Aparelho conta com 6 GB de Memória RAM e 126 GB de armazenamento interno.

A fabricante de smartphones e produtos de telecomunicações ZTE anunciou o lançamento de seu mais novo dispositivo para o público final, o Axon 7. Trata-se de um smartphone com especificações monstruosas. Apesar de não ser muito conhecida entre os brasileiros, a empresa chinesa tem cativado diversos usuários em todo mundo devido ao seus produtos com hardware de primeira.

O Axon 7 conta com configurações de aparelho topo de linha. A ZTE incluiu um processador Qualcomm Snapdragon 820, amplamente utilizado nos melhores aparelhos do mercado atual. O chip trabalha em uma taxa de clock de 2,2 GHz. Para melhorar ainda mais o desempenho do Axon 7, a empresa inseriu 6 GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento interno. Sem dúvida, é um dos aparelhos com maior quantidade de RAM disponíveis no mercado em todo mundo.

Para os que acham as configurações um exagero, a empresa também venderá um modelo mais simples, com 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento interno.

O Axon 7 conta com uma tela com tecnologia AMOLED de 5,5 polegadas e resolução 2K (2560 x 1440 pixels). A densidade de pixels na tela é de 538 ppp. Sua câmera traseira também é impressionante, com 20 megapixels, enquanto a câmera frontal é de 8 megaixels. Para dar conta de tanto poder de fogo, o smartphone vem equipado com uma bateria de 3.140 mAh, que deve ser suficiente para um dia completo de uso moderado.

Entre outras configurações, o aparelho possui ainda GPU Adreno 530, que deve executar qualquer gráfico mais potente presente em aplicativos e jogos. Ele virá com a versão mais recente do Android disponível, a 6.0.1 Marshmallow.

Em relação a aparência, o Axon 7 adota um corpo premium para competir de igual com qualquer topo de linha das concorrentes. Ele pesa exatos 185 gramas, com 8,7 mm de espessura. A versão com 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento chegará ao mercado internacional custando US$ 449. Já a versão com 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento estará disponível por US$ 499. Os modelos devem chegar ao mercado americano em junho. Não há qualquer previsão de venda no Brasil, tendo em vista que a ZTE não atua no mercado de smartphones brasileiro. Para adquiri-lo será necessário usar o processo de importação.

Por William Nascimento


E nesse mundo com cada vez mais inovações tecnológicas, principalmente no que se refere ao mercado de telemóveis,  a ZTE, empresa chinesa que fabrica e presta serviços em soluções de rede mundialmente, informou que irá iniciar a fabricação de smartphones no Brasil a partir de 2014.

Segundo informações da própria fabricante, ela já está em fase de busca de parceria com empresas que irão produzir seus aparelhos e espera que até em dezembro de 2013, essa definição já tenha sido feita para iniciar suas vendas no primeiro trimestre de 2014.

ZTE Grand S

ZTE Grand S

Foto: Divulgação

A ZTE pretende manter seu foco em dois ou três modelos e estima a conquista de 2% do mercado nacional em handsets ainda em seu ano de lançamento.

Segundo o presidente da ZTE no Brasil,  Li Qiuyang, a decisão de iniciar sua fabricação de smartphones se dá por um período difícil que a empresa enfrento no Brasil: “"Em 2012 tivemos um período difícil no Brasil. Tivemos que deixar passar um tempo. No mundo, hoje somos o quarto maior player em smartphones e queremos conquistar o terceiro lugar".

Em paralelo com seu projeto de fabricação de smartphones, a ZTE também trabalha para conquista o mercado de roteadores e dongles 3G/4G. Para este fim a empresa já fechou parceria com a operadora Claro e promete entregar cerca de 300 mil unidades ainda em 2013. Os roteadores serão de uso residencial e oferecerá telefonia fixa e internet Wi-Fi a partir da rede móvel. Para o ano de 2014 a meta da ZTE é de entregar para a Claro 500 mil unidades entre roteadores residenciais, roteadores portáteis (de pequeno porte, para compartilhamento de acesso 3G) e dongles.

Em contrapartida o mercado e os clientes ganham mais uma alternativa para aquisição de aparelhos, o que fomenta um mercado cada vez mais competitivo e favorece o poder de escolha do cliente final.

Por Jaime Pargan


A STE anunciou que o seu modelo N880E irá receber um update para a versão 4.2 Jelly Bean do sistema operacional Android.

Esta atualização será a primeira a ser realizada fora do Google e se deve ao bom relacionamento da ZTE com a proprietária do Android bem como ao investimento da empresa chinesa em pesquisa.

O update da ZTE aconteceu cerca de um mês após o anúncio da nova versão feita pelo Google e comprova a leveza deste novo sistema operacional, sendo que antes do N880E somente os telefones Nexus do Google haviam recebido esta melhoria no Android.

No entanto, o modelo da ZTE atualizado é vendido apenas na China e espera-se, então, que no primeiro bimestre de 2013 aconteça este mesmo update para outros aparelhos consagrados como Samsung Galaxy Note 2 e Samsung Galaxy S III que são comercializados em todo o mundo.

Fonte: Android Central

Por Ana Camila Neves Morais


Para espanto de muitas pessoas, Lu Qian Hao, executivo de marketing da ZTE, publicou em seu Twitter uma foto (que segue abaixo) na qual aparecem dois novos smartphones, um na cor branca e outro na cor preta, com o “selo” de Windows Phone.

Os dois smartphones ainda não haviam aparecido em nenhum rumor e não tinham sido anunciados pela ZTE. Junto da divulgação da foto, o executivo também divulgou algumas especificações básicas dos dois gadgets: tela com 5.9 polegadas, tecnologia de áudio DTS e resolução Full HD. Ao que parece, o novo smartphone exibido será o top de linha da empresa e, por ter a tela maior que a do Galaxy Note 2, na verdade trata-se de um phoblet.

Até então não há nenhum pronunciamento oficial da empresa sobre os aparelhos, além da divulgação dessa foto. Entretanto, há grandes chances de que se eles saírem do forno serão os novos representantes do Windows Phone 8, ao lado do HTC 8X e do Nokia Lumia 920. O problema é que o selo exibido nos gadgets é do Windows Phone 7 e não do novo Windows Phone 8.

Tendo em vista que o “antigo” WP 7 não suporta tecnologia Full HD, provavelmente os phoblets exibidos sejam ainda protótipos, mas se forem lançados eles serão os primeiros aparelhos com WP 8 a possuírem resolução de 1920 x 1080 pixels.

Por Guilherme Marcon


A empresa chinesa ZTE lançou no Brasil o celular X990. Ele é um smartphone com teclado baseado nos usados em PC (QWERT) para o uso de iniciantes no momento em que navegam na internet e escrevem mensagens.

Esse modelo apresenta uma tela de 2,4 polegadas e câmera de 2 MP. Ela tem Windows Live Messenger e Hotmail, além dos programas costumeiros como calculadora, agenda e conversor de moeda. O rádio só funciona se inserido um fone de ouvido (3,5 mm).

É um celular leve e pequeno que promete 400 minutos de conversação.

A ZTE também lançou o X850, modelo que usufrui do Android 2.1.

Por Victor Palandi


Já faz algum tempo que o celular ZTE S302 foi anunciado e vem sendo notícia na mídia brasileira. Mas agora finalmente o aparelho está à venda no Brasil através da rede TIM VIP.

Muita gente pode estar pensando: afinal o que esse celular tem de especial? Na verdade, nada. Ele é tão simples que poderia ser usado por uma criança ou por uma vovó que não ouve e não enxerga direito. E a ideia é exatamente essa. Ser um celular para idosos e pessoas com limitações de visão, por exemplo.

O ZTE S302 tem três funções básicas: fazer e receber ligações, enviar SMS e pedir socorro. Para ajudar na digitação dos número para quem o usuário deseja ligar, o celular tem teclas bem grandes. E para ser útil em situações de perigo, o S302 conta com um botão de “Pânico” na traseira. Ao ser acionado ele faz o celular ligar para diversos números e liga uma sirene de alerta.

O preço: 169 reais na rede TIM VIP do Rio.

Por Maximiliano da Rosa


O Celular S312 tem sua bateria carregada com a luz solar, a previsão é que ele custe entre R$ 150,00 e R$ 200,00. Em dias ensolarados pode ser completamente carregado em uma hora. A novidade vem da empresa chinesa ZTE.  Uma pergunta que com certeza as pessoas irão fazer  é: “E se não tiver sol para carregá-lo?” O celular também carrega de forma tradicional. Segundo o fabricante o público em geral gostará do celular, mas o público alvo, são pessoas que viajam muito, alguns minutos no sol e o celular sem bateria poderá ser carregado.

O que possibilta essa tecnologia é um painel de células fotovoltaicas, na parte de trás do aparelho.Mesmo nos dias nublados ele pode ser carregado sem a ajuda do carregador, apenas demorará mais.

Fonte:G1

Por Vivian Aguiar





CONTINUE NAVEGANDO: