Relógio inteligente da Samsung poderá ter tela redonda

Para quem gosta de relógios a empresa de eletroeletrônicos Samsung está preparando mais uma grande novidade para o mercado. Essa novidade é o novo smartwatch que está sendo planejado nos bastidores da empresa. Notícias advindas do Sam Mobile, o qual é o endereço eletrônico especializados nos produtos da Samsung, este smartwatch possivelmente terá uma tela redonda e poderá ser batizado com o nome de Gear A, anteriormente os rumores davam conta de que o nome desse lançamento seria Orbis, contudo ao que tudo indica a empresa desistiu dessa nomenclatura.

O grande destaque do novo Gear A ficará por conta de sua tela redonda do mesmo modelo do que a que é encontrada no seu concorrente, Moto 360, o relógio inteligente da Motorola. Em princípio o Gear A terá duas versões distintas, uma com a tecnologia 3G capacidade de fazer chamadas, porém sem o uso do celular e uma outra versão com conexão Bluetooth, sendo que nos dois modelos o suporte via Wi-Fi será disponibilizado, sem sombra de dúvidas com relação aos valores entre as duas versões, a mais cara será a com tecnologia que suporta a rede móvel 3G.

Uma prova de que tudo isso é verdade e que realmente dentro de muito breve esse produto será lançado no mercado é o fato de que estes novos smartwatches, segundo informações de bastidores, já teriam sido registrados com os códigos SM-R720 e SM-R730, sendo este último nome a designação para o modelo com conectividade 3G. Também foi registrado pela empresa um terceiro modelo identificado com o código SM-R732, mas a notícia triste é que este seria um modelo exclusivo que será destinado somente para o mercado asiático, devido ao fato de que por lá as frequências e os modelos de chips de rede móvel são diferentes dos que são utilizados por aqui.

Assim, percebe-se que, em tese, a principal ideia da gigante sul-coreana é atrair os consumidores com os seus novos smartwatches, haja vista que a sua outra concorrente, a Apple, está também prestes a fazer o lançamento de um relógio inteligente o qual foi batizado com o nome de Apple Watch.

Por Adriano Oliveira

Samsung Gear S

Samsung Gear S

Foto: Divulgação


Relógio inteligente custa R$ 1.300, preço influenciado pela alta do dólar

A LG já está comercializando o seu novo smartwatch no Brasil! O preço não é dos menores, vai custar R$ 1.300,00 em média, porém, a qualidade e tecnologia empregada no G Watch R justifica o preço do relógio inteligente da LG que vem com design circular, processador Snapdragon quad-core, tela de 1,3" e espaço interno para armazenamento de 4GB.

O anúncio do G Watch R, foi feito pela LG neta quinta-feira (12) que além do relógio inteligente, também anunciou a chegada de vários outros produtos ao comércio brasileiro, mas o grande destaque, sem dúvida alguma, é o LG G Watch R.

O relógio era esperado com um preço menor, pois ele é montado aqui mesmo no Brasil, no estado de São Paulo, mas isso não impediu que o smartwatch não sofresse com a alta do dólar. E a interferência do dólar é tão grande no relógio inteligente da LG, que a empresa já anunciou que o valor certamente vai variar, indo de acordo com a flutuação do dólar.

Os maiores concorrentes da LG serão o Moto 360 e o Samsung Gear S e a disputa será grande, pois cada modelo tem suas vantagens e desvantagens, mas algumas características destes 3 modelos são as mesmas, por exemplo, ambos possuem 512 de memória, contam com 4GB de espaço e visual redondo, com exceção da Samsung que optou por um design curvo para seu modelo. Outro diferencial do relógio da Samsung para o da LG, é que ele oferece além das conexões Wi-Fi e Bluetooth 4.0 que também estão no modelo da LG, conexão 3G e 2G.

O modelo que roda o sistema operacional Android Wear é bem clássico, uma forma de competir com o Moto 360. O processador quad-core Snapdragon 400 de 1,2 GHz promete ao G Watch R bom desempenho nas tarefas a serem realizadas. Ele contará ainda com 512MB de memória.
A tela OLED conta com resolução de 320 X 320 px.

O LG G Watch R é resistente à água e à poeira e também contém um sensor cardíaco.

Por Russel

LG G Watch R

LG G Watch R

Fotos: Divulgação


O Apple Watch é uma das grandes novidades de 2015 e sua chegada vem sendo esperada ansiosamente pelo público e empresas concorrentes. O lançamento mundial será no dia 24 de abril e além de todos estarem querendo saber quais as novidades o relógio inteligente da Apple trará para o mercado, outra grande curiosidade é quanto ao preço.

O relógio é capaz de medir as atividades físicas do usuário, seus sinais vitais, batimentos cardíacos, mas também é capaz de receber ligações. O aparelho foi apresentado pela Apple nesta segunda-feira (09).
Apesar do lançamento estar previsto para o dia 24 de abril, a empresa garantiu que no dia 10 do mesmo mês começará a pré-venda e o Apple Watch custará cerca de US$ 349 nos Estados Unidos.
Foi citada também uma versão, de luxo, que custará mais de US$ 10 mil.

Para receber as ligações pelo Apple Watch é preciso ter um microfone embutido. Para o atendimento das ligações basta deslizar a mão sobre o relógio, assim uma ferramenta de nome "Glances" estará fazendo todo o serviço.

Outro recurso interessante é o de desenhar no relógio e estes desenhos serão mostrados no aparelho de uma outra pessoa, exatamente como você os desenhou. Ao fazer a demonstração do Apple Watch, Tim Cook que é o presidente-executivo da Apple brincou dizendo que espera receber um destes de presente.

O Apple Watch estará monitorando o usuário durante todo o tempo, inclusive lembrando-o quando constatar que já faz um bom tempo que a pessoa está sentada. Semanalmente, será emitido um relatório baseado no movimento ou não do usuário, será feita uma proposta com uma meta para o usuário "andar" na semana seguinte.

O valor de US$ 349 será um valor inicial, sendo que haverá outras versões que poderão chegar a US$ 399 de acordo inclusive com o tamanho do aparelho que roda o sistema operacional iOS 8.2 que inclusive já está disponível para todos os usuários.

O Apple Watch também receberá notificações das redes sociais, além de notícias variadas. Também será possível efetuar pagamento através do aparelho, utilizando o Apple Pay, porém, para esta função é preciso ter um iPhone onde o recurso já esteja disponível, podendo ser qualquer modelo a partir do iPhone 5.

Por Russel

Apple Watch

Apple Watch

Fotos: Divulgação


O mercado de "relógios inteligentes" vem recebendo altos investimentos, mas ainda não conseguiu conquistar o consumidor que não vê muita utilidade nos relógios que estão sendo lançados no mercado, preferindo adquirir um smartphone com uma configuração mais robusta e dispensando o acessório.
Mas as grandes empresas têm investido cada vez mais e estes relógios já começam a mostrar funções realmente interessantes, que já começam a despertar o interesse dos consumidores.

E na disputa por um pedaço maior deste mercado vale tudo! O Google, por exemplo, está preparando o seu Android Wear para ser compatível com o iPhone! A nova versão do seu aplicativo para o Android Wear, será compatível com o sistema operacional iOS e o Google não tem poupado esforços para concluir o trabalho o mais rápido possível.

Quem anunciou primeiro esta novidade foi o site 01net, que publicou a notícia de que o suporte para relógios com Android, compatível com os dispositivos da Apple estarão chegando ao mercado em breve.

Em maio será realizada a conferência anual da empresa, o Google I/O e tudo indica que será neste evento o anúncio da novidade compatível com o iOS. Mas tem um detalhe muito importante que vai definir o anúncio, ou não, da novidade, que é o resultado das vendas do Apple Watch que será lançado antes de maio. Ou seja, se o Apple Watch não for um sucesso de vendas, o Google pega carona e anuncia sua novidade, mostrando ao público que seu Android Wear é compatível com o iPhone e assim tenta emplacar de vez o seu relógio inteligente no mercado. Há, inclusive, alguns modelos de alto nível, por exemplo, o LG G Watch, o Samsung Galaxy Gear Live e também o Moto 360.

Até o momento, os relógios inteligentes do Google só funcionam com os smartphones que rodam o sistema operacional Android, enviando notificações, atendendo ligações, mandando SMS, entre outras funções.

Mas a Apple está apostando alto no seu próprio relógio inteligente e não quer o relógio do Google vendendo mais que o seu e, para isso, promete um produto com novidades que o mercado ainda não conhece e que serão revolucionárias!

O mercado mundial e o Google aguardam ansiosamente pelo Apple Watch.

Por Russel

Android Wear

Foto: Divulgação


A Pebble Technology, empresa bastante conhecida quando o assunto é inovação e tecnologia, deu início nesta terça-feira, 24 de fevereiro, a uma campanha na internet. A campanha online tem um objetivo bastante interessante: arrecadar fundos para o mais novo projeto da empresa. Esse projeto está sendo bastante comentado em todo o mundo, haja vista ser o desenvolvimento de um relógio inteligente, o chamado Pebble 2. O mais interessante é que a campanha já arrecadou um grande valor: US$ 4 milhões em apenas três horas.

Vale ressaltar que a campanha ainda tem nada menos que 31 dias para ser encerrada. Além disso, outro fato extremamente interessante em relação a esta campanha é que o financiamento coletivo que a Pebble indiciou no Kickstarter foi de US$ 500 mil. Com isso, em apenas três horas a Pebble já conseguiu oito vezes a mais que o valor esperado.

Como já foi citado nesta matéria, o grande projeto que está recebendo financiamento coletivo é o Pebble 2, um relógio inteligente. A nova versão dispõe de bateria com autonomia para sete dias sem novas recargas. Além disso, o relógio ainda possui outros destaques: é a prova de água, possui compatibilidade com 6,5 mil apps criados para o aparelho anterior, responde a comando de voz para executar ações, dentre outros.

A segunda versão do relógio inteligente possui espessura de 9,5 milímetros, sendo assim, o mesmo é 20% mais fino que a primeira versão. O Pebble 2 funciona integrado a um smartphone e estará disponível para iPhones com sistema operacional iOS 8 ou celulares com o Android 4.

A Pebble Technology já havia lançado uma vaquinha online referente ao seu primeiro projeto de smartwatch. Na ocasião, a empresa conseguiu nada menos que US$ 10,2 milhões, o recorde de arrecadação até então. No entanto, esse recorde foi superado pelo financiamento do Coolest Cooler que conseguiu arrecadar US$ 10,6 milhões. Apesar disso, é esperado que a Pebble volte a ocupar o posto de maior arrecadação, haja vista o alto valor já arrecadado pelo Pebble 2 e a quantidade de dias restantes para o fim da campanha.

Por Bruno Henrique

Pebble 2

Foto: Divulgação


Os smartphones foram uma verdadeira revolução no mundo da tecnologia. Com hardware e software avançados, os gadgets inteligentes passaram a tomar conta do dia a dia dos usuários e substituíram uma infinidade de objetos que agora podem ser acessados com um simples toque na tela.

Os smartphones atualmente vão muito além das ligações e podem navegar na internet de alta velocidade, tocar músicas, filmes, rodar jogos em alta definição além de possuírem uma grande diversidade de sensores capazes de identificar o usuário. Tudo isso proporcionou ao usuário uma liberdade muito grande na hora de realizar as suas atividades corriqueiras. Com a evolução natural da tecnologia, começam a surgir dispositivos ainda menores que prometem levar a liberdade dos smartphones a outro nível. Os dispositivos “vestíveis” como são conhecidos, atraem o público por serem agradáveis ao uso e ainda ampliarem a gama de possibilidades dos smartphones.

Entretanto, a companhia sul-coreana Samsung pretende levar essa história ainda mais adiante com a criação de um relógio inteligente autossuficiente, que funciona de maneira independente dos smartphones.

Atualmente, os smartwatches funcionam apenas pareados com o celular e servem para a visualização de notificações, atendimento e realização de chamadas, além de possuírem outras funções mais básicas. O Galaxy 2 Solo, como deve ser chamado possui o sistema operacional Tizen da própria Samsung, tem GPS, câmera fotográfica, envia e-mails, possui um monitor cardíaco e ainda pode fazer e receber ligações de forma independente do smartphone, através de um SIM card próprio.

Apesar de ainda não ter sido confirmado oficialmente, os rumores são bastante fortes. Segundo informações do Wall Street Journal, a Samsung estaria negociando com operadoras da Europa, EUA e Coreia do Sul o que poderia ser um lançamento oficial do produto. Não há como saber de fato a aceitação do público para um dispositivo assim, mas seria bastante interessante ter um gostinho futurístico daquilo que já é visto há bastante tempo nos cinemas e ficção. 

Por Ebenezer Carvalho

Samsung Galaxy 2 Solo

Foto: Divulgação


Uma notícia do Wall Street promete aumentar as atenções para um novo smartwatch da sul-coreana Samsung, que atualmente é a líder global de vendas de celulares. Segundo a notícia, a empresa pretende lançar um novo relógio inteligente que não precisará de conexão com um smartphone, como é o caso dos atuais modelos da companhia. Ele poderá, entre outras funções, realizar e receber chamadas de voz, algo que somente os celulares e alguns tablets são capazes.

A empresa ainda não divulgou informações ou mesmo as especificações do relógio, contudo será necessário o uso de um chip SIM ou nanoSIM para ter suporte para as ligações. Além disso, o aparelho também precisará de mais memória e processamento do que os modelos anteriores do dispositivo. Não se sabe ao certo quais serão as pretensões do modelo, contudo ele deve se tratar de um smartphone do tamanho de um relógio de pulso, com funções específicas de um relógio com bom desempenho e também de um smatphone.

Devido aos rumores acerca da nova plataforma é esperado que o modelo tenha como sistema operacional o Tizen, que está sendo desenvolvido pela Samsung. A exemplo do Gear 2, o futuro lançamento terá o software desenvolvido pela empresa juntamente com a Intel, que será equipado em computadores, smartphones, TVs inteligentes e outros aparelhos. A estratégia mostra a intenção da companhia em lançar cada vez mais produtos independentes do Android, mesmo em smartphones que dependem do sistema.

A proposta será bem diferente das adotadas pelas concorrentes LG e Motorola que apresentaram o G Wath e o Moto 360, respectivamente. Ambos chegarão ao mercado ainda este ano e possuem sistemas operacionais baseados no Android presente em smartphones. Trata-se de um sistema operacional desenvolvido para tecnologias “vestíveis” como relógios, pulseiras e o que mais a imaginação puder trazer aos consumidores. Resta saber como o público irá se comportar com um aparelho que é praticamente um celular de pulso. 

Por Robson Quirino de Moraes

Samsung Smartwatch

Foto: Divulgação


Segundo informações divulgadas pelo New York Times, parece que a Apple está desenvolvendo um projeto de relógio inteligente, que revolucionaria o mercado tal qual foi feito com o iPhone.

Não há muitos detalhes, ainda, sobre como o aparelho funcionaria e quais seriam as suas novas funções, porém já há um nome especulado: iWatch – seguindo os nomes dos dispositivos da Maçã. E também, a expectativa é que o relógio se comporte como um smartphone ou "seja ligado" a um, dando a possibilidade de o usuário executar diversas atividades, mas dessa vez diretamente no seu pulso.

Além disso, apesar de o projeto supostamente estar em estágio inicial o New York Times e o Wall Street Journal afirmam que está sendo levado muito a sério, tanto que empresas como a Hon Hai Precision Industry e a Foxconn já estão sendo envolvidas.

Outra empresa, a Corning, que desenvolveu os Gorilla Glass (usados nos dispositivos da Maçã), parece estar envolvida, também, no projeto de relógio inteligente. Isso, porque há pouco tempo a companhia criou o Willow Glass, um vidro fino e flexível, cujas características apontam para um produto desenvolvido especialmente para o relógio da Apple.

Entretanto, nada foi confirmado por nenhuma das empresas mencionadas e, assim, ainda não podemos levar isso como um possível lançamento desse ano.

Por Guilherme Marcon





CONTINUE NAVEGANDO: