata e nem para que será este evento, muitos acreditam que é para anunciar oficialmente o Motorola One aqui no Brasil.

Nas últimas semanas foram vários vazamentos, de imagens e detalhes do smartphone, por isso muitos já o consideram como um aparelho conhecido, mas oficialmente a Motorola não revelou nada.

Segundo as informações vazadas, o Motorola One contará com processador Snapdragon 625, 4GB de memória RAM e o espaço interno para armazenamento será de 64GB, sendo expansível com cartão microSD. A traseira do smartphone é de vidro, para deixá-lo com um visual moderno e tem uma câmera de 13MP com 2 lentes, assim consegue reconhecer profundidade. Na frente, a câmera é de 8MP.

A bateria é de 3.000 mAh, oferecendo autonomia de até 24 horas sem precisar recarregar, porém, isso vai depender muito de cada pessoa. Se for um usuário que fica jogando e conectado à internet, ou assistindo vídeos online, então pode ser preciso ter que parar e ir procurar uma tomada para recarregar a bateria.

O sistema operacional é o Android 8.1 Oreo, porém, segundo a Motorola, este aparelho será um dos primeiros a receber o Android 9.0 Pie e a notícia agradou a muitos, fazendo com que cresça ainda mais a vontade de conhecer o modelo.

Foram tantos vazamentos e tantas notícias circulando sobre o aparelho, que há quem acredite que a Motorola resolveu antecipar a data de lançamento. Para quem gosta do Android 8.1 puro, ficará satisfeito em ver o sistema operacional rodando com rapidez no smartphone, assim como os aplicativos, mesmo quando há vários abertos. A Motorola firmou uma parceria com o Google e este smartphone também faz parte do programa 'Android One' da Google. Na Europa este aparelho já foi lançado e por lá o valor é de R$ 1.400,00 e média. Para o mercado brasileiro não se sabe qual será o valor, mas é certo que ficará acima do mercado europeu, por causa dos impostos cobrados por aqui.

Na Índia o aparelho também já é comercializado, juntamente com o One Power. Aqui no Brasil, mesmo com o anúncio do evento já ter sido marcado para o dia 4 de outubro, ainda continuam surgindo alguns rumores, entre eles o de que o aparelho poderia já trazer a última versão do Android, a 9.0 Pie, mas quanto a isso já ficou claro que não será assim. O One trará a versão 8.1 Oreo e depois poderá ser atualizado, a garantia da empresa é que colocará o modelo entre os primeiros da fila.

De acordo com o gerente de produtos da companhia, Abhisek Kumar, o Android One será um smartphone que trará atualizações bem mais rápidas e ressaltou ainda que em outubro já começa também o programa de testes utilizando o Android Pie, para que possam ser corrigidos todos os problemas antes que o sistema operacional seja liberado para o usuário final.

Kumar chegou a mostrar para um site indiano, uma amostra de como é o Motorola One Power rodando o Android Pie, revelando que a interface ficou bem parecida com a do Google Pixel.

A Motorola dará ao One e One Power, 3 anos de atualizações garantidas, sendo assim, os usuários poderão ter certeza de que por um bom tempo terão smartphones atualizadíssimos. Agora falta pouco para que o aparelho seja revelado, pelo menos é esta a expectativa de todos que estarão presentes no evento dia 4 de outubro.

Por Russel

Motorola One


Motorola revelou a lista dos smartphones que irão receber a atualização do Android 9.0 Pie.

Foi só o Google anunciar sua mais nova versão do sistema operacional Android para pessoas do mundo inteiro se interessarem, só que em alguns aparelhos a atualização é bem mais demorada que em outros. A Motorola, que quase sempre sai na frente, já divulgou a lista de aparelhos que receberão o novo Android 9.0 Pie.

A Motorola não comunicou se há alguma restrição geográfica que impeça a atualização dos modelos divulgados, pois se houver, mesmo quem tem um smartphone que consta na relação, não conseguirá atualizar para a última versão do Android, em alguns países.

Para tristeza de muitos, a lista é bem menor do que se imaginava, apenas 8 modelos da empresa estão na relação, confira quais são eles:

  • Moto X4
  • Moto G6
  • Moto G6 Plus
  • Moto G6 Play
  • Moto Z2 Play
  • Moto Z2 Force
  • Moto Z3
  • Moto Z3 Play

O Android 9.0 Pie foi anunciado oficialmente no dia 6 deste mês, sendo que desde o mês de maio que estava em teste e agora finalmente está pronto para ser utilizado, mas nesta primeira fase, nem todos os smartphones poderão baixar o sistema operacional do Google. A interface passou por algumas melhorias e agora o sistema operacional conta com um maior suporte da inteligência artificial. Uma nova versão já está sendo preparada e é nela que estarão os recursos mais esperados, como o controle do tempo gasto em determinados aplicativos e também o controle do brilho na tela para que seja reduzido quando se aproximar o horário de dormir.

O novo SO tem um único botão, onde o usuário deve deslizar para cima, independente da tela, para conferir os aplicativos usados recentemente e assim poder abri-los em um só toque. O Android 9.0 Pie tem menos botões e mais gestos, só que isso não é obrigatório, já que muita gente não gosta.

O Android 9.0 Pie traz também pequenas mudanças, com algumas configurações mais rápidas. Ficou mais fácil capturar telas, controlar o volume está mais simples e o gerenciamento das notificações ficou bem melhor.

Bateria adaptativa

Essa é uma das novidades do Android 9.0 Pie, o novo sistema operacional do Google trará recursos de IA – Inteligência Artificial e neste caso, irá aprender constantemente, quais são os aplicativos mais utilizados pelo usuário, desta forma poderá reservar maior quantidade de energia para eles reduzindo o uso da bateria para outros APPs que praticamente não são utilizados.

Esse mesmo aprendizado da IA será utilizado no brilho da tela. O visor será regulado automaticamente, tendo mais ou menos brilho, de acordo com o local onde o aparelho está sendo utilizado.

Como os gestos é um dos fortes do Android Pie, eles servirão também para a navegação. Na base da tela ficarão apenas dois botões e os gestos no que fica ao centro serão capazes de comandar tudo, por exemplo: com um toque retorna à tela inicial, se pressionar de forma prolongada, aciona o Google Assistente, deslizar longo para cima exibe os aplicativos e deslizar curto para baixo, permite navegar entre os aplicativos abertos.

Nokia também promete atualização

Nokia é uma das empresas que já está planejando atualizar seus aparelhos para o novo sistema operacional do Google. Vários clientes da empresa questionaram no Twitter quando poderiam utilizar o Android 9.0 Pie em seus aparelhos e a empresa informou que pretende liberar a atualização em breve, mas sem confirmar uma data. Um dos primeiros modelos a receber a nova versão do SO é o Nokia 7 Plus, que faz parte do programa ‘Android One’ e conta com 2 anos de atualizações.

Mas a Nokia fez questão de lembrar que está empenhada por oferecer o Android sempre puro e principalmente, seguro, sendo assim, trabalhará muito, em conjunto com os testadores Beta, para que todos possam receber o Android Pie, de forma rápida e satisfatória.

Por Russel


Confira aqui todos os detalhes do Novo Moto Z3 Play 2018.

Nos dias atuais com tantas marcas fabricando aparelhos celulares e consequentemente com modelos mais tecnológicos, as companhias tomaram uma nova postura e estão produzindo smartphones para diferentes grupos de consumidores. Visto que existem pessoas que querem telefones com mais recursos e indivíduos que desejam celulares mais básicos, assim podemos dizer. E uma marca que está abrindo cada vez mais o seu portfólio de produtos é a Motorola. A prova disso é que a marca americana disponibilizou no mercado mobile mais um aparelho classificado como “intermediário”, o Moto Z3 Play. Conheça agora as principais características deste modelo.

A respeito da memória, sistema operacional e o processador do Moto Z3 Play

Como explicitado no parágrafo anterior, o Moto Z3 Play foi classificado como um aparelho intermediário. Mas isso não quer dizer que ele conta com uma ficha técnica tão inferior quando comparado a outros telefones. Ao contrário, mesmo intermediário ele é um celular interessante e que supre muito bem as necessidades de qualquer consumidor. Em alguns momentos ele foi até classificado como quase premium. Isso pode ser comprovado pela sua memória, já que ela conta com 64 GB ou 128 GB inicialmente. Com o cartão de memória ela passa a 02 Teras. A memória RAM pode ser de 04 GB ou 06 GB.

O software empregado neste aparelho é o Android. Mais especificamente o Android 8.1 Oreo. Diga-se de passagem, uma das melhores versões do Android com diferentes recursos disponíveis. Já o processador é o Qualcomm Snapdragon 636 Octa-Core 1.8 GHz 8 Core.

O design empregado neste celular e outras funções

O Moto Z3 Play segue a tendência de mercado em seu design. Os aparelhos que estão sendo feitos nos dias atuais contam com uma tela grande. No caso deste modelo, a tela é de 6 polegadas. As extremidades do Z3 Play são arredondadas. Mas para este celular essa curva foi feita de modo muito sutil. O único recurso que está disponível na tela é a câmera frontal. Os botões de volume e para desbloquear o celular estão dispostos nas laterais. Em relação à cor, ele foi fabricado em dois tons: onix e indigo.

Esse celular conta com duas funções bem interessantes e que precisam ser apresentadas. A primeira diz respeito à quantidade de chips que ele suporta. Ele é mais um representante da família dual-chip, ou seja, celulares que comportam dois chips da mesma operadora ou não. Hoje em dia, é muito comum que as pessoas precisem de duas linhas de telefone. A outra função é que ele é mais um smartphone que conta com a tecnologia “Moto Snaps” desenvolvida pela Motorola. Essa função permite que o aparelho receba uma espécie de capa e que o celular se transforme em um projetor. Para que a experiência se torne ainda mais incrível, o Moto Z3 Play tem um sistema de som muito bom com alto-falantes.

As três câmeras disponíveis no Moto Z3 Play e os seus recursos

Esse smartphone tem três câmeras e para que os detalhes mais importantes sejam apresentados de forma correta é importante explicar de forma separada. A câmera frontal é única e conta com 08 megapixels e ela disponibiliza os seguintes recursos no momento da selfie: geolocalização, modo manual, auto HDR, vídeo câmera lenta, modo beauty e outros.

Já câmera traseira é desmembrada em duas câmaras separadas. Uma tem 12 megapixels e a outra conta com 05 megapixels. Em conjunto as duas resultam em uma imagem com dual autofocus pixel. Além disso, elas também têm as seguintes funções: botão disparo, câmera instantânea, timer, zoom digital de até 8 vezes e outros recursos. Além disso, os vídeos feitos com o Moto Z3 Play são gravados em 4K.

Informações sobre a bateria e sensores presentes neste smartphone

A bateria deste celular é de 3000 mAh, o que já é um número surpreendente. Além disso, para contribuir ainda mais que o carregamento seja feito de forma mais rápida, o carregador do Moto Z3 Play é um TurboPower. Em relação aos sensores presentes neste smartphone, ele conta com o de impressão digital (o aparelho só é destravado após a leitura da digital do dono), de proximidade, luz ambiente, giroscópio e outros.

O preço médio do Moto Z3 Play no mercado nacional

Em relação ao valor deste modelo ele pode ser encontrado a partir de R$ 1.930,00 e pode chegar até a R$ 2.300,00. Para outras informações acesse: https://www.motorola.com.br/.

Isabela Castro.


O Moto Z3 é um smartphone completo com características excelentes.

O Moto Z3 é um smartphone muito completo e que reúne muitas características essenciais para um funcionamento completo, pois ele é um modelo Top de linha da Motorola. Há uma grande expectativa sobre ele, e algumas das informações que vazaram na internet, já mostram que esse aparelho vem para causar uma ótima impressão e tirar a paz dos seus concorrentes mais potentes. Nesse texto vamos falar dos detalhes mais importantes do Moto Z3.

Tamanho da tela do Moto Z3

Uma das maiores preocupações de todos que esperam por esse aparelho, é o tamanho de sua tela. E por algumas informações que já vazaram, acredito que é certo que ele tenha 6 polegadas e ótima resolução em Full HD. A marca vai seguir essa linha de configuração já que ela agrada bastante a maioria dos seus usuários. Então o Moto Z3 é indicado para quem gosta de ver filmes e séries em seu aparelho, e claro que com imagens perfeitas. Esse tamanho de tela facilita muito para quem gosta de interagir em suas redes sociais, pois a visibilidade é ampla e com qualidade surpreendente.

Design muito moderno

Com algumas imagens que saíram sobre esse novo lançamento da Motorola, já deu para perceber que ele vem ultrafino e bem leve. Essas são duas características que costumam agradar a muitos usuários. Aparelho desse porte costuma vender bem mais justamente pela praticidade em carregar e mexer. Fora que o Moto Z3 é um smartphone muito Top e de extrema qualidade por dentro e por fora.

Memória interna de 64 GB

Outra informação bem animadora sobre o Moto Z3 é sua memória interna que tem 64 GB. Esse tamanho é muito bom e serve para dar liberdade para que o usuário guarde muitas informações em seu aparelho sem ficar se preocupando. Entre essas informações estão fotos. Vídeos, músicas, documentos e outros. Fora que ainda sobre espaço de sobra para fazer as atualizações dos sistemas sem que isso cause problemas como: aparelho lento ou travando. E ainda sobra espaço para baixar muitos aplicativos e jogos modernos.

Câmera traseira deve vim com 12 MP

A câmera traseira também causa muita ansiedade em quem está interessado em comprar esse smartphone. Tudo indica que ela vai vim com 12 MP e com ótima configuração. Se seguir a linha do Moto Z3 Play, podemos ficar tranquilos em relação à qualidade das fotos desse aparelho, pois as imagens do mesmo são de nível profissional.

Falando da câmera dianteira

A câmera dianteira deve vim com 5 MP e também pode entregar fotos perfeitas com ótimas imagens e consequentemente com selfies perfeitas. A Motorola é uma marca que sempre investe nas funções dos seus aparelhos e uma das funções mais pensadas são as suas câmeras. Mesmo que a ansiedade persista, no fundo podemos confiar nessa marca.

Evento de lançamento sobre o Moto Z3

O lançamento desse smartphone moderníssimo foi marcado para o dia 2 de agosto. E nesse dia vamos confirmar algumas informações sobre esse smartphone muito aguardado e ter muitas supressas com outras informações que não vazaram também. O que é certo afirmar é que a Motorola vai lançar um aparelho Top de linha e que com certeza quer ser sucesso de vendas.

Sobre valores

Também não se tem informações sobre o valor do Moto Z3, mas o valor deve seguir a linha dos seus principais concorrentes. Para quem deseja pagar um valor um pouco menor, é preciso esperar um tempo depois que o aparelho chegar ao mercado, só assim o valor cai um pouco.

Considerações finais sobre o Moto Z3

Baseando-se nas informações vazadas sobre o Moto Z3, é possível ver que ele tem os principais requisitos que os consumidores esperam. E entre eles estão: ótima configuração, boas câmeras e design modernos!

Por Cristiane Amaral

Moto Z3


Confira aqui os prós e contras do Motorola Moto E5 2018.

Quem vê o Moto E5 até pensa que é um smartphone básico, para as tarefas rotineiras na internet, mas a configuração deste modelo atende até usuários mais exigentes. E como a Motorola vem investindo em boas baterias, desta vez não foi diferente e o E5 consegue ficar bem mais tempo longe da tomada elétrica. As vendas do modelo começaram no início de maio e já é um grande sucesso.

A bateria de 4.000 mAh de capacidade é surpreendente, ainda mais para um celular que é considerado básico, dificilmente o consumidor encontrará algum outro modelo com esta opção. Graças a esta capacidade de armazenamento, a Motorola conseguiu alinhar o consumo da tela, do processamento e o usuário terá mais tempo com seu aparelho.

O preço de R$ 899,00 é um pouco mais caro que seu antecessor, o Moto E4, só vale a pena pagar este valor para mais, justamente por causa da configuração. Para quem sai de casa e não gosta de ficar carregando carregador, este é um ótimo modelo. Para ter ideia do poder deste pequeno notável, se colocar um vídeo para rodar direto em conexão Wi-Fi, a bateria tem uma redução de 35% e isto é depois de 5 horas. Com 10 horas de vídeo sendo exibido sem parar, ainda terão 30% de carga em bateria. Se o aparelho for usado para redes sociais e algumas outras funções, pode ficar mais de 24 horas sem se preocupar com recarga da bateria.

A tela do Moto E5

Quem é exigente em relação à resolução das imagens, seja das fotos ou vídeos, poderá não se contentar com este modelo, mas por este preço já é de se esperar que fosse assim. Agora o Moto E5 tem tela de 5,7 polegadas e a resolução é HD+, de 1.440×720 pixels. Mas é possível assistir a vídeos tranquilamente, a imagem fica boa, mas claro que não se compara a um modelo top de linha.

Uma novidade é quanto à relação ao display que agora é de 18:9, para tentar ocupar quase toda a frente do smartphone, imitando uma borda infinita. O resultado ficou muito bom e o E5 está com um design mais moderno. O aparelho pesa 174 g e tem o corpo todo em alumínio, o que deixa o celular mais agradável de segurar.

As fotos do Moto E5

A câmera deste modelo da Motorola tem 13MP e as fotos são de média qualidade. As imagens não ficam horríveis, mas estão longe da qualidade obtida por um smartphone top. É importante que o consumidor saiba disto antes da compra, porque cada pessoa tem seu perfil. Para uns, isto não tem problema, pois gosta de tirar suas fotos, compartilhar nas redes sociais e pronto. Mas há quem faça questão de uma imagem com altíssima resolução e isto não irá conseguir com o E5.

Mas se tiver o cuidado de sempre tirar fotos ou gravar vídeos em ambiente com boa iluminação, o resultado ficará muito bem. Mesmo assim, não espere fidelidade nas cores, por exemplo, uma árvore não ficará tão verde, o azul do céu não estará tão bonito e assim por diante.

Outra questão que pode incomodar é o tempo de demora entre o processamento de uma imagem ou outra. Como este é um modelo que custa menos de mil reais, é preciso que o usuário entenda que estará adquirindo um smartphone com configuração básica, porém, muito avançado para o seu nível.

E esta câmera de 13MP é a principal, pois a frontal tem 5MP de resolução e a qualidade das imagens cai ainda mais. A selfie poderá ficar borrada, ainda mais se for em ambiente com pouca luminosidade.

Outro ponto negativo é o espaço para armazenamento, que é de apenas 16GB. Não dá para guardar quase nada, então o cartão de memória será praticamente indispensável.

Em alguns sites, o Moto E5 custa menos de R$ 800,00. É um bom investimento, desde que atenda as necessidades do usuário.

Por Russel


Modelo tem configuração de top de linha, mas preço de intermediário.

O Moto G6 Play é um dos smartphones que mais conseguiram surpreender o consumidor, não só por oferecer tecnologia de ponta, mas também por conseguir manter um preço mais baixo. Quem tem este modelo da Motorola consegue realizar todos os trabalhos que precisa sem interrupções ou lentidão, pois o Moto G6 Play abre com tranquilidade os aplicativos mais pesados do mercado, mesmo quando já há outros sendo executados.

Aqueles usuários que adoram tirar fotos e fazer vídeos, também ficaram satisfeitos com este modelo, que proporciona imagens com excelente qualidade. A tela touchscreen de 5.7 polegadas permite assistir a vídeos com muito mais facilidade, oferecendo uma resolução de 1440×720 pixels. A imagem fica nítida e muito mais fiel às cores originais.

A tecnologia LTE 4G garante maior velocidade na transferência de dados e uma navegação mais prazerosa na internet, além de oferecer GPS e Wi-Fi. O modelo ainda conta com leitor multimídia, videoconferência, bluetooth e vem com rádio, uma opção cada vez mais requisita no mercado nacional.

O espaço interno é de 32GB, o que atende perfeitamente a maioria dos usuários, mas caso seja preciso, pode-se expandir e ter como salvar muito mais vídeos, áudios, fotos e documentos. Com tantos diferenciais, o Moto G6 Play acabou tendo poucos concorrentes no seu patamar, pois tem configuração de smartphone próximo aos tops, mas com um preço de aparelho intermediário.

A câmera de 13MP dá ao celular o poder de garantir fotos incríveis, mesmo em locais com pouca luminosidade, com resolução de 4160×3120 pixels. Os vídeos são em alta definição, Full HD, tendo resolução de 1920×1080 pixels.

Apesar de toda tecnologia oferecida pelo Moto G6 Play, o aparelho ficou muito fino, com apenas 9 milímetros, fazendo com que este modelo da Motorola realmente se tornasse uma das melhores opções do mercado. Este é um smartphone fácil de transportar, seja para o trabalho, escola, passeios ou na balada. Como é muito fino, pode ser colocado no bolso, ou na bolsa, sem incomodar. Pesando apenas 173 gramas, quase nem é percebido e quando o usuário precisar usá-lo, terá uma poderosa configuração à sua disposição.

O sistema operacional é o Android 8.0 Oreo e as dimensões do aparelho são: 154.4 x 72.2 x 8.95 mm.

Para garantir todo este pode de processamento, este modelo da Motorola conta com chipset Qualcomm Snapdragon 430, processador 1.4 GHz 8 Core, GPU Adreno 505 e a memória RAM é de 3GB, por isso este smartphone é ágil, mesmo com vários aplicativos abertos, inclusive aqueles que exigem mais do aparelho.

O Moto G6 PLay é um modelo mais simples da versão origina, porém, com todas as características de um modelo avançado. Com bateria de 4.000mAh, permite ao usuário usar o smartphone por muito mais tempo, sem ter que se preocupar em recarregá-lo. E quando a bateria está chegando ao fim, o Moto G6 Play conta com carregamento rápido, em pouco tempo estará pronto para ser usado novamente.

O preço médio do Moto G6 Play é de R$ 967,12 e quem fizer uma pesquisa e comparar este modelo da Motorola com outros nesta média de preço, verá que a diferença da configuração é muito grande. Até bem pouco tempo atrás, muitos usuários sonhavam em ter um smartphone moderno, com tecnologia de ponta e ótima configuração, gastando menos de mil reais e isto já é possível, graças ao Moto G6 Play, um aparelho que atende com folga a grande maioria dos consumidores.

E além de todas estas vantagens, este aparelho ainda tem o diferencial de contar com um design sofisticado, linhas leves, sendo fácil de segurá-lo, transportá-lo e usar no dia a dia. Esta é uma opção que não pode deixar de entrar na lista de quem está pesquisando para comprar um novo celular.

Por Russel

Moto G6 Play


O Moto G5S tem funções que o tornam um smartphone muito completo e capaz de deixar qualquer usuário satisfeito.

O Moto G5S é um smartphone muito desejado por muitas pessoas. Pois ele é considerado um dos smartphones mais avançados do mercado de telefonia móvel. Suas funções juntas formam um smartphone muito completo e capaz de deixar qualquer usuário satisfeito. Além de ter as funções perfeitas o Moto G5S tem design moderno e atrativo, e por esses detalhes, ele se torna um dos aparelhos mais indicados para quem quer um aparelho de qualidade e que terá ótimas funções para o dia a dia. Veja a baixo as principais funções do Moto G5S.

Smartphone com câmera traseira de 16 MP

A câmera de 16 MP é um dos detalhes mais incríveis desse aparelho. Pois na hora de comprar um smartphone novo, os consumidores se preocupam muito com essa função, e um celular com uma câmera potente tem tudo para convencer qualquer pessoa a adquirir esse aparelho. As fotos dessa câmera ficam perfeitas e com imagem profissional, elas também podem ser tiradas em diferentes pontos de iluminação, sua resolução é de 4608×3456. Posso afirmar que a câmera do Moto G5S está aprovadíssima.

Memória interna de 32 GB

A memória interna desse aparelho é muito grande e acima dos seus concorrentes. Ela possui 32 GB que são suficientes para manter todas as informações do usuário salvas e seguras, além de manter o celular leve e sem aqueles problemas comuns de travar a tela e funções. Com isso, o usuário não precisa ficar resetando o aparelho ou apagando fotos, vídeos e outras informações.

Tela de 5.2 polegadas

A tela desse aparelho tem tamanho acima da média e possui 5.2 polegadas. A resolução é de 1920×1080 pixels. Então o usuário desse aparelho consegue ver filmes tranquilamente e também ver vídeos. Como podemos ver esse aparelho é moderno e completo, e deixa qualquer usuário satisfeito. No caso de assistir filmes, essa é uma função bem desejada hoje em dia, pois mais de 70% dos usuários de smartphones usam o seu aparelho para essa função.

Câmera frontal de 5 MP

A câmera dianteira desse aparelho possui 5 MP e consegue agradar a muitos usuários desse modelo. Essa câmera é capaz de fazer diversas selfs com ótima qualidade de imagem. E esse resultado não depende da iluminação do local. E esse é mais um ponto positivo desse aparelho.

Conectividade de alto padrão

O Moto G5S possui muitas funções que fazem parte da sua conectividade, e elas são perfeitas para quem gosta de praticidade no seu dia a dia. Com essas funções o dono desse aparelho consegue adiantar seu dia a dia com apenas um toque. Veja as funções de conectividade desse aparelho:

– Bluetooth para transferir músicas, vídeos e fotos

– GPS para ajudar no trânsito

– WI-FI para ter acesso a internet com qualidade de diferentes pontos

Veja algumas funções para ser usadas na câmera desse celular

Esse aparelho possui algumas funções bem interessantes na parte de suas câmeras, e isso torna a funcionalidade delas mais completas e potentes. Veja abaixo algumas dessas funções:

– Detecção facial que ajuda a tirar uma foto mais perfeita

– Estabilização para evitar as famosas tremidas nas fotos

– Foco por toque para ajudar na hora de tirar uma foto rapidamente

– Flash LED para uma foto com a iluminação ideal

Valor do Moto G5S

O valor desse aparelho é muito incrível e surpreendente, pois com tantas funções modernas ele poderia ser bem mais caro. O usuário vai achar esse modelo pelo valor médio de R$790,00 e seu custo-benefício é maravilhoso. Com toda certeza ele é uma das melhores funções para quem quer qualidade e pagar um preço justo.

O moto G5S tem boa reputação no mercado e consegue agradar a maioria dos usuários!

Por Cristiane Amaral

Moto G5S


Modelo evolui e se destaca pela ótima bateria.

O Moto G6 Plus é um smartphone que vem dando muito trabalho para a concorrência, porque ele tem preço de intermediário, mas visual de celular top de linha, sem contar a configuração avançada e mais, a bateria que ganha da maioria dos modelos disponíveis hoje no mercado. Fica claro que a Motorola acertou mais uma vez e seu último lançamento já é considerado um dos maiores sucesso no Brasil.

E não é por menos que o lançamento mundial do Moto G6 Plus foi justamente aqui no Brasil, ele já chegou conquistando o mercado e tem a preferência daqueles consumidores que procuram um smartphone muito bom e com preço mais em conta. Esta linha já vinha fazendo sucesso, mas a Motorola resolveu se arriscar um pouco mais e deixar o modelo mais próximo de um top, oferecendo tela maior, deixando o design mais moderno, além das super câmeras e a bateria que é um espetáculo.

A versão anterior tinha a tela no tamanho 5,2" e agora é de 5,9". Esse aumento deixou o celular com um visual imponente, olhando a primeira vez é fácil confundir com algum top. A tela ficou perfeita para quem gosta de assistir TV, filmes e vídeos em geral. Lembrando que esta versão conta com TV digital, uma opção cada vez mais procurada pelo consumidor em geral. O problema é que se a pessoa tiver mãos pequenas poderá encontrar certa dificuldade no manuseio deste smartphone se quiser segurá-lo com apenas uma das mãos, então o melhor a fazer é simular o seu uso antes de comprar. Pegue o aparelho, deixe a vergonha de lado e finja que está conversando com alguém, tente assistir a algum vídeo, use o comando só com uma das mãos e assim terá certeza que isto não será um problema futuro.

O corpo do Moto G6 Plus aderiu ao vidro, o que acabou deixando o design mais moderno, além de trazer um acabamento em 3D, o que dá a sensação de que há curvas atrás do celular. É um detalhe que agrada a uns, mas há quem não tenha gostado. Seja como for, é um smartphone robusto, muito elegante e por causa de seu design é preciso segurá-lo com firmeza, pois escorrega facilmente das mãos. Película protetora e até uma capinha podem ajudar bastante.

Quanto ao desempenho do Moto G6 Plus, é só elogio. Roda os aplicativos mais pesados sem travar, mesmo tendo vários abertos ao mesmo tempo. Games pesados também são executados com satisfação, assim como nos vídeos, é o fim do pesadelo dos travamentos. Para garantir todo esse poder de processamento, este modelo passou por um bom upgrade em relação ao seu antecessor e agora conta um processador Snapdragon 630 com 8 núcleos.

Mas o usuário ficará surpreso mesmo é com o desempenho da bateria, pois a Motorola conseguiu algo muito difícil, que é manter o equilíbrio entre processador e a tela, com o gasto de energia. O Moto G6 Plus pode rodar vídeos por 6 horas seguidas, estando conectado no Wi-Fi e mesmo assim, nem metade da energia da bateria terá sido consumida. Pode usar redes sociais, gravar vídeos, navegar na internet à vontade, que a bateria aguenta firme por muito mais tempo. Quem usa o smartphone só para o básico, como redes sociais, WhatsApp e notícias, poderá ficar sem se preocupar com recarga por quase dois dias.

A câmera traseira dupla é de 12MP e 5MP, garantindo fotos nítidas e com efeitos incríveis. E quando for tirar foto de algum ponto turístico, por exemplo, o Moto G6 Plus exibe informações sobre este local.

Ele vem com o Android 8.0 Oreo, 4GB de memória RAM, 64GB de espaço interno, bateria 3.200 mAh, sensor de impressão digital, carregamento TurboPower e na loja oficial da Motorola o Moto G6 Plus custa R$ 1.699,00. Só que em lojas virtuais de grandes redes varejistas, é possível encontrar este modelo por R$ 1.495,12.

Por Russel


Nova geração do Moto E foi lançada e traz novidades.

Foi lançada no Brasil pela Motorola a quinta geração da linha Moto E, chamada E5, pelo valor sugerido de R$ 899. Em relação ao valor da geração anterior, o Moto E4, teve aumento de 50 reais.

O smartphone já está à venda na loja virtual da marca, sendo que a previsão de chegada às outras redes é a partir do dia 11 de maio de 2018.

Uma das principais características do modelo continua sendo a sua bateria de alta capacidade, agora com 4.000 mAh. Segundo a Motorola, com essa bateria é possível ficar conectado por até 32 horas, com o uso médio de aplicativos, mensagens e chamadas.

Esse smartphone conta com uma tela de 5,7” em formato de 18:9, e vem com 2 opções de cores: o dourado e o prateado.

Em relação ao visual, o modelo lançado manteve design do anterior, sendo que as únicas mudanças foram referentes às opções de cores.

Novidades

Conforme já citado acima, não houve muitas mudanças em relação à estética do aparelho, comparando com o modelo anterior, porém um dos elementos modificados foi o leitor de impressões digitais, que nesse modelo fica na parte de traseira.

Em relação à câmera, a frontal faz selfies em 5 megapixels, já a traseira faz fotos em 13 megapixels e possui o foco automático com a tecnologia PDAF, que é capaz de determinar o elemento principal em alguns instantes.

A câmera frontal oferece ainda um flash em LED, que tem como objetivo entregar ao usuário, uma iluminação com mais qualidade para autorretratos.

O Moto E5 conta com um processador Snapdragon 425 de 4 núcleos com 1,4 GHz. Refere-se a um chip intermediário da Qualcomm.

Possui uma memória RAM com 2 GB, o que permite que ele consiga entregar ao usuário um bom desempenho. O modelo também possui armazenamento interno de 16 GB com capacidade de expansão, a partir do uso do cartão de memória microSD, para até 128 GB. O cartão microSD é vendido a parte.

Além da marca focar na bateria capaz de prolongar autonomia de uso, o modelo também ganhou reforço do carregador ágil de 10 watts. O carregador garante que o usuário tenha 5 horas de uso somente com 15 minutos de carregamento.

O sistema operacional presente no aparelho é o Android 8 (O), sendo esse o sistema mais atual do Google, que permite a abertura de 2 aplicativos ao mesmo tempo, na mesma tela.

No dia de lançamento do smartphone, que aconteceu juntamente com a linha Moto G6, Sergio Buniac, o presidente global da marca informou que a próxima modernização que eles fariam, seria em relação ao sistema implantado na linha G, sendo assim o modelo G6 vai receber o Android P como sistema operacional. Apesar da promessa da atualização do sistema da linha G, o diretor não fez o mesmo comentário referente à versão E de 2018.

Além desse modelo lançado a pouco no Brasil, os criadores do smartphone também fizeram uma outra edição do modelo, uma versão ainda mais parruda, que vai contar com uma bateria de 5.000 mAh.

De acordo com informações fornecidas pela própria Motorola, o modelo será o Moto E5 Plus e deve estar nas prateleiras das redes nacionais, porém apesar da confirmação de chegada do aparelho ao Brasil, a marca não divulgou a data em que ele será lançado.

Veja abaixo a Ficha técnica do smartphone da Motorola, o Moto E5:

  • Sistema Operacional: Android 8 Oreo
  • Tamanho da tela: O aparelho com uma tela de 5,7”
  • Formato da tela: A tela do modelo vem com o formato 18:9
  • Câmera principal: Faz fotos com 13 MP
  • Câmera frontal: Faz fotos com 5 MP
  • Capacidade de bateria: 4.000 mAh
  • Cores oferecidas: dourado e prata
  • Data de anuncio: O modelo foi anunciado no dia 19 de abril de 2018
  • Início das vendas: O início das vendas do smartphone aconteceu no dia 8 de maio de 2018
  • Preço sugerido de lançamento: O preço sugerido pela marca foi de R$ 899,00.

Por Rosângela Rodrigues

Moto E5


Moto Z2 Play possui 64 GB de memória e câmera de 12 megapixels, além de diversas outras características que o fazem ter um ótimo custo-benefício.

O Moto Z2 Play é um celular que chama atenção pela sua beleza externa. Além disso, ele possui muitas funções internas que são consideradas modernas e de grande utilidade para seus consumidores. Nas pesquisas de mercado de vendas de celulares, ele tem ótima reputação e agrada a maioria dos seus usuários. Esse aparelho é indicado para as pessoas mais exigentes e que gostam de tecnologia.

Falando sobre o design externo do Moto Z2 Play

O Moto Z2 Play é um celular com ótimo design externo e que consegue agradar a maioria dos consumidores. Ele tem alguns detalhes bem interessantes como acabamento muito fino com apenas 6 mm, peso de 145 gramas e formato moderno que facilita a interação do usuário.

Câmera potente de 12 megapixels

A câmera desse celular tem 12 megapixels e consegue fazer muitas fotos com qualidade para colocar inveja em muitos aparelhos concorrentes. A resolução da câmera é de 4032×3024. Com essa resolução as fotos ficam bem nítidas e os detalhes são bem visíveis, essa é uma das funções mais interessantes desse celular.

Câmera frontal de 5 megapixels

A câmera de selfie tem 5 megapixels e também faz fotos lindas e com ótima imagem. Essa função vai agradar as pessoas que gostam de tirar as famosas selfies para redes sociais ou simplesmente compartilhar com os amigos e familiares. As câmeras possuem algumas funções como: Detecção facial, foco por toque, autofoco, Flash Dual LED e HDR.

Memória de 64 GB

O Moto Z2 Play tem muito espaço interno, o que é uma função bem procurada na hora de comprar um celular. Ele possui 64 GB de espaço interno que é ideal para aquelas pessoas que vivem baixando músicas novas, vídeos enormes, aplicativos e jogos pesados. Se o usuário precisar ele pode expandir esse espaço. A vantagem de ter 64 GB de memória interna é que quando tiver que atualizar os programas do celular, ele não vai ficar travando e nem com atualização em espera.

Gravação de vídeo em 4k

O Moto Z2 Play tem a função de gravação de vídeo com alta resolução e imagens perfeitas, que podem ser comparados a vídeos profissionais. A resolução da câmera é de 3840×2160, que é uma resolução muito acima do comum na maioria dos smartphones. Esse celular faz gravações em 4k e quem já usou essa função, aprovou.

Celular com função LTE 4G

Outra função bem importante desse celular é o LTE 4G que é responsável por fazer as transferências de dados desse celular com perfeição e permitir uma navegação rápida ao usuário. Isso facilita muito a vida de quem fica conectado por muito tempo ou até mesmo precisar trabalhar usando o seu telefone.

Tela de 5.5 polegadas

O smartphone Moto Z2 Play tem tela de 5.5 polegadas. Esse tipo de tela é uma das mais procuradas por quem está na buscar de um aparelho perfeito. O aparelho com tela acima de 5.5 polegadas é ideal por ajudar em muitas funções que o usuário faz no seu dia a dia como: ver séries, ver vídeos no Youtube, ver filmes e interagir de forma geral em todas as funções o celular. Vale lembrar que as pessoas que tem algum tipo de problema de visão, preferem os aparelhos com telas desse tamanho. A resolução da tela é de 1920×1080 pixel e isso ajuda a tornar a imagem mais perfeita.

Valor do smartphone

O Moto Z2 Play é um celular muito completo e com características modernas. Possui uma ótima marca e tem uma ótima aceitação, e seu valor médio é de R$1.320,00. Esse valor é bem justo, se avaliarmos todas as suas funções, pois se torna um ótimo custo-benefício.

Por Cristiane Amaral

Moto Z2 Play


O Moto G4 Play é um dos melhores celulares da sua linha. Tecnológico, ágil e super completo, o telefone não deixa nada a desejar.

O Moto G4 Play é um smartphone fabricado e comercializado pela empresa Motorola. Quando falamos dessa marca, é difícil não relacionarmos qualidade e bom gosto ao nome. Com esse aparelho que falaremos hoje não é diferente, o Moto G4 Play é um dos melhores celulares da sua linha. Tecnológico, ágil e super completo, o telefone não deixa nada a desejar.

Quer saber mais sobre esse telefone celular? Então leia o post que preparamos exclusivamente para você!

Saiba mais sobre o Motorola Moto G4 Play, o celular que dá o que falar!

O aparelho fabricado pela Motorola, Moto G4 Play, é um celular de operação Android Marshmallow 6.0 muito completo, e não fica muito para trás dos smartphones mais avançados do mercado nacional e internacional.

Ele possui uma tela touchscreen gigante de 5 polegadas! Sua resolução é ótima, são 1280×720 pixels. E as funções do aparelho celular Moto G4 Play são completas e satisfazem quase todas as necessidades do usuário.

A conectividade do aparelho é muito completa. O Wi-Fi e o GPS não deixam a desejar: A navegação pela web e a transferência dos dados em relação à conectividade são dadas através de uma rede chamada UMTS. Um ponto fraco do Moto G4 Play é que não suporta as tecnologias mais avançadas e recentes acerca da conectividade, como é o caso da rede HSDPA.

A memória interna desse telefone é de 16 GB, o celular também comporta a possibilidade de expansão de memória com cartão SD.

A câmera do Motorola Moto G4 Play é muito boa, e possibilita o usuário registrar momentos incríveis com muita tecnologia e resolução: são 8 megapixels, ou seja, a resolução de fotos do Moto G4 Play é de 3264×2448 pixels! A câmera frontal presente no celular também tem uma ótima resolução, são 5.0 MP. Os vídeos gravados por esse incrível celular são feitos em alta definição, ou seja, Full HD, a resolução para vídeos é de 1920×1080 pixels, a focagem dos vídeos é feita de maneira automática. Você também pode fazer vídeos em Slow Motion com o Moto G4 Play.

Ele possui sistema de autofoco, para as fotos, e você também pode conseguir foco através do toque na tela. O Flash do celular também está presente e é feito através de sistema de LED. A câmera do telefone celular possui localização, detecção facial e estabilização facial.

Deixando de falar das capacidades internas e processuais do celular e passamos para as físicas e externas, o Moto G4 Play não fica muito atrás também. Um dos pontos mais atraentes desse telefone celular é que ele é muito fino, são apenas 9,9 milímetros de espessura. Ele também é muito leve, apenas 137 gramas! Suas dimensões são: 144.4 x 72 x 9.9 mm.

Em se tratando de valores no mercado nacional, o Moto G4 Play não sai tão caro quanto os tops de linha, podendo até ser considerado barato em relação aos concorrentes, a média de preços aqui no Brasil fica em torno de 789,00 reais até 897,00 reais.

Esse telefone atende as necessidades de usuários de todas as idades, com ele você poderá registrar todos os seus momentos importantes, falar com quem você ama, como família e amigos, fazer chamadas de vídeos e se divertir através de aplicativos que podem ser baixados na Play Store.

E então?! O que achou sobre o Moto G4 Play? Conte para a gente através da caixa de comentários logo abaixo do texto! A nossa equipe quer saber sobre as suas impressões do smartphone da Motorola!

Por Carolina B.

Moto G4 Play


Confira as características de cada modelo da linha G.

Os aparelhos da família Moto G chegaram ao mercado como um destaque na forma de fornecer smartphones aliando preços mais acessíveis a bom desempenho.

Moto G – 1ª Geração

A primeira geração do Moto G possui tecnologias medianas, já disponíveis em aparelhos atuais, tais como Wi-Fi, Bluetooth, leitor multimídia, GPS, além da opção de videoconferência.

Com sistema Android 5.1 Lollipop, tela com 1280x720p e 4.5 polegadas, o aparelho também conta com processador Quad Core de 1.2 GHz, Snapdragon 400 e câmera de 5 megapixels, o que permite fotografar com alta qualidade e gravar vídeos de até 720p, dependendo da iluminação.

O smartphone possui 8 GB de memória, que infelizmente não pode ser expandida. Na época de seu lançamento, o Moto G1 chegou ao mercado custando menos de R$ 800.

Moto G – 2ª Geração

O relançamento do Moto G não trouxe grandes mudanças em relação à versão anterior. A 2ª geração do smartphone manteve funções essenciais, como Wi-Fi, GPS e Bluetooth, e configurações de chipset, processador e memória RAM iguais ao Moto G1.

A maior novidade ficou por conta da câmera de 8 megapixels, com possibilidade de filmar em HD, e da memória interna de 16 GB, podendo ser expandida com Micro SD de até 32 GB.

O Moto G2 começou a ser comercializado por cerca de R$ 950.

Moto G – 3ª Geração

A cada nova geração pouca coisa mudou, e o Moto G3 foi lançado como um dispositivo completo, com bom desempenho e boas funcionalidades a oferecer. Os dados técnicos foram ficando cada vez melhores a partir dessa geração, a começar pelo chipset Snapdragon 410 e processador Quad Core de 1.4 GHz.

Equipado com Android 5.1.1 Lollipop, esse telefone também possui memória RAM de 2 GB e memória interna de 16 GB, podendo ser aumentada com mais 32 GB.

A câmera de 13 megapixels também merece destaque, permitindo aos consumidores tirarem fotos com até 4128×3096 pixels e filmar em Full HD. Dependendo do ambiente os vídeos alcançam a ótima qualidade de 1920×1080 pixels.

O Moto G3 também possui design mais fino e atraente, com 11.6 milímetros de profundidade e tela touchscreen de 5 polegadas.

Moto G – 4ª Geração

O Moto G4 é o dispositivo mais semelhante ao Moto G5 em termos de funcionalidade e desempenho. Além de possuir o essencial como Bluetooth, Wi-Fi, GPS e videoconferência, o Moto G4 opera com o sistema Android 6.0.1 Marshmallow, chipset Snapdragon 617 e processador Quad Core de 1.5 GHz e Quad Core de 1.3 Ghz, os dois Cortex A53. Também conta com 16 GB de memória interna, que pode ser expandida com Micro SD de até 128 GB e memória RAM de 2 GB.

A câmera possui as mesmas especificações da versão anterior, com 13 megapixels e capacidade de gravação em Full HD, com 30 fps. O Moto G4 também possui detecção facial e câmera frontal de 5 megapixel. Essa geração chegou ao mercado por cerca de R$ 1.200.

Moto G – 5ª Geração

Após várias gerações, a última foi, sem dúvida, a mais esperada pelos consumidores e seu lançamento causou comoção.

Considerado um smartphone avançado, o Moto G5 possui funcionalidades excelentes e até mesmo renovadas. O aparelho é equipado com Android 7.0 Nougat, chipset Snapdragon 430, processador Quad core de 1.4 GHz e Quad core de 1.1 GHz, ambos Cortex-A53, memória RAM de 2 GB, e memória máxima de 32 GB, que suporta expansão de Micro SD com até 128 GB.

A tela possui 5 polegadas e 1080×1920 de resolução. A câmera traseira do Moto G5 é de 13 megapixels, e pode fotografar com a incrível resolução de 4160 x 3120 pixels. Na opção de filmagem com 30 fps, os vídeos são gravados em Full HD, com 1920×1080 pixels de resolução. A câmera frontal de 5 MP também promete vídeos com a mesma qualidade.

Atualmente, o Moto G5 pode ser encontrado por R$ 1.300.

Por Fabio Santos

Moto G


Moto Z possui ótimas especificações, confira.

As empresas que fabricam celulares, nos dias atuais, estão desenvolvendo cada vez mais uma gama variada de produtos. Visto que um aparelho que uma pessoa considere crível não tenha as mesmas características para outra. Com isso, para não perder vendas, essas companhias precisam cada vez mais realizar pesquisas de opinião, avaliar o mercado, também verificar o que seus concorrentes estão fazendo, dentre outros pontos para que elas não fiquem atrás no mercado. Os consumidores levam em consideração muitos aspectos ao comprarem um celular novo e os smartphones que hoje estão sendo disponibilizados apresentam cada vez mais funções e recursos, este é o caso do Moto Z da Motorola. Confira agora um pouco mais sobre este aparelho e porque ele pode atender as necessidades de um comprador exigente.

A Motorola é hoje considerada uma das maiores empresas na fabricação de smartphones. A organização foi fundada no estado de Illinois nos Estados Unidos, no ano de 1928. Em mais de meio século de atuação, a empresa foi uma das pioneiras deste segmento, quando lançou aparelhos muitos bons e de alta tecnologia para o começo da era da telefonia móvel no mundo. Nos últimos anos, a companhia investiu muito dinheiro e contratou uma excelente mão de obra para se reformular e voltar cada vez mais forte no mercado mundial. Essa estratégia deu muito certo. Visto que os seus modelos atuais estão entre os melhores do mundo e atendem muito bem às necessidades do público consumidor. A Motorola vende seus celulares para diversos lugares do mundo e cada vez mais recebe um feedback positivo do público consumidor. No Brasil, esse sucesso não é diferente, os aparelhos são muito bem vistos e aceitos no mercado nacional. Como o país é um dos locais do mundo em que o número de celulares cresce a cada ano, a empresa sempre disponibiliza os seus lançamentos o mais rápido possível para o Brasil.

O Moto Z é um smartphone da linha Moto, uma das famílias mais bem sucedidas da Motorola. Essa linha já fez diversos lançamentos, como Moto G, Moto X, Moto Snaps, dentre outros. Todos esses aparelhos apresentam as funções bases muito bem desenvolvidas e se diferem em recursos pontuais para agradar a um determinado grupo específico, essa grande sacada da Motorola foi um dos motivos principais para o sucesso da linha Moto.

Falando de forma mais particular do Moto Z, esse aparelho apresenta uma ficha técnica muito boa. Primeiramente, é importante falar sobre o seu sistema operacional. Este aparelho conta com o Android, programa que a grande maioria das pessoas conhece e de fácil entendimento, esse é um dos pontos positivos iniciais desse smartphone. Falando sobre o design do Moto Z, este aparelho conta com uma espessura muito fina. Além disso, a sua tela é de 5.5 polegadas, um dos maiores tamanhos disponíveis no mercado. Ele também segue aquele padrão de possuir as bordas mais curvadas. Este modelo está disponível nas cores: preta, prata e dourada.

Inicialmente, o Moto Z tem uma memória de 64 GB, o que já é um excelente espaço para armazenamento. Mas, caso você precise de ainda mais espaço este número pode ser estendido com a ajuda de um cartão de memória. Este modelo também apresenta uma memória RAM de 4 GB, também um bom espaço, o dono deste aparelho pode ter quantos aplicativos desejar dentre outros programas.

O Moto Z apresenta duas câmeras, sendo a frontal com 5 megapixels e a traseira com 13 megapixels. Além disso, os vídeos feitos a partir deste celular são gravados em 4k. Tanto as fotos quanto os vídeos feitos a partir desse aparelho são de extrema qualidade e nitidez. Um recurso que precisa ser mencionado a respeito deste celular é que ele conta com a tecnologia Gorilla Glass 4, uma película que reveste todo o corpo do smartphone e o protege em diferentes tipos de acidentes. Este celular pode ser encontrado a partir de R$ 1.600,00.

Por Isabela Castro

Moto Z


O Moto G4 Plus é um smartphone interessante com funcionalidades extras que o fazem se destacar.

O Moto G4 Plus foi lançado no início de 2016 com o sistema operacional Android. Ele é o quarto membro da linha mais famosa da Lenovo. Entre os principais destaques do aparelho temos uma tela com dimensões interessantes, leitor biométrico e câmera com foco a laser. O G4 Plus conseguiu ganhar fama entre os usuários de dispositivos móveis por conseguir agregar o essencial e algumas funcionalidades extras que o fazem se destacar.

Confira a seguir alguns dos principais detalhes sobre o Moto G4 Plus

Moto G4 Plus – Câmeras

A câmera principal do G4 Plus conta com um sensor de 16 megapixels. O principal destaque aqui é a presença do foco a laser. Sendo assim, a detecção de objetos torna-se extremamente rápida. Outra vantagem do recurso é que trabalhar o foco em ambientes com iluminação deficiente deixa de ser um problema.

A qualidade, em termos de detalhes, apresentados nas fotos feitas com o aparelho chega a ser superior a que vamos encontrar nos demais dispositivos da linha. O sensor principal não deixa a desejar em relação ao Galaxy J7 Prime, o principal concorrente do aparelho. Por outro lado, não podemos dizer o mesmo com relação à câmera principal que, neste caso, acaba perdendo para o rival.

A câmera de selfies traz um sensor com 5 megapixels e flash na tela. Além disso, temos a presença do HDR.

Moto G4 Plus – Configurações

O Moto G4 Plus conta um processador da Qualcomm, o Snapdragon 617 octa-core. Para o armazenamento interno temos 32GB e de memória RAM 2GB. O aparelho também traz suporte para cartão microSD e pode ser equipado com dois chips de operadores de telefonia.

Essas especificações tornam possível a execução de aplicativos diversos entre redes sociais, fotografia e de produtividade, por exemplo. Entretanto, no que diz respeito aos games os usuários do Moto G4 Plus encontrarão alguns problemas, especialmente envolvendo lentidão. A culpa disso é da GPU Adreno 405.

Moto G4 Plus – Design

No design é possível perceber diferenças interessantes entre esta geração e a anterior. Vamos perceber inclusive que não temos aquele detalhe com a letra M da falecida Motorola. A traseira do aparelho foi desenvolvida em plástico e caso o usuário queira, ele poderá trocar por alguma capa colorida.

O display possui uma tela de 5,5 polegadas. A resolução do aparelho é Full HD e não apresenta deficiências comprometedoras em termos de saturação e distorção de imagens.

No mais, cabe destacar que não temos no Moto G4 Plus nenhum tipo de proteção contra submersão. Apenas contra respingos.

Vale a pena?

Bom, o Moto G4 Plus é um smartphone interessante para usuários que não exigem muito de seus aparelhos. A bateria tem uma duração razoável e ainda temos o leitor biométrico. A câmera principal oferece boa qualidade nas fotos, mas, por outro lado, a câmera frontal deixa a desejar. No mais, ele conta com recursos essenciais a qualquer bom smartphone atual.

O Moto G4 Plus pode ser encontrado em lojas online por preços entre R$900 e R$1.200.

Principais detalhes da ficha técnica

Tipo/Tamanho: LCD IPS com 16 milhões de cores, 5.5 polegadas

Resolução: 1920 x 1080 pixels

Densidade: 401 pixels por polegada

Proteção: Corning Gorilla Glass 3

Chipset: Qualcomm Snapdragon 617

GPU: Adreno 405

Memória RAM: Opções com 2GB de memória RAM, 3GB de memória RAM e 4GB de memória RAM

Armazenamento interno: 16GB, 32GB e 64GB

Expansível: Sim. Até 128 GB via cartão microSD

Câmera principal: 16 megapixels com abertura f/2.0 e flash LED.

Câmera frontal: 5 megapixels com abertura f/2.2.

Capacidade da bateria: 3.000 mAh.

Por Denisson Soares

Moto G4 Plus


Focada no nicho que gosta de tecnologia, porém não possui capacidade financeira para arcar com aparelhos muito caros, a linha Moto E aposta em smartphones baratos, porém que buscam manter certa resolutividade das funções de um modelo mais caro.

A empresa Motorola possui quase cem anos de história e, mesmo após sua subdivisão após 2009, ela mantém sua posição no mercado de telecomunicações. Busca atender à demanda de celulares e aparelhos congêneres de alta qualidade e com preço competitivo. Uma de suas linhas de vendas é chamada de Moto E.

Focada no nicho que gosta de tecnologia, porém não possui capacidade financeira para arcar com aparelhos muito caros, a linha Moto E aposta em smartphones baratos, porém que buscam manter certa resolutividade das funções de um modelo mais caro. A segunda geração dessa linha possui câmera frontal, bateria não removível e tecnologia 4G.

Seu lançamento ocorreu em fevereiro de 2015 funciona através do sistema operacional Android versão 5.0 Lollipop, sendo possível sua atualização para a versão 6.0 denominada de Marshmallow. É muito importante realizar essa atualização, pois apenas a partir da versão 6.0 é que o Android detecta e impede que aplicativos mal intencionados utilizam câmera e microfone sem a permissão do usuário. O nome doce acompanha suas configurações.

Tradicionalmente é vendido na cor preto e branco, pesando 143g e em formato nem tão grande como os smartphones mais top de linha, nem tão pequeno que não dê para visualizar os aplicativos. É resistente a respingos de água, mas não vá tomar banho com ele, pois pode não aguentar! Sua tela é composta por 16 milhões de cores, em LCD e mede 4,5 polegadas (equivale a aproximadamente 11 centímetros). Tais fatos facilitam a vida daquelas pessoas que gostam de usar o celular com apenas uma mão, já que seu formato não acompanha aos outros “gigantes” da marca. A resolução é de 960 x 540 polegadas – um pouco aquém do confortável. Já vem com proteção de tela e característica multitouch, muito útil para jogos e aplicativos de edição.

Sua memória RAM é de 1 GB e seu armazenamento interno pode ser de 8 GB ou 16 GB, dependendo do modelo adquirido. Além disso, é possível ampliar essa capacidade através do cartão de memória microSD de 32 GB que já vem com o produto. Sua câmera traseira é de 5 megapixels, sem flash; já a dianteira, para aquela self que irá ser muito curtida, é VGA.

Sobre conectividade, o Moto E 2ª geração vem com Bluetooth 4.0 e Wi-Fi hotspot. Apenas na versão 4G é possível assistir a tv digital pelo celular. Se você possui dois chips, pode utilizá-los simultaneamente, pois o aparelho já vem com os compartimentos adequados.

Você pode encontrar o Moto E 2ª geração por diversos preços: de R$ 309,00 até R$ 569,00. Então é importante fazer uma pesquisa de preços em lojas físicas e virtuais e colocar na balança o que é mais vantajoso para você. Não esqueça de considerar o frete e o prazo de entrega no caso de optar por compras online.

Atualmente esse modelo não está mais à venda o site oficial da Motorola, mas pode ser encontrado em outras lojas e sites de e-commerce no Brasil. Diante disso, algumas desvantagens de comprá-lo dois anos após seu lançamento precisam ser consideradas. Seu processador Snapdragon 200 e o tamanho de sua memória são modestos em comparação a outros modelos com mesma faixa de preço. Além disso, alguns aplicativos podem não rodar com a capacidade plena e prejudicar a experiência com o Moto E 2ª geração. Então, na hora de comprar, verifique se as desvantagens superam (ou não) as vantagens.

Portanto, navegue na internet em busca do celular perfeito para suas necessidades. Se encontrar em um site de compras coletivas ou entre pessoas, certifique-se de que o vendedor tem boa reputação através dos comentários de outros compradores de boas compras!

Por Mateus Aparecido de Faria

Moto E 2ª Geração


Modelo é considerado um destaque em vendas por conta de algumas de suas características inovadoras e melhorias que recebeu.

A linha de smartphones Moto G 3ª geração – anunciada e lançada no ano de 2015, mais precisamente no dia 28 de julho – ainda é considerada destaque em vendas por conta de algumas de suas características inovadoras e algumas melhorias, como a melhora na qualidade da câmera e a resistência do aparelho a imersão em até 1 metro a água por em média trinta minutos.

Além de melhorias e inovações, o aparelho também tem bastante espaço em sua totalidade (somando a memória interna com o cartão de memória) e está disponível em três opções diferentes de configuração do hardware, sendo essas variações:

1. Com 8 gigabyte de armazenamento e 1 gigabyte de memória RAM;

2. Com disponibilidade de 16 gigabytes e 1 de RAM;

3. Com 16 gigabytes e 2 gigabytes de memória RAM.

E fica melhor, nas duas opção está disponível a expansão para o cartão de memória microSD em até 32 gigabytes. Com tudo isso de memória é possível baixar inúmeros aplicativos, guardar todas suas fotos, armazenar músicas e muito mais sem precisar se preocupar em ficar sem espaço e em sobrecarregar o celular.

Além de que com essas opção de memória RAM é possível executar diversas tarefas ao mesmo tempo e deixar vários aplicativos abertos sem que comprometa o desempenho do celular e sem medo de que acabe travando.

Afinal, quem nunca se irritou quando estava no meio de alguma tarefa, mexendo em algum aplicativo, quando recebe uma mensagem dizendo que tal aplicativo parou de funcionar. Então você tem que fechar o programa e abrir tudo de novo.

Lembrando que o valor de cada um desses aparelhos de diferentes configurações é equivalente a qualidade e tamanho da memória, sendo assim, se você quer economizar e não precisa de tanto espaço – 16 GB mais 32 GB no microSD, ainda poderá obter todas as outras funções do aparelho pagando por um preço melhor.

Essa linha da Moto G3 também oferece variedade de cores, ele está disponível originalmente em preto e branco, no entanto é possível adquirir uma variedade de cores através da Moto Maker.

Ficha técnica Moto G 3ª geração

Apesar das distinções da memória dos modelos, todas as outras características são praticamente as mesmas. Confira a seguir algumas das características desse modelo:

· Peso: 155 gramas;

· Tamanho: 142.1 x 72.4 x 11.6 milímetros;

· Tela: 5 polegadas;

· Sistema operacional: Android 5.1.1 Lollipop;

· Sim card: micro;

· Dual chip disponível;

· Memória RAM: 1 ou 2 GB

· Armazenamento interno: 8 ou 16 GB

· Processador: 1.4 GHz Quad Core;

· Resolução: 720 x 1280 pixels;

· Densidade do pixel: 294 ppi;

· GPU: Adeno 306;

· É de 64 Bit;

· Tipo: IPS LCD

· Touchscreen capacitiva;

· Possui multitouch;

· Proteção: Gorilla Glass 3;

· Cores: 16 milhões.

Características da câmera

· Megapixel: 13 Mp;

· Resolução: 4128 x 3096 pixels;

· Abertura Size: F2

· Estabilização digital;

· Possui autofoco e foco por toque;

· Flash: Dual LED;

· HDR;

· Possui detecção facial;

· Câmera frontal: 5 Mp.

Características de vídeo

· 30 FPS de gravação;

· Resolução da gravação: Full HD;

· Autofocagem;

· Slow Motion;

· Stereo Sound Rec;

· Foto em vídeo;

· Não possui estabilização de vídeo.

Características de conectividade

· Wi-fi: 802.11b/g/n;

· Bluetooth: 4.0 com A2DP/LE;

· GPS: A-GPS/GLONASS;

· Micro USB 2.0;

· Não possui NFC.

Características de dados

· Velocidade máxima de download: 15 Mbps;

· Velocidade máxima de upload: 50 Mbps.

Funções adicionais

· Radio FM;

· Player de música;

· Player de vídeo: MP4/H.263/H.264/WMV;

· Browser: Html/HTML 5

· Vibração;

· Viva voz;

· Toques polifônicos e personalizados;

· SNS integration;

· Wi-fi hotspot;

· Wi-fi Direct;

· Não possui TV e Flash Player.

Sensores disponíveis

· Redução de ruído;

· Bússola;

· Giroscópio;

· Proximidade;

· Acelerômetro.

Características da bateria

· Litio;

· 1200 minutos;

· Autonomia em standby: 250h;

· Ampere: 2470 Mah.

Por Carolina B.

Moto G3


Aparelho chega ao Brasil com câmera inteligente e preço competitivo.

Finalmente o Brasil recebe o tão desejado Moto X4, um celular que chega ao mercado com preço de intermediário, mas com configuração poderosa e itens dignos dos modelos top de linha. A Motorola mais uma vez conseguiu projetar um smartphone capaz de atender as exigências dos usuários, inclusive dos mais rigorosos, oferecendo ainda alguns importantes diferenciais, como a câmera inteligente, reconhecimento automático de objetos e muitos outros recursos que já fizeram com que este modelo seja um dos mais desejados atualmente.

As vendas do Moto X4 começaram nesta última quarta-feira, dia 18, e a expectativa é que seja um dos mais vendidos no mercado nacional.

Aqui no Brasil o Moto X4 será vendido por R$ 1.699,00 e para especialistas este preço é pra lá de competitivo, pois era esperado que ele custasse mais de R$ 2 mil. É que lá fora, este modelo custa 399 euros e convertido em real, fica na casa dos R$ 1,5 mil, mais uma diferença que é comum nestes casos. Por exemplo, o Zenfone 3 Zoom é comercializado lá fora por US$ 329, que convertidos fica em R$ 1.095,00, só que o preço dele aqui é de R$ 1.899,00, ou seja, R$ 800,00 a mais.

Quem pesquisa o preço de smartphone intermediário no mercado sabe que pode encontrar bons aparelhos na média de R$ 1.200,00, só que isto não faz com que o Moto X4 seja considerado caro, justamente por causa de sua configuração e diferenciais.

A Motorola fez questão de implementar neste modelo potentes câmeras, sendo que a principal é dupla com 12MP e a outra é de 8MP. A câmera dupla consegue dar um ótimo efeito de profundidade às fotos e o usuário ainda pode desfocar os objetos e até mesmo as pessoas, colocando-as em primeiro ou segundo plano. Também é possível dar maior destaque a algumas cores, deixando o restante da foto em preto e branco.

Outro diferencial desta câmera do Moto X4 é o poder de reconhecer diferentes objetos em locais com pouca luz. O usuário ainda pode escanear cartões de visita e já adicionar os dados aos seus contatos. A câmera frontal, com 16MP, garante selfies panorâmicas e também oferece imagens com qualidade mesmo quando não há luz suficiente.

O Moto X4 vem com tela de 5,2 polegadas, acabamento em vidro 3D e em metal, com um design moderno e algumas leves curvas, para deixá-lo com visual clean. Outro diferencial deste modelo é que ele é resistente a água, uma ótima notícia para os mais descuidados.

O recurso de captura rápida da tela é simples, basta tocar na mesma com três dedos ao mesmo tempo. Em relação à segurança, o modelo traz o sistema 'Moto Key', um moderno recurso para que o desbloqueio de sites e aplicativos no celular seja feito apenas com a digital, que fica registrada através do sensor biométrico.

O sistema operacional é o Android 7.0, o processador é um Qualcoom Snapdragon 630 octa-core de 2,2GHz e 3GB de memória RAM. O espaço interno é de 32GB, mas quem precisa arquivar muitos arquivos, inclusive vídeos, pode deixar o smartphone com até 2TB de armazenamento.

Esta configuração do Moto X4 é para atender a todos. Usuários preocupados com segurança, quem gosta de assistir a vídeos no celular, quem precisa de um aparelho que garanta ótimas fotos, quem curte games e muito mais. A Motorola lançou o smartphone nas cores preto e também topázio. Quem gosta de smartphone colorido, vai ter que recorrer às capinhas.

Se no mercado nacional um intermediário básico chega a custar R$ 1.200,00, vale a pena gastar um pouco mais para ter um aparelho que compete com os top de linha, sem ter que pagar uma fortuna.

Por Russel


Modelo possui alto desempenho, design diferenciado, longa bateria e tela de alta qualidade.

O Moto Z Power Edition é um smartphone modular da família Moto Z. Seguindo o padrão premium da linha, o dispositivo possui alto desempenho, design diferenciado, longa bateria e tela de alta qualidade. Dessa forma, foi desenvolvido para atender a um público mais exigente.

Design inovador

Com design inovador, o Moto Z Power Edition é ultrafino, apresentando apenas 5,19mm de espessura. A fabricante, inclusive, garante que este é o aparelho premium mais fino do mundo. Tem, ainda, bordas levemente arredondadas, facilitando o manuseio. Sua frente é de superfície lisa e a parte posterior possui textura sofisticada. É também revestido de aço inoxidável e alumínio aeronáutico, o que o deixou bastante estiloso.

Desempenho

O desempenho é outro ponto forte do smartphone, pois tem 4GB de memória RAM e processador Quad-Core Snapdragon 820, de 1,8 GHz. Graças a estes e outros recursos, permite que diversos apps rodem rapidamente ao mesmo tempo, sem que ocorram travamentos.

Display e câmeras

Sua tela é de 5,5’’, Super AMOLED e com resolução QuadHD, por isso apresenta qualidade superior para visualização de imagens e vídeos/filmes em geral.

Já sua câmera principal, tem 13MP, com abertura f/1.8, e grava em 4k. A câmera frontal é de 5MP, com flash e abertura f/2.2. Dessa forma, apresentam boa configuração para gravação de vídeos e fotos em geral.

Diferenciais

Como dito, o Moto Z Power Edition é modular, portanto é adaptado para o encaixe dos Moto Snaps. Isso pode melhorar diversos recursos do aparelho. Inclusive, já vem de fábrica com o módulo offGRID Power Pack, que é capaz de elevar a capacidade da bateria. Ainda, o smartphone tem Android puro, assim, tem menos apps pré-instalados.

Ficha técnica – Moto Z Power Edition

· Dimensões (L x A x E): 75,3mm x 153,3mm x 5,19mm.

· Peso: 136 gramas.

· Display: tela de 5,5’’, Super AMOLED, com resolução Quad HD (2560×1440) e proteção Gorilla Glass.

· Sistema operacional: Android 7.0 Nougat.

· Processador: Quad-Core Snapdragon 820, de 1,8 GHz.

· Memória RAM: 4GB.

· Memória interna: 64GB, expansível para até 2TB com cartão microSD.

· Câmera traseira: 13MP, com flash LED duplo, abertura f/1.8 e gravação em 4k.

· Câmera frontal: 5MP, com flash e abertura f/2.2.

· Bateria: 2.600 mAh.

· Acesso à internet: 3G, 4G e Wi-Fi.

· Conectividade: Bluetooth e USB-C.

· Extras: compatível com Moto Snaps, é resistente a respingos de água e possui sensor de impressão digital.

Moto Z Power Edition pode ser encontrado a partir de R$1.899 em diversas lojas virtuais. Está disponível nas cores preto ou branco.

Por Camilla Silva


Modelo oferece bom desempenho e ótimo custo-benefício.

O Moto G4 Play é um smartphone da quarta geração da família Moto G, com preço competitivo e configuração simples. Mesmo assim, é capaz de oferecer bom desempenho durante seu uso diário, além de ótimo custo-benefício.

Confira mais informações sobre o dispositivo:

Design simples

O Moto G4 Play tem design simples, bem semelhante aos demais aparelhos da linha. Tem bordas arredondadas e frente com partes superior e inferior de cor única. Sua traseira tem cor fosca, sendo câmera e flash localizados no topo, com revestimento de alumínio.

Bom desempenho em necessidades diárias

O smartphone tem 2GB de memória RAM e processador Quad-Core Snapdragon 410, de 1,20 GHz. Dessa forma, atende bem as necessidades diárias de pessoas que usam esse tipo de aparelho para acessar apps comuns. Pode, ainda, agradar aqueles que não gostam de apps pré-instalados de fábrica, já que conta com Android puro.

Tela e câmeras adequadas

Sua tela é de 5’’ HD (1280×720), sendo essa resolução adequada para visualizar filmes, vídeos e imagens em geral. A câmera principal conta com 8MP, com abertura f/2.2, flash LED e gravação HD; enquanto a câmera frontal tem 5MP. Assim, atendem perfeitamente necessidades cotidianas, tirando boas fotos e gravando bons vídeos.

Especificações do Moto G4 Play

– Dimensões em milímetros: 144.4 X 72 X 9.9.

– Peso: 137 gramas.

– Display: tela de 5’’ HD (1280 X 720).

– Sistema operacional: Android 6.0.1 Marshmallow.

– Processador: Quad-Core Snapdragon 410, de 1,20 GHz.

– Memória RAM: 2GB.

– Armazenamento: 16GB, expansível para até 128 GB, com cartão microSD.

– Câmera principal: 8MP, com flash LED e gravação e vídeo em HD (1080P).

– Câmera frontal: 5MP, com flash de tela.

– Bateria: 2.800 mAh.

– Acesso à internet: Wi-Fi, 3G e 4G.

– Conectividade: Bluetooth e micro USB.

– SIM: dual-chip (micro SIM).

– TV Digital: há versões com e sem esse recurso.

Portanto, o Moto G4 Play apresenta configuração simples, sendo indicado para pessoas que necessitam de um smartphone para uso de apps leves e/ou básicos. No momento, o aparelho encontra-se esgotado. Porém, sua versão com TV digital (Moto G4 Play DTV) ainda pode ser encontrada nas cores preta, branca e dourada, a partir de R$629 nas principais lojas do país.

Por Camilla Silva

Moto G4 Play


Confira os detalhes sobre o modelo da Motorola, Moto G4 Plus.

Em 2016, a Motorola lançou o Moto G4 Plus, um dos seus principais celulares para aquele ano. Vale lembrar que uma versão especial desse aparelho também chegou por aqui mesmo depois do lançamento do Moto G5 Plus em 2017. Por ocasião de sua chegada, o aparelho estava custando em torno de R$1.499. Porém, atualmente já pode ser encontrado bem menos.

Nas especificações técnicas do aparelho temos uma tela de 5,5 polegadas que conta com resolução Full HD, bateria com capacidade de 3.000 mAh e com tecnologia de carregamento rápido, também temos o leitor de impressões digitais. São 2GB de memória RAM, 32 GB de armazenamento interno e o processador é o Snapdragon 617.

O Moto G4 Plus sai de fábrica com o sistema operacional Android 6.0 Marshmallow, mas pode ser atualizado para o Android 7.

Veja mais detalhes sobre este aparelho logo abaixo:

Tela

O display de 5,5 polegadas traz resolução Full HD de 1920 x 1080 pixels. A densidade de pixels por polegada é de 401. A tela também faz uso da tecnologia IPS que merece destaque por apresentar bons níveis em relação ao brilho e ao ângulo de visualização. Para aumentar a proteção, o dispositivo conta com o Corning Gorilla Glass 3 que protege contra arranhões e riscos.

Câmeras

A câmera principal do Moto G4 Plus conta com 16 megapixels e flash de LED dual-tone com recurso de foco a laser. Outros recursos presentes no sistema de câmeras são as fotos panorâmicas e o modo contínuo ou profissional para as fotos.

A câmera da frente conta com 5 megapixels e abertura de f2/2 (a principal é de f/2.0). Não temos aqui flash de LED a exemplo da câmera traseira. Entretanto, a quantidade de recursos que foram agregados ajuda a melhorar a qualidade das imagens produzidas. Por fim, ainda temos o modo HDR.

Com o Moto G4 Plus é possível gravar vídeos em Full HD a 1080 pixels sendo 30 frames por segundo. Aliás, ainda temos o modo câmera lenta que pode fazer fotos mesmo durante as filmagens. Além disso, vamos encontrar o recurso de detecção de rosto e de estabilização eletrônica de imagens.

Armazenamento

Temos 32GB de armazenamento interno. Porém, apenas 25GB ficam disponíveis para o uso do usuário já que o restante é ocupado pelo sistema operacional. Caso o usuário queira mais memória dá para usar o cartão microSD para expandir até 128GB.

Preços

O Moto G4 Plus chegou custando R$1.499 no ano passado. A título de curiosidade é o mesmo valor que foi dado para o Moto G5 Plus deste ano. Porém, como a tendência dos preços é baixar já é possível encontrá-lo em várias lojas especializadas online por cerca de R$900. Vale uma boa pesquisa para aproveitar o melhor preço.

Por Denisson Soares

Moto G4 Plus


O Moto E4 foi desenvolvido para ser um smartphone funcional e com preço acessível.

A Motorola lançou no Brasil o Moto E4 com a intenção de entregar um celular funcional com um preço bem acessível. Mesmo assim, o celular em comparação a outros do mesmo modelo ganha em muitas coisas.

O Moto E4 conta com uma câmera frontal com flash LED, estrutura metálica e leitor de impressões digitais, benefícios que os concorrentes não têm. Para quem tem interesse de ter um bom celular para usar redes sociais, pesquisar na internet e assistir vídeos, esse é o aparelho ideal.

As cores disponíveis no mercado são o titânio, o azul e o ouro rosé. A bateria que compõe o aparelho é uma de 2.800 mAh, não é tão duradoura, mas é razoável para as opções que incluem o aparelho.

O celular é composto de três aberturas internas para colocar dois chips nano SIM e outro para a possibilidade de colocar um cartão microSD com expansão de até 128 GB. O seu tamanho é razoável, conta com uma tela de 5 polegadas de LCD com uma resolução HD. A proteção contra quedas e riscos do display é feita pelo Coring Gorilla Glass 3.

O sistema do Moto E4 é o Android 7.1.1 Nougat, o mesmo sistema que compõe as outras versões da Motorola. O celular também tem uma interessante tecnologia de que muda a luz da tela em ambientes escuros ou quando a noite chega. O aparelho possui diferenciais pelo aplicativo “Moto”, mas não vem com a tecnologia de ligar a lanterna e abrir a câmera por gestos.

A câmera traseira do Moto E4 é de 8 megapixels com abertura f.2.2 e a frontal é interessante para o selfie com 5 megapixels e abertura f.2.8. A abertura da câmera frontal realmente é fraca, mas para compensar o celular vem com o flash LED na frente.

O ponto mais negativo é as gravações não serem em Full HD, somente HD. A compensação é que o formato de conclusão dos vídeos é em MP4, diferente de alguns aparelhos que ainda oferece somente o formato 3GP, o que diferencia muito a qualidade.

Os preços para o Moto E4 ainda são variados, mas o melhor preço que encontramos entre diversas lojas é o de R$ 674.

Por Carolina Costa

Moto E4


Modelo mais avançado da Motorola foi lançado e conta com diversas novidades.

A Motorola lançou esta semana o smartphone mais avançado da corporação, o Moto Z2 Force. Com muitas novidades e surpreendendo expectativas, o aparelho vem acoplado em seu corpo o acessório Moto Snap, que transforma a câmera fotográfica em uma câmera incrível de 360 graus.

O Moto Z2 Force tem uma tela 5,5 polegadas, não é tão grande assim, mas é leve, fina – 143 gramas e 6,1 milímetros de espessura – e com uma alta resistência a quedas e riscos. Para conseguir esse peso e espessura, a Motorola teve que diminuir a capacidade da bateria, que agora tem apenas 2.730 mAh.

Mesmo com essa diminuição, a Motorola garantiu que com apenas uma carga o celular consegue durar o dia inteiro. Além do mais, o Moto Z2 Force deste ano ganhou o carregamento chamado “TurboPower”, que oferece 6 horas de bateria com apenas 15 minutos de carga.

A câmera frontal tem 12 megapixels de resolução e a câmera frontal acompanha uma de 5 megapixels. Para completar, a fabricante incluiu o Moto Snap com câmera de 360 graus que permite gravar vídeos de 4K e 3D imersivo. A qualidade é excelente, apesar da diminuição drástica em relação ao último modelo de 21 megapixels.

O processador do Moto Z2 Force é o Qualcomm Snapdragon 835 e com uma interessante tecnologia que reduz a luz azul do display automaticamente na parte da noite. Para desbloqueio e segurança, o celular também traz o leitor de impressões digitais.

No quesito de memória RAM, o aparelho tem duas versões, uma com 4 GB e 6 GB, mas o modelo que chegará no Brasil será a de 6 GB, que vai competir com o novo Samsung Galaxy S8+, já comercializado por aqui com 6 GB de RAM.

Para armazenamento interno, o Moto Z2 Force conta com 64 GB e que pode ganhar expansão caso o usuário inclua um cartão microSD no aparelho. Para quem gosta de jogos estilo joystick vai amar a outra novidade do aparelho: um controle incluso para mudar completamente a experiência de jogar em um aparelho de celular.

A data do seu lançamento ainda não está certa, nem o preço de mercado, mas as especulações é que chegue com um custo médio de 700 dólares ou 2.310 reais em conversão direta. Acredita-se que em agosto ou setembro os smartphones já comecem a circular nos Estados Unidos, Brasil e Europa.

Por Carolina Costa

Moto Z2 Force


Modelo possui ótima configuração, trazendo recursos completos e avançados entre os smartphones presentes no mercado da atualidade.

O Motorola Moto Z2 Play pode ser considerado um dos smartphones Android que traz os mais completos e avançados recursos entre os aparelhos que estão em circulação no mercado hoje.

A espessura do aparelho é de 6 milímetros, fazendo com que seja considerado um dos mais finos do mercado. Com uma estrutura única em metal, o acabamento do smartphone é muito elegante e resistente aos desgastes do cotidiano, tendo um display de 5.5 polegadas, com resolução de 1920×1080 pixel, o aparelho utiliza a tecnologia de nanorrevestimento, que resiste aos respingos d’água, ajudando a proteger o telefone por dentro e por fora.

O consumidor pode escolher entre as cores: azul topázio, platinum e ouro.

As funcionalidades que Motorola Moto Z2 Play traz são diversas e bastante inovadoras. O aparelho tem o LTE 4G que torna possível transferir dados e ter uma excelente navegação na internet. Além disso, a memória interna do smartphone também é muito boa, tendo 64 GB e havendo possibilidade de expansão.

A câmera é discreta, com 12 megapixel e traz a tecnologia Dual Autofocus Pixel e foco a laser, permitindo que sejam feitas fotos com boa qualidade e resolução de 4032×3024, além da possibilidade de gravar vídeos em 4K, com a resolução de 3840×2160 pixels. Com suas duas tecnologias de foco automático, é possível fazer fotos nítidas em qualquer lugar. Seu foco a laser permite detectar todos os detalhes, mesmo em lugares com baixa iluminação.

No que se refere ao Dual Autofocus Pixel, traz mais pixels para um foco ainda mais preciso. A câmera frontal deste smartphone é de 5MP, com uma lente com ângulo aberto de 85º, assim todos podem caber na selfie. Além disso, também possui flash duplo com CCT (temperatura de correção de cor) para selfies em lugares com quaisquer luminosidades.

Seu preço varia de R$ 1.699 a R$ 2.699.

A bateria deste aparelho pode ser carregada de forma rápida com o seu TurboPower™, garantindo 6 horas de uso da bateria em somente 15 minutos. Além disso, o Moto Z2 Play tem sensor de impressão digital multifunção e navegação em um toque. Oferece processador Snapdragon 626 octa-core 2.2 GHz, que é muito rápido, além de recursos gráficos eficientes.

Por Iris Gonçalves

Motorola Moto Z2 Play


Novo Moto Power Pack tem como objetivo fornecer mais bateria para os aparelhos da linha Moto Z.

A fabricante Motorola, agora adquirida pela Lenovo já vinha prometendo há um bom tempo o lançamento oficial do novo Moto Snap, o qual tem como objetivo fornecer mais bateria para os aparelhos da linha Moto Z. Chegou a ser apresentado um protótipo na Mobile World Congress de 2017 (a MWC), porém estava previsto para ser lançado no mês de março, mas foi adiado. Entretanto, até que enfim o projeto parece ter chegado ao mercado brasileiro, inclusive algumas imagens do dispositivo já vazaram na internet apresentando até o selo da Anatel.

Um perfil no Google+ famoso por fazer o vazamento de imagens dos dispositivos da Motorola, o HelloMotoHK, publicou fotos que supostamente são reais do novo Moto Power Pack em sua última versão. Ao contrário do que foi apresentado no início deste ano, o aparelho é preto por inteiro e parece ter a espessura que a fabricante prometeu.

Entretanto, o fato que mais importa agora é que se tais imagens forem reais, quer dizer que a Motorola irá comercializar o produto no Brasil.

O novo dispositivo Moto Snap oferta uma carga maior do que a oferecida pela capa da Incipio, que possui 2.700 mAh, o que é suficiente para dar uma carga extra quase completa no Moto Z. Ele tem também a promessa de muito mais fino do que o Snap da Mophie, o qual tem 3000 mAh, porém faz com que o aparelho fique mais pesado e espesso.

O possível preço cobrado pelo aparelho no mercado brasileiro, ainda não é sabido. Nos Estados Unidos, acredita-se que o Snap seja vendido pelo preço de US$ 49, o que em uma conversão direta representa R$ 154.

Não é muito provável que o acessório chegue ao país com um preço tão baixo. Para comparar, o aparelho da Incipio, no site oficial da fabricante, é vendido por R$ 399. Portanto, não crie a falsa ilusão de que o produto seja barato, até porque ainda será adicionado os impostos brasileiros sobre o mesmo.

Enfim, para você qual seria um preço justo para se comprar pelo novo Motorola Power Pack? O único jeito esperar o aparelho chegar às prateleiras.

Por Filipe Silva

Moto Power Pack

Moto Power Pack

Fotos: Divulgação


Confira aqui as configurações e o preço do Moto G4 Play.

Quem pretende comprar um celular com ótima configuração e menor preço, certamente vai gostar do Moto G4 Play, um smartphone completo que não deixa nada a desejar para os modelos top de linha. O aparelho oferece uma tela de 5 polegadas e excelente resolução, atendendo até mesmo aqueles que gostam de assistir vídeos no celular. O Moto G4 Play oferece um perfil mais interessante do que o Moto G4, que já vinha sendo comercializado aqui no Brasil, oferecendo configurações mais simples e consequentemente um menor preço. Para se ter uma ideia, enquanto o modelo convencional custa na media de R$ 1.300,00, o Play pode ser encontrado por R$ 899,00.

Em relação às funções, o Moto G4 Play é um dos mais completos, oferecendo conexão Wi-Fi e GPS, memória interna de 16GB (com possibilidade de aumentar), câmera de 8 megapixels para fotos com resoluções de até 3.264X2.448 pixels e que também pode gravar vídeos Full HD com resolução de 1920X1080 pixels.

O Moto G4 Play oferece tudo isso em 9.9 milímetros de espessura, muito fino para um smartphone repleto de opções.

O sistema operacional é o Android 6.0 Marshmallow e pesa apenas 137 gramas.

Para conseguir rodar todos os aplicativos com rapidez, inclusive os games mais pesados, oferece um Chipset Qualcomm Snapdragon 410 MSM8916 e processador 1.2 GHz Quad Core, mais 2GB de memória RAM, assim você pode usar vários aplicativos ao mesmo tempo sem se preocupar com lentidão.

As diferenças entre o Moto G4 e o Moto G4 Play não estão apenas na configuração, mas também no design, pois o Play é um pouco menor com 144,4 X 72 X 9,9 mm e pesa 20 gramas a menos.

É importantíssimo saber todas as diferenças entre os modelos, principalmente para quem vai comprar através da internet, onde visualizamos apenas as imagens dos smartphones e por isso achamos eles muito parecidos. Mas é preciso ficar atento aos detalhes, por exemplo, o convencional oferece tela de 5,5", enquanto o Play é de 5". Cada um deve analisar as diferenças para ver qual é a sua melhor opção.

Não é certo fazer comparações para saber qual é o melhor, importante mesmo é cada pessoa analisar bem quais são as suas necessidades e aí sim, poderá escolher o modelo que melhor se encaixa em suas necessidades.

Por Russel


O Moto G 3ª Geração foi lançado em 2015 e traz características interessantes, como a resistência à água doce.

Sem sombra de dúvidas, a Motorola engrenou no mercado dos smartphones quando lançou o Moto G: um aparelho que conseguia oferecer boas características a um preço médio. Assim, surgia toda uma geração de celulares intermediários.

Mantendo essa tradição, o Moto G 3ª Geração foi lançado em 2015 com algumas mudanças. A principal delas é a resistência à água doce, mas isso não significa que você pode nadar com o dispositivo, e sim que ao entrar em contato com esse líquido ele provavelmente não irá estragar. Nesse sentido, ele não pode ser imerso no mar ou em água que contenha cloro.

Dependendo da versão, o smartphone também pode ser customizado, se você utilizar o serviço de personalização Moto Maker, em que é possível escolher a cor do aparelho, capas traseiras e metal que reveste a câmera traseira e seu respectivo flash. Além disso, pode ser inserida uma frase a laser de até 14 caracteres na sua parte posterior.

Você pode personalizar também quais notificações poderão aparecer na tela bloqueada. Com maior foco em experiência do usuário, uma das promessas da fabricante é que ele pode ser capaz de compreender e se adaptar aos seus hábitos cotidianos, de forma a criar novas funções.

A parte traseira do smartphone também conta com alguns relevos, o que facilita segurá-lo, evitando a possibilidade de quedas.

Outra novidade é a TV HD, que faz parte de uma versão um pouco mais cara. Para visualizar esse recurso, é necessário utilizar uma antena, que acompanha os demais acessórios: fone de ouvido, carregador e cabo USB.

Análise geral do Moto G3:

Pelo fato de rodar com Android puro, o Moto G3, oferece atualizações mais rápidas e maior resistência da bateria, a qual poder durar em média 24h de uso variado. Ele ainda dispõe de menos aplicativos pré-instalados. De modo geral, pode apresentar lentidão, no entanto, nada que comprometa o seu uso cotidiano.

Já se você gosta de jogos, saiba que no caso daqueles um pouco mais pesados, pode ocorrer de travar. Mas se opta pelos mais leves, tipo Angry Birds, não terá nenhum tipo de problema.

Já a sua câmera frontal, possui 13 MP e flash duplo e apresenta imagens mais vívidas e fiéis à realidade. As fotos noturnas podem ter ruídos mais moderados. A câmera frontal é de 5MP e apresenta poucos granulados, se a foto for tirada durante o dia.

Assim, apesar de possuir alguns pequenos problemas, o Moto G3 é um smartphone que ainda mantém certo nível de qualidade. Veja suas especificações a seguir:

  • Sistema operacional: Android 5.1 Lollipop
  • Processador: Snapdragon quad-core
  • Memória (RAM): 1 GB
  • Armazenamento: 8GB e 16 GB, expansível até 32 GB (micro SD)
  • Espessura: 11.6 mm
  • Peso: 115g
  • Tela: 5 polegadas, com resolução de 1280×720 e Gorilla Glass
  • Bateria: capacidade de 2.470 mAh
  • Câmera traseira: 13 MP
  • Câmera frontal: 5 MP
  • Bluetooth versão 4.0, Wi-fi, conectividade 3G e 4G
  • Gravação de vídeo em HD
  • GPS
  • À prova d’ água
  • Disponível nas cores branco e preto nas versões Colors HDTV e Music
  • HDTV (não disponível em todas as versões)
  • Preço: variável entre R$848,99 e R$999,00 no site da Motorola.

Qual a sua experiência com o Moto G3?

Por Camilla Silva

 

Moto G3


Aparelho intermediário conta com boas configurações e preço justo.

O novo Moto G4 foi lançado no mês de maio deste ano. Os preços iniciais partiam de R$ 1.299. Foram apresentadas três diferentes opções de modelos com especificações diversas. Em comum, todas as versões contavam com o Android 6.0 Marshmallow. Além disso, a presença de conectividade Wi-Fi, Bluetooth e 4G também se destacaram. De quebra a Lenovo, que agora detém o domínio sobre o nome Motorola, decidiu manter a proteção contra os respingos de água.

Porém, vamos nos concentrar no Moto G4 em sua versão mais básica e vamos analisar alguns pontos desse dispositivo que caiu no gosto de muita gente para tentar entender os motivos dele ser considerado um aparelho de certa forma interessante.

A versão mais completa da linha é o Moto G4 Plus. Mesmo assim, o Moto G4 conta com algumas semelhanças com o seu irmão e algumas características que o tornam bem atraente.

Vamos partir das configurações do Moto G4. Bom, aqui teremos um processador da Qualcomm, o Snadragon 617 octa-core. São 2GB de memória RAM, 16 GB para armazenamento interno e uma GPU Adreno 405.

Olhando para essas informações é possível perceber que a Lenovo quis fazer do produto algo que se encaixasse entre os dispositivos intermediários.

Para o uso no dia a dia ele se mostra bem eficiente, claro que se o usuário quiser exigir dele algo que só pode ser oferecido por um dispositivo topo de linha, a coisa pode ir para outro lado. Mas no geral ele dá conta do serviço sem deixar a desejar. É uma ótima pedida para quem é fã dos aplicativos. Snapchat, Facebook, WhatsApp, entre outros, podem ser usados sem os constantes travamentos e complicações.

Já no caso dos jogos, ele se mostra eficiente para alguns, em especial os mais leves. Ponto que até positivo já que eles são maioria no Google Play. Porém, caso o usuário decida rodar algum jogo pesado, a probabilidade é que o mesmo engasgue. Mas isso não é problema para os menos exigentes nessa parte.

O sistema operacional tem poucas modificações em comparação ao Android “puro” que é comumente usado nos aparelhos da linha Nexus. De qualquer maneira, a Lenovo trouxe algumas alterações interessantes. Uma delas é a chamada Moto Tela, aqui são apresentadas notificações de um jeito bem diferente do que o que estamos acostumados a ver. Outro ponto que chama a atenção é a possibilidade de se ativar o app da câmera apenas girando o pulso.

E por falar em câmera temos a principal com 13 MP. Porém, não vamos encontrar o auto foco a laser que se encontra presente no Moto G4 Plus. O nível das imagens não chega a ser primoroso, mas ele é relativamente bom, principalmente na questão dos detalhes.

Já a câmera frontal conta com 5MP e também traz um bom desempenho, considerando a luz ambiente para isso. Ao contrário dos produtos da Sony, aqui não vamos ter muitos recursos. Ainda assim, há funções interessantes como a Melhor Foto, que faz a captura de diversas imagens para que depois o usuário decida qual é a melhor (como o próprio nome sugere).

Apesar de não ser um aparelho relativamente barato, o Moto G4 deve continuar a atrair consumidores. Até porque ele se mostrou bem eficiente para quem busca um aparelho para um uso moderado e com uma configuração que “dê para o gasto” no dia a dia.

Por Denisson Soares


Conheça as principais diferenças entre o Moto G4 e o Moto G4 Play.

A linha intermediária Moto G da Motorola, agora da Lenovo, tem sido uma das grandes concorrentes no mercado atual e agora chega ao Brasil o novo Moto G4 Play. O smartphone é mais em conta do que o já era vendido por aqui, com configurações e preço um pouco mais inferior do que encontrados em celulares mais caros. O Moto G4 Play chegou em terras brasileiras pelo valor de R$ 899, já a versão tradicional está custando R$ 1.299.

Confira abaixo as diferenças principais entre o Moto G 4 Play e Moto G 4:

– Design

Os aparelhos contam com propostas nada parecidas. O Moto G4 Play tem tamanho menor e possui uma tela com medidas de 144,4 x 72 x 9,9 mm, com 5 polegadas e peso de 137 gramas. Já o tradicional Moto G 4 tem um display levemente maior, contando com 5,5 polegadas, diferenciando assim no peso e tamanho do dispositivo, sendo 157 gramas, distribuídos em 153 x 76,6 x 9,8 mm.

Apesar do peso ter uma diferença bem pequena, vale lembrar que há pessoas levam isso em consideração na hora de comprar, principalmente os que compram pela Internet e não podem realizar a comparação fisicamente.

– Especificações

O processador do G4 Play é inferior, um Snapdragon 410 da Qualcomm, conta com quatro núcleos com freqüência de 1.2 GHz. Já o G4 tradicional utiliza um Snapdragon 617, intermediário, tem oito núcleos, metade funcionando a 1,5 GHz e a outra metade a 1,2 GHz. O processador gráfico que conta em funcionamento também é superior na versão tradicional, sendo um Adreno 405 diante de um Adreno 306. Já a memória RAM é de 2 GB para o Moto G4 e 1,5 GB para o Play.

Sobre armazenamento, os dois contam com memória interna de 16 GB, podendo ser expandidos com cartão microSD de 128 GB.

Na bateria, a diferença é pequena em favor do modelo tradicional, que conta com 3.000 mAh, já o Play tem 2.800 mAh. O que pode não significar muito já que o Moto G4 tem apenas 200 mAh de diferença e uma tela maior, além de um processador de oito núcleos, o que pode aumentar o consumo.

FILIPE R SILVA


Nova versão do Android chegará aos aparelhos Moto Maxx, Moto G 2014 e Moto E 2015 via OTA.

Após passar por um período de testes e transição para o Android Marshmallow, no final de 2015, em alguns de seus principais aparelhos, a Motorola finalmente anunciou a chegada da nova versão do Android para o Moto Maxx, Moto G 2014 e Moto E 2015. A atualização já era aguardada com ansiedade pelos usuários e serão feitas via OTA (over the air).

O Marshmallow foi lançado ainda em outubro de 2015, primeiramente para os dispositivos com Android Puro, como a linha Nexus. Dentro de um mês, a Motorola iniciou seu processo de transição para a nova versão, usando o  Moto X Style, Moto X 2014, Moto X Force, Moto X Play e Moto G Turbo. O lançamento deu privilégio às versões tops dos aparelhos da marca, além de acabar, por sua vez, precavendo-se de possíveis erros para os modelos mais simples.

Agora, a transição será feita para os aparelhos da Motorola que não possuem contrato com operadoras, que ainda não aconteceu, mas deve acontecer em breve. A liberação dessa atualização deverá ser gradativa assim como no caso dos aparelhos com operadora. Por outro lado, a linha de aparelhos de smartphones da Motorola que recebeu o Marshmallow agora, está completa.

Essa liberação gradativa, porém, vem causando grande desconforto entre os usuários, que alegam que as atualizações já deveriam ter sido lançadas há tempos, havendo um atraso da Motorola em liberar o Marshmallow para seus smartphones.

Mesmo com o atraso, a Motorola continua cumprindo com sua promessa de manter seus aparelhos atualizados por um período de no mínimo, 2 anos, independentemente, de serem os aparelhos mais avançados ou de entrada.

Além das novidades do Marshmallow, como maior duração da bateria, controle de volume mais simples e outras, os usuários desses smartphones irão reparar que algumas funções nativas da marca como a extensão Motorola Connect Google Chrome, foram retiradas nessa atualização.

A Motorola não se pronunciou oficialmente sobre o motivo da demora no lançamento das atualizações.

Por Isis Genari

Android Marshmallow


Nova versão turbinada no Moto G 3ª geração conta com proteção contra água e poeira e carregador com TurboPower 15, que recarrega o aparelho com rapidez.

O novo aparelho da Motorola, o Moto G Turbo Edition, que é a versão turbinada do Moto G terceira geração, como o próprio nome já entrega, chegou ao Brasil, mas não com um preço acessível, como é a característica do aparelho. O valor estimado é de R$ 1.299, um pouco superior do que a sua versão mais básica do Moto G 3º geração que custa R$ 900.

A nova versão do Moto G veio poderosa. A Motorola deixou de lado o processador Snapdragon 410 e agora usa o Snapdragon 615, o mesmo usado no aparelho Moto X Play, que é superior ao Moto G, o Moto X Play custa em torno de R$ 1.499. O Moto G Turbo Edition ainda conta com IP67 que protege o smartphone contra água e a poeira, enquanto o Moto G terceira geração possui o IPX7 que protege o aparelho somente contra a água. A bateria não mudou, continua com 2.470 mAh, mas o carregador do Moto G Turbo Edition é potente, a Motorola incluiu o TurboPower 15 que recarrega o aparelho com rapidez.

Essas características citadas foram as maiores mudanças, as outras especificações continuam as mesmas do Moto G terceira geração.

As especificações do novo Moto G Turbo Edition são: tela de 5 polegadas com resolução HD (1280×720 pixels) de 224 ppi e Gorilla glass3,  2 GB de memória RAM, 16 GB de armazenamento interno, câmera traseira de 13 megapixels e câmera frontal de 5 megapixels, bateria garantida para um dia inteiro com QuickCharge 2.0 que garante recarga rápida (essa é uma exceção do Moto G Turbo Edition), suporte para o Moto Maker e sistema operacional  Android 5.1.1 Lollipop com atualização garantida para a mais nova versão do Android, o Marshmallow.

Mesmo com a nova versão, o Moto G terceira geração continua a ser vendido nas lojas brasileiras, sendo a versão mais barata do aparelho, custando na versão mais básica de 8GB R$ 999 e a mais completa, R$ 1.129. Talvez pagar um pouco mais caro pela versão mais recente e turbinada compense mais.

Por Camila Batista

Moto G Turbo Edition

Moto G Turbo Edition

Fotos: Divulgação


A Motorola fez grande sucesso com o lançamento do Moto G em seus dois lançamentos. Hoje, o Moto G é um dos smartphones de padrão intermediário preferidos pelos brasileiros. Agora, a Motorola tenta fazer o mesmo sucesso com o Moto E, uma versão mais simples do Moto G.

O visual do Moto E segue o mesmo padrão do modelo Moto G, embora mais compacto, porém, também com aspecto robusto. A principal diferença entre esses dois modelos são as barras metálicas que o Moto E possui para encobrir o microfone e o alto-falante, que tem a função de proteger o aparelho contra respingos de água. Da mesma forma que no Moto G, a carcaça plástica possui textura emborrachada e seu formato curvo facilita a pegada, sem falar que o aparelho também vem com três carcaças de cores diferentes, para o usuário poder mudar o visual do aparelho quando quiser.

A configuração do aparelho consiste em um processador simples dual-core de 1,2 GHz e memória RAM de 1 GB. A tela, por sua vez, possui 4,3 polegadas com tecnologia Gorilla Glass 3, o que deixa o aparelho bastante resistente a riscos e acidentes. Embora o hardware seja modesto, para compensar, o sistema é leve, o que garante rapidez e eficiência no manuseio do aparelho.

O Moto E tem entrada para dois chips e um dos destaques deste aparelho é o recurso Chamada Inteligente, que funciona da seguinte forma: a cada chamada realizada, o telefone identifica qual o chip mais adequado para realizar a ligação.

Já em relação à produção de imagens, o aparelho não possui câmera frontal, motivo de insatisfação para muitos usuários. A única câmera que o smartphone possui é dotada de 5MP, sem flash, com foco fixo. Em ambientes com menos luminosidade as fotos saem com bastante granulação. A gravação de vídeo é em baixa definição e o sistema não possui um bom estabilizador de imagem. Portanto, para quem gosta muito de fotos, o modelo não é o mais indicado.

No dia 28/01/2015 foram divulgadas supostas fotos da nova geração do Moto E, no site Android Police. Tudo indica que o novo modelo virá com câmera frontal e seu design lembra bastante a segunda geração do Moto G. Acredita-se que não haverão grandes mudanças na configuração do aparelho, o que elevaria o preço do produto, fugindo assim à sua proposta.

Para quem deseja um bom smartphone, com recursos básicos e a baixo preço, o Moto E é uma ótima opção. E se não tiver pressa, vale a pena espera o lançamento de sua nova geração.

Por Allan Carlos Marques

Moto E

Moto E

Moto E

Fotos: Divulgação


A Argos, uma loja virtual britânica, sediada no Reino Unido, afirma que transmitiu acidentalmente informações referentes aos próximos smartphones que estão na lista de lançamentos da empresa Motorola. Vazamento premeditado ou não, a Argos publicou dois novos aparelhos nas páginas destinadas à pré-venda, sem fotos de divulgação dos smartphones, apenas detalhamento dos produtos. De acordo com os rumores, os aparelhos serão apresentados ainda no primeiro trimestre deste ano.   

Segundo a publicação, o primeiro novo smartphone é o Moto G Titan, visto como uma versão aperfeiçoada do Moto G de segunda geração (que foi lançado em 2014). Entre as novidades do aparelho está o suporte para redes 4G; a resolução da tela sofreu um leve aumento (agora possui 768×1280 pixels, anteriormente era de 720×1280 pixels); a memória interna possuirá apenas 8 GB, porém, será possível expandir com cartões micro SD de até 32 GB. O restante das características permanece o mesmo.

O segundo lançamento diz respeito ao Moto E Styx, que tem como antecessor um celular famoso pelo seu baixo custo. O sucessor traz processador de quatro núcleos (a velocidade não foi especificada) e memória interna de 8 GB (com possibilidade de expandir até 32 GB). Entre as novidades de destaque está o suporte para tecnologia 4G. Ambos os aparelhos sairão de fábrica com o Android 5.0 Lollipop.

Embora as duas páginas já tenham sido retiradas do ar, é possível visualizá-las por meio do cachê do Google. Conforme descrito na loja virtual Argos, o smartphone Moto G terá o valor de £ 159,95 (cerca de R$ 636 – não estão inclusos impostos), já o Moto E será comercializado por £ 109,95 (por volta de R$ 437 – não estão inclusos impostos).

Mesmo levando em consideração que as informações foram emitidas por uma loja de credibilidade, é preciso ter cautela antes de confiar integralmente nos dados, pois a Motorola ainda não se pronunciou oficialmente sobre o assunto.

Por Rafaela Fusieger

Moto G e Moto E

Foto: Divulgação


Desde que a Motorola se reinventou, seus smartphones vêm fazendo grande sucesso entre o público. O Novo Moto-X é um aparelho de boa qualidade, com configuração que agrada a todo estilo de usuário.

Nessa nova versão, o Moto-x pode ser adquirido nas cores preto couro-legitimo, Bambu e resina preta. Todos os aparelhos ficaram muito bem apresentáveis.

Possui tela HD de 1080P e o famoso Corning Gorilla, que oferece proteção intensiva a sua tela. Uma importante qualidade destacada pelos usuários neste novo aparelho é a facilidade de uso da câmera, ou seja, a alternância entre o modo frontal e traseiro, além do aparelho sugerir qual foto ficou melhor.

Vem equipado com processador quad core que roda muito bem o novo sistema operacional Android Kit Kat. Um dos atributos do processador quad core é o Qualcomm Snapdragon. Esse sistema oferece acentuada economia de energia, além de facilitar a navegação entre diversas páginas.

Um importante diferencial neste novo Moto-X é a facilidade com que trabalhamos com os comandos de voz, que permitem até publicação de fotos em redes sociais apenas com este tipo de comando.

Você pode configurar os comandos de voz, para facilitar o uso toda vez que precisar de uma pesquisa, uma foto ou qualquer outra função do aparelho. Ele também vem com aplicativos que facilitam a vida do usuário. Por exemplo, esses softwares identificam quando você esta dirigindo e quando é preciso entrar em modo de operação silencioso caso você esteja ocupado e não puder atender uma ligação. 

A câmera traseira tem 13MP e a câmera frontal 2MP. A tela tem 5,2” do tipo AMOLED, e tem apenas 160 gramas. Segundo os usuários, é um aparelho com custo/beneficio muito atraente, pois possui boas características e configuração e os preços variam entre R$ 1.300 e R$ 1.500,00.

Dentre avaliações dos usuários nas redes sociais e internet, o produto é muito bem avaliado, desde o acabamento prometido até o desempenho do aparelho no uso geral.

Por Luciana Viturino

Foto: divulgação


Ela fez as pessoas carregarem um verdadeiro tijolo na cintura. Olhando de hoje, aquelas pessoas pareciam patéticas com um celular que mais parecia um revolver de grosso calibre na cintura. A Motorola criou uma moda, criou um estilo, todos queriam um. De repente choviam novas marcas de celulares menores e mais potentes. Veio a Nokia criando aparelhos menores e muito mais bonitos. Ganharam muito espaço no mercado, principalmente depois que o modo analógico deixou de existir e passamos a viver na era digital. A era dos Chips, que mudou nossas vidas para sempre. Os aparelhos passaram a ser acessíveis a toda a população. Como hoje, todos queriam os modelos novos, diferentes. Um aparelho de muito sucesso na época foi o LG Baby, devido ao seu tamanho, cabia na palma da mão. Hoje o inverso faz sucesso, quanto maior a tela, melhor.

A Motorola inovou quando criou os celulares com flip, aquelas capinhas que protegiam o teclado e serviam de fone. Virou febre. Todos queriam um modelo black. A Motorola ressurgiu novamente nesse tempo, depois sumiu de novo. Chegou o ponto que muitas empresas gigantes do setor achavam que ela ia desaparecer. Mas eis que ela ressurge novamente, desta vez parece que veio pra ficar. Seus últimos lançamentos, como o Moto G, Moto X, entre outros, têm dado novo gás a companhia. Principalmente depois de sua firme parceria com o gigantesco Google.

Tem fabricado aparelhos de qualidade, com preços acessíveis que nada deixam a desejar a outras marcas. Tem tudo para se firmar dentro do concorrido mercado dos smartphones. E não apenas se firmar. Tem prometido novos lançamentos que vão balançar outras empresas. Promete incomodar pra valer Samsung, Nokia e, pasmem, até a Apple, fabricante do poderoso iPhone.

Muitas empresas têm criado aparelhos que deixam a Apple preocupada, mas nada que abalasse de verdade a empresa. Será que a velha e boa Motorola consegue isso? Apenas o tempo dirá.

Por Luciana Viturino

Motorola com flip

Moto G

Moto X

Fotos: Divulgação


A Motorola, famosa por seus excelentes celulares, desde a década de 90, traz ao mercado o lançamento do novo Moto G DTV Colors. O celular chega ao mercado com mais tela, mais câmera, mais TV e mais memória; segundo a fabricante.

No que diz respeito à tela, o aparelho, agora, está com uma tela mais ampla com 5’’ de tamanho. Além disso, conta com o recurso HD. O telefone, ainda, conta com um padrão de som que vai além dos concorrentes com caixas de áudio estéreo.

Um recurso que chama atenção neste smartphone é a TV digital. No ônibus, no trabalho, na faculdade, na escola, na rua, em qualquer lugar. Este é o novo conceito que a Motorola traz. Vivemos em um mundo dinâmico em que quase não temos tempo para sentar de frente a uma TV para assistir a um bom programa. Com o Moto G DTV Colors essa dificuldade é superada.

O Moto G DTV Colors tem como Sistema Operacional o Android, queridinho entre os usuários de celulares. O Android permite uma experiência interativa simples e barata. A maioria dos aplicativos pode ser baixada de forma gratuita na biblioteca própria do Android. Além dessas funcionalidades, o aparelho conta com um processador sensacional Quad Core que proporciona maior velocidade de processamento e evita que o celular trave enquanto o usuário o utiliza.

O comprador do Novo Moto G DTV Colors pode ficar tranquilo quanto ao fato de ser usuário de duas operadoras simultâneas, pois o aparelho conta com a possibilidade de usar dois chips ao mesmo tempo, DUAL CHIP.

A memória interna do smartphone foi aumentada para 16 GB, com possibilidade de expansão para 32 GB.

As fotografias ficaram mais nítidas, pois o aparelho conta com uma câmera traseira de 8 MP e câmera frontal de 2 MP.

O aparelho chega ao mercado com um preço médio de R$ 799,00.

Por Daniel Alves

Moto G DTV Colors

Foto: Divulgação


O Moto Maxx, o mais novo produto top de linha lançado no Brasil pela Motorola, foi oficialmente apresentado. A linha Moto, que já vinha mostrando ótimos produtos com preços mais acessíveis, agora trás um smartphone para o segmento prêmium, com um hardware poderoso e acabamento resistente, inovando em materiais de revestimento.

Um dos grandes destaques do Moto Maxx é a bateria nada modesta que possui 3900mAh, garantindo 40 horas de autonomia, e ainda é acompanhada por um carregador Turbo Motorola, que fornece até 6 horas de adicionais com apenas 15 minutos de recarga.

O hardware é composto por uma tela OLED Quad HD de 5,2 polegadas e 565 ppi, um potente processsador Qualcomm Snapdragon 805, 3GB de memória RAM e memória interna com 64 GB de armazenamento.

Traz ainda uma câmera de 21 MP (que permite gravação de vídeos em 4K) e suporte para 4G LTE. A lente tem abertura f/2.0, o que permite que mais luz atinja o sensor, gerando imagens mais claras, mesmo em ambientes com pouca iluminação.

As dimensões do aparelho são de 73,3mm x 143,5mm x 11,2mm. O peso é de 176 gramas.

O já mencionado acabamento inova no material usado para oferecer uma resistência invejável. A Motorola utiliza uma textura de nylon balístico premium na parte externa, sobre uma fina camada de fibra Kevlar, o tipo de material que é usado nos coletes à prova de balas.

E como não bastasse, há um nanorrevestimento repelente à água, por dentro e por fora do aparelho. A tecnologia Corning Gorilla Glass completa o combo para oferecer resistência à tela.

Apesar de repelir a àgua, a Motorola deixa claro que isso não significa que o aparelho pode mergulhar em uma piscina. Ou seja, o Moto Maxx não é à prova d’água, mas resiste à chuva e acidentes eventuais com líquidos.

O Moto Maxx já está disponível para vendas no Brasil, com preço de R$ 2.199,00.

Por Daniel Cavalcante

Foto: divulgação


Um dos grandes sucessos do meio tecnológico é o smartphone, pois este aparelho caiu nas graças do púbico em geral, desde os mais jovens até mesmo aqueles considerados mais velhos. É importante destacar que este aparelho é bastante prático e esse é um dos pontos que fazem do mesmo um sucesso mundial. Suas várias ferramentas, tecnologia de ponta e softwares avançados são algumas das vantagens de ter um smartphone.

Como o mercado dos smartphones é bastante concorrido as marcas sempre estão lançando novos modelos visando à liderança de vendas. Um dos mais badalados lançamentos de 2014 é o Moto X, que é nada menos que o top de linha da Motorola. A nova versão vem recheada de novidades e com uma configuração impecável, por esses e outros motivos é um dos lançamentos mais comentados na atualidade.

O Moto X é bastante indicado para aqueles que curtem tirar várias fotos com seus amigos e familiares, haja vista a tela de 5,2 polegadas Full HD (1080p). Além disso, também podemos destacar a parte de software do aparelho, pois ele dispõe do sistema operacional Android 4.4.4 (KitKat) que é um dos mais avançados do mercado. O aparelho conta com câmera de 13 megapixels em flash Dual LED e gravação em 4K, além disso, ainda dispõe de uma câmera frontal de 2 megapixels.

O lançamento também dispõe de funções exclusivas da Motorola como, por exemplo, o recurso de controle por voz, display inteligente além de outras novidades.

A parte de hardware do aparelho também é extremamente potente e um ótimo exemplo disso é o processador quad-core Snapdragon 801 que possui nada menos que 2,5 GHz, ou seja, você poderá executar games pesados, programas de edição de fotos em alta resolução e etc. O aparelho possui 2 GB de memória RAM e 32 GB de memória internet, o mesmo não possui entrada para cartão de memória. Completam as principais configurações do aparelho as conectividades: 4G, 3G, Wi-Fi, NFC e Bluetooth.

O Moto X 2014 dispõe de preço sugerido de R$ 1.499 e pode ser encontrado nas principais lojas do país.

Por Bruno Henrique

Moto X

Moto X

Moto X

Fotos: Divulgação


Em recente lançamento, a marca Motorola trouxe um novo smartphone para concorrer com os modelos nacionais. Esse aparelho recebeu o nome de Moto X.

O aparelho possui um design moderno, disponível em acabamento de couro preto legítimo, bambu ou resina preta, além de um estiloso acabamento metálico na borda que se encaixa perfeitamente em suas mãos.

O Moto X vem equipado com um poderoso processador quad-core, que possibilita uma boa velocidade e interação no uso do sistema operacional que, aliás, é o mais recente Android.

Além disso, vem equipado com 2 câmeras, sendo uma traseira e a outra frontal. Em relação à traseira, a sua resolução permite experiências interessantes para quem gosta de fotografar e filmar, possuindo 13 MP de resolução, permitindo filmagem HD, além de zoom de 4x.

O Moto X traz uma experiência aperfeiçoado sobre sensor de voz, possibilitando um uso de comando de voz eficiente e interacional. Para tal tarefa, ele apresenta o Moto Voice, aplicativo que faz uma miscelânea com os artefatos  do Google Now com personalização da marca Motorola, assim é possível  enviar mensagens do WhatsApp, procurar vídeos do YouTube e publicar algo no Facebook utilizando somente o comando de voz.

A tela do aparelho é de 5,2” com tecnologia AMOLED (RGB)/ HD 1080p, Corning® Gorilla® Glass 3, podendo ser classificado como full HD. Em relação as características do aparelho, temos seu peso de 144g, altura 140,8 mm e largura de 72,4 mm. Além disso, possui memória RAM 2 GB e capacidade de armazenamento de 32 GB.

Em relação ao preço, você pode encontrar na própria loja da Motorola (www.lojaoficialmotorola.com.br) pelo valor de R$ 1.499,00, e se preferir pagar no boleto o seu preço cai para R$ 1.424,05, o que na certeza é um belo preço, considerando as opções parecidas no mercado, uma vez que aparelhos com essa configuração em média custam em torno de R$ 2.000,00.

Para mais informações acesse www.motorola.com.br.

Por Thiago José Fernandes

Moto X

Moto X

Fotos: Divulgação


No início deste ano de 2014, o smartphone Moto G, da Motorola, foi considerado o número 1 entre os melhores celulares com sistema Android e o maior sucesso de vendas da companhia. Com um preço favorável, conquistou rapidamente o público, sendo um dos gigantes que reúne tecnologia e preço em um único produto. Mas, o “queridinho” já tem um sucessor: o Moto G2, também chamado de Moto G+1.

Segundo informações que circulam pela internet, o novo aparelho sofreu poucas alterações em comparação com o Moto G. As únicas novidades até então são que o seu design será parecido com outro aparelho da marca, o Moto E, virá com um sistema operacional Android 4.4, terá a tela maior, com 5 polegadas e resolução HD (720P), além de um novo par de câmeras digitais. A câmera traseira com 8 megapixels sendo capaz de gravar vídeos em HD (720P), assim como a frontal, agora com 2 megapixels.

As outras características permaneceriam as mesmas que o modelo atual: o processador Snapdragon 400 quad-core de 1,2 GHz, 1 GB de memória RAM e 8 GB de espaço de dados, com uma provável versão de 16 GB.

O que não se esperava é o valor que será essa nova versão. Segundo o site GSM Arena, o preço do Moto G2 ou Moto G+1 deverá ser de 250 euros, que equivale a R$ 800,00 aqui no Brasil. Sendo assim, o dobro do preço original do seu antecessor.

Sobre a data do seu lançamento, a empresa ainda não se pronunciou, mas as especulações dizem que será no mês de setembro, mas precisamente no dia 10. No entanto, como eventos como esses tendem a envolver muitos detalhes, pode ser que a data passe por alguma alteração. Deduzem ainda que sua apresentação ocorra juntamente com o seu “irmão maior”, o Moto X+1, que também será lançado como sucessor de outro aparelho da Motorola.

A ideia de apresentá-los juntos pressupõe que a empresa esteja de fato pronta para dar uma atualizada no seu portfólio nesse outono norte-americano. Como se pode ver, é uma novidade atrás da outra para os amantes da tecnologia.

Por Michelle de Oliveira

Moto G2

Foto: Divulgação


O Moto X vem ao mercado sem a pretensão de bater de frente com as outras marcas na disputa de quantidade de memória, seja ela RAM ou HD, ou na disputa de quantos núcleos tem o processador. Ele entra no mercado com um conceito novo. O smartphone da Motorola encanta o consumidor com o eficiente comando de voz do dono, que executa praticamente todas as tarefas, até mesmo quando está desativado. O comando do Moto X é: “Ok, Google Now!” e fazer sua pergunta.

Hardware:
O aparelho possui 2GB de memoria RAM e 16GB de HD, dos quais apenas 12GB são livres para o uso. Isso faz com que o Moto X tenha a configuração comum para um smartphone, a única desvantagem nisso é a falta de um slot para cartão de memória.

A configuração permite um uso sem lags, mesmo usando aplicativos que pesam no processador. Seu processador é um Qualcomm Snapdragon S4 Pro Dual Core de 1,7 ghz.

O carregador do Moto X vem com duas saídas USB, possibilitando o carregamento de dois aparelhos simultaneamente.

Comando de voz:

Essa característica é vista como a maior diferença entre os outros smartphones. O assistente de voz faz as operações mais comuns em um smartphone, como ler mensagens, fazer ligações, ativar as orientações do GPS. A grande vantagem deste tipo de comando, é que ele reconhece o timbre de voz do proprietário, fazendo com que se possa ser usado até mesmo em ambientes com barulho, além de evitar que outra pessoa possa utilizar o aparelho.

Em testes feitos com esse recurso, o Moto X funcionou bem, sem nenhum tipo de lag e cumprindo com o prometido.
Bateria:
A bateria tem uma autonomia de 14 horas de uso intenso (ou seja, Wi-Fi, Bluetooth,e GPS ligados e vídeo em execução). Porém, se desligado o GPS, e com pouca utilização da internet, apenas mandando mensagem ou fazendo ligações, ele é capaz de mostrar uma autonomia de até 2 dias, algo bem acima da média comparado à maioria dos smartphones.

Por Fábio G. Santos

Moto X

Foto: Divulgação


O Moto G é o smartphone que promete ter o que há de melhor no fator custo beneficio do atual mercado. Possui um dos preços mais atraentes, e ainda assim apresenta uma boa configuração e um excelente acabamento.

O Moto G tem o seguinte fator na posição de maior destaque: sua configuração é a melhor entre os smartphones concorrentes dentro da faixa dos 700 reais.  Seu processador é um Snapdragon 400 Quad Core de 1,2 Ghz, com GPU integrada.

O Moto G conta com 1GB de memória RAM e pode ter 8GB ou 16GB de HD (dependendo da versão). O modelo oferece um acesso agradável sem serrilhados ou lags em seu sistema operacional, o Android Jelly Bean.

O aparelho possui como display uma tela de 4,5 polegadas, o que o faz disparar na concorrência, pois tal configuração só é vista em smartphones mais avançados. Apresentando resolução máxima de 720×1280 px e densidade de 326ppi, o Moto G consegue reconhecer até 5 toques simultâneos e suas imagens têm uma boa fidelidade às cores.

O aparelho vem também com bússola, sensores de proximidade e acelerômetro, além de conexão bluetooth 4.0.

A diferença deste modelo para o Moto X é que ele não possui o chip de linguagem, detalhe que o impede de usar o assistente do Google, o Google Now. Ele também não possui suporte ao 4G.

Seu design é muito parecido com o Moto X. O Moto G tem suas bordas arredondadas, assim como suas laterais traseiras. A tampa traseira, mesmo sem textura, tem o formato levemente côncavo, possibilitando uma boa posição para segurar o aparelho. O seu design da tampa traseira dá a impressão de que a tela de 4,5 polegadas não é tão grande assim.

Em testes, o Moto G manteve-se ligado por quase 7 horas, simulando um uso intenso com o aparelho (reproduzindo vídeos e com o wi-fi e o bluetooth ligados). Em outro teste realizado, o Moto G ficou ligado durante mais de um dia em uma ligação e com o wi-fi e o bluetooth ligados. De todos os smartphones que passaram por esse teste, o Moto G foi o que se saiu melhor (Exatas 24h e 43 min).

Por Fábio G. Santos

Foto: divulgação


A Motorola tem investido pesado para retomar a liderança no mercado de smartphones. Após o lançamento do Moto G, que foi considerado um dos smartphones mais vendidos da companhia, o Moto E chega para conquistar o mercado de aparelhos de baixo custo.

Com um hardware superior à maioria dos smartphones de entrada, ele sem dúvida pode se tornar um campeão nas vendas, graças ao custo benefício que apresenta ao consumidor. No Brasil ele foi apresentado em duas versões diferentes para agradar a todos os tipos de consumidores; há uma versão com entrada para dois cartões SIM e TV digital vendida por R$ 599 e uma versão mais simples, sem a TV que sai ao custo de R$ 529.

O aparelho conta com uma tela de 4,3 polegadas, 1GB de memória RAM e última versão do Android instalada já com uma atualização garantida para a próxima. Além disso, o Moto E possui um processador Snapdragon S200 com dois núcleos de 1,2GHz e armazenamento interno de 4GB com expansão via cartão de memória. Talvez, um dos maiores diferenciais do modelo seja a sua capacidade total de RAM, já que a maioria dos smartphones de entrada possui apenas 512MB no máximo.

Entretanto, alguns críticos especializados em tecnologia afirmam que com apenas 50 dólares a mais é possível adquirir o Moto G, versão intermediária da linha, que possui uma tela levemente maior, bem como maior armazenamento interno e processador mais potente. Isso pode até ser uma verdade, mas o Moto E, também possui suas cartas na manga, principalmente para agradar o consumidor de países emergentes como é o caso do Brasil e da Índia.

Não só o valor mais barato é um chamariz, mas também o fato de possuir a tão desejada TV Digital e entrada para dois cartões SIM. Por melhor que seja o Moto G, apenas esses dois critérios são mais que suficientes para atrair o consumidor que ainda não teve nenhum contato com smartphone de verdade. É bom lembrar também que o Moto E vem de fábrica com o Android 4.4.2 e possui uma atualização garantida para a próxima versão, seja ela a 4.4.3 ou até mesmo a 4.5, já o Moto G ainda funciona com a antiga Jelly Bean.

De qualquer forma, quem decide o quanto está disponível a gastar é o usuário, que só tem a ganhar com o surgimento de uma versão mais amigável ao bolso, que ganha de longe a concorrência com outros modelos da mesma categoria.

Por Ebenezer Carvalho

Moto E

Foto: Divulgação


Você prefere celulares com teclado Touch ou Qwerty? Que tal os dois tipos de teclado em um único celular? Então conheça o Motorola Titanium, que conta com ambos os modelos. Gostou da ideia?

Este pequeno celular destaca-se não só pelo design, mas, principalmente, por aliar uma tela de 3,1 polegadas com o teclado do tipo Qwerty. Assim, vai ficar mais fácil para você aproveitar as vantagens e os benefícios do Motorola Titanium. Que tal conhecer as características do aparelho?

Você recebe muitos e-mails no dia a dia? Por meio do Nextel e-mail, você vai ter muito mais espaço para armazenar os e-mails do seu trabalho e dos seus amigos sem se preocupar, o que vai facilitar muito o seu dia a dia, não é?

O Motorola Titanium conta com 180MB de memória de usuário e possui um avançado reconhecimento de voz. Além disso, já pensou em deixar todos os seus contatos pessoais organizados no seu aparelho? Este celular da Motorola conta com lista unificada de contatos. Assim, vai ficar muito mais fácil e rápido achar os telefones e informações que precisa!

A câmera do Motorola Titanium tem 5 MP, zoom digital de 4x, flash led e foco automático, que é ideal para você tirar as suas fotos e registrar os melhores momentos. O aparelho também conta com ferramenta de edição de imagens, para você criar efeitos divertidos nas suas fotografias e depois compartilhar elas com seus amigos.

A conectividade na internet é feita através do wi-fi, assim, você vai conseguir acessar os seus e-mails, curtir as novidades das suas redes sociais, saber dos últimos acontecimentos no mundo, entre outras atividades que quiser na internet com rapidez e velocidade.

Pesando, apenas, 150g, o Motorola Titanium possui o sistema operacional android 2.1 (éclair). Assim, você vai ter acesso aos seus aplicativos preferidos e curtir os recursos do seu celular como escutar música ou jogar games. 

Por Babi

Foto: divulgação


Que tal um celular portátil, leve, compacto e prático? O Motorola i786W é assim. O aparelho ganha destaque devido ao design contemporâneo e ao mesmo tempo fashion e descolado, ou seja, cheio de originalidade. Pesando apenas 115g, o Motorola i786W pode ser carregado para qualquer lugar que você for e em todo o tipo de compartimento.

Este aparelho é para quem procura um celular com funções básicas e preço acessível. Um dos principais recursos deste aparelho é a câmera de 2 MP, em que você vai poder registrar e gravar todos os momentos e situações engraçadas ao lado dos seus amigos e familiares.

Assim, você vai conseguir capturar várias fotos divertidas e depois pode compartilhá-las por meio de SMS e MMS de uma forma prática e divertida. Além disso, você pode gravar seus vídeos favoritos no celular e depois repassar para os seus amigos.

O Motorola i786W é compacto, mas com várias funcionalidades criativas e diferentes. Além da câmera e do vídeo, você vai poder escutar as suas músicas favoritas pelo MP3 Player. Ou seja, quando você for para academia, basta levar o seu celular com você e escutar os ritmos que mais gosta. Você gosta de correr ou caminhar? Coloque as suas músicas favoritas no telefone e leve-o com você.

Você já ficou perdido ou teve dúvida sobre como chegar a determinado lugar? Já ficou com vontade de descobrir se tem algum restaurante especializado perto de você? O Motorola i786W conta com GPS que te ajuda a descobrir esses itens.

Desta forma, você fica sabendo os estabelecimentos que existem perto de você! Gostou da ideia? Além disso, quando você for visitar algum amigo e não conhecer o caminho, é só colocar no GPS que ele descobre. Simples, assim!

Logo, se você procura um celular que alia funções básicas e um preço acessível no mercado, este aparelho pode ser uma excelente opção!

Por Babi

Foto: divulgação


O Moto G e o Moto X são smartphones que marcam a história de sucesso da Motorola. Enquanto o Moto G redefiniu o olhar quanto ao preço de venda para compra do aparelho, o Moto X ocupou seu espaço na gama média de aparelhos da marca. Ainda vivendo o furor da novidade, a Motorola anunciou no dia 14 de maio mais um novo aparelho para seu portfólio,  o Moto E.

Anunciado como um smartphone ao alcance todos no que diz respeito a preço, o Moto E causou uma boa primeira impressão.

Sua tela é levemente curva, similar ao Moto X e dá mais sensação de segurança ao segurar o aparelho com as mãos, o aparelho não tão fino, mas possui bordas bem estilizadas.

Com suas 142 g, o aparelho é uma grama mais leve que o atual Moto G. Quem gosta de personalizar seus aparelhos também ficará feliz, uma vez que o Moto E vem com as mesmas tampas coloridas usadas para estilizar os aparelhos, como no caso do Moto G.

A tela com resolução 960×540 do Moto E, é literalmente brilhante, apesar de seus ângulos de visão serem visivelmente mais estreitos quando comparados ao Moto G.

Segundo a Motorola o aparelho possui 256de densidade pixels por polegada, o que a torna mais nítida em sua classe, propiciando uma boa leitura, como sites de notícias ou texto em geral.

Com um processador dual core de 1.2 GHz e 1GB de RAM atuante com Android 4.4 o aparelho apresenta excelente desempenho na categoria.

Na traseira do aparelho fica localizada uma câmera de 5 megapixels. Com capacidade interna de 4GB de armazenamento disponível não há muito espaço para armazenamento de fotos e arquivos de mídia, mas o aparelho permite o uso de cartão microSD de até 32 GB o que permite que os amantes de músicas possa armazenar grande quantidade de conteúdo e tê-los disponíveis à mão quando quiserem.

Por Jaime Pargan

Motorola Moto E

Foto: Divulgação


Na época das transações para a compra da Motorola pela Lenovo por nada mais nada menos do que US$2,9 bilhões, uma questão básica mais de grande importância começou a ser recorrente: que rumos a nova proprietária daria para a empresa?

Bom, no momento atual ao que tudo indica quase nada deve mudar se depender da gigante de origem chinesa. O resultado ou conseqüências dessa ligação deverá ser revelado ao público ainda este mês de maio, mais precisamente no dia 13.

O motivo é que a Motorola recentemente começou a enviar alguns convites para imprensa nacional e internacional par um evento que deverá ocorrer na data citada.

De acordo com as informações constantes nos convites, serão realizados de maneira distinta dois eventos paralelos. Segundo as informações divulgadas pelo site GSMArena, um dos eventos está programado para ser realizado em Londres na Inglaterra e o outro em São Paulo, isso mesmo, aqui no Brasil.

Esses eventos, conforme consta no convite terá como objetivo realizar o lançamento ou apresentação do próximo smartphone da marca.

A fabricante, por sua vez, não detalhou nada sobre o novo dispositivo. Entretanto, alguns rumores que andam circulando na rede apontam que deverá ser acessível a todos os consumidores.

De qualquer maneira a expectativa é de que o dispositivo a ser lançado em breve venha a ser o substituto do Moto G ou ainda um terceiro smartphone com preços mais acessíveis. Os rumores apontam que o aparelho deverá vir com uma tela de 4,3 polegadas, 1GB de memória RAM. A bateria será uma de 1.900 mAh, já o processador deverá ser um dual-core de 1,2 GHz.

No mais o smartphone também deverá contar com memória interna de 4 GB, Bluetooth, TV Digital, conectividade 2G e 3G, Android 4.4 KitKat e uma câmera traseira de cinco megapixels.

A expectativa de acordo com alguns sites especializados no setor é de que o dispositivo não deverá custar mais do que R$ 599 e deverá ser vendido em versões tanto de um SIM card quanto dual–SIM.

Por Denisson Soares

Foto: divulgação


Não nos desapontamos! O smartphone da Motorola, Moto X, imediatamente se diferenciou de outros dispositivos mid-range (aparelhos com bons recursos e telas grandes com um preço que não é lá um absurdo), graças à sua impressionante tela AMOLED (telas de melhor brilho, cor e nitidez) de 4.7 polegadas

Painéis AMOLED são geralmente empregados naqueles smartphones taxados “tops de linha”, por isso ficamos surpresos e bastante satisfeitos em ver essa tela presente no Moto X. Sua resolução é de 1280 x720, o texto é nítido e claro.

Ficamos igualmente impressionados com a qualidade da imagem presente na tela. Suas cores são de um brilho incrível e incisivo, o que combina perfeitamente com a capa preta brilhante do aparelho. Os brancos são puros e limpos, criando então, uma das melhores telas à procura em um aparelho desse valor.

Testes de precisão de cor da tela foram feitos através de um calibrador de cores. A tela surpreendeu mostrando uma precisão de 100% da gama de coress RGB, o que mostra que ela tem uma precisão de cor melhor do que o Samsung Galaxy S5 e HTC One.

Seus níveis de contraste estavam fora do comum, retornando um resultado inédito de "infinito: 1", o que mostra que sua relação de contraste foi além do que o calibrador fosse capaz de medir. Os níveis de cor preta também profundamente precisas como deveriam ser, obteve se uma pontuação “true-preta de 0.0cd/m2”. Sabendo disso tudo, com o Moto X você irá receber uma das melhores telas móveis disponíveis no mercado atual.

Enquanto o Moto X parece ser bom e agradável ao olhar pra sua tela, é ainda melhor de usar. O smartphone é leve e  pesa apenas 130g, seu chassi tem um design curvo, resistente a água e é bastante confortável de se segurar. 

A espessura do telefone é alternada, começamedindo 10,4 milímetros em seu ponto mais grosso, e vai reduzindo a 5,7 milímetros até chegar no seu ponto mais fino,fazendo com que se encaixe perfeitamente na palma da mão.

Por Jaime Pargan

Foto: divulgação


O Motorola XT621 Ferrari é um celular diferente, que se destaca, principalmente, pelo design imponente e diferenciado. O aparelho conta com contrastes de cores distintas e o logo da Ferrari, que faz o diferencial. Além disso, o celular conta com recursos e aplicativos que facilitam e organizam o dia a dia pessoal.

Dentre alguns recursos que fazem parte do Motorola XT621 destacam-se a memória RAM 1 GB, a memória interna de 1GB e a memória expansível que cabe até 32 GB. Assim, o usuário vai poder armazenar músicas, filmes, jogos e vários aplicativos, sem ficar se preocupando em ter que apagar um arquivo para caber outro.

Devido ao processador 1.2 GHZ o usuário vai poder navegar na internet, ouvir música e acessar as funções do aparelho com facilidade e agilidade, ou seja, sem correr o risco de um aplicativo travar, por exemplo.

As festas, passeios e baladas com os amigos vão poder ser registrados devido à presença da câmera de 5MB, que está situada na parte traseira do aparelho. Outra novidade da Motorola, é que a câmera acompanha flash Led que faz vídeo em HD. Ou seja, além de fotografar, o usuário vai poder filmar os melhores momentos com nitidez.

Para ficar por dentro das últimas novidades e conectar a internet a qualquer momento do dia, o Motorola XT621 Ferrari conta com conectividade por meio de wifi e, além disso, possui roteador Wi-Fi, em que o usuário pode compartilhar a conexão da internet com até cinco dispositivos.

O sistema operacional deste aparelho da Motorola é o Android 4.0, em que o usuário vai poder acessar vários aplicativos e recursos diferenciados. Além disso, o Motorola XT 621 conta com uma boa capacidade de bateria, porque ela possui utilização combinada de até 24 horas, sendo 1860 mAh.

Este aparelho da Motorola é leve, fino e pesa, aproximadamente, 135 g e tem o display de 4.0. O Motorola XT621 ainda contempla fibra de Kevlar na tampa traseira da bateria, que deixa o aparelho mais resistente e durável. 

Por Babi

Motorola XT621 Ferrari

Foto: Divulgação


A Motorola apostou e investiu ao lançar o Moto X, que é um celular que tem a finalidade de responder a vários comandos por meio de voz. Prático e rápido, o aparelho conta com recursos modernos e aplicativos tecnológicos. Um dos principais diferenciais deste celular, é que ele consegue reconhecer a voz e responder, ou seja, sem toques. Ao ligar o aparelho, o usuário automaticamente se conecta ao Moto X por meio do comando de voz. Simples e muito fácil!

O design é atraente, moderno, e o Moto X pode ser encontrado nas seguintes cores: azul marinho, violeta e preto. O celular é um aliado para quem gosta de fotografar todos os momentos do dia a dia e não quer perder nenhuma emoção, porque basta agitar e pronto: o Moto X captura o momento em questão de segundos. Para tirar a foto, é só apertar em qualquer lugar da tela.

Além disso, este aparelho da Motorola consegue responder às funções sem toques: basta a pessoa falar, para automaticamente ele responder. Ele está sempre pronto para lembrar o usuário do recebimento de e-mail, mensagens importantes, atualizações nas redes sociais, entre outras funções e recursos. Desta forma, as informações aparecem na tela principal e o usuário não precisa ficar desbloqueando o celular para saber se apareceu alguma novidade.

Se a pessoa precisar saber de mais informações, também, é muito simples, porque basta tocar no ícone de notificações e todos os detalhes vão surgir no rodapé e no topo da tela. Depois, é só a pessoa arrastar o ícone para que ele possa abrir de forma automática.

Outra função prática do celular é que quando ele está no bolso ou com a tela virada para baixo, a pessoa não recebe nenhuma notificação. Ao pegá-lo e a tela virar para cima as atualizações aparecem. Isso permite economizar tempo e bateria, para que ele possa ser usado mais vezes durante do dia. Além disso, o Moto X conta com sistema operacional Android 4.2.2 e pesa somente 130g, sendo leve para ser carregado com facilidade em qualquer lugar.

Por Babi

Motorola Moto X

Foto: Divulgação


A Lenovo anunciou no dia 29 desse mês a compra da Motorola, empresa fabricante de celulares do Google. A notícia foi dada em uma conferência mundial de tecnologia, entre os líderes de dispositivos móveis. A compra foi realizada pelo valor de R$ 2,91 bilhões.

Segundo o CEO do Google, Larry Page, a companhia pretende concentrar seus estudos somente na área de sistemas operacionais para smartphones, o Android, a fim de aperfeiçoá-los adotando novas tecnologias. Este fechou o negócio na sede da empresa, juntamente com o CEO da Lenovo Yang Wuanqing.

Mesmo com a venda, a empresa possui patentes inovadoras, como o óculos inteligentes Google Glass e a senha por pílulas e tatuagens eletrônicas, citadas ainda em maio de 2013 e que já estão sendo estudadas.

Segundo especialistas em negócios, o preço da venda foi assustador, saindo dos padrões adotados no mercado. No ano de 2012, o Google comprou a Motorola por aproximadamente US$ 12,5 bilhões, e a vendeu nesse ano por um preço de US$ 10 bilhões a menos. O motivo da queda de preço é a grande importância das patentes.

A Lenovo comprou a fabricante de celulares, mas não as importantes e inovadoras patentes. Por isso, o buscador continuará investindo no sistema operacional Android, mas não terá como cobaia seus antigos smartphones.

Dois smartphones lançados meses atrás, o Moto X e o Moto G, são modelos de celulares da Motorola unidos ao gigante buscador. Os dois rodam o sistema Android puro, com apenas alguns aplicativos pré-instalados. Não se pode negar que essa importante parceria, com duração de apenas dois anos, rendeu dois ótimos aparelhos com uma assinatura do Google.

Larry Page afirmou que as patentes irão servir para incrementar o sistema operacional. Com a Motorola comandada pela Lenovo, não se pode afirmar onde isso irá chegar. Não se sabe se o Google terá uma nova parceria, a fim de testar seu sistema.

Por Danilo Gonçalves


Será vendido aqui no Brasil o smartphone TC55 da Motorola, mais conhecido como “computador de mão”. Este modelo é destinado ao uso profissional, pois possui bateria de longa duração, leitor de código de barras e conectividade com a internet 4G.

Realmente, é um ótimo dispositivo móvel para profissionais que se deslocam com frequência, como vendedores e funcionários de lojas. A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) já homologou o produto e liberou sua venda aqui no Brasil. Estima-se que o início das vendas seja ainda no início do ano, visto que já foi liberado e registrado.

O TC55 possui um designer mais robusto, com aplicativos voltados para a produtividade. O aparelho é equipado com um leitor de código de barras, capaz de fazer a identificação de informações sobre os produtos. Sua bateria deve garantir horas de utilização, com padrão de 2.940 mAh e estendida de 4.410 mAh. Ele é capaz de operar na chuva e em ambientes úmidos, pois possui resistência à água e baixas temperaturas.

O aparelho é bem completo, pois possui processador Dual-Core de 1.5 Ghz, 8 GB de armazenamento interno, 1 GB de memória RAM, uma tela de 4,3 polegadas sensível ao toque e suporte a cartão microSD de até 32GB. Ele permite diversas formas de conectividade como 3G, 4G, Wi-Fi, NFC e Bluetooth. Possui também uma câmera de oito megapixels com sensores de luz e proximidade. Caso queira movimentos mais precisos, ele vem com uma caneta especial anexada.

A empresa Motorola não divulgou a data do lançamento do TC55 aqui no Brasil e não se sabe quanto custa o aparelho. Como possui configurações destinadas aos profissionais, sua venda poderá ser destinada somente para lojas e empresas. O smartphone não é destinado ao uso pessoal, pois possui algumas limitações. Caso alguma empresa o adote, esta deverá instalar um aplicativo para que seus funcionários se comuniquem e tenham informações do sistema, como produtos por exemplo.

Por Danilo Gonçalves


A próxima terça-feira, dia 14 de janeiro, pode ser marcada pelo lançamento global do Moto G, pois a Motorola está encaminhando convites para a mídia inglesa com informações precisas sobre esse lançamento. No documento, as informações mencionam que haverá o lançamento global do Moto G e que a Motorola está convidando a mídia para dar as boas-vindas ao celular que será incluído na família de produtos da Motorola Europeia.

Entende-se que, ao menos no mercado europeu, um novo produto estará em circulação a partir do dia 14 de janeiro. As especulações referentes ao lançamento giram em torno de um novo smartphone, porém, poderia ser qualquer outro aparelho, como por exemplo, um tablet Moto G.

Lançamento de Sucesso – Moto G:

Até o momento, os aparelhos que integram a família Moto tem agradado o público. Em novembro de 2013, os consumidores foram presenteados com o lançamento do smartphone Moto G, considerado um aparelho básico. Como citado por dirigentes da Motorola, este é um aparelho para quem está em busca de uma "experiência premium com bom preço". O aparelho desbloqueado chegou ao Brasil com o valor de R$ 649,00. Ele veio com sete opções de capas traseiras: branco, amarelo, preto, azul claro, azul escuro, vermelho e rosa.

Tal aparelho é fabricado em Jaguariúna (SP), e foi o segundo smartphone que a Motorola desenvolveu totalmente em conjunto com o Google. O produto possui versões com 8 ou 16 GB de armazenamento interno e tem como uma das características principais a possibilidade de fazer uso de dois chips. O aparelho conta com tela de 4,5 polegadas, possui sistema operacional Android 4.3 (Jelly Bean), tem 1 GB de Memória RAM e possui Processador de Quatro Núcleos de 1 GHz.

A solução será aguardar até o dia 14 de janeiro para sabe qual será realmente o novo produto Moto G.

Por Rafaela Fusieger


No início da era dos smartphones era impossível pensar em um aparelho com Android barato que se aproximasse da funcionalidade dos top de linha. Porém, no ano de 2013, os chamados intermediários chegaram para diminuir o abismo até então existente. Talvez o melhor exemplo disso seja o Moto G da Motorola.

O Moto G tem preço bastante razoável (a partir de R$ 600), além de uma configuração que não deixa a desejar.

O aparelho possui tela com dimensões bem confortáveis para o uso, sendo em IPS LCD de 4,5 polegadas com resolução HD. Seu sistema e aplicativos se aproximam muito do Android transformando-o em um exemplo de custo/benefício. Ele é um aparelho de dois chips que possuem uma função específica para facilitar o gerenciamento dos SIM. O que falta neste smartphone é um slot para cartão de memória, além de não possuir a tecnologia 4G. A câmera também se encontra bem abaixo do que se espera de um Motorola. Ela até cumpre sua função em ambiente externo e bem iluminado, mas se for o contrário, não adianta esperar muita coisa. Usar o zoom não é recomendável e seu flash não traz a iluminação proposta.

O Moto G traz poucos aplicativos em sua memória, o que deixa o usuário à vontade para montar o aparelho a sua semelhança.

O smartphone pode ser encontrado com 8GB ou 16GB. Mas se você for fã de jogos pesados ou fizer muitos downloads, esqueça o de 8GB. A bateria do aparelho mantém a carga por um bom tempo, ou seja, em configurações normais dura em torno de 28 horas. Mas se levar ele ao mínimo pode durar até 40 horas.

Os concorrentes têm motivos para seu preocupar com este modelo da Motorola. Ele nivela por cima o mercado de intermediários se aproximando dos top de linha, com preço bem baixo em relação a sua funcionalidade. Alguns o chamam de Nexus, porém, barato.

Por Natália Mayrink De Lazzari

Motorola Moto G

Foto: Divulgação


O preço do Motorola X caiu nos Estados Unidos. O valor agora é de US$ 399. Assim, com efeito, o produto está 40% mais barato do que a Apple e Samsung.

O interessante é que o Motorola X é o principal smartphone de alto desempenho da empresa, de modo que é a aposta para o enfrentamento contra outros dispositivos das outras organizações. Aliás, o preço caiu para 30%, um super desconto que visa aumentar ainda mais a venda desses aparelhos.

O fato é que ainda não sabemos se o valor do desconto será somente para os Estados Unidos ou também para o resto do mundo.

A Motorola Mobility, que é a unidade do Brasil da empresa, afirmou que o preço do Motorola X continuará o mesmo em âmbito nacional. Atualmente, no entanto, o dispositivo móvel custa em torno de R$ 1.499,00, o que em dólares corresponde ao valor de US$ 600, ou seja, mais caro que a oferta norte-americana.

Osterloh, representante da Motorola, disse que a organização está ciente das sugestões, ideias e críticas de seus clientes e que, por conta disso, está tentando melhorar seu sistema e sua forma de atuação, inclusive no que tange ao valor de seus produtos. E, no caso do Moto X, essa é uma boa estratégia para alavancar ainda mais a marca ao redor do globo. Logo, na tabela de preço dos EUA, o Moto X custará US$ 330 para qualquer operadora do país.

Seja como for, embora a oferta seja somente para os americanos, por enquanto, a questão é que, daqui a pouco esse desconto deve chegar também em terras brasileiras. Aliás, é bom ficar atento para isso, afinal o Moto X é um celular de alto nível e tecnologia, sendo o carro-chefe da marca no que diz respeito aos gadgets de melhor desempenho.

Por Juan Wihelm

Moto X

Foto: Divulgação


O mercado de dispositivos móveis principalmente em relação aos smartphones anda cada vez mais surpreendente. A corrida por novas tecnologias que vão muito além de baterias dobráveis ou coisas do tipo está cada vez mais quente. Um exemplo disso é o caso da Motorola que agora faz parte do Google. A Motorola Mobility divulgou recentemente que está decidida a obter o registro de patente de uma tatuagem! Mas tudo bem, não é nada de vaidade. A tal tatuagem supostamente deverá servir como microfone para smartphones e outros dispositivos móveis.

A documentação referente ao pedido de registro de patente foi divulgada na quinta-feira dia 07 pelo órgão responsável pelas patentes nos Estados Unidos, o Escritório de Marcas e Patentes ou na sigla em inglês USPTO. Entretanto, a submissão do pedido não é tão recente. Ela data do mês de maio d e2012.

De acordo com as informações apresentadas no referido ,a tatuagem eletrônica funcionária da seguinte maneira: Ela basicamente captaria os sons ao realizar a identificação das “flutuações do tecido da garganta ou do músculo” e posteriormente enviaria dados específicos para smartphones ou algum outro tipo de dispositivo sem que para isso houvesse a necessidade de fios para serem conectados a ela.

Para entender melhor como a tatuagem eletrônica funcionária, imagine que toda vez que precisasse fazer uma ligação telefônica com seu smartphone não fosse necessário levar o aparelho até a boca. A tecnologia que envolve a tal tatuagem vai além. De acordo com algumas especificações técnicas ela poderia enviar dados por Bluetooth ou NFC.

O mistério em relação de como a tal tatuagem seria feita ainda permanece já que a Motorola não divulgou quaisquer informações de como a mesma seria feita ou se seria ou não permanente. Ainda de acordo com o documento citado acima ela poderia ser ou não ser recarregável.

A Motorola foi comprada pelo Google em 2012 e de lá pra cá já lançou dois smartphones produzidos integramente com a toda poderosa da internet.

Por Denisson Soares

Motorola e Google

Foto: Divulgação


O Google é um gigante do mundo da tecnologia e da informática, tendo como uma de suas principais empresas a Motorola, que pretende diminuir a quantidade de modelos de aparelhos no mercado, focando-se principalmente em smartphones.

De acordo com Dennis Woodside, presidente-executivo da Motorola, a ideia é ter uma linha mais enxuta, citando como exemplo o Moto G, acreditando que este modelo de smartphone deva atender a expectativa dos usuários, sobretudo daqueles que migrarem de smartphone ou até mesmo para aqueles que deixarem de lado o aparelho de telefone celular.

O lançamento do Moto G, no Brasil, ocorreu nesta última quarta-feira, 13 de novembro, data em que Woodside acrescentou que o Brasil é uma potência na compra de smartphones, por ser um país que ainda tem muita gente migrando do popular "celular" para os dispositivos móveis mais inteligentes, estando atrás apenas dos Estados Unidos da América.

A expectativa da Motorola em relação ao Moto G, no Brasil, é tão grande, que o país sul-americano foi o primeiro das Américas a receber o aparelho, que tem sua tela como a do Moto X, opção de dois chips de celular e rádio FM, ou seja, basicamente aquilo que há na maioria dos smartphones.

Dennis, em seu discurso, foi um pouco diferente de Guy Kawasaki, também executivo da Motorola, o qual afirmou que a Apple não compete com a Motorola e sim com ela mesma; já Woodside frisou que os usuários da Apple têm mais chances de mudarem de aparelho, mas que para aqueles que simplesmente trocarão seus celulares pelo Moto G, o fator preço tende a ser o diferencial preponderante.

Segundo o presidente-executivo da Motorola, sua empresa tem o foco nas pessoas, citando como exemplo os estudantes, que na maioria das vezes não querem pagar um alto preço por um dispositivo móvel, já que se contentam com a experiência de "relacionamento" com um "simples" smartphone.

Por Vinicius Cunha

Motorola Moto G

Foto: Divulgação


Motorola DVX As versões populares de smartphones estão se tornando cada vez mais comuns entre as fabricantes. Diferente de uma versão de entrada, que possui hardware muito inferior em relação aos melhores modelos do mercado, as fabricantes estão cada vez produzindo aparelhos com boa qualidade de hardware a preços mais baratos, de forma a atingir um público mais extenso.

A Motorola lançou em agosto o Moto X, já sob a supervisão do Google. O aparelho possui uma tela AMOLED de 4,7 polegadas com resolução de 720 por 1280 px e tecnologia Gorilla Glass. O processador é Dual-Core de 1,7 GHz e uma memória RAM de 2GB que permitem rodar a última versão do Android, 4.2 Jelly Bean tranquilamente.

A câmera traseira do dispositivo possui singelos 10 megapixels e flash de LED. O aparelho também filma em HD e possui uma câmera frontal para a realização de videochamadas. O preço é bastante salgado: R$ 1.499,00, muito além de outras marcas boas com a mesma capacidade.

Sabendo disso, a Motorola planeja o lançamento de versões mais baratas do aparelho, seguindo a mesma tendência da Apple que também anunciou o iPhone 5C como uma versão mais barata.

O aparelho mais barato surgiu em fotos liberadas pelo FCC, uma espécie de agência reguladora, como a Anatel, nos EUA. Outros vazamentos revelam que o suposto nome do aparelho deve ser Motorola DVX e deve custar em torno de US$ 200, bem mais barato que o valor atual.

Por Ebenézer Carvalho


A Motorola tem feito diversos lançamentos em smartphones, sobretudo após a aquisição da companhia americana pelo Google. A novidade da empresa fica por conta do Moto X, aparelho recém-lançado nos Estados Unidos. Contudo, a empresa está tímida quanto ao lançamento de tablets da marca. Isso devido a uma batalha judicial por conta de um nome usado pela Motorola.

Segundo o site de notícias American Lawyer, o nome Xoom, usado nos tablets da marca, é fruto de uma ação na Justiça com a empresa Xoom Corp, uma empresa americana de ações e transferências bancárias. Em 2011, a Xoom Corp entrou com uma ação contra a Motorola, sob a alegação de que a empresa violou o nome da marca, usando-o nos tablets.

A Motorola, por sua vez, recorreu da decisão e o processo perdurou por quase dois anos, contudo, a empresa decidiu acatar a decisão e não usará mais o nome Xoom, cedendo ao acordo.

Não se sabe quando a Motorola terá de desistir do nome usado nos tablets e se ela terá que ressarcir a Xoom Corp quanto ao uso do nome, que foi usado por quase dois anos.

Por Robson Quirino de Moraes


Moto XO mais novo modelo de smartphone da Motorola, o Moto X, primeiro aparelho produzido pelo Google, depois que este adquiriu a Motorola, chegará ao Brasil no dia 3 de setembro, de acordo com anúncio enviado pelo Google a vários órgãos de imprensa do Brasil.

O aparelho vem com tela AMOLED de 4,7 polegadas, além de outras inúmeras novidades e especificações modernas que prometem trazer muita comodidade aos usuários. O design do aparelho é um dos pontos mais favoráveis do Moto X.

A espessura do Moto X varia entre 5,7 mm e 10,4 mm e tem o peso de 130 gramas, o que faz com que o smartphone seja esbelto e tenha uma leve curvatura. Nos Estados Unidos é possível que os clientes customizem o aparelho de várias maneiras, mas no Brasil ainda não foi informado se haverá tal possibilidade.

Uma das principais atrações do Moto X é a câmera digital traseira de 10 megapixels, que tem o poder de filmar em Full HD e em modo lento. Por ter zoom de até 4 vezes e flash de LED, os usuários do aparelho terão a possibilidade de tirar até mesmo fotos panorâmicas. Existe ainda uma câmera frontal, mas com apenas 2,2 MP.

Por Vinicius Cunha


Fabricação do Moto XO Moto X ainda nem foi lançado e a Motorola já prepara toda uma estratégia que antecede esse lançamento. A empresa divulgou em sua conta no Twitter uma foto das instalações da empresa no Texas, Estados Unidos.

Para falar a verdade, não é possível saber se o rapaz que está na linha de produção está montando o Moto X, contudo o comentário da foto foi o seguinte: “Sim, o rapaz está construindo aquilo que você está pensando. Desenvolvido por você, montado nos EUA”, diz o post.

Com a informação, a Motorola deixa subtendido que o modelo será montado nos EUA e não na Ásia, como é comum das fabricantes norte-americanas. Entretanto não há uma data certa para o lançamento do produto que já teve imagens divulgadas. Há suspeitas que ele poderá ser personalizado pelo usuário, além dos inúmeros sensores.

A única coisa certa são as configurações do modelo. O processador será de 1,7 GHz Dual-Core MSM8960 Pro, além de memória RAM de 2 GB. A capacidade de armazenamento do Moto X será de 16 GB e o modelo terá câmera traseira de 10 megapixels.

Por Robson Quirino de Moraes


Motorola Moto XPara os adeptos de smartphones que se caracterizam pela fidelidade com a marca, a Motorola está prestes a lançar seu mais novo aparelho, o Moto X.

Com tantos rumores sobre o aparelho, circulam na rede as mais diversas especificações sobre o sistema que será usado e fotos que vazaram como supostas imagens frontais. De pouco, o que se sabe até o momento é que o aparelho conta com Android 4.2.2 Jelly Bean, memória RAM de 2GB, tela de 720p, armazenamento interno de 16GB (podendo ser expandido com auxílio de cartão de memória) e processador 1,7GHz Dual-Core MSM8960Pro.

O que realmente tem chamado a atenção dos fãs é a câmera do telefone:  2 megapixels na parte frontal e 10 megapixels na parte traseira, o que pode conferir uma boa resolução para telefones celulares.

O que intriga os fãs é a possibilidade da função câmera ser controlada por gestos,  além de sensores que identificam se o aparelho está exposto ao ar livre ou dentro do bolso do usuário.

Ao que tudo indica, em agosto o aparelho será lançado, talvez, por um preço considerável se comparado a outros aparelhos, como os da linha Galaxy S, tornando-se assim um bom custo-benefício para os amantes da tecnologia. 

Por Junior Almeida


Moto X será o novo carro-chefe da MotorolaDennis Woodside, CEO da Motorola, anunciou em uma entrevista no quadro D11 do site allthingsd.com, o smatphone Moto X, que será o próximo “carro-chefe” da companhia.

O aparelho encabeçará um novo portfólio de aparelhos com a intenção de reinventar a Motorola, que agora faz parte do Google.  A empresa ainda pretende desenvolver uma linha de aparelhos mais simples e com valores mais baixos.

O Moto X possuirá dois processadores, e será montado no Texas, EUA, em uma antiga fábrica da Nokia. Muitas pessoas estão envolvidas no projeto, e o CEO da companhia afirmou ainda que o aparelho deve estar pronto “no final do verão” e será distribuído amplamente.

O aparelho possuirá uma “noção” do que ocorre a sua volta, podendo “agir” de maneira diferente caso esteja dentro de um carro em movimento, dentro do bolso, ao ar livre e dependendo da alteração que ocorrer a sua volta. Tudo isso devido a grande quantidade de sensores que o aparelho possuirá.

O CEO garantiu estar com um protótipo do gadget em seu bolso, mas que ainda não poderia mostrá-lo, e deu a entender ainda que a bateria terá grande autonomia.

As características do aparelho ainda não foram divulgadas. 

Por Francine Araujo


Na semana passada a Motorola anunciou o smartphone Razr D3. O modelo possui processador dual core de 1,2 GHz, tem memória RAM de 1 GB e conta com um preço relativamente baixo.

O smartphone ainda roda o Android 4.1.2, uma boa opção para quem quer se manter em alta com a tecnologia sem gastar muito dinheiro.

Muitas pessoas ficaram em dúvida se todas essas especificações valem a pena, mas após alguns dias do seu lançamento quem o usou garante que ele é ótimo.

No geral, o Razr D3 possui uma ótima câmera e tem uma bateria com duração bem satisfatória.

O aparelho também conta com entrada para 2 chips, possui GPS e tem conectividade com Wi-Fi e 3G. 

Apesar de todos os pontos positivos do aparelho, temos que informar que o modelo possui algo desagradável, que é a necessidade de uma chave de fenda ou paleta para abrir a tampa traseira.

Para conhecer um pouco mais sobre este novo aparelho, acesse o site www.motorola.com.br.

Por Luciana Ap. Santos e Silva


Desde que a Motorola foi comprada pelo Google em maio passado, muito tem se especulado sobre um possível "aparelho com Android puro". Hoje, um tempo depois de sua compra, este rumor volta com força total.

Segundo Jim Wicks, líder de design da Motorola, a empresa planeja lançar este ano aparelhos com "versões não-modificadas do Android".

No outono passado, a Motorola lançou sua conceituada linha de telefones Razr, mas o Google enfatizou que os telefones foram feitos sem sua participação e ainda disse que faltou um "uau".

Google e Motorola estão trabalhando juntos agora, disse Wicks, frustrado, que a citação "uau" foi dita faltando um contexto.

"Sai estranho para quem ouve pela primeira vez, mas já houve discussões e acompanhamentos e não há problemas com isso em um todo" disse, "temos passado os últimos oito meses nesta próxima geração de telefones, e todos nós já recebemos feedbacks positivos", complementa.

Os primeiros aparelhos Motorola sob influência do Google começarão a aparecer no segundo semestre de 2013.

Sobre o atual mercado de telas gigantes, Wicks comenta: "existem pessoas que gostam de uma tela grande, mas também existem pessoas que querem aparelhos que são 'do tamanho certo'".

Vale ressaltar, que antes de ser comprada pelo Google, a Motorola chegou a apresentar o tablet Xoom, com Android 3.0 Honeycomb, o aparelho se tornou referência por possuir um Android puro.

Por Atila Felipe


Os aparelhos de baixo custo geralmente fazem bastante presença e sucesso no mercado brasileiro. E dessa vez foi a marca Motorola que resolveu lançar aparelhos com muita qualidade e com um preço bastante acessível para o nosso mercado.

O lançamento da vez, foi mais um smartphone da linha Razr, que já faz parte da linha da empresa já há algum tempo. O nome do novo aparelho é Motorola Razr D1 e impressiona pela suas características e qualidades, dificilmente achadas em um celular nessa faixa de preço.

O novo aparelho da Motorola vem equipado com um hardware muito bom, que conta com um processador de 1 Ghz, memória ram de 1 GB além de um câmera de 5 megapixels com autofoco e um espaço interno de 4 GB, podendo ser expandido com o uso de cartões micro SD. Além disso, o smartphone ainda conta com uma tela touch de 3,5 polegadas.

O grande diferencial que podemos ver nesse novo aparelho, sem dúvidas, é a sua bateria, que com uma potência um tanto quanto grande para um aparelho desse tamanho e valor tem tudo para não deixar o seu usuário na mão.

O lançamento da Motorola chega ao Brasil disponível em duas cores, preto ou branco e vai custar de R$ 480,00 a R$ 600,00.

Por Henrique Nicolau


A Motorola lançou recentemente no Brasil um modelo mais acessível da família Razr. O Razr D1 é um celular com tela de 3,5 polegadas (480 x 320 Pixels) o celular possui inclusive TV (captando sinais Analógico e Digital) através de uma antena externa conectada na saída de áudio do aparelho.

O celular têm 1GB de memória RAM e 4GB de memória para armazenamento expansíveis até 32GB através de cartão microSD. A câmera têm uma boa resolução, com 5 Mpixels. O sistema operacional será o Android em sua versão mais recente que será lançada nas próximas semanas quando os aparelhos começam a ser comercializados.

O que deve garantir o sucesso do aparelho é a possibilidade de uso de 2 chips simultâneos, o que dá ao usuário a opção de utilizar dois números e operadoras diferentes, algo muito comum entra os consumidores brasileiros. O preço também deve agradar pois o Razr D1 vai custar R$ 549,00 segundo a fabricante. O modelo também é vendido com opção pra apenas um Chip por R$ 499,00.

Além do Razr D1 a Motorola lanço também o Razr D3 com características muito semelhantes e uma tela ligeiramente maior (4 polegadas) que sairá por R$ 799,00.

Por Bruno Hardt


Depois dos smartphones Samsung Galaxy S II receberem a atualização do sistema operacional (http://www.meunovocelular.com/2013/02/11/samsung-galaxy-s2-ganha-atualizacao-para-o-android-jelly-bean/ ) chegou a vez do aparelho Motorola Razr i ser atualizado para o Android Jelly Bean.

O anúncio foi feito pela empresa Google, empresa que recém adquiriu a Motorola e também é dona do sistema aberto Android, que promete novas e exclusivas funções para os aparelhos da linha Motorola. Os primeiros a ser beneficiado são os smartphones da linha Razr, em especial a linha ‘i’, que receberá a atualização em primeira mão.

Os aparelhos europeus foram os primeiros a receber o upgrade para o Android 4.1.2. Em seguida, os norte americanos serão beneficiados e, até meados de março, a atualização estará disponível para os aparelhos brasileiros.

Android Jelly Bean 4.1.2

O novo sistema operacional, nativo no Samsung Galaxy S III, promete deixar o smartphone mais veloz, com qualidade alta no desempenho de hardware e software, além de diversas novas interfaces e funções que estavam disponíveis apenas para o Galaxy S III, como o Pop-up Play e o Direct Call, além de novidades e novos filtros para a câmera fotográfica (e de vídeo) do aparelho.

Por DIego Piovesan


Apesar de ter sido lançado no dia 04 de outubro, o smartphone Motorola Razr i só agora está dando as caras em terras brasileiras. Logo de início, o aparelho, que obteve boas avaliações, terá como função primordial representar de maneira bastante eficiente a linha de chips da Intel para o Android. O Razr i também traz algumas curiosidades: O dispositivo é o primeiro aparelho a ter agregado a si um processador Atom de 2 GHz.

O aparelho deverá custar cerca de R$ 1.299,00 (desbloqueado) no mercado brasileiro. Apesar da fabricante do aparelho anunciá-lo com um produto intermediário, o Motorola Razr i pode integrar sem nenhuma dificuldade o nível de dispositivos top de linha. Isso é facilmente perceptível quando se faz uma análise de sua ficha técnica.

E por falar na ficha técnica, vejamos algumas das características principais desse dispositivo: O Motorola Razr i é inteiramente feito em alumínio. O seu peso total é de 126 gramas e ele possui apenas 0,8 centímetros de espessura. O aparelho também vem equipado com uma tela Super AMOLED com 4,3 polegadas. Já as câmaras são de 8 MP (traseira) e 1.3 MP (frontal).

Um dos pontos que merece destaque no aparelho é em relação ao seu áudio. O dispositivo reproduz diversos formatos de música, como AAC, AAC+, AMR NB, MIDI, MP3, entre diversos outros.

Por Denisson Soares


No início do mês de setembro, a Motorola anunciou seu novo smartphone top de linha. O “barulho” feito pelo evento não foi tão grande como o do RAZR HD, porém a repercussão foi muito positiva para o novo DROID RAZR M.

A tela do novo DROID RAZR M possui 4.3 polegadas de tamanho e tecnologia Super AMOLED Advanced, que garante imagens excepcionais, como quase nenhum aparelho possui. O sistema operacional utilizado é o Android, mas na versão Ice Cream Sandwich (4.0), porém há uma promessa de que será atualizado muito em breve para a versão Jelly Bean (4.1).

Outras características do novo Droid são a câmera na parte de trás com 8 MP (com capacidade para gravar vídeos em 1080p), conectividade com redes 4G LTE, suporte à NFC, processador potente de dois núcleos, memória RAM de 1 GB e capacidade de armazenamento interno de 8 GB.

Além disso, tendo em vista que o smartphone possui tecnologias Gorila Glass e Motorola Kevlar, ele é extremamente resistente (característica que a Motorola vem aplicando muito em seus aparelhos). E mesmo que a tela seja do mesmo tamanho do Droid RAZR, o Droid RAZR M ainda é mais fino.

Os valores do aparelho iniciam em US$ 99 nos Estados Unidos. Entretanto, não há data específica para a chegada do aparelho no Brasil.

Por Guilherme Marcon


A promessa da tecnologia com frequências 4G, uma das mais esperadas, é de possibilitar que o usuário consiga uma velocidade real de 6 Mbps a 12 Mbps, extremamente mais rápida do que a oferecida pelo 3G, que chega a um máximo de 1 Mbps. Apesar disso, a tecnologia 3G tem uma zona intermediária que apresenta uma velocidade que chega a 5 Mbps.

Dentro deste panorama, as principais empresas que fabricam smartphones começam a mexer seus pauzinhos no intuito de apresentar suporte para a tecnologia 4G. A primeira a revelar suporte ao 4G no mercado brasileiro é a Motorola, que possui um equipamento com configuração idêntica a de um aparelho top de linha. O smartphone da empresa apresenta sistema operacional Android, qualidade HD, processador dual-core com 1,5GHz e tela de 4,7 polegadas.

O equipamento foi batizado como Motorola Razr HD e a empresa tem o objetivo de entrar em uma nova parcela do mercado que foi trazida pela tecnologia móvel. De acordo com informações da empresa, o Motorola Razr HD aparece inicialmente por 1.999 reais na opção de plano pré-pago.

Para o produto entrar de vez no mercado, basta que a nova frequência seja introduzida pela Claro, operadora que é a principal parceira da Motorola nesta ação.

Por Marcelo Araújo


O próximo lançamento da Motorola promete ser muito potente. Recentemente, a fabricante revelou seu primeiro smartphone equipado com processador da Intel, o que da ao dispositivo grande vantagem no quesito velocidade, conseguindo se destacar mais do que os seus concorrentes.

O Razr I, como foi batizado, também será o primeiro smartphone com sistema operacional Android que contará com este componente no Brasil. Além disso, o processador conta com frequência de 2 GHz, bem mais alto do que os aparelhos deste mesmo gênero.

Não é apenas neste quesito que o novo modelo da Motorola consegue se destacar, pois o smartphone traz todas as características padrões da linha Razr, combinando potência e desempenho em um visual muito moderno e resistente.

O Razr I contará com 1 GB de memória RAM, tela com tecnologia Super AMOLED DE 4,3 polegadas, câmera de 8 megapixels e suporte a tecnologia NFC. A bateria do aparelho é de 2.000 mAh, o que faz com que ele ofereça até 20 horas de uso.

A previsão é de que o aparelho chegue ao Brasil em outubro, porém ainda não se sabe qual será o valor cobrado pelo produto. Independente de qualquer coisa, o fato é que ele será um grande concorrente no mercado, disputando espaço com o Galaxy S III (da Samsung) e o iPhone 5 (da Apple).

Por Felipe Santos Bonfim


O smartphone Motorola i475w tem um design tipicamente feminino, com capa nas cores rosa ou lilás. Este aparelho possibilita a comunicação com o seu PC, fornece acesso à Internet e envia mensagens SMS e MMS.

O celular possui teclado QWERTY e permite a realização de videochamadas e gravação de voz. Além disso, o smartphone possui a função PTT (Push to Talk). Nesta funcionalidade, basta pressionar um botão e iniciar um diálogo, de acordo com a disponibilidade da operadora.

Como muitos celulares, o Motorola i475w apresenta toques polifônicos, despertador e calculadora padrão.

É possível ouvir música no MP3 Player ou nas estações de rádio FM.

O smartphone também está apto para gravar e reproduzir vídeos com áudio.

A bateria do aparelho tem uma duração aproximada de 200 minutos (em conversação) e de até 100 horas (em stand by).

O produto tem um peso de 105 gramas e vêm acompanhado de carregador, fones de ouvido e manual de instruções.

Mais informações podem ser encontradas no site da Motorola.


A Motorola está lançando dois novos modelos de celulares com sistema Android: o Motoluxe e Defy Mini.

O Motoluxe possui tela touchscreen de 4 polegadas e conta com uma câmera de 8 MP com flash. Ele também tem um filete com efeito luminoso na parte inferior da tela, que avisa quando você recebeu alguma chamada, mensagem ou e-mail.

Já o Motorola Defy Mini é à prova de poeira e resistente à água. A tela touchscreen de 3.2 polegadas é ideal para a visualização de e-mails, mensagens e navegação na internet.

Os dois modelos estão disponíveis em formatos, tamanhos e cores diversas.

Ambos contam com a interface MotoSwitch, que gerencia informações sobre os contatos e os aplicativos mais utilizados. Já a função Social Graph coloca as informações mais importantes na página inicial.

O aparelho ainda conta com os recursos Music Now (onde você pode tocar suas músicas prediletas), Smart Gallery (que reúne as suas imagens favoritas) e o Google Mobile Services.

Por enquanto, ainda não foi divulgado o preço de comercialização dos aparelhos, mas eles estarão à venda na Ásia, Europa e América Latina até o final deste primeiro trimestre.

Por Natali Alencar


A Motorola e a Nextel anunciaram está semana o lançamento do novo smartphone Motorola Titanium. O aparelho alia os recursos presentes nos smartphones Android com os recursos de PPT presentes nos celulares da Nextel.

O smartphone terá tela touchscreen de 3.1 polegadas, teclado QWERTY, câmera de 5MP (com flash integrado) e conexões Wi-Fi e Bluetooth.

Além disso, o Motorola Titanium também apresentará o Nextel Mail, serviço que permite que o usuário acesse seus e-mails pessoais e corporativos através dos servidores POP3, Microsoft Exchange e IMAP.

Com relação ao seu sistema operacional, ele será o Android 2.1 e possuirá o Android Market para que sejam instalados aplicativos no aparelho.

O preço do aparelho deve partir de R$799.

Confira o vídeo de apresentação do aparelho:


A Motorola lançou o celular Atrix, que pode ser considerado o primeiro aparelho com “dual processor”, pois incorpora dois processadores de 1 gigahertz, ou seja, possui alta capacidade de processamento se  comparado aos celulares atuais, que possuem processador único e que são considerados rápidos.

O Atrix possui sistema de proteção de privacidade, em que é necessária a digital do dono do aparelho para desbloqueá-lo. A grande sensação do aparelho é que ele pode ser transformado em um mini laptop, já que pode ser plugado em uma tela de 11,6 polegadas e em um teclado.

O telefone tem 16 gigabytes de armazenamento interno e se quiser estender a memória para 32 gigabytes, basta inserir um cartão MicroSD. O Atrix vem com 1 gigabyte de RAM, além de uma câmera VGA de 5 megapixel, que faz filmagens e fotos de alta definição. A tela, chamada pela Motorola de “Quarter High Definition”, apresenta 960 X 540 pixels.

Por Andrea Gomes

Fonte: New York Times


A Motorola deve seguir investindo no Android em 2011. No dia 5 de janeiro do ano que vem, em Las Vegas, a empresa deve anunciar diversos lançamentos. Entre eles estão um possível tablet chamado MOTOPAD e alguns smartphones.

Um dos modelos aguardados é o “Terminator”. Na verdade, esse era o antigo codinome do smartphone, e agora sabe-se que o nome oficial do aparelho é MB860 Olympus. Embora os detalhes sejam escassos, a expectativa é que o Olympus rode o Android 2.3 e tenha processador dual-core Tegra 2.

Também é possível que o aparelho, que deverá ser lançado pela operadora AT&T seja o primeiro smartphone da Motorola com tecnologia LTE (4G), cuja velocidade pode ser 10 vezes maior que a 3G.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Android And Me


O smartphone Motorola Milestone 2 é a evolução do Milestone original. O aparelho traz muitas melhorias, incluindo a versão 2.2 do sistema operacional Android que permite, entre outras coisas, usar o aparelho como hotspot 3G para até 5 aparelhos e a possibilidade de instalar aplicativos diretamente no cartão microSD.

O site RT fez um review completo do novo aparelho da Motorola. Aproveito para destacar os pontos positivos e negativos do smartphone apontados no site. Em primeiro lugar, as mancadas da Motorola, que são poucas: a câmera não teve melhorias e ainda apresenta fraco desempenho em imagens noturnas; há que destacar a falta de câmera frontal e também da TV digital e de rádio FM, recursos encontrados em vários aparelhos da concorrência.

Os aspectos positivos do Motorola Milestone 2 são inúmeros. O teclado é mais confortável, há conexão DLNA (que permite envio de vídeos para TVs sem a necessidade de fios), gravação de vídeo em alta resolução e Office Completo e Gratuito.

Por Maximiliano da Rosa


Defy. Este é o nome do mais novo smartphone da Motorola. A marca apresentou o aparelho que obtém o sistema com a tecnologia Android 2.1. Um dos grandes pontos são as suas funcionalidades de navegação. Avançadas, elas permitem que o usuário visualize conteúdos multimídia com uma qualidade acima da média de outros aparelhos. Segundo informações da Motorola, o seu design é delicado e oferece suporte para situações da rotina da pessoa. Isso sem que o seu uso seja comprometido.

Talvez a maior novidade esteja na tela inicial do aparelho. A nova versão do motoblur. Ele da a oportunidade do usuário gerenciar com maior facilidade seus emails, atualizações de redes sociais e mensagens. O Defy também conta com um portal que guarda informações suas e de contatos em caso de extravio ou perda.  A câmera é de 5MP possui flash, zoom digital e autofoco. Ele também tem uma tela de 3,7 polegadas.

Assista ao vídeo para mais informações:

Por Oscar Ariel


O lançamento do smartphone Motorola Milestone 2 pode estar mais próximo que se imagina. O que dá margem aos rumores é um vídeo que apareceu na Internet produzido pela própria Motorola e publicado no site Engadget.

Para quem não sabe o Milestone 2 é a versão internacional do Droid 2, o smartphone lançado há pouco tempo pela Motorola nos Estados Unidos, sucessor do Droid.

O vídeo informa vários detalhes sobre o Milestone 2 e não há qualquer diferença em relação ao Droid 2, exceto por um detalhe: o smarphone deve ser lançado já com o sistema Android 2.2 para alegria dos fãs do SO do Google.

Enfim, resta esperar agora quando o aparelho chegará ao Brasil. Quem sabe isso acontece ainda este ano.

Por Maximiliano da Rosa


A Motorola anunciou que lançará ainda em 2010 dois novos modelos de smartphones de entrada da família Quench. O MB501 e o XT3 rodarão o sistema operacional Android como o modelo vendido atualmente no Brasil e utilizarão chipsets da Qualcomm. Inicialmente os modelos serão vendidos apenas em Taiwan.

Outro modelo anunciado pela Motorola é o celular com tela sensível EX300, que será o primeiro da empresa a utilizar o sistema operacional Brew. Para quem não lembra, o Brew é considerado o precursor dos sistemas operacionais para smartphones e foi criado pela Qualcomm. Depois de anos abandonado o sistema está sendo relançado.

O EX300 estrá no mercado até o fim do ano com preço estimado em 208 dólares. Já os dois modelos Quench serão lançados em Agosto, mas os preços não foram informados.

Por Maximiliano da Rosa


Um charme. Realmente os fabricantes do novo Motorola Charm acertaram em cheio na escolha do nome desse Smarthphone. O design da máquina vem com cantos arredondados e formato retangular elegante. Além do mais, vem em duas cores bastante específicas: bronze e cabernet vinho.

Principalmente destinado a camada jovem da população, o Charm tem sistema operacional Android 2.1, uma bela tela de 2.8 polegadas QVGA touch, Wi-fi, bussola digital, Bluetooth e câmera de 3 megapixels.

Mesmo direcionado mais para a camada jovem, é possível dizer que esse smarthphone pode ser utilizado por pessoas de diversas idades, pois, mais que um aparelho eletrônico, é uma aquisição de muito bom gosto.

Por Jeferson Vainer


Clientes da operadora Claro já podem adquirir o smartphone Motorola Milestone. O aparelho estava disponível apenas para Vivo e Tim. Inicialmente o Milestone estará à venda apenas nas lojas da Claro de São Paulo e da Região Centro-Oeste. Clientes dessas regiões também podem comprar o smartphone pela loja online da operadora. Mais tarde as lojas de outras regiões do país receberão o Milestone.

Para quem não conhece o Motorola Milestone é um dos smartphones mais completos e poderosos do mercado. Ele possui teclado QWERTY do tipo slide, tela sensível ao toque de 3.7 polegadas, Wi-fi, GPS, câmera de 5 MP, 256MB de RAM, e uma infinidade de aplicativos disponíveis pelo Android Market.

Embora a Claro não tenha divulgado a versão do sistema Android disponível no Milestone, o provável é que seja a 2.0.

Por Maximiliano da Rosa


A Motorola lançou nos Estados Unidos o seu primeiro smartphone com o novo sistema operacional da Microsoft, o Windows Embeded Handled. Muita gente deve estar se perguntando à essa altura o que aconteceu, afinal, com o Windows Phone 7. Na verdade, não acredito que seu lançamento vá ocorrer tão cedo.

Por enquanto, essa plataforma é o que a Microsoft tem a oferecer de melhor, que nada mais é do que uma atualização do Windows Mobile 6.5. Como pesquisas recentes mostraram que esse sistema ganhou presença no mercado, talvez a empresa tenha decidido não abandoná-lo de vez.

Voltando ao Motorola ES400. Ele parece focado no ambiente corporativo, já que lembra muito um Blackberry. Com teclado QWERTY, ele deve agradar executivos de todas as idades. Um detalhe é que o ES400 não estará à venda no varejo. A estratégia da Motorola é oferecê-lo às empresas, sem intermediários.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: TargetHD


Rumores circulam na internet em torno de um novo Motorola, o Droid X, ou Droid 2, que será lançado talvez ainda este mês. Há quem aposte que isso ocorrerá num evento realizado em Nova Iorque no dia 23 de junho. Ou seja, um dia antes da chegada às lojas do iPhone 4.

Um detalhe sobre o esse novo aparelho é a dificuldade para definí-lo. Com sua tela de 4.4 polegadas tanto dá para dizer que o Droid X é um smartphone crescidinho ou um mini tablet. A julgar pelas suas características, acho que é um pouco dos dois.

O hardware do Droid X é bem poderoso: ele conta com um processador ARM de 1Ghz, câmera de 8MP, 8Gb de espaço interno. Uma nova versão do Motoblur virá integrada ao sistema e, para suprir a falta de um teclado físico, deverá contar com o aplicativo Swype para facilitar a digitação.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Engadget


A Motorola anunciou o lançamento de um novo smartphone para o mercado europeu, o X720. Com recursos avançados, e rodando o Android 2.1, o aparelho tem tudo para agradar os fãs da marca. Dotado com uma câmera de 8 MP com flash de Xenon, e podendo fazer filmagens em alta definição (720p), o X720 promete acirrar ainda mais a concorrência no mercado de smartphones.

Aparentemente, o Motorola X720 deve entrar na briga direta com outros modelos semelhantes, como o Nokia N8, que deve ser lançado em breve. Como o modelo da Nokia, o smartphone X720 não tem teclado.

Outros recursos que o complementam: tela multi-toque de 3.7 polegadas, GPS, bluetooth, wi-fi, e integração aos aplicativos do Google. Ou seja, o trivial para os smartphones modernos daqui para frente.

Sem preço definido, o X720 será colocado à venda ainda este mês.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Terra


Agora é oficial. A Motorola colocou na internet diversos vídeos do FlipOut na internet, especialmente no YouTube. O novo modelo sobre o qual já falei faz parte de uma nova tendência de smartphones de formato quadrado voltado aos jovens, e que começou provavelmente com a própria Motorola quando lançou o MotoCubo.

Aparecendo em vários cores, o FlipOut tem um teclado Qwerty que desliza para o lado, girando, ao contrário do MotoCubo. Embora tenha algumas semelhanças com seu irmão mais velho, o FlipOut ganhou muitas melhorias. A começar pela interface do Motoblur, que permite ser customizada e tem total integração com redes sociais e serviços do Google, como o Gmail.

O FlipOut é uma opção diferente de smartphone Android, e pode agradar alguns e desagradar outros. De qualquer forma, não dá para negar suas muitas qualidades, e teremos que esperar para ver se ele fará sucesso ou não.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Pop


O Motorola i1 é um smartphone que utiliza a tecnologia iDEN da Nextel, e não chega a ser novidade, pois seu lançamento no Brasil era aguardado. Antes ele havia sido lançado no Estados Unidos pela operadora Sprint. O modelo é o primeiro Android da América Latina a trazer a tecnologia da Nextel.

O design do aparelho é bem interessante, com poucos botões e interface limpa. O ponto negativo é a versão do sistema operacional Android, a 1.5, que já está mais que ultrapassada.

Por outro lado o o i1 chega ao Brasil com aplicativo para digitação swype, que possibilita digitar muito mais rápido que com o T9, por exemplo.

A data oficial do seu desembarque no nosso país é 15 de Junho. Porém, a Motorola não informou o preço do aparelho.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Gizmodo





CONTINUE NAVEGANDO: