Novos cases para celular serão compatíveis com os modelos Nexus 6, Nexus 6X e Nexus 6P. Venda será realizada apenas pela Google Store.

As famosas "capinhas" são uma verdadeira febre entre o público jovem, principalmente pela variedade gigantesca de opções que encontramos no mercado. É até mesmo possível personalizar hoje a capinha de seu smartphone com uma foto sua, tamanha as possibilidades. Tentando entrar com força nesse mercado, a Google lançou suas Live Cases, tendo como foco a personalização das capinhas pelo próprio usuário.

O lançamento ocorreu na quinta-feira, 14, pela Google, sendo que as capinhas são destinadas aos Nexus 6, 6X e 6P. A grande novidades das chamadas Live Cases é que os usuários poderão realizar a personalização de sua capinha online antes de efetuar a compra.

O modelo lembra o "Moto Maker", da Motorola, que também permite os usuários da linha Moto personalizar suas capinhas a seu gosto, antes de efetuar a compra. No caso das Live Cases, será possível utilizar suas próprias fotos, bem como usar filtros e cores para personalizar ao máximo a seu gosto a capinha.

Outra novidade das Live Cases é um botão presente em todas as capinhas, que permite a capinha se conectar com seu dispositivo móvel por meio de NFC, ativando comandos com um toque para o usuário. Buscando também integrar as Live Cases com outros serviços da empresa, os interessados na compra irão contar com o "Places Live Cases", que permitirão aos usuários selecionar um lugar no mapa por meio do Google Maps para personalizar sua capinha, podendo essas imagens também serem personalizadas pelos usuários, podendo garantir um visual e design completamente novo e inovador.

As capinhas custaram cerca de US$ 35, algo em torno de R$ 120 desconsiderando os impostos, entretanto, como elas serão vendidas apenas pela Google Store, as Live Cases não estarão disponíveis no Brasil.

O nome é uma referência a um Wallpaper animado que é feito através da imagem personalizada que você utilizou em sua capinha no momento da criação, que poderá ser baixado pela Google Play, graças a um link emitido pelo serviço NFC no momento em que a capinha é acoplada ao dispositivo pela primeira vez.

A oferta da Google é interessante, porém, certamente não será nada fácil entrar em um mercado que possui tantas opções disponíveis para os usuários nesse momento.

Laisa Silva


Os modelos Nexus 6 e Moto Maxx são smartphones fabricados pela Motorola, destacando-se por ocuparem posições top de linha. O modelo Nexus 6 foi disponibilizado em outubro, mas não foi lançado em território brasileiro. O modelo Moto Maxx, por sua vez, foi disponibilizado em novembro e chegou ao Brasil com a versão do Droid Turbo, denominação vinda dos Estados Unidos. Veja a seguir as diferenças entre os dois aparelhos:

Os dois dispositivos possuem potências idênticas. Eles são compostos pelo processador Qualcomm Snapdragon 805 quad-core de 2,7 GHz e uma memória RAM de 3 GB. O armazenamento de ambos os aparelhos é de 64 GB e não pode ser ampliado com cartão de memória.

Apesar da Motorola ter compactado as funcionalidades dos aparelhos, alterando da menor forma possível, o Android do smartphone Nexus 6 é difícil de ser vencido. Este dispositivo possui originalmente o recente Android 5 Lollipop. O modelo Moto Maxx, por sua vez, possui o KitKat 4.4.4 atualizado para a versão recente.

Foto: divulgação

O grande modelo Nexus 6 possui 5,96 polegadas, enquanto o Moto Maxx possui 5,2 polegadas. É escolha do usuário se as telas ampliadas sejam um ponto positivo ou negativo. Os dois aparelhos possuem telas AMOLED, além da resolução quad HD de 1440 x 2560 pixels.

Entretanto, o Moto Maxx se destaca neste sentido por ter um display menor, enquanto sua densidade é de 565 pixels por polegada, superando o Nexus 6, que possui 496.

O smartphone Moto Maxx têm incríveis 3.900 mAh de capacidade, onde o aparelho pode ser usado em até 40 horas sem ser recarregado. O Nexus, por sua vez, possui bateria de 3.220 mAh, recordando o fato dele possuir uma tela bem maior, sendo um fator determinante para o maior consumo de bateria.

Foto: divulgação

O preço do Moto Maxx é de R$ 2.199,00, enquanto não há expectativa ainda para que o Nexus 6 seja recebido no Brasil.

Por Felipe Couto de Oliveira


O tão esperado (por alguns, é claro) smartphone Nexus 6 não será produzido pela LG, como era a expectativa até então. A espera de que a sul-coreana ficasse por trás da fabricação do dispositivo não era novidade, uma vez que foi a responsável por produzir o Nexus 5.

E tem um detalhe muito importante no meio dessa história: a própria linha intitulada Nexus pode deixar existir. As novidades foram divulgadas por uma publicação de origem holandesa e acabou ganhando destaque em sites especializados na área como é o caso do GSM Arena.

Conforme as informações contidas na nota, o diretor de comunicação global da LG, Ken Hong, confirmou que não é de seu conhecimento uma nova e provável parceria do Google, que é dono da linha, com alguma outra empresa. Ou seja, mais dúvidas.

De qualquer maneira, se o calendário usual de lançamento for mesmo seguido, o próximo dispositivo já estaria (ou não, dependo de que rumo as coisas podem tomar) disponível no mês de outubro deste ano. Em outras palavras isso quer dizer que a essa altura do campeonato a LG já deveria estar em processo de fabricação do aparelho.

Já o Google se mentêm em um silêncio sepulcral. Muita gente comenta que a empresa não diz nada a respeito dos boatos por que estaria de  fato interessada em efetuar a mudança de sua linha Nexus para a Android Silver.

Caso essa mudança realmente ocorra, o Google passaria então a ter como investir em diferentes modelos de celulares e fabricantes fazendo uso, inclusive, de versões mais puras e novas de seus sistema operacional móvel: o Android.

Enquanto as coisas não mudam, ou não se decidem, o Nexus 5 continua como um dos dispositivos mais poderosos no mercado atualmente. O aparelho, inclusive, está bem à altura de competir com outros grandes nomes do setor, como é o caso do Apple iPhone 5S e do Samsung Galaxy 5S.

Por enquanto, o jeito é esperar.

Por Denisson Soares

Foto: divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: